Agregados Trabalho

download Agregados Trabalho

of 29

  • date post

    09-Jul-2016
  • Category

    Documents

  • view

    18
  • download

    0

Embed Size (px)

description

Tipos de Agregados e classificação

Transcript of Agregados Trabalho

  • UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHO

    CCT- CENTRO DE CIENCIAS TECNOLGICAS

    CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

    DISCIPLINA: MATERIAIS DE CONSTRUO CIVIL I

    RICARDO DAMASCENO ANJOS 1511802

    RUAN CARLOS LIMA DA SILVA 1111206

    AGREGADOS

    So Lus/MA

    2015

  • RICARDO DAMASCENO ANJOS 1511802

    RUAN CARLOS LIMA DA SILVA 1111206

    AGREGADOS

    Trabalho apresentado ao Curso de

    Engenharia Civil da Universidade Estadual do

    Maranho para obteno de nota na

    disciplina Materiais de Construo Civil I

    ministrada pela professora Adriana Carvalho.

    So Lus/MA

    2015

  • SUMRIO

    1 INTRODUO ..................................................................................................... 4

    2 CLASSIFICAO ................................................................................................ 4

    2.1 SEGUNDO A ORIGEM .................................................................................. 4

    2.2 SEGUNDO A DIMENSO DAS PARTCULAS .............................................. 5

    2.3 SEGUNDO O PESO ESPECFICO APARENTE ........................................... 5

    3 PRODUTOS ......................................................................................................... 5

    3.1 BRITA ............................................................................................................. 5

    3.1.1 FABRICAO ......................................................................................... 6

    3.1.2 PRINCIPAIS APLICAES DOS PRODUTOS DA BRITAGEM ............. 9

    3.2 AREIA .......................................................................................................... 10

    3.3 CASCALHO ................................................................................................. 14

    3.4 ARGILA EXPANDIDA .................................................................................. 15

    3.5 ESCRIA DE ALTO FORNO ....................................................................... 16

    4 PROPRIEDADES DOS AGREGADOS .............................................................. 17

    4.1 GRANULOMETRIA (MIDOS E GRADOS) .............................................. 17

    4.2 DIMENSO MXIMA CARACTERSTICA (MIDOS E GRADOS) ........... 19

    4.3 MDULO DE FINURA (MIDOS E GRADOS) ......................................... 19

    4.4 SUBSTNCIAS NOCIVAS (MIDOS E GRADOS) ................................... 20

    4.5 MASSA UNITRIA OU MASSA ESPECFICA APARENTE () (MIDOS E

    GRADOS) ............................................................................................................ 22

    4.6 MASSA ESPECFICA REAL OU ABSOLUTA () (GRADOS) ................... 22

    4.7 TEOR DE UMIDADE (MIDOS) .................................................................. 23

    4.8 INCHAMENTO (I) (MIDOS) ....................................................................... 24

    4.9 RESISTNCIA ABRASO (GRADOS) .................................................. 25

    4.10 RESISTNCIA AO ESMAGAMENTO (GRADOS)..................................... 25

    4.11 FORMATO DOS GROS (GRADOS) ....................................................... 26

    4.12 COEFICIENTE DE VAZIOS (CV) (MIDOS E GRADOS) ......................... 27

    5 CONSIDERAES FINAIS ............................................................................... 28

    6 REFERENCIAS BIBLIOGRFICAS .................................................................. 29

  • 1 INTRODUO

    De acordo com Bauer (2008), a definio de agregado a seguinte: material

    particulado, incoesivo, de atividade qumica praticamente nula, constitudo de misturas

    de partculas cobrindo extensa gama de tamanhos. Especificamente na construo

    civil a definio de agregado pode ser resumida como: material granuloso e inerte,

    que entra na composio das argamassas e concretos, contribuindo para o aumento

    da resistncia mecnica e reduo de custo na obra em que for utilizado.

    A maioria dos agregados encontra-se disponvel na natureza, como o caso

    das areias, seixos e pedras britadas. Alguns passam por processos de beneficiamento

    como o caso das britas, cuja rocha extrada de uma jazida e precisa passar por

    diversos processos de beneficiamento para chegar aos tamanhos adequados aos

    diversos usos.

    Existem ainda alguns subprodutos de atividades industriais que so utilizados

    como agregados, como o caso da escria de alto-forno, que um resduo resultante

    da fabricao de ferro gusa e alguns materiais reciclados, porm, seu uso se restringe

    a aplicaes onde o critrio resistncia menos significativo.

    2 CLASSIFICAO

    Segundo Bauer (2008), os agregados podem ser classificados segundo a

    origem, as dimenses das partculas e o peso especifico aparente.

    2.1 SEGUNDO A ORIGEM

    Os agregados segundo a origem podem ser:

    a) Naturais: Quando se encontram em forma particulada na natureza.

    Exemplos: Areia e Cascalho.

    b) Industrializados: So aqueles que possuem sua composio particulada a

    partir de processos industriais. Nestes casos, a matria-prima pode ser:

    rocha, escria de alto forno e argila.

  • 2.2 SEGUNDO A DIMENSO DAS PARTCULAS

    Existem diversos critrios de classificao para os agregados, porm, o

    principal deles aquele que classifica os agregados de acordo com o tamanho dos

    gros. A NBR 7211 classifica os agregados de acordo com o tamanho em:

    a) Agregado Mido: Materiais que cujos gros, em sua maioria passem pela

    peneira ABNT 4,75 mm e ficam retidos na peneira de malha 150 m. As

    areias so os principais exemplos de agregado mido.

    b) Agregado Grado: Materiais cujos gros passam pela peneira de malha

    nominal 75 mm e ficam retidos na peneira ABNT 4,75 mm. Cascalho e britas

    so exemplos de agregados grados.

    2.3 SEGUNDO O PESO ESPECFICO APARENTE

    Conforme a densidade do material que constitui as partculas, os agregados

    so classificados em leves, mdios e pesados. A tabela a seguir relaciona alguns

    deles e os valores aproximados das mdias das densidades.

    Tabela 1 - Densidades Aparentes Mdias

    Leves Mdios Pesados

    Vermiculita 0,3 Calcrio 1,4 Barita 2,9

    Argila expandida 0,8 Arenito 1,45 Hematita 3,2

    Escria granulada 1,0 Cascalho 1,6 Magnetita 3,3

    Granito 1,5

    Areia 1,5

    Basalto 1,5

    Escria 1,7

    3 PRODUTOS

    3.1 BRITA

    A pedra brita um agregado originado da britagem ou diminuio de tamanho

    de uma rocha maior, que pode ser do tipo basalto, granito, gnaisse, entre outras. O

    processo de britagem d origem a diferentes tamanhos de pedra que so utilizadas

    nas mais diversas aplicaes. De acordo com a dimenso que a pedra adquire aps

  • a britagem, recebe nomes diferentes. Bauer (2008) apresenta a definio dos

    principais produtos do processo de britagem:

    Brita: agregado obtido a partir de rochas compactas que ocorreram em

    jazidas, pelo processo industrial de fragmentao da rocha macia.

    Racho: agregado constitudo do material que passa no britador primrio e

    retido na peneira de 76mm. a frao acima de 76mm da bica-corrida primria. O

    racho tambm conhecido como pedra de mo e geralmente tem dimenses entre

    76 e 250mm.

    Bica-corrida: material britado no estado em que se encontra sada do

    britador. Chama-se primria quando deixa o britador primrio (graduao na faixa de

    0 a 300 mm) e secundria, quando deixa o britador secundrio (graduao na faixa

    de 0 a 76 mm).

    Pedra Britada: produto da diminuio artificial de uma rocha, geralmente com

    o uso de britadores, resultando em uma srie de tamanhos de gros que variam de

    2,4 a 64mm. Esta faixa de tamanhos subdividida em cinco graduaes,

    denominadas, em ordem crescente, conforme os dimetros mdios: pedrisco, brita 1,

    brita 2, brita 3 e brita 4.

    P de pedra: Material mais fino que o pedrisco, sendo que sua graduao

    varia de 0/4,8mm. Tem maior porcentagem de finos que as areias padronizadas,

    chegando a 28% de material abaixo de 0,075, contra os 15% da areia para concreto.

    Areia de brita: obtida dos finos resultantes da produo da brita dos quais se

    retira a frao inferior a 0,15mm. Sua graduao 0,15/4,8mm.

    Fler: Agregado de graduao 0,005/0,075; com gros da mesma grandeza

    de gros de cimento. Material obtido por decantao nos tanques das instalaes de

    lavagem de britas das pedreiras. utilizado em mastiques betuminosos, concretos

    asflticos e espessamentos de betumes fludos.

    Restolho: material granular de gros frgeis que pode conter uma parcela de

    solos. retirado do fluxo na sada do britador primrio.

    3.1.1 FABRICAO

    O processo de fabricao da pedra brita comea com a extrao dos blocos,

    que so fragmentos de rochas retirados das jazidas, com dimenses acima de 1m. A

    figura 1 mostra um local de extrao de blocos de rocha.

  • Figura 1 - Vista geral de uma jazida de basalto

    Esses blocos alimentam o britador primrio, que o equipamento responsvel

    pela primeira diminuio de tamanho da rocha. O subproduto do britador primrio a

    bica-corrida primria, que pode ter aplicaes especficas ou ser encaminhada ao

    britador secundrio para dar continuidade ao processo de fabricao de pedras com

    tamanhos menores. Quando a frao maior que 76 mm separada da bica-corrida

    primria, temos um tipo especfico de pedra conhecido como racho.

    Aps a rocha passar pelo britador secundrio, onde ocorre mais uma

    dimin