Universidade do Estado do Rio de · PDF file Storytelling: Visual Storytelling no Instagram,...

Click here to load reader

  • date post

    25-Jul-2020
  • Category

    Documents

  • view

    6
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Universidade do Estado do Rio de · PDF file Storytelling: Visual Storytelling no Instagram,...

  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro

    Centro de Educação e Humanidades

    Faculdade de Educação

    Tania Lucía Maddalena

    DIGITAL STORYTELLING: UMA EXPERIÊNCIA DE PESQUISA-FORMAÇÃO NA CIBERCULTURA

    Rio de Janeiro 2018

  • 2

    Tania Lucía Maddalena

    Digital Storytelling: uma experiência de pesquisa-formação na cibercultura

    Tese apresentada, como requisito para a obtenção do título de Doutora, ao Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro/UERJ. Área de concentração: Educação. .

    Orientadora: Profª. Drª Edméa Oliveira dos Santos

    Rio de Janeiro 2018

  • 3

    Tania Lucía Maddalena

    Digital Storytelling: uma experiência de pesquisa-formação na cibercultura

    Tese apresentada, como requisito para a obtenção do título de Doutora, ao Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro/UERJ. Área de concentração: Educação.

    Aprovada em: _________________________________ Banca Examinadora:

    _____________________________________________ Profª. Drª. Edméa Oliveira dos Santos (orientadora) Universidade do Estado do Rio de Janeiro

    _________________________________

    Prof. Dr. Antônio Carlos Xavier Universidade Federal de Pernambuco

    _________________________________ Prof. Dr. Elizeu Clementino da Souza

    Universidade do Estado da Bahia

    _________________________________ Profa. Dra. Janaina da Silva Cardoso

    Universidade do Estado do Rio de Janeiro

    ____________________________ Profa. Dra. Rosamary dos Santos

    Universidade do Estado do Rio de Janeiro

  • 4

    DEDICATÓRIA

    “O que a memória ama, fica eterno...” Dedico esta tese à minha amiga Sara Martín Rojo, Saray (In memoriam)

  • 5

    AGRADECIMENTOS Agradeço, em primeiro lugar, à minha querida orientadora Edméa Santos. Pelas conversas de orientação, pelo carinho e incentivo constante. Mas, sobretudo, por me ensinar o valor político e pedagógico da pesquisa-formação na cibercultura, aprendizado que levarei comigo sempre. Agradeço à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), pelo apoio com a bolsa nesses três anos de doutorado. Sem essa ajuda no investimento da minha formação não poderia ter chegado até aqui. Aos estudantes da disciplina Tecnologias na Educação do 2015/2 e 2017/1 que formaram o campo da presente ciberpesquisa-formação. Obrigada pela possibilidade de aprenderensinar juntos, pelas trocas, alegrias, angustias e autorias compartidas. #SomosUERJ e a #UERJresiste em cada um de vocês. Ao Proped/UERJ, em especial aos professores com quem tive aulas e belos encontros formativos: Profa. Nilda Alves; Profa. Stella Guedes Caputo; Profa. Mailsa Passos; Profa. Rita Ribes; Profa. Carmen Mattos; Prof. Walter Kohan; Profa. Inês Barbosa de Oliveira; Prof. Aldo Vitório; por me ensinarem que existem formas “outras” de pesquisar e entender o conhecimento e, sobretudo, pela luta e defesa constante à educação pública em momentos tão difíceis como os que atravessamos, de golpe e ameaça constante à nossa universidade. Agradeço imensamente ao meu grupo de pesquisa, o GpDoC, pelos momentos de formação, pelas autorias conjuntas, pelos áudios de Whatsapp, pelos cafés, risos e abraços. Rose, Miriam, Carina, Frieda, Felipe, Tatiana, Irene, Mayara, Shênia, Alê, Vivian, Wallace, Joelma, Rosana, Rachel, Gabi e Mayra. Também às professoras pósdoutorandas que fizeram parte do grupo: Cristiane Porto e Simone Lucena. Não avançamos sozinhos, co-criamos em grupo, em rede e nós somos uma prova disso. Aos professores membros da banca, por aceitarem ler e trazer aportes à nossa pesquisa-formação. Prof. Elizeu Clementino da Souza, Prof. Antônio Carlos Xavier, Profa. Janaina da Silva Cardoso e Profa. Rosemary dos Santos, muito obrigada! Cada um dos seus nomes foi pensado e escolhido com cuidado, porque acreditamos que suas trajetórias acadêmicas e conhecimentos trarão grandes contribuições ao nosso trabalho. À profa. Lynn Alves, pelos aportes trazidos no exame de qualificação, e aos professores Maria Luiza Owsvald e Mariano Pimentel, obrigada por aceitarem ser professores suplentes da banca. À minha amiga Carina, revisora do português. Eu já sabia que escrever uma tese não seria fácil, e apesar disso, escolhi escrevê-la numa língua que não me pertence,

  • 6

    mas graças a você isso tudo se tornou mais leve. A escrita nunca foi solitária para mim. Obrigada amiga! Agradeço à Fer, minha irmã de outras vidas, obrigada pela companhia e apoio de sempre. Juntas na vida universitária, na convivência, na distância, na maternidade e em todo o que virá. Ao Pedro, pela presença marcante em cada momento oportuno, pela amizade e por fazer da nossa passagem pelo Rio de Janeiro um tempo inesquecível. Aos meus queridos: Gu Valezi, Fla, Leo, Dani, Tere, Miguel, Lara, Alex, Kenza, Carlita, Lidi, Soraia, Liz, Gu Bianezzi, Marina, Gabriel, Raul, Anita, Davinia, Jamil, Thaís, Marjo, Davis, Edu, Rocio, Rafa, Fábio, Lianne, Sole e tantas outras pessoas que conheci nas idas e voltas das cidades que morei no Brasil e o que o tempo se encarregou de fixar no meu coração. De nada vale a vida se não temos bons amigos para compartilhá-la. Obrigada a cada um de vocês, pelas inspirações e amizade! Às Yoguitas, amigas que a maternidade me trouxe. Agradeço o carinho, a confidencialidade, às horas no whatsapp, a abraço desinteressado e as palavras de incentivo. À minhas amigas na Argentina, ¡Gracias! Sempre acompanhando minhas loucuras na terra vizinha, sentindo saudades e apoiando com orgulho cada uma das minhas conquistas. Vocês também são parte disto! À minha família na Argentina e na Espanha. ¡Gracias a todos! Pelo carinho, apoio desde longe e por fazer parte das nossas vidas.

    Aos meus pais, Graciela e Rodolfo, porque apesar de quilômetros de distância conseguem estar sempre perto. Acompanhando e apoiando constantemente todas minhas escolhas e aventuras nesta terra. Às minhas irmãs, Flor e Romi (In memoriam) por existirem e me demostrarem a cada dia a força do amor. Gracias a mi amor Abel, sem você nada disso existiria. Obrigada pelo apoio incondicional de sempre! O amor é companheirismo e você demonstra isso a cada dia comigo. Te admiro e agradeço infinitamente, as palavras não bastam. À minha pequena Eva, obrigada filha! Porque sua chegada à minha vida, trouxe ao meu passo pelo mundo um outro sentido.

    ! !

  • 7

    RESUMO

    O presente texto de tese aborda a Digital Storytelling (narração digital de histórias) como ato de currículo na formação de professores, tendo como principal objetivo compreender como a contação de histórias digitais pode potencializar as narrativas de si dos professores em formação. Partimos do pressuposto que na cibercultura as práticas do aprenderensinar se manifestam numa multiplicidade de linguagens e espaçostempos, propiciando, nesse contexto, o surgimento de novas formas de narrar e contar histórias. E, em campo, buscamos o potencial dessas práticas. As abordagens teórico-metodológicas da pesquisa inspiram-se na perspectiva epistemológica da multirreferencialidade (MACEDO, 2010; ARDOINO, 1998; SANTOS 2005; 2014), com as pesquisas com os cotidianos (CERTEAU, 2012; ALVES, 2014; SPINK, 2017) tendo como o método e opção política a pesquisa-formação na cibercultura (SANTOS, 2005, 2014), prática de pesquisa que promove uma imersão e ação de co-autoria no campo, formando e se formando no intercâmbio com os praticantes culturais. O campo de pesquisa foi realizado na turma da disciplina Tecnologia e Educação do curso de Pedagogia na Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ, no segundo semestre de 2015 e no primeiro semestre de 2017 nos quais foram trabalhados diversos gêneros híbridos da Digital Storytelling: Visual Storytelling no Instagram, Digital Storytelling em formato de vídeo, Blog como memorial hipertextual de formação entendidos como dispositivos da pesquisa-formação. Após a experiência do campo e do processo pedagógico obtivemos diversas autorias dos estudantes nas quais surgiram invenções digitais de si. A tessitura entre memória, experiência e ficção na criação de narrativas digitais, públicas e compartilhadas em rede deixaram três noções que consideramos achados da pesquisa: as hiperescritas de si na formação de professores; a potência da experiência formativa narrada em rede e as micro ficções de formação para (re)pensar a educação.

    ! !

  • 8

    ABSTRACT This thesis deals with Digital Storytelling as a curriculum act in teacher training. Our main objective is understanding how digital storytelling can enhance the narratives of the teachers during their training. We start from the assumption that in cyberculture the practices of learning to learn are manifested in a variety of languages and spaces, providing, in this context, the emergence of new ways of narrating and telling stories. And, whilst in the field, we seek the potential of these practices. The theoretical- methodological approaches of the research are inspired by the epistemological perspective of the multireferentiality (MACEDO, 2