Fluidos corporais sangue

download Fluidos corporais sangue

of 27

  • date post

    25-Jun-2015
  • Category

    Documents

  • view

    321
  • download

    7

Embed Size (px)

Transcript of Fluidos corporais sangue

Fludos corporais: sangue

O sangue o fluido que supre as clulas com nutrientes e oxignio, remove seus resduos e torna possvel o transporte de hormnios produzidos pelo sistema endcrino e pelas clulas do sistema imunolgico.

Funes do Sangue: Transporte: O2, minerais,

alimentos, CO2, hormnios, enzimas e clulas sangneas. Regula: T corporal tampes do sangue, sistema de coagulao e mecanismo de defesa contra infeces.

Composio do Sangue: Duas parte: Partculas em suspenso: glbulos vermelhos, glbulos brancos e plaquetas. Lquido em suspenso: plasma.

Glbulos Vermelhos Sangneas: Existncia: 4,5 a 5,0 milhes/m3 de sangue. Excesso: policitemia Deficincia: amenia Estimulao: eritropoetina (glicoprotena) = formada pela ao de uma substncia produzida pelas rins sobre uma globulina presente no sangue. Produo deste hormnio aumentada pela hipoxia nos rins.

Clulas Brancas do Sangue: Existncia: 5 a 10 mil/m3 Caractersticas: tem ncleo, atacam e destroem os microorganismos nocivos. Tipos: basfilos, eosinfilos, linfcitos, moncitos e neutrfilos. Uma contagem acima do normal indica infeco.

Plasma Sanguneo: Existncia: 92% gua. Caractersticas: Slidos mais importantes so as protenas sanguneas: albumina srica, globulinas e o fibrinognio. Globulinas: E, F e K. K-globulina: anticorpos, funcionam contra infeces e doenas. E e F-globulinas: atuam no transporte de olissacardeos, lipdios, esterides e hormnios. ons Inorgnicos: Reguladores cido-base.

Propriedades Gerais do Sangue: Colorao vermelha brilhante (oxigenado) e cor prpura escura (desoxigenado). Densidade total: 1,054 e 1,060 g/mL. O plasma: 1,024 a 1,028 g/mL pH: 7,35 e 7,45, acima chamado: acidose, abaixo chamado:alcalose Viscosidade: depende nmeros de clulas, quantidade de protenas, temperatura e quantidade de gua no corpo.

Anlise do Sangue: Plasma sangneo retirado: adio de oxalato de potssio, como anticoagulante. Determinaes pelo sangue: Clcio e Colesterol cido rico e Nitrognio da Uria Creatina e Creatinina Glicose e Cloretos Fosfato Inorgnico e Sdio CO2 e Hemoglobina.

Hemoglobina: Conceito: protena conjugada poro protica (globina) e poro contendo ferro (heme).

Hemoglobina Fetal:Conceito: Liga-se firmemente ao oxignio que a hemoglobina, de modo que o feto possa retira oxignio do sangue de sua Me.

Anemia:Conceito: contedo de hemoglobina no sangue cai abaixo do normal. Reduo na taxa de produo de Glbulos vermelhos. Destruio de glbulos vermelhos. Perda acentuada de glbulos vermelhos. Doenas: leucemia, mieloma mltiplo, doena de Hodgkin, anemia permiciosa (B12) Diminuio: CO forma: carboxiemoglobina.

Mioglobina:Conceito: Protena globular similar hemoglobina, mas difere por apresentar uma cadeia de 33AA ligados ao grupo heme. Atividade: transporte de O2 nos tecidos, colorao vermelha do corao (msculo). Atividade fsica: mioglobina libera O2 do msculo cardaco para sntese de ATP.

Lipdios Plasmticos:Conceito: transportados pela corrente sangunea, sendo hidrofbicos e no solveis no sangue. transportado realizado pela associao dos lipdios insolveis com os fosfolipdios e ento combinam-se com o colesterol e protenas para formar um complexo hidroflico. Atividade: Transportados na corrente sangnea na forma de lipoprotenas plasmticas.

Protenas Plasmticos:Conceito: Agente transportador de cidos graxos, traos de elementos e muitas drogas. Constitui cerca de 7% do plasma e so divididas em 3 grupos. 1) Albumina: regulador de presso osmtica, so colides grande no atravessam as paredes das membranas. Edema: Um decrscimo na presso osmtica no sangue causa uma maior presso resultante para fora na terminao capilar nervosa. Quando isso acontece, a gua acumula-se nos tecidos

Protenas Plasmticos:2) Globulinas: Formam complexos (combinaes livres) com substncias como carboidratos (nucleoproteinas eglicoprotenas), lpdios (lipoprotenas) e ons metlicos (transferrina para o ferro e ceruloplasmina para o cobre) K-globulina: capazes de produzir imunidade contra doenas como rubola, hepatite infecciosa, poliomielite e caxumba. Falta: agamaglobulinemia

Protenas Plasmticos:3) Fibrinognio: Protena plasmtica envolvida na coagulao do sangue. Produzida: no fgado, de modo que qualquer doena que deteriore os tecidos hepticos causa uma diminuio de fibrinognio no plasma.

Coagulao do Sangue: Coagulao: fibrinognio (protena solvel no sangue) convertido em fibrina insolvel. Ela precipita na forma de fibras longas que aderem mutuamente para formar uma massa esponjosa, a qual aprisiona e segura as clulas sangneas, formando um cogulo.

Coagulao do Sangue: Vaso Cortado: mecanismo de hemostasiaDanos aos vasos sanguneos

Contrao dos vasos

Colapso exposto

Ativao da coagulao

Reao e agregao das plaquetas

trombina

Tampo temporrio

Tampo de fibrina

Coagulao do Sangue:- Um cogulo formado em um vaso

sanguneo chamado de trombo. - Duas drogas para dissolver e prevenir cogulos sanguneos: estreptocinase e o TPA(ativador de plasmina nos tecidos).

Respirao:- O O2 transportado dos pulmes

para os tecidos pela hemoglobina do sangue. Nos tecidos o O2 liberado pela hemoglobina e o CO2 residual recolhido e transportado para os pulmes. - Transporte de O2 e CO2: envolve 9 passos.

Transporte de O2 e CO2:1) O O2 passa para os alvolos para a corrente sangunea. O O2 reage com a hemoglobina(HHb). 2) O CO2 produzidos nas clulas vai dos tecidos para o sangue (glbulos vermelhos), onde reage com a gua nas clulas para formar H2CO3.

Transporte de O2 e CO2:3) O H2CO3 ionizado, gerando ons H+ e Bicarbonato (HCO3-). 4) Nos tecidos, a oxiemoglobina reage com os ons, produzindo O2 e HHb. A maior parte da HHb volta aos pulmes, onde apanha mais O2 , mas uma parte da HHb reage com o CO2 para formar carbaminoemoglobina (HHbCO2).

Transporte de O2 e CO2:5) Os ons HCO3- No permanecem nos glbulos vermelhos, difundem-se para o plasma. Os glbulos vermelhos no supor~tam a perda de ons. Os Cl- presentes no plasma fluem para o interior dos glbulos vermelhos= processo de deslocamento do cloreto. 6) Nos pulmes HCO3- reagem com os H+ produzidos para formar H2CO3. 7) O H2CO3, formado decompe rapidamente gerando CO2 e H2O na presena de enzima.

Transporte de O2 e CO2:8) medida que os ons HCO3-, mais ons HCO3- do plasma fluem para o interior dos glbulos vermelhos. Ao mesmo tempo Cl- migram para fora dos glbulos vermelhos = deslocamento reverso de cloreto 9)Simultaneamente, a carbaminoemoglobina decompem-se nos pulmes, produzindo HHb e CO2.

Sangue arterial: dos pulmes para o sangue arterialPulmes Sangue arterial

1 O2 para dentroO2 + HHb HbO2- + H+ + HCO33

2 HCO3* 5

CO2 para fora

CO2 + H2O + HHb HHbCO2 4

H2CO3 Cl5 Clplasma

Sangue Venoso: do sangue arterial para as clulasClulas Sangue Venoso

CO2 para dentro

7CO2 + H2O H2CO3

8 H+ + HCO3+ O2 + HHb 9 HbO2 ClClHCO3-

O2 para fora