Boa Bibliografia China

Click here to load reader

  • date post

    10-Jul-2015
  • Category

    Documents

  • view

    419
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Boa Bibliografia China

UNIVERSIDADE CNDIDO MENDES CAMPUS NOVA FRIBURGO BACHARELADO EM ADMINISTRAO DE EMPRESAS

CHINA, SUPERPOTNCIA ECONMICA MUNDIAL CHINA, WOLRD-WIDE ECONOMIC SUPERPOWER

WANDERSON DAFLON VIEIRA JUNIOR

Monografia apresentada Universidade Cndido Mendes como requisito a obteno do Bacharelado em Administrao de Empresas

Nova Friburgo, RJ 2007 INTRODUO

Um dos mais evidentes fatores que tem influenciado o Comrcio Internacional 1 os ltimos anos o crescimento da China enquanto superpotncia econmica. A concorrncia sino-asitica absurdamente desleal no que diz respeito a preos e custos. Por ter uma mo-de-obra quase escrava e um preo de custo de todos os produtos baixssimo (quase zero em muitos casos), seus produtos so comprados em uma escala muito maior que os produtos nacionais (sapatos, roupas, fechaduras, cadeados, relgios e muitos outros). Paralelamente, estratgia de barateamento de mo-de-obra e custos, a China adota uma conduta de compra em propores gigantes de suas matrias-primas, abaixando os estoques mundiais para poder ditar seus preos, aumentando os custos dos produtos das naes concorrentes. Por isso, o Brasil e as outras naes da OMC devem investir em seus produtos, valorizando a produo interna com suas prprias matrias-primas, barateando ao mximo a produo nacional e diminuindo custos sem perder qualidade. Esse contexto apresenta como desafio a conquista de nveis mais competitivos nos campos de custo e qualificao de mo-de-obra visto que, devido a esta falta na mo-de-obra chinesa, , praticamente, impossvel, chegar a patamares to baixos de custo e, consequentemente, de preos de mercado. Um pas que produza com um mnimo de qualidade entende que os custos de mo-de-obra qualificada e matrias-primas influenciam diretamente no preo final dos produtos e, por isso, seus preos/custos de mercado sero sempre maiores que os dos produtos chineses. O pblico internacional est cada dia mais consciente de que as baixas nos custos e preos da China esto fazendo-a uma superpotncia econmica nas prximas duas dcadas. Isso decorrente do fato de que este pas est acumulando riquezas e dominando grande fatia do mercado que est priorizando preos mais baratos.

2

Outro fator de foco, mas no menos importante o fato de que a China dona da maior concentrao populacional, e exatamente isso que permite o barateamento de sua produo, visto que num pas que abriga mais de dois bilhes de habitantes impossvel que a maior parte da populao seja a mais qualificada. No basta nao produzir, preciso adotar planos econmicos para conseguir competitividade com a nao mais populosa. A concorrncia chinesa algo que est exercendo grande impacto sobre o mercado mundial. O baixo custo de produo e a mo-de-obra quase escrava (muito mais barata por isso) so fatores que geram uma competitividade absurda nos preos. Assim, a influncia da concorrncia chinesa muito expressiva visto que ningum tem condies de concorrer com preos to baixos e, por isso, a China vem ganhando espao nos ltimos anos. Deve-se valorizar o comrcio exterior das naes da ONU e suas relaes com o mercado internacional, principalmente em relao s exportaes mostrando que a qualidade deve ser compatvel a um preo justo. Assim, valorizam-se os produtos a um preo compatvel qualidade e no estaro em ms condies por um preo prximo zero. Portanto, a presente pesquisa tem como objetivo mostrar a influncia da concorrncia chinesa sobre o mercado internacional. Assim, sero abordados temas como a expanso comercial da China, sua influncia sobre o mercado interno e externo brasileiro e de outras naes, o governo Mao Tse-Tung, algumas breves consideraes sobre as relaes comerciais internas e externas do Brasil e da China, as ameaas que a potncia sino-asitica traz para os blocos econmicos ocidentais e outros tpicos de relevncia para o assunto. Assim, sero abordados aspectos como a consolidao do socialismo chins dentro do contexto contemporneo do pas. Neste ponto, sero abordados pontos como as perspectivas geohistricas da China, a organizao da populao chinesa, a vida poltica e o Partido Comunista Chins e sua doutrinao e propaganda. Enfim, sero vistos tpicos concernentes ao momento que a China vive hoje, sempre com o foco para sua situao social e poltica. Tambm passaremos pela trajetria da Revoluo Socialista. Ser discutida a repercusso internacional do Exrcito Popular de Libertao da China, a reconstruo do pas sob o partido, a Revoluo Cultural ocorrida entre 1966 e 1976 e o governo de Mo Tse-Tung e o movimento de massa e as foras populares. Sob este prisma falaremos a respeito dos reflexos da Revoluo

3

Socialista na China que perduram at os dias de hoje e como o mundo reage a estas conseqncias, uma vez que foi uma revoluo que mudou o rumo da sia. Tambm no deixaremos de lado as tendncias modernizadoras do sculo XXI que esto tomando a China em sua economia e no estilo de vida da populao, pois hoje temos que a influncia do Ocidente sobre o Oriente muito grande. A modernizao e o processo de desmaoizao trouxeram e ainda trazem novas influncias e mantm a China conectada ao que ocorre no plo ocidental a todo o momento. Hoje possvel ver um enfraquecimento do comunismo e abertura da economia atravs de privatizaes que diminuem as tendncias socialistas no pas. Entretanto, apesar de toda a influncia recebida do Ocidente, as relaes internacionais da China merecem maior destaque. Haja vista para a situao de seu consumo absurdo, as condies de trabalho que diminuem seus preos e sua resistncia questo do aquecimento global junto com os Estados Unidos. Estas duas naes so responsveis por grande parte da poluio responsvel pelo aquecimento global. Uma com seu desenvolvimento e tecnologias dominantes e a outra com uma populao asitica que supera os 1,5 bilho de habitantes responsveis por uma densidade demogrfica de 131hab/Km2. neste contexto que faremos estas consideraes scio-econmicas a respeito desta superpotncia que emergiu no contexto global no decorrer dos ltimos anos. preciso considerar que muito de sua atual situao se relaciona com seu sistema de sade, com o trabalho escravo e com a poltica do filho nico. Entretanto, alm desta relao, temos que considerar o turismo e os clubes privs. Assim, teremos um panorama mais real da China e poderemos tecer alguns comentrios importantes ao final deste trabalho monogrfico. Em um ltimo, mas no menos importante momento, falaremos sobre a relao entre a economia chinesa e o Brasil. Sabendo que a concorrncia chinesa influencia todo o cercado mundial, no poderamos deixar de citar sua relao com a economia brasileira. Sabe-se que situaes como o consumo desenfreado da China influencia diretamente a precificao de produtos de muitos segmentos. Ao aumentar seus estoques, o governo chins diminui a disponibilidade de matrias-primas e produtos em setores econmicos estratgicos do mundo. Um bom exemplo disso a compra desenfreada do zamac, matria-prima de fechaduras. Ao comprar grandes lotes deste minrio, a China diminui os estoques mundiais causando uma alta

4

que, em alguns momentos chegou a girar em 35%, uma vez que passou a ser fornecedor quse exclusivo deste metal. Ainda na concorrncia possvel observar semelhanas entre as duas naes em questo e no deixaremos de abordar isso, bem como o foco da economia chinesa na concorrncia e seus processos de aprendizado e cpia com outros pases, incluindo o Brasil. Dissertaremos, tambm, sobre a cultura chinesa e a antropologia empresarial. Tentaremos entender o universo empresarial chins e sua cultura organizacional. Qual o motivo real de seu sucesso econmico? Como a China chegou ao nvel de superpotncia? Qual a contribuio de sua cultura empresarial e sua metodologia nos negcios? Enfim, preciso entender qual o incentivo dado aos profissionais chineses em um pas competitivo e misterioso em sua cultura. sabido que, hoje, a China tem fortes perspectivas de dominar no apenas um, mas vrios segmentos econmicos na escala mundial. O pas que mantiver boas relaes com a China ter as melhores chances de ser vencedor na economia global.

5

CAPUTLO I

A CHINA CONTEMPORNEA E A CONSOLIDAO DO SOCIALISMO

1.1 Perspectivas geohistricas da China Ao olharmos para este pas distante, de propores enormes e dono de uma populao que ultrapassa a casa de 1,3 bilhes de habitantes, temos a sensao de observamos um outro mundo, principalmente por ser adepto de uma cultura e de um regime poltico-social totalmente diferente do que conhecido no Ocidente. Por isso a China parece ser um mundo intrigante e totalmente situado no desconhecido. Mergulhar nesta cultura pode ser algo fascinante, excitante e apaixonante. Observando o mapa da sia, vemos a importncia da China para o continente. Alm de ser o maior pas, o que tem divisas com o maior nmero de pases asiticos, dos quais a Rssia, em sua poro oriental, o que tem a mais extensa fronteira coma China. Seu territrio consideravelmente maior que o brasileiro, afinal, somos donos de 8.200.000 Km2 contra 9.700.000 Km2 da maior nao asitica. Vale pena ressaltar que cerca de 75% da populao chinesa vive nos campos e se dedica produo agrria e, mesmo muito populosas, as cidades abrigam cerca de 25,6% da mesma populao. importante frizar esta relao porque a partir dela que foram estabelecidas as formas de produo, distribuio de riquezas e os regimes polticos que fizeram parte da histria da China ao longo dos tempos visto que, o peso do mundo agrrio foi relevante para a consolidao da atual situao chinesa, principalmente quando da anlise das lutas polticas que objetivaram a soluo dos problemas scio-econmicos deste pas. Outro aspecto que vale destacar a milenar cultura chinesa. Sua filosofia teve grandes expoentes como Confcio, Buda,

6

Lao-Ts, Mncio e outros, alm de muitas invenes como a plvora e a bssola, por exemplo. Enfim, a China marcou o avano da humanidade em diversas reas. Pode-se dizer que esta cultura, mesmo criada sob o ambiente da