LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia-...

of 139 /139
LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Decreto nº 6.795 de 16. março.2009

Transcript of LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia-...

Page 1: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

LAUDO DE ENGENHARIA

Arena Allianz Parque

Decreto nº 6.795 de 16. março.2009

Page 2: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Sumário Introdução do Laudo ........................................................................................................................................... 7

Identificação do solicitante ............................................................................................................................. 7

Objetivo ........................................................................................................................................................... 7

Localização ....................................................................................................................................................... 7

Data de Vistoria: .............................................................................................................................................. 8

Desenvolvimento ................................................................................................................................................. 8

Descrição Técnica do Objeto ........................................................................................................................... 8

Subdivisão do empreendimento ..................................................................................................................... 9

Terraplenagem .............................................................................................................................................. 13

Fundações ...................................................................................................................................................... 15

Estaca Hélice Contínua .............................................................................................................................. 17

Estaca Raiz ................................................................................................................................................. 17

Blocos de Fundação ................................................................................................................................... 18

Brocas ........................................................................................................................................................ 20

Vigas Baldrames ........................................................................................................................................ 20

ESTRUTURAS DAS EDIFICAÇÕES .................................................................................................................... 20

Pilares pré-moldados ................................................................................................................................. 21

Vigas pré-moldadas ................................................................................................................................... 22

Lajes pré-moldadas .................................................................................................................................... 24

Arquibancada pré-moldadas ..................................................................................................................... 25

Pilares pré-moldados ................................................................................................................................. 26

Vigas pré-moldadas ................................................................................................................................... 26

Lajes pré-moldadas .................................................................................................................................... 26

Pilares pré-moldados ................................................................................................................................. 27

Vigas pré-moldadas ................................................................................................................................... 27

Lajes pré-moldadas .................................................................................................................................... 27

Estrutura metálica ......................................................................................................................................... 28

Treliça principal ......................................................................................................................................... 28

Vigas do anel interno ................................................................................................................................. 28

Tesouras secundárias ................................................................................................................................ 30

Malha da cobertura ................................................................................................................................... 31

Fechamento da cobertura ............................................................................................................................. 32

Fechamento Vertical Acústico ....................................................................................................................... 33

Page 3: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Estrutura de concreto “in-loco” ................................................................................................................... 34

CARGAS VERTICAIS ........................................................................................................................................ 37

ARENA ........................................................................................................................................................ 37

EDIFICIO MÍDIA .......................................................................................................................................... 41

EDIFÍCIO DE ESTACIONAMENTO ................................................................................................................ 41

SISTEMAS CONSTRUTIVOS DIVERSOS ............................................................................................................... 42

Impermeabilização ........................................................................................................................................ 42

Piso de concreto armado ............................................................................................................................... 43

Pisos diversos ................................................................................................................................................ 44

Piso elevado ................................................................................................................................................... 44

Piso cerâmico ................................................................................................................................................ 45

Piso vinilico .................................................................................................................................................... 46

Piso de poIiuretano ....................................................................................................................................... 46

Piso de concreto modulado ........................................................................................................................... 47

Piso emborrachado ....................................................................................................................................... 47

Piso em grama sintética ................................................................................................................................ 48

Piso em porcelanato ...................................................................................................................................... 49

Piso em carpete ............................................................................................................................................. 50

Sinalização do piso......................................................................................................................................... 50

Alvenarias ...................................................................................................................................................... 51

Drywall ........................................................................................................................................................... 53

Vidros ............................................................................................................................................................. 54

Divisórias banheiros ...................................................................................................................................... 55

FORROS .......................................................................................................................................................... 56

ESQUADRIAS .................................................................................................................................................. 58

Alumínio .................................................................................................................................................... 58

Ferro .......................................................................................................................................................... 58

Madeira ..................................................................................................................................................... 59

Porta de Enrolar............................................................................................................................................. 60

Porta Corta-Fogo ........................................................................................................................................... 61

Portas Blindadas (bilheterias) ........................................................................................................................ 62

Fechamentos Externos/Internos e Portões ............................................................................................... 62

Vidros ......................................................................................................................................................... 63

GUARDA-CORPOS, corrimãos E BARRAS ANTI-ESMAGAMENTO (Metálicos) ............................................... 63

Page 4: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Escadas e Rampas ...................................................................................................................................... 63

Hall das Escadas Rolantes .......................................................................................................................... 64

Patamares dos Vomitórios da Arquibancada Inferior ............................................................................... 65

Degraus das Arquibancas .......................................................................................................................... 65

Vomitórios das Arquibancadas .................................................................................................................. 66

Divisores de Torcida .................................................................................................................................. 67

Escadas Radiais das Arquibancadas........................................................................................................... 68

Escadas e Passarelas Metálicas ................................................................................................................. 68

GUARDA-CORPOS (VIDRO) ............................................................................................................................ 69

Anéis das Arquibancadas ........................................................................................................................... 69

PAISAGISMO .................................................................................................................................................. 71

FACHADAS ..................................................................................................................................................... 73

Fachada de inox ......................................................................................................................................... 73

Fachada em pele de vidro (Mídia ) ............................................................................................................ 75

Fachadas de ACM ...................................................................................................................................... 77

GRAMADO ..................................................................................................................................................... 80

CADEIRAS ....................................................................................................................................................... 83

CAMAROTES .................................................................................................................................................. 85

VESTIARIOS .................................................................................................................................................... 88

ELEVADORES E ESCADAS ROLANTES ............................................................................................................. 90

CATERING ...................................................................................................................................................... 92

SISTEMAS ....................................................................................................................................................... 93

SISTEMA ELÉTRICO ........................................................................................................................................ 93

Fornecimento de Energia Elétrica ............................................................................................................. 93

Alimentação em Baixa Tensão ................................................................................................................... 94

Alimentação em Baixa Tensão – Barramento Blindado ............................................................................ 94

Iluminação ................................................................................................................................................. 95

Iluminação Suplementar do gramado ....................................................................................................... 96

Tomadas .................................................................................................................................................... 96

Sistemas Especiais ..................................................................................................................................... 98

SISTEMAS HIDRÁULICOS .......................................................................................................................... 100

SISTEMA DE AUTOMAÇÃO ...................................................................................................................... 107

SDAI ............................................................................................................................................................. 118

SISTEMA DE AR CONDICIONADO, VENTILAÇÃO E EXAUSTÃO MECÂNICA .............................................. 124

Page 5: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Nivel de Inspeção Utilizado ............................................................................................................................. 125

Critério e Metodologia Adotados ................................................................................................................ 125

LISTA DE VERIFICAÇÃO DOAS ELEMENTOS CONSTRUTIVOS E QEUIPAMENTOS VISTORIADOS COM A

DESCRIÇÃO E LOCALIZAÇÃO DAS RESPECTIVAS ANOMALIAS E FALHAS: ........................................................ 126

SISTEMA ESTRUTURAL ................................................................................................................................. 126

SISTEMA DE VEDAÇÃO ................................................................................................................................ 127

SISTEMA DE REVESTIMENTO ....................................................................................................................... 127

SISTEMA DE ESQUADRIAS ........................................................................................................................... 127

SISTEMA DE COBERTURAS ........................................................................................................................... 128

SISTEMA DE INSTALAÇOES PREDIAIS HIDRAULICAS ................................................................................ 128

SISTEMA DE INSTALAÇOES PREDIAIS ELETRICAS E SPDA ........................................................................ 128

Entrada de energia ...................................................................................................................................... 128

2.Subestações .............................................................................................................................................. 128

Ramais principais (saídas dos transformadores) ......................................................................................... 129

Subestações unitárias .................................................................................................................................. 129

Quadros gerais de distribuição em baixa tensão e quadros terminais ....................................................... 129

Circuito em geral ......................................................................................................................................... 129

Aparelhos em geral. Motores ...................................................................................................................... 130

Iluminação do estádio ............................................................................................................................. 130

Saídas de emergência .............................................................................................................................. 130

CONCLUSÃO DO LAUDO .................................................................................................................................. 131

ANÁLIZE DAS NÃO CONFORMUIDADES E EVIDENCIAS OBSERVADAS E RECOMENDAÇÕES GERAIS A

CRITÍCIDADE E OUTROS ASPECTOS ENCONTRADOS ................................................................................... 131

INDICAÇÃO DAS ORIENTAÇÕES TÉCNICAS E/ OU LISTA DE MEDIDAS PREVENTIVAS E CORRETIVAS

NESCESSÁRIAS Á CORREÇÃO DE FALAS E ANOMALIAS ............................................................................... 131

INDICAÇÃO DA ORDEM DE PRIORIDADE DAS FALHAS E ANOMALIAS ........................................................ 131

INDICAÇÃO DE ASPECTOS DE ASPECTOS RESTRITIVOS QUANTO AO USO EVENTUAL LIMITAÇÃO DA

CAPACIDADE DE PUBLICO DA ARENA, EM FUNÇÃO AS ANOMALIAS E FALHAS DETECTADAS ................... 131

INDICAÇÃO DE MEDIDAS COMPLEMENTARES Á ANALISE CONCLUSIVA DAS FALHAS E ANOMALIAS, E

EVENTUAL NCESSIDADE DE CONTRATAÇÃO DE ENSAOIOS E OUTRAS AVALIAÇÕES ESPECIALIZADAS ...... 131

DADOS SOBRE LOTAÇÃO DO ESTÁDIO ........................................................................................................ 131

INFORMAÇÕES RELEVANTES SOBRE A LOTAÇÃO DOS SETORES ................................................................. 132

RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS ...................................................................................................................... 132

DOCUMENTOS ANALIZADOS ....................................................................................................................... 132

DATA DO LAUDO ......................................................................................................................................... 133

Page 6: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

ASSINATURA DOS RESPOSÁVEIS TÉCNICOS, ACOMPANHADAS DE REGISTRO CREA/ CAU: ........................... 134

VALIDADE ..................................................................................................................................................... 139

Page 7: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Introdução do Laudo

Identificação do solicitante

Nome: Rojer Antunes

Telefone: (11) 4800-6936

E-mail: [email protected]

Objetivo

Classificação do objetivo da vistoria com informações que relatam a tipologia construtiva, os sistemas

construtivos, divisões e nomes dos setores e suas capacidades informativas, dentre outros dados

relativamente a caracterização do objeto da vistoria, com base, inclusive, na documentação

apresentada para o inspetor

Localização

O Allianz Parque, antigo Palestra Itália, localizado na cidade de São Paulo, na Avenida Francisco

Matarazzo, nº 1.705 no bairro da Água Branca.

Page 8: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Data de Vistoria:

Vistoria realizada entre os dias 09 a 10 de outubro de 2017 no período de 07:00 as 20:00 horas.

Desenvolvimento

Descrição Técnica do Objeto

O objeto da vistoria foi a arena de futebol denominada de “ Allianz Parque”, o qual é constituído por

três edificações compreendendo a reforma do estádio de futebol, a construção do edifício mídia

(incorporado ao primeiro) e o edifício de estacionamento. Construído em conformidade com a

legislação do município de São Paulo, instruções técnicas do Corpo de Bombeiros do Estado de São

Paulo, caderno FIFA 2007, NBR 9050 e demais normas e leis aplicáveis à construção do

empreendimento, teve como objetivo transformar o antigo estádio da Sociedade Esportiva

Palmeiras, Palestra Itália, em uma arena multiuso para proporcionar a realização de eventos de

diversos tamanhos e categorias.

Quadro de áreas m²

Área Total do Terreno 90.277,30m²

Áreas Edificações Reformar Construir Total Geral Arena / Edifício

Mídia 15.538,45 91.037,15 106.575,60m²

Edifício de Estacionamento

- 35.519,55 35.519,55m²

Total Área Construída 142.095,20m²

- Quadro de áreas completo conforme projeto de prefeitura aprovado folha 02/30 de 18/03/2014

- Quadro de vagas de estacionamento completo conforme projeto de prefeitura aprovado folha 02/30 de 18/03/2014

O edifício destinado à arena multiuso está implantado em São Paulo -SP, em área compreendida pela

Avenida Francisco Matarazzo, Rua Padre Antônio Tomás e Rua Palestra Itália, tem capacidade de

45.000 espectadores para jogos de futebol, 50.000 espectadores para shows grandes e 12.000

espectadores para shows pequenos (trecho da arquibancada que forma o anfiteatro). O edifício

Page 9: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

destinado à arena multiuso está implantado em São Paulo -SP, em área compreendida pela Avenida

Francisco Matarazzo, Rua Padre Antônio Tomás e Rua Turiaçu, tem capacidade de 45.000

espectadores para jogos de futebol, 50.000 espectadores para shows grandes e 12.000 espectadores

para shows pequenos (trecho da arquibancada que forma o anfiteatro).

Localização do empreendimento

Subdivisão do empreendimento

A Arena e o Edifício Mídia são constituídos por 07 pavimentos e 02 subsolos sendo:

2º Subsolo: destinado ao memorial com a história do clube, transformando o espaço do antigo salão

de festas (palácio dos arcos); a construção da infraestrutura de túneis para passagem dos

cabeamentos que interligam os caminhões de transmissão ao edifício mídia (broadcasting).

1º Subsolo: destinado às vagas de estacionamento cobertas subdividida da seguinte forma: 407

vagas para automóveis, 35 vagas para motos e 50 vagas para carga/descarga. Também faz parte

Page 10: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

desse subsolo área denominada backstage (sob a região prevista para montagem do palco), mini mal

com 01 loja com área de 431,00m² e 06 lojas 32,00m² cada, vestiários de funcionários, cozinha central

com área de 1.270,00m2, docas, lixeiras, sala de geradores e salas para reservatórios inferiores de

água. Para mais o edifício mídia é definido pelo acesso restrito e controlado dos jogadores e equipe

técnica, dos jornalistas e do público vvip e constituído por uma área de recepção para a mídia, uma

área de recepção e lounge para os vvip, pelos vestiários dos jogadores e equipe técnica e todo

suporte necessário para as equipes.

Térreo: piso de acesso dos espectadores definido pelas rampas da Avenida Francisco Matarazzo, da

Rua Padre Antônio Tomás e a da Rua Turiaçu, bem como a distribuição e controle de acesso dos

mesmos aos diversos setores. Conta com infraestrutura de sanitários, depósitos, lanchonetes,

departamento médico, áreas para JECRIM e Polícia Militar, e área de apoio para o público vvip.

1º Pavimento: piso de acesso restrito e controlado dos espectadores do time visitante definido pela

Rua Padre Antônio Tomás e conta com uma infraestrutura de sanitários, depósitos e lanchonetes. No

edifício mídia há um centro de convenções com capacidade para 1320 pessoas distribuídas entre

salões receptivos, foyers, café, lounge e auditórios além de sanitários e depósitos.

2º Pavimento: piso técnico com acesso restrito e controlado, exclusivo para passagem e distribuição

de infraestrutura da Arena. No edifício mídia há um centro de convenções com capacidade para 587

pessoas distribuídas entre salão receptivo e foyer, área de trabalho com capacidade para 40 pessoas

além de sanitários e depósito.

3º Pavimento: 1º nível dos camarotes, composto por 66 unidades com capacidades para 12, 18 e 21

pessoas, 02 camarotes coletivos denominados business club compostos por 18 unidades unificadas

(para 252 pessoas) e 10 unidades unificadas (para 130 pessoas). Conta com infraestrutura de

sanitários, cozinhas satélites e áreas técnicas. No edifício mídia há uma área de recepção e lounge

para o público vvip.

4º Pavimento: 2º nível dos camarotes, composto por 94 unidades com capacidades para 17, 18 e 21

pessoas, conta com uma infraestrutura de sanitários e cozinhas satélites e áreas técnicas. No edifício

mídia há uma área de recepção e lounge para o público vvip.

Page 11: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

5º Pavimento: piso de distribuição e controle de acesso dos espectadores aos diversos setores da

arquibancada superior, conta com infraestrutura de sanitários, lanchonetes e depósitos.

6º Pavimento: piso definido pelo último degrau da arquibancada superior, composto pelo

restaurante panorâmico e áreas técnicas nas caixas de escadas. No edifício mídia há uma sala de

controle central e comando (CCO) e cabines destinadas à imprensa para transmissão de rádio e TV.

Conta com infraestrutura de sanitários e depósitos.

Corte arena

Acessibilidade: arena possui rampas de acesso, 66 banheiros acessíveis e exclusivos em todos os

pavimentos, 396 espaços para cadeirantes, 754 assentos para pessoas com mobilidade reduzida, 255

cadeiras para obesos e 49 vagas para PNE, além de 15 elevadores e 26 escadas.

Page 12: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

O Edifício de estacionamento é constituído por 09 pavimentos, sendo 01 subsolo e 08 pavimentos

sobre o solo. Organizados em meio nível, com circulação por rampas no sentido anti-horário, com

duas escadas de emergência e seis elevadores, sendo:

1º Subsolo: destinado às vagas de estacionamento, sendo previstas: 102 vagas cobertas para

automóveis e 08 vagas cobertas para motocicletas, acessadas pelo térreo do próprio estacionamento

e com conexão ao estacionamento do 1ºSS da Arena.

Térreo: andar de acesso para usuários do edifício realizado através da Rua Padre Antônio Tomás

contem: 13 vagas cobertas para automóveis, 12 vagas cobertas para motocicletas e 11 vagas

descobertas para taxi. Possui acesso controlado de pedestres ao pavimento térreo da Arena.

1º Pavimento: destinado às vagas de estacionamento, sendo previstas: 123 vagas cobertas para

automóveis e 16 vagas cobertas para motocicletas.

2º Pavimento: destinado às vagas de estacionamento, sendo previstas: 128 vagas cobertas para

automóveis e 48 vagas cobertas para motocicletas.

3º Pavimento: destinado às vagas de estacionamento, sendo previstas: 147 vagas cobertas para

automóveis e 38 vagas cobertas para motocicletas.

4º Pavimento: destinado às vagas de estacionamento, sendo previstas: 118 vagas cobertas para

automóveis e 110 vagas cobertas para motocicletas. Possui acesso controlado de pedestres para o

3º pavimento da Arena.

5º Pavimento: destinado às vagas de estacionamento, sendo previstas: 138 vagas cobertas para

automóveis e 55 vagas cobertas para motocicletas. Possui acesso controlado de pedestres para o 4º

pavimento da Arena.

6º Pavimento: destinado às vagas de estacionamento, sendo previstas: 153 vagas cobertas para automóveis

e 09 vagas cobertas para motocicletas. Possui acesso controlado de pedestres para o 5º pavimento da

Arena.

Page 13: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

7º Pavimento: destinados às vagas de estacionamento, sendo previstas: 155 vagas cobertas para

automóveis e 12 vagas cobertas para motocicletas.

8º Pavimento: destinado às vagas de estacionamento, sendo previstas: 107 vagas cobertas para automóveis

e 02 vagas cobertas para motocicletas.

9º Pavimento: piso do restaurante panorâmico (ver 6º pavimento da Arena), com espaço para cozinha,

sanitários, terraço descoberto e sala de espera para o heliponto com acesso à área de pouso por elevador.

Corte arena

Terraplenagem

Toda área do empreendimento foi recebida pela WTORRE com a terraplanagem já existente do

antigo estádio Palestra Itália, as mudanças de terraplanagem ocorreram após a demolição do

Page 14: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

antigo estádio. A rede de drenagem foi executada de maneira que as águas coletadas nas

coberturas e áreas externas dos edifícios ESTACIONAMENTO e ARENA, são captadas e levadas para

os reservatórios inferiores e superiores, para tratamento e reuso, e em caso de extravasamento do

reuso, a água excedente será descartada na rede pluvial, conforme aprovação e projeto.

Os serviços de movimentação de solo considerados no escopo contratual da WTorre, preveem

apenas cortes em parte do terreno, em virtude do 1º subsolo, tubulações enterradas, e aterros em

parte do terreno em virtude de mudanças no campo de futebol e adequações às cotas

determinadas em projeto arquitetônico.

Terraplanagem do empreendimento

Terraplanagem (arquibancadas)

Page 15: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Fundações

As fundações das edificações foram executadas conforme norma NBR 6122, indicado

em projeto elaborado por empresa especializada e as tipologias definidas com base

nos relatórios de sondagens, elaborado pela empresa “DAMASCO PENNA

ENGENHARIA GEOTÉCNICA”.

A tabela a seguir descreve os tipos de fundações executadas, indicando os

respectivos projetos de referência:

Terraplanagem (arquibancadas)

PRÉDIO PROJETOS DESCRIÇÃO DAS FUNDAÇÕES

Edifício Mídia ARENA - 225-FUN-PE-40-014-R30 Estaca Hélice Contínua, em concreto armado, profundidade 12 a 18 m, Fck 20 MPa. Blocos de

Fundação de concreto armado, Fck 30 MPa, sobre lastro de concreto magro.

Arena (arquibancada + caixa de escadas )

ARENA - 225-FUN-PE-40-014-R30 Estaca Hélice Contínua, em concreto armado, profundidade 12 a 24 m, Fck 20 MPa. Blocos de

Fundação de concreto armado, Fck 30 MPa, sobre lastro de concreto magro.

Abaixo segue detalhes de projeto:

Detalhe de coroamento

Page 16: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Detalhe do projeto estaca raiz

Detalhe do projeto estaca hélice continua

Para outras informações como taxa de aço, cargas admissíveis, dimensões,

especificações e detalhes de fundações de cada prédio, deverão ser consultados os

projetos.

A seguir, são descritos os métodos executivos das principais fundações.

Page 17: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Estaca Hélice Contínua

Trata-se de perfuração de estacas com equipamento especialmente dimensionado

para atender ao diâmetro e ao comprimento especificado em projeto. Nesse sistema

o equipamento perfura o solo até a cota de projeto e na retirada do trado perfurante

uma bomba injeta o concreto usinado ao longo de toda a estaca. A inserção da

armação de aço é feita imediatamente após sua concretagem.

Foram utilizadas estacas com diâmetros variando de ø50cm a ø 90cm e o

comprimento de 08,0m a 24,0m.

Equipamento com trado em espiral, para Estaca Hélice execução das estacas

Estaca Raiz

Trata-se Estaca Hélice equipamento com trado em espiral, para execução das estacas

uma estaca moldada in loco, executada através de perfuração rotativa ou roto-

percussiva, revestida integralmente no trecho em solo por meio de tubo metálico

que garante a estabilidade da perfuração. No trecho em rocha, seja na passagem de

matacões ou no embutimento no topo rochoso, ela é executada a partir da

perfuração interna ao tubo de revestimento, por processo roto-percussivo.

Page 18: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Equipamento com trado em espiral, para execução das estacas

Foram utilizadas estacas com diâmetros variando de ø25cm a ø 50cm e o

comprimento de 06,0m a 12,0m.

Blocos de Fundação

Esse tipo de fundação é responsável por transmitir os esforços da estrutura para as

estacas.

Os blocos de fundação foram executados apoiados nas estacas no limite das cotas de

arrasamento das mesmas, utilizando-se de formas de madeira ou metálicas, armação

e concreto usinado.

Os blocos foram executados com cálices para encaixe dos pilares pré-moldados de

concreto.

Page 19: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Armadura do Bloco de Concreto

Bloco de Concreto

Page 20: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Brocas

Tipo de fundação profunda executada por perfuração com trado, e posterior concretagem in loco, normalmente com diâmetro variando entre 15 e 25 cm e comprimento de até 6,0 m. As estacas tipo broca são normalmente empregadas para pequenas, pelas limitações que envolvem o seu processo de execução. Estas estacas foram utilizadas na bilheteria da Matarazzo, com uma média de 5m de profundidade.

Vigas Baldrames

Vigas baldrame foram consideradas para travamento e transição e posteriormente ao apoio de alvenaria de fechamento interno, alvenarias estruturais e alvenarias internas na área de banheiros e vestiários. Para os edifícios com piso estrutural, as alvenarias foram apoiadas diretamente sobre o piso.

ESTRUTURAS DAS EDIFICAÇÕES

O empreendimento Allianz Parque contou com diversas metodologias construtivas, sendo elas: estrutura metálica, in-loco e pré-moldado. Abaixo segue descritivos de cada metodologia. Para maiores detalhes das especificações, deverá ser consultado o projeto executivo/ as-built. Pré-moldados

A obra foi dividida em 3 frentes de montagem de pré-moldados, Edifício Mídia, Edifício garagem e Arena. Abaixo segue características e fotos de cada montagem.

Estrutura Pré-Moldada

Page 21: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Pilares pré-moldados

As peças foram implantados através de engastes e grout nos cálices dos blocos de fundação, e devido às dimensões dos pilares, principalmente a sua altura, foram montados em até 3 partes, através de solda de emendas entre chapas metálicas nas extremidades de cada pilar, posterior às soldas foram executadas as emendas pelo sistema de Dywidag, que consiste na utilização de barras de aço especiais como elemento resistente à tração, com porcas e placas de ancoragem que distribuem a carga aplicada sobre a estrutura ancorada. Alguns pilares não tiveram emendas ou as emendas foram executas pelo método tradicional, sendo ancorado através de esperas metálicas e posterior a emenda às bainhas foram grauteadas, devido a sua altura.

Page 22: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Vigas pré-moldadas Foram executados 2 tipos de vigas, sendo elas: vigas tradicionais, com perfil retangular e abas para apoio das lajes e vigas do tipo jacaré, para apoio das arquibancadas. O processo de montagem seguiu os conceitos básicos, onde sobre os pilares pré-moldados se assentam as vigas longitudinais, que por sua vez apoiam as lajes e quanto às vigas jacarés apoiam as arquibancadas. Devido as grandes cargas que algumas vigas recebem, elas foram protendidas na sua execução, no caso, toda a série 700 de vigas jacarés foram protendidas.

Vigas Jacaré Pré-Moldadas

Page 23: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Vigas Jacaré Pré-Moldadas

Vigas Pré-Moldadas

Page 24: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Vigas Pré-Moldadas

Lajes pré-moldadas As peças foram executadas em forma alveolares (painéis pré-moldados) protendidas e capeamento em concreto armado de acordo com dimensionamento do projetista.

Lajes Pré-Moldadas

Page 25: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Arquibancada pré-moldadas As peças foram executadas em forma metálica com concreto de alta resistência de acordo com dimensionamento do projetista e depois de colocadas no local, foram interligadas com uma chapa metálica soldada na parte de baixo de cada peça e por fim a concretagem das bainhas garantido sua estabilidade.

Arquibancada Pré-Moldadas

Arquibancada Pré-Moldadas

Page 26: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Edifício Mídia

Pilares pré-moldados As peças foram implantadas através de engastes e grout nos cálices dos blocos de fundação, diferente da arena os pilares não possuem emendas. A união do Edifício Mídia e a Arena foi executada através de vigas e lajes. Vigas pré-moldadas O processo de montagem seguiu os conceitos básicos, onde sobre os pilares pré-moldados se assentam as vigas longitudinais e transversais, que por sua vez apoiam as lajes alveolares. Devido as grandes cargas que algumas vigas recebem e grandes vãos, algumas foram protendidas na sua execução. Lajes pré-moldadas As peças foram executadas em forma alveolares (painéis pré-moldados) protendidos e capeamento em concreto armado de acordo com dimensionamento do projetista.

Edifício Estacionamento

Page 27: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Pré – moldado estacionamento

Pilares pré-moldados As peças foram implantados através de engastes e grout nos cálices dos blocos de fundação, e devido às dimensões dos pilares, principalmente a sua altura, foram montados em at é 3 partes, através de solda de emendas entre chapas metálicas nas extremidades de cada pilar, posterior às soldas foram executadas as emendas pelo sistema de Dywidag, que consiste na utilização de barras de aço especiais como elemento resistente à tração, com porcas e placas de ancoragem que distribuem a carga aplicada sobre a estrutura ancorada. Vigas pré-moldadas O processo de montagem seguiu os conceitos básicos, onde sobre os pilares pré-moldados se assentam as vigas longitudinais e transversais, que por sua vez apoiam as lajes alveolares. Devido as grandes cargas que algumas vigas recebem e grandes vãos, algumas foram protendidas na sua execução. Outro detalhe da execução, é as ligações viga x pilar, onde todas são executadas através de chapas soldadas e posterior grauteamento. Lajes pré-moldadas As peças foram executadas em forma alveolares (painéis pré-moldados) protendidos e capeamento em concreto armado de acordo com dimensionamento do projetista.

Page 28: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Estrutura metálica

A estrutura metálica de cobertura da Arena pode ser descrita separando-se os seguintes elementos que a compõem:

Treliça principal É composta por perfis soldados tipo caixa nos banzos inferior e superior e na mão francesa e por perfis tubulares quadrados nas diagonais e montantes da peça lateral, todos em aço de alta resistência com limite de escoamento maior que 350 MPa. A treliça possui aproximadamente 40 metros de comprimento por 8,5 metros de altura e 30,5 metros de balanço desde a face do concreto. As duas treliças planas verticais que compõem cada caixa de escada são intertravadas entre si por perfis tubulares.

Treliça metálica

Vigas do anel interno As vigas do anel interno são vigas planas treliçadas, em perfis tubulares de seção redonda. Os perfis tubulares utilizados são em aço de alta resistência com limite de escoamento maior que 350 MPa, com e sem costura. No total são 4 vigas de vãos de aproximadamente 100 metros e 2 vigas com vãos de 53 metros. Estas vigas recebem as 66 tesouras secundárias, que se dispõem ora paralelas ora radiais entre si. As vigas do anel interno são contínuas entre si e fixadas por um sistema de pinos e olhais na treliça principal.

Este anel interno em particular não trabalha como anel de compressão por não apresentar configuração circular ou oval. Trabalha somente como vigas fletidas no próprio plano. Estas vigas

Page 29: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

estão aptas a receber todo o sistema de iluminação e som direcionados ao campo, 2 telões de 10

metros de largura e ainda uma passarela de manutenção ao longo de toda sua extensão.

Viga metálica

Estrutura metálica

Page 30: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Vista das vigas metálicas (sobre o palco )

Tesouras secundárias As tesouras secundárias são vigas treliçadas de altura 2,5 metros padrão, vão médio de 32 metros, que trabalharam basicamente como vigas bi apoiadas no topo do pilar de concreto e nas vigas do anel interno. As tesouras foram executadas em perfis tubulares de seção quadrada com e sem costura, em aço de alta resistência com limite de escoamento maior que 350 MPa. Na região do apoio nas vigas do

anel interno, se projetam balanços na direção do centro do campo que receberam membranas tensionadas em filme de ETFE.

Tesouras secundárias

Page 31: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Malha da cobertura Intertravando as tesouras secundárias e servindo de apoio para a telha dupla termo acústica, existe uma malha de terças e contraventamentos horizontais. Às terças foram definidas em perfis tubulares retangulares em aço de alta resistência com limite de escoamento maior que 350 MPa, travadas pelo sistema de contraventamento horizontal em perfil tubular redondo. Os contraventamentos horizontais, a fim de controlarem as deformações horizontais de empuxo da

cobertura, resultante do comportamento global do sistema 3D, foi desenvolvido em dois anéis horizontais, um externo e um interno, nos planos inferiores e superiores das tesouras secundárias. Houve também um travamento no plano vertical, interligando o topo das colunetas que recebem as

tesouras secundárias.

Malha da cobertura metálica

Fechamento da cobertura.

Page 32: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Jateamento e pintura da estrutura de cobertura A superfície de todas as estruturas teve como preparação um jateamento abrasivo ao metal quase branco, padrão Sa 2 ½. A pintura das estruturas foi realizada com 01 demão de tinta epóxi com 150 mm de espessura de película seca, na cor branca.

Fechamento da cobertura A cobertura da arena e marquises foram executadas com dois tipos de fechamento, sendo eles: em telhas trapezoidais zipadas em chapa de aço galvanizado e em telhas de policarbonato transparentes. O fechamento de telhas de aço galvanizado foi executado pela empresa BEMO e contou com um isolamento acústico especial, com 2 tipos de telhas, lã de rocha e manta EPDM, conforme detalhado na figura abaixo. O objetivo desse tipo de fechamento foi para garantir o conforto da comunidade ao redor do empreendimento durante os jogos e eventos.

Detalhe de projeto cobertura acústica.

Para as marquises e parte da cobertura norte foram utilizadas telhas onduladas de policarbonato transparentes com espessura de 2 mm, as dimensões foram variados de acordo com o projeto de paginação, a fim de garantir uma melhor luminosidade no gramado durante os dias de sol, conforme foto abaixo.

Page 33: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Fechamento Vertical Acústico

O fechamento vertical / fechamento lateral foi executado com placas acústicas, conforme figura abaixo, seguindo o mesmo conceito da cobertura. As placas foram posicionadas conforme projeto acústico, sendo que partes do fechamento foram executadas placas únicas e outra parte do fechamento com placas duplas, onde uma placa foram fixadas a frente da outra, com uma distância entre elas de 30 cm, afim de o som passar entre as placas, minimizando o ruído no entorno da obra. O acesso a coberturas é feito por escadas marinheiro dispostas em cada caixa de escada, conforme projeto executivo.

Page 34: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Estrutura de concreto “in-loco” A estrutura foi concebida com cinco grandes elementos, que incorporam as caixas de escada e que recebem as principais cargas da cobertura metálica. Esses cinco elementos foram executados em concreto moldado “in loco”. A parte a ser preservada, por exigências legais, entre os eixos 22 a 37, será reforçada e adaptada atendendo o novo projeto de arquitetura e terá sua solução estrutural em concreto armado moldado “in loco”. Para o restante da Arena, os elementos estruturais: pilares, vigas, vigas jacaré, lajes e arquibancadas foram executados em concreto pré-moldado, sendo a modulação básica dos pilares indicada nas plantas de arquitetura. Os complementos estruturais serão executados em concreto armado moldado “in loco”.

Page 35: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Estrutura “in-loco” caixa de escada

Caixa de escada

Page 36: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Vista frontal caixa de escada

Vista aérea da construção (caixas de escadas e pré-moldados)

Page 37: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

CARGAS VERTICAIS No estudo das estruturas foram considerados o peso próprio das estruturas e as cargas permanentes correspondentes aos pesos específicos dos materiais de construção utilizados, bem como as sobrecargas em função do uso e de acordo com a NBR 6120.

ARENA Laje e arquibancadas do térreo ao 6º pavimento Cargas Permanentes:

Impermeabilização + Utilidades + Revestimentos = 200 kg/m2

Sobrecargas:

SC público = 300 kg/m²

Cobertura Metálica

Os carregamentos verticais adotados para a cobertura metálica estão descritos nos croquis a seguir

Page 38: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

a) Carregamentos de som e iluminação

Detalhe de cargas

Page 39: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

b) Carregamentos de cenografia

Detalhe de cargas

Page 40: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

c) Sobrecargas genéricas

Detalhe de cargas

Page 41: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

EDIFICIO MÍDIA Lajes do Térreo ao 6º pavimento Cargas Permanentes:

Impermeabilização + Utilidades + Revestimentos = 200 kg/m2

Sobrecargas:

SC público = 300 kg/m²

Laje de cobertura Cargas Permanentes:

Impermeabilização = 150 kg/m2

Sobrecargas:

SC equipamentos = 350 kg/m2

EDIFÍCIO DE ESTACIONAMENTO Lajes do Térreo ao 8º pavimento Cargas Permanentes:

Impermeabilização + Utilidades + Revestimentos = 150 kg/m2

Sobrecargas:

SC garagem = 300 kg/m²

Lajes do 9º pavimento Cargas Permanentes:

Impermeabilização + Utilidades + Revestimentos = 150 kg/m2

Sobrecargas:

SC público = 300 kg/m²

SC jardim = 650 kg/m²

Laje do Ático Cargas Permanentes:

Impermeabilização + Utilidades = 150 kg/m²

Sobrecargas:

SC equipamentos = 750 kg/m2

Laje de cobertura do Ático Cargas Permanentes:

Impermeabilização = 150 kg/m2

Sobrecargas:

SC equipamentos = 300 kg/m2

Page 42: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

SISTEMAS CONSTRUTIVOS DIVERSOS O empreendimento contou com diversos sistemas construtivos, a seguir serão detalhados cada sistema.

Impermeabilização

Page 43: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Piso de concreto armado Foram executados pisos em concreto armado, com absoluta garantia de elevada resistência à flexão, compressão e abrasão, bem como planicidade e acabamento final desempenado liso, com juntas preenchidas com poliuretano flexível. Os pisos de concreto foram executados atendendo normas técnicas brasileiras conforme consta nas especificações de projetos e memorial descritivo, de forma a garantir o atendimento aos carregamentos indicados, adotando as seguintes premissas: O piso de concreto do primeiro subsolo da Arena foi dimensionado adotando-se as seguintes premissas: Concreto com Fck=30MPa, Fctm, k ≥ 4,20 MPa; Carga de veículos leves;

Subleito com CBR ≥ 8%;

Expansibilidade ≤ 2%;

Dimensões máximas para as placas 12 x 12m;

F-Numbers: FF>25. Os pisos de concreto do Edifício de Estacionamento foram separados em dois, um para a subestação e outro para restante do primeiro subsolo. O piso da subestação foi dimensionado adotando-se as seguintes premissas: Concreto com Fck=30MPa, Fctm, k ≥ 4,20 MPa;

Carga distribuída até 4,00 tf/m²;

Carga pontual 2,0 tf/apoio;

Subleito com CBR ≥ 8%;

Expansibilidade ≤ 2%;

Dimensões máximas para as placas 8 x 8m;

F-Numbers: FF>25.

Page 44: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

O piso do restante da área do primeiro subsolo foi dimensionado adotando-se as seguintes premissas: Concreto com Fck=30MPa, Fctm,k ≥ 4,20 MPa;

Carga de veículos leves;

Subleito com CBR ≥ 8%;

Expansibilidade ≤ 2%;

Dimensões máximas para as placas 12 x 12m;

F-Numbers: FF>25. Nas juntas de construção não foram considerados tratamentos com lábios poliméricos.

Não estão considerados neste dimensionamento fixações de qualquer equipamento através de

chumbadores químicos, seja trilhos para movimentação de máquinas e/ou equipamentos, apoio para

equipamentos com alto índice de vibração e nem cargas ocasionadas por bases de equipamentos

especiais.

Pisos diversos Foram utilizados diversos tipos de pisos na arena sobre o piso de concreto armando, abaixo segue

cada tipo:

Piso elevado Piso elevado é um tipo de piso, geralmente usado em CPDs e escritórios, que eleva o piso de um

ambiente em alguns centímetros, criando um espaço para a instalação de cabos de dados e elétricos

e ar condicionado ou as tubulações de água gelada para refrigeração. Aceitam a maioria dos

Page 45: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

acabamentos para piso existentes, como carpete, assoalho e laminado melamínico. Na arena foram

utilizados como acabamento, carpete, piso vinilico e porcelanato.

Piso cerâmico A placa cerâmica pode ser utilizada para os revestimentos de pisos, paredes, na forma de azulejos, ladrilhos e pastilhas, tanto em ambientes residenciais, públicos e comerciais como em industriais. O desempenho técnico do material explica suas vantagens de uso:

proteção contra infiltrações externas;

Piso cerâmico catering

Page 46: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Piso vinilico Piso vinílico são um revestimento produzido a partir de PVC, cargas minerais, plastificantes,

pigmentos e aditivos. Geralmente são pisos leves, com baixa espessura e grande durabilidade, o

que faz com que sejam uma excelente opção em obras novas ou reformas, residenciais ou

comerciais.

O piso vinílico pode ser homogêneo (produzido a partir de uma massa única), ou heterogêneo

(produzido em camadas). A construção do produto é o fator que irá direcionar o seu uso - dessa

forma é fundamental respeitar as características técnicas de cada linha.

As normas técnicas relacionadas aos pisos vinílicos são:

- NBR 14.917: Revestimentos resilientes para pisos - Manta (rolo) ou placa (régua) vinílica flexível

homogênea ou heterogênea em PVC

- NBR 7374: Placa vinílica semiflexível para revestimento de pisos e paredes

No Allianz Parque o piso vinílico que foi utilizado é foi Tarkett forma de réguas, conforme foto abaixo,

linha ambiente rústica modelo nogueira em réguas de 178x1220mm com espessura de 3 mm.

Piso de poliuretano Consiste na aplicação de demãos sucessivas de impermeabilização de uma resina de poliuretano flexível para revestimento de pisos à base de elastômeros de poliuretano e asfalto, bi componente. O intervalo de secagem entre demãos é reduzido e apresenta excelente alongamento (400%), resistência química e aderência, sendo aplicado moldado a frio, in loco, com ou sem estruturante, conforme o caso. Na arena foi utilizado uma aplicação com espessura de 3 mm, nas áreas abaixo. - Pavimento térreo: departamento médico, sanitários Vips, sanitários de público; - 1º pavimento: café, sanitários e sanitários PNE; - 2º pavimento: sanitários; - 3º e 4º pavimentos: cozinha, circulação de público, sanitários de público; - 5º pavimento: circulação de público, sanitários de público; - 6º pavimento: sanitários.

Page 47: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Piso de concreto modulado Consiste na aplicação de placas de pisos modulares em concreto armado, na área externa do 5º pavimento sobre o piso elevado e na área externa do museu no 2º subsolo. O piso utilizado foi da Concresteel linha Gia Montengro lixado 60x60 cm.

Piso emborrachado O piso emborrachado também conhecido como piso de borracha ou plurigoma é um piso de qualidade e oferece excelente relação custo-benefício. Produzidos em alto padrão para oferecer maior resistência, estes pisos são ideais para diversos ambientes como vestiários, academias, áreas residenciais, hotéis entre outros locais.

Page 48: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Estes revestimentos são antiderrapantes, de fácil aplicação e alta resistência, garantindo assim mais segurança e comodidade aos usuários. Além disso, são produtos que amortecem o impacto, são isolantes térmicos e de fácil aplicação e higienização. Na arena foi utilizado o piso emborrachado DUAD.

Piso emborrachado vestiários

Piso em grama sintética A grama sintética é um material de superfície usado para imitar a grama. Ela é geralmente utilizada em áreas onde a grama comum não pode crescer, ou em áreas onde a manutenção da grama convencional é impossível ou inalcançável. A grama sintética é geralmente mais utilizada em estádios esportivos e arenas, e outros tipos de espaço. As fibras que formam as lâminas da grama são feitas de nylon ou polipropileno e podem ser manufaturadas de diversas maneiras diferentes. As lâminas de nylon podem ser produzidas em planilhas bem finas que são cortadas em tiras ou extrusadas através de um molde para produzir fibras arredondadas ou um pouco ovais. O produto extrusado resulta em lâminas que parecem e agem mais como a grama biológica, conforme a utilizada no Allianz Parque Os sistemas de amortecimento integrados na grama sintética são feitos de compostos de borracha ou de espuma de poliéster. Granulados de borracha são utilizados em certas circunstancias na composição da base de borracha, conforme o utilizado na área de aquecimento dos jogadores no campo. Na arena foi utilizada grama sintética em 2 locais, envolta do campo de gramada natural e na área interna dos vestiários para aquecimento, conforme figura abaixo.

Page 49: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Grama sintética contorno do campo

Grama sintética da área de aquecimento.

Piso em porcelanato O porcelanato é um produto cerâmico declarado pela Norma ISO 13006/NBR13818 com especificação BIa significando material prensado com absorção de água menor ou igual a 0,5% . Uma massa de Porcelanato é composta basicamente por uma mistura de argilas, feldspatos, areias feldspáticas e, às vezes, caulins, filitos e aditivos, quando necessários. O piso de porcelanato foi instalado no Allianz Parque em todo o prédio mídia, 1º subsolo, 1º, 2º, 3º e 4º pavimentos, sendo que no 1º SS foi sobre contra piso de concreto e os demais pavimentos

Page 50: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

sobre piso elevado, seguindo a seguinte especificação: porcelanato mineral argento ext, dimensões 60x60, espessura 10mm, borda retificada com junta de assentamento 1,5mm, da marca Portobello.

Piso em carpete O carpete é um tipo de tapete que reveste por completo o soalho, no caso da arena foi utilizado um carpete fixado sobre o piso elevado nas áreas do 1º pavimento do prédio mídia destinado a eventos e coletivas de imprensa.

Sinalização do piso Foram instalados nos degraus das escadas radiais, fitas de laminado pré-formado elastoplástico, retrorefletivo e antiderrapante, cor verde escuro, fornecedor Conline. Para identificação dos

Page 51: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

degraus das arquibancadas foram pintadas letras com tinta a base de poliuretano fabricante Indutil cor verde conforme projeto de comunicação visual.

Alvenarias As paredes de fechamento internos e externos foram executadas com blocos de concreto, obedecendo às especificações de projetos e normas da ABNT e ABCP. Para a ARENA composta por fechamento metálico (fachada de aço inox), foi utilizada alvenaria com altura variável sendo altura mínima de 1,20 metros no perímetro da arena, conforme projeto de arquitetura. Existe também fechamento internos de alvenaria, sendo: caixas de escadas prédio mídia, área de evento e vestiários prédio mídia, salas técnicas e demais espaços onde foram necessários na arena, com dimensões conforme projeto.

Page 52: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

As juntas entre alvenarias, pilares, vigas e lajes foram executadas com poliestireno expandido e acabamento selante flexível (Poliuretano).

Parede de alvenaria 5º pavimento

Fechamento lateral de alvenaria 5º pavimento

Page 53: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Drywall O sistema Drywall é constituído por placas de gesso acartonado produzidas industrialmente a partir de gipsita natural e cartão duplex, parafusadas em uma ou mais camadas sobre uma estrutura metálica leve. A estrutura é composta por perfis leves de aço zincado, conformados a frio em perfiladeiras de rolete garantindo a precisão das dimensões. Os parafusos são auto perfurantes e auto atarrachantes, zincados ou fosfatizados aplicados com parafusadeira. Podem ser montados em conjunto com estruturas de concreto, metálicas ou de madeira. Os movimentos normais das estruturas são absorvidos pelos sistemas de perfis e juntas, não apresentando fissuras no conjunto. As paredes em drywall da arena foram executas em gesso acartonado liso c/ lã de rocha interna, utilizamos 3 modelos de chapas ST, RU e RF, conforme definido em projeto, para as paredes dos camarotes que são fixadas TV’s foram executados reforços.

Parede de Drywall camarote

Parede de Drywall camarote

Page 54: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Vidros A vedação dos camarotes (arquibancada/camarote interno), cabine de transmissão, janelas e divisórias do terceiro e quarto pavimento foram realizadas em vidro temperado laminado do tipo Ecoglazing, sendo um total de área total de 2676m². O Sistema Ecoglazing® é um caixilho sintético em borracha de silicone de alta consistência HTV (Vulcanizados á alta temperatura), que substitui os convencionais caixilhos metálicos nos fechamentos ou revestimentos de edificações. Os painéis de qualquer tipo de vidro e também de outros materiais compatíveis com o silicone, são emborrachados pelo método V.E.S (Vidro Encapsulado em Silicone), recebendo em suas bordas perfis de puro silicone com a dureza, cor e formato adequado a sua aplicação final. Esses painéis são aplicados a estruturas de qualquer material: metal, madeira, concreto, vidro, entre outros, envidraçando ou revestindo com uma ligação elástica e definitiva por meio de colagem estrutural(fixação química) e por garras e presilhas em aço inoxidável (fixação mecânica). Mesmo em geometrias complexas, a tecnologia simplifica todas as etapas produtivas, oferecendo durabilidade, segurança e superior desempenho. dimensões dos vidros:

Vidro Laminado Incolor 10 e 12 mm (camarotes);

Vidro Laminado Incolor 10 mm (cx. circulação);

Vidro Laminado Incolor 16 mm c/ PVB acústico (cabines de transmissão);

Vidro Temperado Laminado Incolor 12 mm (portas camarotes);

Fechamento de vidro camarotes

Page 55: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Vista interna do fechamento de vidro dos camarotes

Divisórias banheiros Nos sanitários da arena, foram usadas Divisórias Pertech, compostas de painéis em laminado estrutural TS (fórmica maciça à prova d’água), perfis de alumínio e ferragens. ESPECIFICAÇÕES: Painéis e portas: em laminado de alta pressão melamínico estrutural TS, com acabamento texturizado dupla face. Trata-se de material monolítico de alta densidade, totalmente à prova d’água, com elevada resistência mecânica, dureza superficial e quimicamente inerte. -Abertura das portas: o sistema permite desde que pré-determinado, a instalação das portas com abertura interna ou externa sem a necessidade de acessórios especiais. -Junção horizontal: os painéis internos possuem junção horizontal à meia altura, com fixadores duplos nas extremidades, assegurando total rigidez e consolidação. - Acabamento: fabricante Pertech, cor Taupe, ref. PP-1979 e portas do mesmo material com altura de 1.65m e tarjetas de alumínio Vermelho/Verde. Perfis metálicos das divisórias com acabamento em alumínio anodizado natural e acessórios de fixação e cabideiros com acabamento em aço inox Dobradiças automáticas tipo “self-closing” em liga especial de alumínio (03 unidades por porta), com duplo apoio para o pino eixo, articulado sobre buchas de nylon, com controle do ângulo de permanência de 30° (abertura parcial), 0° (fechada), ou qualquer outro ângulo múltiplo de 30°. Fechadura Universal tipo tarjeta livre (verde)/ocupado (vermelho) com o corpo em nylon reforçado com fibra de vidro (material de alta resistência mecânica) na cor preta fosca e espelhos de acabamento em policarbonato, impresso na cor prata. Divisórias entre mictórios: Com prateleira em painel laminado de alta pressão, h=70cm, fabricante Pertech, cor Taupe, ref. PP-1979;

Page 56: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Divisórias banheiros

FORROS O memorial descritivos apresentado no inicio do manual, indica os locais de aplicação para cada tipo de forro relacionado a seguir: Foram utilizados 6 tipos de forros na arena.

Placas de gesso acartonado ST: pintura látex branca.

Placas de gesso acartonado RU (verde): liso, pintura látex branca.

Placas de gesso acartonado RU (verde): com revestimento em PVC.

Forro colmeia: cor cinza, utilizados nos banheiros com ventilação.

Forro tipo placa de gesso gyptone: Placas acústicas fabricadas com base em placas de gesso perfuradas e tecnologia Activ’Air em sua fabricação.

Forro tipo placa de gesso rigitone: Forro acústico contínuo fabricado com base em placas de gesso perfuradas

Page 57: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Forro tipo colmeia (hall caixa de escadas)

Forro tipo placa de gesso gyptone (camarote)

Page 58: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

ESQUADRIAS

Alumínio As portas e caixilhos em alumínio são com perfis extrutados com acabamento anodizado natural, com vedações por gaxetas de EPDM, parafusos de aço inox, ferragens Udinese, fechaduras Papaiz e sensores automáticos Dorma;

Caixilho interligação

Ferro As portas e caixilhos em ferro são confeccionados com chapa dobrada, possuem batentes em chapa nº14 (1,92mm), folhas com chapa nº18 (1,21mm), dobradiça em latão cromado fabricante Metalúrgica Rodrigues, fechadura La Fonte modelo 119 (shaft) e modelo 6521 com máquina ST2 EVO 55 (demais ambientes), tratamento anticorrosivo e pintura em esmalte sintético a base de água cor RAL 7044, fabricante serralheria Carvalho. Detalhes e dimensões conforme projeto específico;

Page 59: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Porta metálica ( lixeira 3º pav )

Porta metálica dos shafts caixas de escadas.

Madeira Batentes e guarnições em madeira maciça para pintura esmalte sintética a base de água, cor branca, folhas com 3,5cm de espessura, revestidas com fórmica texturizada cor branco real. Ferragens modelo La Fonte 6521 com máquina ST2 EVO 55, fabricante Artem. Os batentes dos banheiro gerais são de alumínio, sendo a folha em madeira. Detalhes e dimensões conforme projeto específico;

Page 60: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Porta de madeira banheiros Vips

Porta de madeira camarotes

Porta de Enrolar De acionamento elétrico, confeccionadas em perfil 1/2 cana Transvision, de aço galvanizado

espessura #20 (0,95mm), perfuração 3mm, acabamento em pintura microtexturizada cor prata,

RAL 9006 fabricante Aços Crepaldi; Detalhes e dimensões conforme projeto específico;

Page 61: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Porta Corta-Fogo

Porta de abrir com eixo vertical, abertura por meio de barras ou fechaduras anti-pânico, batentes em

chapa de aço galvanizado nº 18 (1,2mm) e folhas constituídas por 2 (duas) bandejas de chapa de

aço galvanizada nº 26 (0,5mm), totalmente emoldurada, e núcleo de manta de fibra SW 607 de sílica,

cálcio e magnésio de baixa bio-persistência, não poluente e volúvel em fluídos humanos, refratária,

totalmente inorgânica e adensada, que atende às características da NBR 11742. As portas foram

pintadas com esmalte sintético a base de água cor cinza claro RAL 7044. Fabricante Metálika;

Page 62: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Portas Blindadas (bilheterias)

Anti-arrombamento nível IIIA (NBR 15.000/2005), em chapa de aço balístico ASTM-36, chapa

3.25mm de espessura de cada lado, tratada com anticorrosivos para pintura esmalte sintético a base

de água cor RAL 7044. Possuem dobradiças em aço inox com rolamentos, fechadura e maçaneta

Keso ref. 60290 de 04 pinos. Fabricante Segurança Mix;

Fechamentos Externos/Internos e Portões

Instalados nas divisas do terreno e nos acessos de catracas do pavimento térreo e primeiro

pavimentos, foram confeccionados com montantes de tubos de ferro quadrados, chumbados no piso

ou fixados com chumbadores químicos através de sapatas em chapa de ferro em chapa 3/16". Entre

os montantes foram instalados gradis eletro fundidos em barra chata 1" espessura 2mm e maciços

Ø4,80mm formando malha de 65x132mm. Os portões pertencentes às rotas de fuga possuem barra

anti-pânico fabricante Stanley, modelo touchbar referência AD-200V. Todos os portões receberam

pintura eletrostática cor verde RAL 6005;

Porta corta - fogo

Page 63: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Vidros

São lisos, planos e incolores, isentos de bolhas e podem ser monolíticos, laminados e temperados

com espessuras adequadas às dimensões dos caixilhos. Detalhes conforme projetos específicos.

Nas bilheterias os vidros dos guichês são blindados com nível de segurança IIIA (NBR 15.000/2005),

na espessura de 40mm, fabricados com lâminas interpostas de PVB, película anti-estilhaço e

intercomunicadores modelo SM-1200, fornecedor Segurança Mix;

GUARDA-CORPOS, corrimãos E BARRAS ANTI-ESMAGAMENTO (Metálicos)

Escadas e Rampas

Foram instalados corrimãos confeccionados com tubos metálicos de ∅ 38 mm, espessura 1.5mm,

em aço galvanizado aparente, ou tratado com pintura anticorrosiva e pintura esmalte sintético a base

de água cor verde RAL 6005, fixados com chumbadores mecânicos em paredes e chumbadores

químicos em pisos. Dimensões e detalhes conforme projeto;

Divisorias de setores

Page 64: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Corrimão radial

Hall das Escadas Rolantes

Foram instalados guarda-corpos confeccionados com tubos quadrados de 40x40mm com espessura

de 1.5mm, barra chata superior de 50mm de largura e 6mm de espessura e barras chatas de 25mm

de largura e 5mm de espessura, em aço tratado com anticorrosivo para pintura esmalte sintético a

base de água cor cinza claro RAL 7044. Dimensões e detalhes conforme projeto;

Guarda corpo metálico

Page 65: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Patamares dos Vomitórios da Arquibancada Inferior Foram instalados guarda-corpos confeccionados com tubos quadrados de 40x40mm com espessura

de 1.5mm, barra chata superior de 50mm de largura e 6mm de espessura e barras chatas de 25mm

de largura e 5mm de espessura, em aço tratado com anticorrosivo para pintura esmalte sintético a

base de água cor cinza claro RAL 7044. Dimensões e detalhes conforme projeto;

Degraus das Arquibancas

Foram instaladas nos degraus das arquibancadas superiores e na região do anfiteatro na

arquibancada inferior, barras anti-esmagamento confeccionadas com tubos de aço galvanizado de

∅ 63mm com espessura de parede de 3mm, com fixação no concreto por meio de chumbadores

químicos, nas barras da arquibancada superior foram instalados apoios de cabeças em pulioretano

induviduais para cada cadeira. Dimensões e detalhes conforme projeto e normas;

Guarda corpo metálica dos patamares

Page 66: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Vomitórios das Arquibancadas

Foram instalados guarda-corpos e corrimãos em tubos de aço galvanizado de ∅ 42mm com espessura de

parede de 1.5mm, com fixação no concreto por meio de chumbadores químicos. Dimensões e detalhes

conforme projeto;

Barra anti-esmagamento

Encosto de cabeça barra anti-esmagamento

Page 67: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Divisores de Torcida

Confeccionados com montantes tubulares de 10x10cm, sapatas de ferro em chapa 3/16", fixados

com chumbadores químicos e gradil eletro fundido em barra chata 1" esp. 2mm e maciços Ø4,80mm

formando malha de 65x132mm, com pintura eletrostática cor verde RAL 6005;

Corrimãos vomitório.

Page 68: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Escadas Radiais das Arquibancadas

Foram instalados corrimãos confeccionados com tubos de aço galvanizado de ∅ 42mm com espessura de

parede de 2mm, com fixação no concreto por meio de chumbadores químicos. Dimensões e detalhes

conforme projeto;

Corrimão do vomitório

Escadas e Passarelas Metálicas

Foram instaladas contíguas às escadas radiais da arquibancada inferior, escadas metálicas para

rotas de fuga do público para o gramado, confeccionadas com peças metálicas de aço galvanizado

e, passarelas desmontáveis confeccionadas com o mesmo material, para acessibilidade entre

setores das arquibancadas, nos vãos dos vomitórios grandes que servem de saída de público em

shows com a utilização do gramado. Dimensões e detalhes conforme projeto;

Page 69: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

GUARDA-CORPOS (VIDRO)

Anéis das Arquibancadas

Foram insalados guarda-corpos confeccionados com vidros lisos, planos e incolores, com bordas

lapidadas, laminados com película anti-vandalismo SENTRYGLASS espessura de 0,89mm e

1.52mm da pelicula, com resistências de 2 kN ( 8 mm + película + 8 mm ) e 3 kN ( 10 mm + película

+ 10 mm ), conforme solicitado pelas normas de bombeiro do estado de São Paulo, presos em perfis

de alumínio por meio de cunhas plásticas fabricante Q-RAILING. Os perfis podem ser de parede ou

de piso e são fixados no concreto por meio de chumbadores químicos; Dimensões e espessuras

conforme projeto específico;

Escada metálica acesso ao campo

Page 70: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Guarda corpo de vidro

Guarda corpo de vidro e metálico

Page 71: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

PAISAGISMO

O projeto de paisagismo da arena foi desenvolvido com espécies nativas e adaptadas a fim de que

não haja necessidade de irrigação dessas áreas, reduzindo o consumo de água.

Foi respeitado todo o TCA (Termo de Compromisso Ambiental) solicitado pela prefeitura de São

Paulo, assim conservando todo o paisagismo já existente no entorno da obra, que consiste no clube

da Sociedade Esportiva Palmeiras, e nas ruas ao redor da obra.

No total foram preservadas 936 árvores, 211 foram cortadas e transplantadas/remanejadas 99

árvores, totalizando 1246 exemplares vegetais. Além da arvores já existentes, foram plantadas

mudas dentro da obra e no entorno, além de mudas doadas para a prefeitura. Na área interna da

obra foram plantadas 280 mudas e nas calçadas do entorno da obra, que é uma calçada verde, foram

plantadas 39 árvores.

Calçada verde. (Allianz Parque)

Page 72: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Calçada verde. (Allianz Parque)

Grama em placas – Entorno do Allianz Parque.

Zoysia japônica (Grama-esmeralda)

Nome Científico: Zoysia japônica Nomes Populares: Grama-esmeralda, Grama-zóisia, Grama-zóisia-silvestre, Zóisia. Família: Poaceae Categoria: Gramados Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical. Origem: Ásia, China, Japão. Altura: menos de 15 cm Luminosidade: Sol Pleno Ciclo de Vida: Perene

Grama esmeralda

Page 73: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Este tipo de grama é muito utilizado nos jardins de grande dimensão exigindo um baixo custo de

manutenção graças ao seu lento crescimento.

Este tipo de grama foi plantado em todo o entorno do empreendimento e no clube S.E.P, conforme

descrito no TCA.

Nota: Para maiores informações como características botânicas, recomendações e outros – vide Data Book

As calçadas externas são em concreto desempenado e=10 cm e, onde determina a PMSP, há faixa

de grama com largura de 1.00m junto à guia (calçada verde). Piso tátil direcional cor verde CMYK

80/20/100/5, dimensões 25x25cm, em poliéster, colado e parafusado, fabricante Andaluz;

FACHADAS

Fachada de inox

Revestimento em lâminas de aço inoxidável K44 (AISI 444) com acabamento lixado 2B, lixa 220, geometria e

dimensões conforme projeto de arquitetura. As lâminas são entrelaçadas em tubos horizontais de aço

inoxidável K44 (AISI 444) com diâmetro de 41mm e espessura de 1.2mm, fixados em estrutura auxiliar

espacial composta por tubos de aço inoxidável K44 (AISI 444) com diâmetro de 38mm e espessura de

1.5mm. As lâminas possuem larguras de 300, 400 e 800 mm, perfuração de 33% com diâmetros variados e

estão dispostas aleatoriamente ao longo da fachada. A perfuração das lâminas proporciona ventilação

natural mínima para que às circulações periféricas dos pavimentos sejam enquadradas como área de relativa

segurança conforme IT-12/2011 do Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo.

Page 74: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Fachada de INOX

Fachada de INOX

Page 75: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Fachada em pele de vidro (Mídia )

A fachada possui 1570,07 m² e foi construída através do sistema unitizado que é um conceito

americano, onde são confeccionados módulos fixados praticamente por encaixes, consiste em

formar um conjunto de vidro e caixilho promovendo a instalação conjunta de colunas “subdivididas”,

e ventilação com venezianas metálicas formadas por chapas pré-pintadas com aletas fixas. Os vidros

são laminados com controle solar refletivo prata 8 mm – Cool Lite 120ST, as chapas de revestimento

em ACM na cor prata metálico. A fixação na estrutura de concreto foi feita através de pratos em

alumínio bruto, os perfis da estrutura foi confeccionados com perfis de alumínio liga 6063-T5 com

anodização fosco natural proteção A13, os vidros foram fixados com silicone estrutural bi-

componente DC983 (Dow Corning), e a vedação com silicone para vedação DC791 (Dow Corning).

Fachada de INOX

Page 76: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Facha mídia ( vista aérea )

Fachada pele de vidro mídia

Page 77: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Fachadas de ACM

Caixas de escadas

Revestimentos lateral dos pilares de concreto em painéis de alumínio composto (ACM), espessura

4mm, lâminas 0,5mm, cor verde Pantone 349C, fabricante Alucomaxx, fixados em perfis de alumínio

anodizado cor preto, sem a utilização de silicone nas juntas entre painéis. Modulação dos painéis e

detalhes construtivos conforme projetos específicos.

Facha de ACM caixa de escada

Page 78: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Prédio Midia ( ACM )

Fachadas laterais: Em painéis de alumínio composto (ACM), espessura 4mm, lâminas 0,5mm, cor

verde, pintura PVDF, Pantone 349C, fabricante Alucomaxx, fixados em perfis de alumínio anodizado

cor preto, sem a utilização de silicone nas juntas entre painéis. Modulação dos painéis e detalhes

construtivos conforme projetos específicos.

Fachada lateral de ACM ( Mídia )

Page 79: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Fechamentos do pavimento térreo: Em alvenaria de blocos de concreto, caixilharia em alumínio

natural anodizado fosco com vidro incolor laminado 10mm e revestimento em painéis de alumínio

composto (ACM), espessura 4mm, lâminas 0,5mm, pintura PVDF, cor prata, referência Silver Metalic,

fabricante Alucomaxx, fixados em perfis de alumínio anodizado natural, sem a utilização de silicone

nas juntas entre painéis. Modulação dos painéis e detalhes construtivos conforme projeto específico.

Fechamento do volume do 6º pavimento: Em painéis de alumínio composto (ACM), espessura

4mm, lâminas 0,5mm, pintura PVDF, cor verde, Pantone 349C, fabricante Alucomaxx, fixados em

perfis de alumínio anodizado cor preto, sem a utilização de silicone nas juntas entre painéis e brise

metálico cor prata, composto por perfis U de alumínio, dimensões 57x40mm, modelo BSM-B57,

fabricante Sul Metais;

Fechamento lateral de alvenaria 5º pav.

Page 80: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Pórticos de acesso

Nos acessos de público denominados A, B, C e D, localizados nas rampa da Rua Turiaçú, rampa

da Av. Francisco Matarazo, rampa da Rua Padre Antonio Tomás (ao lado do pátio de serviços) e

rampa da Rua Padre Antonio Tomás (acesso da torcida visitante) respectivamente, foram instalados

pórticos em painéis de alumínio composto (ACM) fabricante Projeto Alumínio, espessura 3mm,

pintura poliéster, referência PRO 061 Azul Alto Brilho. Os pórticos possuem letreiros retroiluminados,

compostos por acrílico compacto translúcido de 15 mm, recortado e fixado em chapa de acrílico de

3mm cor branco leitoso, sobre recorte no ACM. A iluminação interna se dá por meio de LED’s cor

branca com durabilidade para 50.000h.

GRAMADO

O gramado foi executado com as dimensões padrão FIFA com campo de 105,00 x 68,00m

(dimensões entre linhas de jogo), recuos laterais e de fundos de 5,00m, com dimensões finais de

115,00m x 78,00m e área final de 8.970m2, todos o estudo do gramado e gralumetrica foram

realizados na Inglaterra e EUA.

Conta com os seguintes sistemas:

Pórtico Allainz Parque

Page 81: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

- Drenagem subsuperficial será composto por 1.500 m³ de brita 00 ( 15 cm de espessura ) lavada do

colchão drenante, brita 01 lavada para os drenos, tubulação de 100 mm, 150 mm e 200 mm, caixas

de passagem e descarga;

- Drenagem a vácuo e insuflamento de ar ( SUB AIR ) composto por membrana plástica impermeável,

manta geotêxtil, etubulação em POLIETILENO de alta densidade ( PEAD ) de dupla parede,com

dimensões de 600 mm e 150 mm, caixa separadora e unidade do sistema de drenagem a vácuo e

aeração do campo;

- Irrigação automática;

- Base do campo (Top Soil) composto por 4.500 m³ de areia com nivelamento final a laser e

incorporação de fertilizantes e corretivos;

- O Gramado do Allianz Parque foi implantado em rolos de grama bermuda TIFGRAND com

certificação de pureza genética fornecida pela empresa GREENGRASS. A TIFGRAND foi escolhida

por ser uma variedade recentemente desenvoldida e mais resistente às condições de sombreamento

e pisoteio. A grama foi implantada em rolos mecanicamente utilizando equipamentos especiais para

gramados. Esse método de implantação foi escolhido baseando-se no período de plantio do gramado

( inverno ) e também o tempo necessário para o estabelecimento do gramado.

- Grama artificial cor verde entre o gramado natural e a arquibancada

O gramado necessita de iluminação suplementar artificial, devido a cobertura projetada, onde o

sombreamento vai ser muito intenso. O tempo de exposição da iluminação poderá ser ajustado em

campo com mais precisão, de acordo com as informações coletadas pelo equipamento analisador (

analyser ), localizado sobre a cobertura do estádio e no gramado, que é parte do sistema de luz

artificial, coletando e compilando informações de umidade e temperatura do solo e ar.

Page 82: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Plantio da grama

Distribuição de material orgânico

Nivelamento do campo

Page 83: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

CADEIRAS

Confeccionadas em polipropileno de alto impacto e poliamida reforçada com fibra de vidro, tem

especificação V0 para índice de inflamabilidade e instalação por sistema de fixação de longarina de

alumínio patenteado Flexrail e chumbadores químicos.

De fornecimento da Nora/Blue Cube, foram instalados nas arquibancadas inferiores e superiores os

modelos Integra T1 sem braço, Integra T1 com braço, Integra T1 sem braço com estofado e Integra

Gramado finalizado

Iluminação artificial do gramado

Page 84: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

T1 com braço e estofado. Em parte dessas foram instalados porta-copos em polipropileno com

distribuição conforme projeto.

Nos camarotes, foram instaladas cadeiras modelo Integra T2 Highback com braço compartilhado e

porta-copos.

As cores utilizadas nos assentos e encostos são verde claro RAL 6021, verde médio RAL 6017 e

verde escuro RAL 6002 e nas partes plásticas e acessórios verde RAL 6020. A distribuição das cores

segue desenho específico do projeto arquitetônico;

Vista geral das cadeiras

Page 85: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

CAMAROTES

Foram projetados 166 camarotes possuem uma área interna totalmente equipada e um terraço

exterior exclusivo com poltronas premium localizadas estratégicamente para proporcionar uma

excelente visão do gramado, no 3º e 4º pavimentos, sendo que a capacidade varia de 12, 17, 18 e

21 lugares, dependendo da sua localização.

O camarote é entregue com um acabamento padrão realizado pela WTORRE, sendo:

Piso: Laminado vinílico fabricante Tarket, Linha Ambienta Rústico modelo Avelã em réguas

178x1220mm com espessura 3mm sobre piso elevado h=10, dimensões 60x60cm;

Paredes: Acabadas com gesso liso para pintura látex acrílico a base de água, acabamento acetinado,

fabricante Sherwin-Willians, cor ou SW-7016 Mindful Gray.

Rodapé: Em MDF retangular com h=10cm e espessura 1cm pintado com látex acrílico a base de

água, acabamento acetinado, fabricante Sherwin-Willians, cor ou SW-7016 Mindful Gray.

Teto: Requadros periféricos em gesso acartonado liso com pintura látex acrílico cor branco e forro

modular dimensões 62,5x62,5cm, acústico com nrc ≥ 0,80, fabricante KNAUF, mod. CLEANEO -

RET. 12/25 + manta de lã Termobonder 35 kg/m³ com 50mm, empacotado com filme termo acústico

classe A;

Tabica: Perfis de aço galvanizado tipo Z 2x2 cm sem pintura;

Bancada: Em Quartzo Terracota, com cuba de aço inox diâmetro 35cm fabricante Tramontina e

dimensões e detalhes conforme projeto;

Cadeira de alta resistência e V0.

Page 86: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Frigobar: 02 unidades por camarote de frigobar Brastemp com porta de vidro modelo Club 120 litros,

acabamento inox, tensão 220V;

Marcenaria: Gabinete sob a bancada de quarto em MDF Ultra com acabamento laminado Masisa

Beton com dimensões conforme projeto;

É possível a customização, porém será de responsabilidade do locatário conforme regras pré-

determinadas e aprovação do projeto pela WTorre. Ao final do prazo de contrato os camarotes

deverão ser entregues como foram recebidos

Corredor dos camarotes

Page 87: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Modelo de camarote mobiliado

Modelo de bancada do camarote e movéis

Page 88: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

VESTIARIOS

Foram executados 2 vestiarios,onde o do mandante, terá 355 metros quadrados, enquando o do

visitante será de 270, porém ambos possuem o mesmo acabamento e finalidade, sendo:

Na área de aquecimento foi colocada grama sintética para o trabalho com bola antes do início das

partidas. No espaço das duchas, o piso é de porcelanato e as paredes revestidas com a pedra natural

hijau lisa, importada da Ásia, na cor verde com nichos para objetos pessoais, as paredes receberam

adesivos decorativos e pintura na cor cinza.

Cada jogador possui um armário para guardar as peças maiores, e um espaço para objetos pessoais.

As fotos estarão estampadas ao fundo dos armários para demarcar o lugar de cada atleta no dia da

partida. O piso neste espaço é emborrachado e na cor verde; os armários serão foram

confeccionados em madeira, para mais detalhes do armário vide databook da CUBO.

Para depois das partidas, os jogadores possuem um espaço de massagem com duas banheiras de

hidromassagem e uma banheira individual para imersão em gelo.

Vestiários - armários

Page 89: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

área da banheiros

Área dos chuveiros

Page 90: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

ELEVADORES E ESCADAS ROLANTES

A arena possui 26 escadas rolantes e 15 elevadores para acesso do públicos produzidos pela

empresa VILLARTA, onde os equipamentos foram distribuídos em pontos estratégicos da arena.

Os elevadores estão localizados no prédio mídia e edifício garagem, e as escadas rolantes estão

distribuídas pela arena e edifício garagem.

O acabamento dos elevadores foram?

- Cabina Aço Inox Modelo Hailyne ST/ST :

- Acabamento em aço inox escovado para os painéis, portas, e colunas de entrada.

- Cantos arredondados.

- Corrimão em aço inox iluminado indiretamente.

- Soleira em aço inox.

- Luz de emergência.

- Botoeira da cabina em aço inoxidável escovado. (Botoeiras com caracteres em Braile)

- Saída de emergência / teto falso.

- Porta da cabina: Portas em aço inox escovadas, com operação automática e extremamente

silenciosa.

- Porta de pavimento: Portas em aço inox escovadas, com operação automática e

extremamente silenciosa.

- Batentes: Serão em aço inox escovados

- Botoeiras de pavimento: botão sensitivo eletrônico, iluminado, com setas direcionais e com

indicadores de posição integrados.

O acabamento das escadas rolantes foram de aço inox no seu entorno.

Page 91: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Escadas rolantes interligação

Elevador

Page 92: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

CATERING

A arena possui um sistema de catering elaborado pela empresa GSH são mais de 20 lanchonetes,

uma cosinha central de 1300 m² e cozinha salelites distribuídas pela arena nas caixas de escadas.

O acabamento das cozinhas são de acordo com normas e padrões nacionais e internacionais, como

exemplo as lanchonetes:

Piso: Cerâmica Gail 30x30cm, cor cinza claro, referência Kerafloor 8030 1015 A 12, assentada com

junta de 3mm preenchidas com rejunte Gail referência Rej Aluminoso;

Rodapé: Cerâmica Gail 30x10cm, cor cinza claro, referência Industrial 4719 1001 A 12 M.F;

Parede: Cerâmica esmaltada dimensões 20x20cm, cor branco, fabricante Eliane, junta a prumo,

juntas 2mm, rejuntadas com rejunte epóxi cor branco;

Pilares e vigas aparentes: Pintados com resina acrílica incolor de alto brilho fabricante Hydronorth;

Forro: Modular 1,25x0,625m em gesso acartonado revestido com película de PVC, referência

Gyprex nas áreas de preparo de alimentos e gesso acartonado liso com pintura látex acrílico branco

nas áreas de depósitos;

Bancada: Em granito cinza Corumbá, espessura 2cm e saia de 10cm;

Testeira: Em painel de gesso acartonado largura 72mm e acabamento em gesso liso com pintura

látex acrílico cor cinza RAL 7047;

Todas as cozinhas e lanchonetes possuem coifas e exaustão industriais, além dos equipamento

próprios para cada ambiente e funcionalidade, de acordo com normas nacionais e internacionais.

Elevadores mídia

Page 93: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

SISTEMAS

Os itens abaixas da instaladoras contém informações e características das Instalações Elétricas,

Hidráulicas e Combate à Incêndio, SDAI, Controle de Acesso, telão/estúdio, BAU, CFTV, som, DS,

monitores, TI, sala de CCO e ar condicionado da obra “Allianz Parque” executadas pela Eletro Rio

Montagens Industriais ltda, Siemens e ISOLEV, tendo como principal objetivo apresentar os

subsídios técnicos, referentes às características das instalações executadas.

Devem ser lidas todas as informações sobre a utilização das instalações e dos equipamentos,

apresentadas pelos fornecedores. A ignorância e a negligência podem caracterizar má conservação

ou uso inadequado de todo o complexo, isentando as instaladoras e os demais fornecedores de

quaisquer responsabilidades sobre a manutenção do mesmo.

Para mais detalhes vide databooks referente a cada sistema.

SISTEMA ELÉTRICO

Fornecimento de Energia Elétrica O sistema de fornecimento de energia elétrica da Arena é em tensão primária de distribuição, classe

17,5KV, com tensão de operação 13,2KV, conforme projeto de referência 225 – ELE – PE – 301 –

Rev.2 - data de 20/12/2015.Entretanto toda a entrada de energia estará preparada para a

alimentação em Classe 36 KV, Caso haja necessidade de alterações futuras, há da EletroPaulo

alimentará a CP-101 em 34,5 KV, havendo de implementar a SE-701 Transformadora em 34,5 KV

que retorna em 13,2 KV para CP-201.

A cabine Primária de entrada de Medição - CP-101 está localizada no pavimento térreo; está

composta com cubículos blindados (Cubículos Blindados Fornecimento Siemens), e fornecimento de

energia em classe 36KV, entretanto com equipamento em classe 15KV para atender a tensão atual

disponibilizada pela EAS Eletropaulo. Após a entrega do futuro circuito em classe 36KV, este painel

deverá ser reequipado para atender a tensão, para mais detalhes vide manual de uso e operação da

eletrorio.

Para o prédio do estacionamento, cargas do extras ( eventos), é derivado um circuito exclusivo em

média tensão destinado para a alimentação da subestação SE-610.

Page 94: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Alimentação em Baixa Tensão

O projeto do Allianz Parque está dividido em setores, e para cada setor foi designado os painéis de

baixa tensão PG – 301, PG – 401, PG – 501, PG – 601, PG – 611 e PG – 612, localizados no interior

das SE’S – 301/401/501/601/611/612, que alimentam os sistemas de Iluminação, Tomadas, Pontos

de Força, Pontos de força para Quadros do Ar condicionado, Barramento Blindado. Os quadros e

suas respectivas cargas estão conforme listados nos projetos 225-ELE-PE-40-901/902.

Obs.: Os quadros de média tensão são de fornecimento da Siemens.

Painéis de Baixa Tensão SE – 301 e SE - 610

Alimentação em Baixa Tensão – Barramento Blindado

A distribuição é feita a partir dos PG – 401, PG – 501, PG – 620, distribuídas em sete linhas de

Busway que alimentam os camarotes (3º - 4º pavimentos), e Caterings.

As alimentações dos pontos são derivadas dos Plug In’s instalados no Busway. As derivações dos

Plug In’s foram executadas com infraestrutura de Eletroduto Metálico corrugado e Encapado

(Sealtubo), eletrocalhas metálicas e eletrodutos de ferro galvanizados.

Page 95: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

As linhas de derivação dos Barramento estão detalhada no manual de uso e operação da instaladora

eletrorio.

Iluminação

A distribuição de cabos para a iluminação foi feita com o uso de eletrodutos, perfilados e eletrocalhas.

Os eletrodutos, quando instalados aparentes, são do tipo galvanizado eletrolítico. As derivações dos

eletrodutos para as luminárias serão feitas em cabo tipo PP 03 x 1,5mm² com plug monobloco para

conexão das luminárias. Os cabos elétricos aplicados nas instalações são do tipo Afumex com classe

de isolamento de 1,0 kv - 0,75kV. Todo o sistema de iluminação opera na tensão de 220v monofásico.

Para detalhes sobre a distribuição das luminárias, ver os projetos de elétrica, luminotécnica onde

consta o tipo de luminária aplicada em cada ambiente. O Conceito de distribuição da iluminação é

seguido, tanto para o prédio Arena quanto para o prédio estacionamento, conforme solicitado nos

projetos de Elétrica e luminotécnico.

Quadros Gerais de Iluminação e Tomadas Instalados na Arena

Page 96: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Iluminação Suplementar do gramado

Todo o sistema de Iluminação Suplementar opera na tensão de 380V, distribuídas através dos

quadros SGL localizados no 1º Subsolo da arena. Os quadros SGL alimentam os conjuntos de

tomadas industriais que estão distribuídas na parte inferior do gramado com os pontos para alimentar

a máquina (aparelho de iluminação) que é responsável pela iluminação do gramado.

Tomadas

As tomadas instaladas são alimentadas pelo QLT de cada pavimento na tensão de 380 V trifásico

para as tomadas industriais e 220V para as tomadas padrão brasileiro.

As distribuições dos cabos para os circuitos de tomadas foram executadas com o uso de eletrodutos

e eletrocalhas. Os eletrodutos, quando instalados aparentes, são do tipo galvanizado eletrolítico,

quando embutidos em alvenaria são mangueiras corrugadas.Os circuitos de tomadas que atendem

as áreas molhadas estão protegidos por disjuntores diferenciais residuais (DR).

Sistema de Proteção Contra Descargas Atmosféricas

A proteção da estrutura do empreendimento contra as descargas atmosféricas foi realizada por meio

da interligação da estrutura de concreto armado e complementação por meios de cabos de cobre e

barras chatas para interligação e equipotencialização. O sistema adotado foi o da Gaiola de Faraday

com Nível de Proteção 2, o qual se divide em dois sistemas: Proteção externa contra descargas

atmosféricas e Proteção interna contra descargas atmosféricas.

Sistema de Alimentação de Emergência

O empreendimento possui um Grupo Gerador GEP563 de emergência localizado no 1º Subsolo do

prédio do estacionamento.

O Grupo Gerador compõe as seguintes características: 563 KVA / 450,4 KW - 513 KVA / 410,4 KW

380/220 V, com disjuntor de proteção manual e painel de comando power WIZARD 2.1 + Silencioso

tipo hospitalar.

O sistema de emergência atuará em condições de falha ou falta no sistema de energia elétrica

oriundo da rede de fornecimento da concessionária. O sistema de emergência está destinado ao

atendimento das cargas de combate a incêndios, detecção e alarme, pressurização de escadas, e

cargas de segurança. A transferência de energia remota, é executada nos Painéis Gerais “PG-301”,

“PG501” e “PG-612”, fornecido com todos os acessórios para a correta operação do sistema. A sala

Page 97: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

do Grupo Gerador a diesel está equipada com escapes, baterias, tanque de combustível de 250litros,

etc. e com atenuadores de ruído na sucção e exaustão de ar para 75dbA, conforme desenhos de

projeto e especificações técnicas anexas bem como o fornecimento de desenhos executivos do

mesmo e relatório de ensaios de rotina presenciados.

Para mais especificações e detalhes do Grupo Gerador a Diesel, verificar o manual de instruções do

Gerador fornecido pelo fabricante Sotreq.

Eletrocalhas e Perfilados

As eletrocalhas e perfilados, são de ferro galvanizado lisos, Nas emendas dos perfilados e

eletrocalhas. As eletrocalhas são lisas, convencionais fabricada em aço carbono pré-zincada à fogo,

revestimento B (18 micra pó face), com abas e tampas sob pressão, fornecidas em peças de 3.

Foram utilizadas peças adequadas, conforme especificações dos fabricantes, para um perfeito

acabamento das instalações.

Eletrocalhas e Perfilados instalados nos corredores do Camarote e no Pav. Térreo

Page 98: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Cabos Elétricos

A fiação é conforme bitolas e isolamentos previstos nas normas brasileiras e conforme diagrama

unifilar, segundo o seguinte critério:

- Alimentadores dos quadros gerais de baixa tensão (quando não forem acoplados aos

transformadores ou alimentadores por busway):

- Fase e neutro: cabos flexíveis singelos com isolação e EPR-70°C – tensão de isolamento 0,6/ 1 kV

(NBR 13.248), classe de encordoamento 5 – flexível;

- Alimentadores dos quadros terminais de distribuição e quadros advindos dos PG’S:

- Fase e neutro: cabos flexíveis singelos com isolação em EPR-70°C – tensão de isolamento 0,6/ 1

kV (NBR 13.248) – classe de encordoamento 5 flexível;

- Terra: cabos singelos com isolação em PVC – são de isolamento 750 V (NBR 6148) flexível – classe

de encordoamento 5.

- Cabos instalados em leitos são emr EPR-70°C – Afumex.

Para todos os circuitos alimentadores existe um condutor terra para o aterramento dos quadros e

equipamentos.

- Circuitos terminais (áreas internas):

- Fase, neutro e terra: cabos singelos com isolação em PVC – tensão de isolamento 750 V (NBR

6148) – classe de encordoamento 5 – flexível.

Sistemas Especiais

Os sistemas especiais compreendem: Automação, CFTV- Circuito Fechado Tv, Telefonia,

Cabeamento Estruturado, Som e SDAI – Sistemas Detecção e Alarme de Incêndio. Toda a

infraestrutura foi executada com o uso de eletrocalhas,

eletrodutos com galvanização eletrolítica e identificados com adesivos autocolantes para

visualização do sistema compreendido.

Page 99: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Para os sistemas especiais, foi considerado apenas infraestrutura seca, sem cabeamento dos sistemas. Foi

considerado apenas os equipamentos como No – Breaks e Quadros QF – AUT ( Quadros de Automação).

Distribuição Geral

O empreendimento do Allianz Parque possui uma Central de comando e operações (CCO), que está

localizada no 6º Pavimento da Arena. Na sala de operações todos os sistemas especiais são

monitorados e supervisionados caso ocorra alguma falha nos sistemas ocasionados por intempéries

ou sinistro que possam ocorrer no empreendimento.

Devido às grandes distâncias envolvidas no circuito, foram criadas rack’s auxiliares para a cobertura

total da Arena. Estes rack’s foram distribuídos nos setores (A, B, C, D, E, CCO e Data center),

conforme solicitado em projeto. Para os rack´s auxiliares, distribuídos nos pavimentos está instalado

os No – Break’s que compõem o sistema de monitoramento e os Quadros QF – AUT. OS quadros e

alguns No Break´s estão instalados no 2º Pavimento galeria técnica.

Para o sistema de Detecção e Alarme de Incêndio foram instaladas Centrais endereçáveis,

fornecedor Siemens.

As centrais formarão uma rede, sendo três centrais interligadas na configuração rede em anel estilo

4 e uma centra será remota (sem painel de display). As centrais estão distribuídas nos seguintes

pontos:

- CENTRAL XLS 1 – Master - Prédio Mídia Sala de Controle - 6º Pav. – Eixos A 11 e 12.

- CENTRAL XLS 2 – Slave - 2º Pavimento – Eixos 48 e 49.

- CENTRAL XLS 3 – Slave - Edifício Estacionamento – Portaria – Térreo.

- CENTRAL XLS 4 – Remota - Edifício Estacionamento - 9º Pavimento – Hall Elevador - Eixos E5.

Page 100: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Quadro QF – AUT – Galeria Técnica Arena

SISTEMAS HIDRÁULICOS

Sistemas de Água Potável

A alimentação de água potável da Arena e Edifício de Estacionamento se faz através da alimentação

proveniente da rede pública Sabesp pela Rua Turiassu conforme diretriz da Sabesp MCE 325/2011.

A propriedade é abastecida pelo ramal público da Sabesp, passando pelo cavalete DN 80 com

hidrômetro geral de 1100m³, localizado no alinhamento da propriedade com a calçada da rua Turiaçu.

Foi derivado um coletor de distribuição que alimenta um reservatório dedicado ao seu sistema até os

reservatórios inferiores localizados em área técnica no fosso da Arena entre os eixos 24 a 26.

Do reservatório de 208,41m³ localizado no 1º subsolo, parte uma tubulação de PBS classe 20 com

110mm (4”) que será recalcada por um conjunto de bombas (RAP01, RAP02, RAP03), das bombas

segue a tubulação PBS classe 20 com 110mm (4”) segue no teto do pavimento térreo e se divide por

alguns shaft’s, subindo para os reservatórios superiores localizados no 5º pavimento.

Arena é constituída por quatro células de reservatórios em concreto armado com capacidade unitária

de 200,00m3, interligadas através de tubulação em anel no nível do teto do 5º pavimento ao nível

Page 101: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

757,85, localizadas abaixo das mesmas. O total de reserva é de 800,00m³ de reserva superior, esta

reserva total alimenta além do consumo de ambos edifícios a reserva técnica de incêndio de 270m³.

Do reservatório de 70,40m³ segue uma tubulação de PBS classe 20 com 60 mm (2”) para um

conjunto de bombas (RAP07, RAP08, RAP09),

posteriormente segue para o 2º pavimento, indo direto paro edifício estacionamento com uma

tubulação de PBS classe 20 com, 60mm (2”).

Ramais de Distribuição

As alimentações de água potável aos vários pontos de consumo foram assim distribuídas da seguinte

forma:

- Sistema de pressurização – atende aos sanitários no 6º pavimento setor mídia.

- Anel de distribuição superior no nível 757,85 – atende aos sanitários do 5º,4º,3º,2º e 1º pavimentos.

- Anel de distribuição superior de atendimento a Caterings no nível 757,85 – atende as áreas de

Caterings do 5º,4º,3º,2º e 1º pavimentos.

- Anel de distribuição inferior no nível 732,55 – atende aos sanitários do pavimento térreo, 1º e 2º

subsolos.

- Anel de distribuição inferior de atendimento aos Caterings no nível 732,55 – atende as áreas de

Caterings do pavimento térreo, 1º e 2º subsolos.

Page 102: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Pintura e identificação da rede Água Potável

A tubulação de água potável, está pintada com tinta esmalte sintético à base D’Água – (VERDE

FOLHA). A tubulação está identificada pelo seu percurso com etiquetas de identificação auto adesiva

identificando o sistema.

Cavalete de entrada de água Sabesp / Prumada de alimentação reservatório superior

Sistemas de Água Reuso

A alimentação de água de reuso da Arena e Edifício de Estacionamento se é proveniente da seguinte

configuração:

- Prioritariamente da captação de águas pluviais captadas ao longo das calhas de cobertura da

Arena.

- Em época de estiagem ou na falta de chuvas a alimentação será proveniente dos reservatórios

inferiores de água potável.

Nos reservatórios superiores localizados no nível do teto do 5º pavimento ao nível 757,85, localizadas

abaixo destes, foi designado uma capacidade de 56m³ em cada uma das células, possibilitando desta

Page 103: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

forma que o volume retido na reserva inferior, seja imediatamente transferida. No caso de os

reservatórios superiores estarem cheios na totalidade (144m³), as reservas inferiores que funcionam

como caixas de retardo para o sistema de águas pluviais, passam a

transferir imediatamente o seu volume aos reservatórios superiores fazendo o aproveitamento total

do sistema de reutilização de águas provenientes da chuva

No 1º Subsolo sob os cores de escadas 1,2,4 e 5, foi instalado reservatórios feitos fibra de vidro, com

capacidade unitária de 14,0m3, sendo que em cada área são locados 4 destes reservatórios, ou seja,

sob cada core temos instalados 4 x 14m³ ou 56m³ total, reservas estas que atenderam a Arena e ao

Edifício de Estacionamento.

No conjunto de reservatórios instalados sobre os cores de escadas foram instalados filtros de areia

entre as bombas e os reservatórios superiores que ajudam na limpeza da água melhorando a

qualidade da água a ser reutilizada.

Sistemas de alimentação da Água de Reuso

O sistema de alimentação tem seu funcionamento por gravidade e pressurizado, ambos partindo dos

barriletes dos reservatórios superiores em nível logo abaixo destes. Ambos os edifícios serão

alimentados a partir destes barriletes que estão locados abaixo dos reservatórios superiores no nível

761,65, a partir destes descendo ao nível 757,85 fechando em anel ao nível 757,85. Ao longo do

barrilete foram projetados registros de corte e controle de manobras para manutenção periódicas, ou

caso haja algum dano no sistema.

O sistema de alimentação da Água de reuso é constituído por conjunto de duas moto-bomba de

acionamento elétrico, sendo uma para operação e outra para reserva.

O comando de funcionamento das bombas será automático, conforme projeto de instalações

elétricas, com sensores de nível do tipo Pêra, e alternância automática e seleção automática ou

manual da bomba em uso.

Sistemas de Água Pluviais

O sistema de águas pluviais do Allianz Parque provém da coleta de águas pluviais da cobertura da

Arena e Estacionamento.

A Condução é realizada através de calhas localizadas ao longo da cobertura. A captação desta calha

se faz através de captadores anti-vértice do sistema EPAMS. A água coletada ao longo da cobertura

é conduzida por colunas (Descidas dos tubos) até o nível do piso técnico do 2º pavimento,

procedendo-se desvios em todas as colunas, direcionando-as na horizontal até shafts próprios para

Page 104: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

este fim. Nas quatro cores de escada denominados cores 1,2,4 e 5, a tubulação percorre para o

pavimento térreo onde são direcionados para as caixas de retenção previstas.

O excedente de águas pluviais caso ocorra será direcionado a rede interna existente do clube da

S.E. Palmeiras através de extravasares do sistema de retenção de águas pluviais. Arena –

Pavimento Térreo, 1º subsolo e trecho inferior

das arquibancadas (área 2). A água coletada ao longo dos pavimentos superiores é conduzida por

colunas até o nível do piso técnico do 2º pavimento, procedendo-se desvios em todas as colunas,

direcionando-as na horizontal até shafts próprios para este fim nas quatro cores 1,2,4 e 5, onde

correrão por coletores verticais até sob pavimento térreo onde serão direcionadas as caixas de

retenção. Para as águas coletadas no pavimento térreo condutores horizontais foram instalados no

teto do 1º subsolo onde para todos os casos são direcionadas para o poço de captação e retenção

mais próximo.

Sistemas de Captação

O empreendimento está composto por poços de captação e armazenagem e retenção de águas

pluviais, tanto para a dependência da Arena, quanto para o estacionamento.

Foram construídos nove poços de captação e bombeamento de águas servidas, sendo seis na área

de fosso da arena, com função de captar e recalcar as captações desta área, dois no 2º subsolo na

área dos reservatórios com função de captar e recalcar o sistema de extravasam e limpeza dos

reservatórios e outro no 2º subsolo do edifício de Estacionamentos com função de captar e recalcar

as captações desta área. Todo o sistema de águas servidas da Arena é composto de apenas uma

bomba, cada projetada para atender a 100% da vazão nominal, sem reserva. Para o sistema de

águas servidas no edifício de Estacionamentos, este

será composto por duas bombas em paralelo, cada uma projetada para atender a 100% da vazão

nominal de projeto, sendo uma operante e outra reserva.

O comando de funcionamento das bombas será automático e após uma hora a partir do enchimento

dos reservatórios, conforme projeto específico de instalações elétricas, com sensores de nível, e

seleção alternante automática da bomba em uso.

Sistemas de Esgoto Sanitário

O sistema de esgoto sanitário atende as redes dos sanitários geral arena e estacionamento. As

infraestruturas são dispostas enterradas no 1º subsolo, aparentes na área técnica do 2º pavimento,

pelo teto do 1º subsolo ou ainda na área do fosso no entorno do campo de futebol.

Page 105: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Foram construídos dois poços de captação e bombeamento de esgoto sanitário, o 1º instalado no 2º

subsolo atrás dos sanitários do museu e o 2º na área do fosso de entorno do campo de futebol junto

ao eixo 37; os bombeamentos são realizados por bombas próprias para esgoto, diretamente para a

rede de esgoto interna a ser construída antes dos lançamentos para a rede pública, conforme projeto.

As tubulações percorrem aparentes em shafts dos edifícios, ou junto a pilares, conduzindo o esgoto

até as caixas principais para serem encaminhadas para a rede pública coletora de esgoto.

Todo o sistema possui tubulações de ventilação independente prolongada até a cobertura, ou

fachadas laterais na parte alta dos edifícios, conforme os detalhes e especificações fornecidos no

projeto.

Sistemas de Esgoto Gorduroso

Todas as lojas destinadas à produção e venda de alimentos está projetada com captação de

efluentes de gordura totalmente separada da rede de esgoto sanitário. A rede da Arena ou Edifício

de Estacionamento estão encaminhadas para caixas de separadoras de gordura que no final de cada

coletor são separadas da rede de esgoto, para serem liberadas junto ao coletor de esgoto da rede

pública.

A tubulação de esgoto sanitário e esgoto gorduroso, está pintada com tinta esmalte sintético à base

D’Água – (MARRON CANALIZAÇÃO). A tubulação está identificada pelo seu percurso com etiquetas

de identificação autoadesiva identificando o sistema.

Redes de Esgoto – Aranha coletora sanitários

Page 106: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Sistema de Água Quente

Composto por sistema central de aquecimento composto por reservatório horizontal – 4.000 litros 6

KGF/CM² é alimentado através do pré-aquecimento de água do SAS. O sistema de aquecimento

manterá o circuito fechado através de bomba de recirculação mantendo temperatura constante no

interior das tubulações de alimentação dos vestiários e camarins. O sistema de aquecimento

receberá ainda alimentação de água fria via “by pass” de água fria potável que alimentam o SAS, o

que será feito através de manobra manual de registros para o caso de falha ou manutenção do

sistema de pré-aquecimento SAS.

Sistema de Aquecimento Solar

Na cobertura do prédio Arena foram implantados 30 coletores solares. A dimensão individual de cada

coletor solar é de 2,00m x 1,00m, os coletores são interligados conforme detalhe do projeto. As

circulações dos sistemas primários de aquecimento foram feitas através de bombas de recirculação

que se manterão em circuito fechado entre os coletores solares e os tanques de acumulação. O

armazenamento do calor gerado nos coletores solares será feito através de tanques de acumulação

que estão localizados no fosso do nível de 729,10.

Sistema de Aquecimento Gás GN

Da central de Gás GN (CRM) é derivado a tubulação de Aço Carbono SCH 40 que alimenta os

queimadores a Gás GN e armazenam o calor para produção e condução de água quente.

Sistemas de Gás GN

O sistema de abastecimento de Gás GN do Allianz Parque é derivado a partir da rede pública de gás

da concessionária Comgás. A rede principal passa por

regulador de pressão e medidor (CRM) localizado anexo ao prédio do estacionamento na rua Padre

Antonio Tomaz, junto ao alinhamento predial da Avenida Francisco Matarazzo. A partir do CRM foram

derivados os ramais de alimentação para os pontos distintos do complexo. As redes estão dispostas

enterrada ou sustentada sob a laje até os pontos de consumo. Para o fornecimento de gás GN para

Page 107: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

os consumidores foram previstos medidor individual que é precedido de válvula esfera para corte de

fornecimento e regulador de pressão de 2º estágio, para regulagem da pressão de trabalho.

O consumo do Gás GN foi executado para atender as seguintes áreas:

- Vestiários de jogadores e árbitros – (aquecimento de água para banho);

- Camarins - (aquecimento de água para banho);

- Cozinha Industrial de Catering - (aquecimento de água e cocção);

- Áreas de Apoio ao Catering - (aquecimento de água e cocção);

- Restaurante do 9º Pavimento Estacionamento;

- Restaurante Burg King – Térreo Estacionamento;

- Restaurante Futuro - Térreo Estacionamento;

SISTEMA DE AUTOMAÇÃO

Telão e estúdio

A utilização de um sistema nos moldes executados e entregues, possibilita ao operador da Arena

uma grande flexibilidade e agilidade na exibição de conteúdo rico e dinâmico, como imagens em

tempo real dos espectadores e jogadores, inserções comerciais, anúncios, dados estatísticos e

outras informações que permitirão rápido retorno do investimento.

A conexão entre os Telões de LED e os equipamentos do estúdio simplificado de broadcast foi

realizada através de um enlace direto de Fibra Óptica de maneira a evitar atrasos na reprodução de

vídeos em tempo real.

O sistema é totalmente modular, composto por diversos módulos interligados entre si e controlados

por um processador central.

Page 108: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Cada telão de LED é formado por um conjunto de gabinetes que são instalados em uma estrutura

auxiliar que fará a sustentação de cada um dos gabinetes formando um telão.

O sistema entregue esta descrito abaixo:

02 (dois) Telões de LED TH 16mm REAL / 8mm VIRTUAL, compostos por aproximadamente

88 (oitenta e oito) painéis de LED (disposição 11x8 – LxA), em dimensões aproximadas de

13,44 x 7,68m (LxA), totalizando uma área útil aprox. de 103 m² (cem metros quadrados) e

peso aprox. de 4,8 TONs, cada telão, excluindo-se a estrutura metálica de sustentação;

01 (um) Processador de vídeo multiformato, com suporte a 7 sinais de entrada , vídeo

composto (x2), VGA (x1), Display Port (x1), DVI, HDMI e HD/SD SDI (x1) e suporte a 5 canais

de áudio, Display Port (x1), SDI (x1), HDMI (x1) e 2 canais auxiliares;

01 (um) Processador de vídeo para painéis de LED, que permite uma resolução máxima de

2048x1152 ou 1920x1200 com interface de entrada de vídeo DVI (x1) e entrada de áudio

(x1). Possui saída de vídeo DVI para monitoramento do sinal de vídeo e interface de controle

RS232;

02 (dois) Monitores de 21,5” de Pré-Visualização, com resolução full HD 1920x1080 pixels e

interface de entrada de vídeo HDMI (x1), DVI (x1), HD15 (x1), S-Video (x1) e entrada de vídeo

composto;

Exemplo de gabinete do painel de LED

Page 109: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

01 (um) Notebook Vaio de 14”, com função touch screen, processador core i5, memória

SDRAM 4GB, Disco Rígido de 750GB e Sistema Operacional Windows 8.

Os telões de LED suportam resolução de 1920 x 1080 atendendo o padrão mundial de Alta Definição

(HD – High Definition) das emissoras de TV.

01 (um) Switcher de Vídeo, profissional, com mixador de áudio embutido e sincronizador de

quadro para mixar áudio e vídeo. Equipado com função de multivisualização, permitindo que

um único monitor exiba todos os sinais de entrada simultaneamente;

01 (um) monitor de 46”, utilizado para a função de multivisualização, permitindo a visualização

dos sinais de entrada e programa simultaneamente na saída do Switcher de Vídeo;

01 (um) gerador de caracteres, com suporte a imagens em alta e baixa resolução (SD e HD),

permitindo efeitos 2D/3D em tempo real;

01 (um) conversor de formatos e sincronizador de quadros, capaz de trabalhar

simultaneamente com dois fluxos de vídeo independentes. Permite a conversão de imagens

SD, HD e 3G HD, além de permitir o roteamento dos sinais de entrada e saída;

O sistema permitirá ao operador maior flexibilidade e agilidade na apresentação de conteúdo rico e

dinâmico, como replays instantâneos, imagens em tempo real, inserção de comerciais, anúncios e

dados estatísticos.

Telão de 103 m².

Page 110: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

- BAU ( automação )

O sistema de controle de automação predial (BMS Building Management System) é responsável pela

integração da Automação e Controle das Utilidades Prediais (Bombas do Sistema Hidráulico,

Elétrica, Iluminação, Ar Condicionado e Medidores), e consiste basicamente em:

- Automação, Controle de Utilidades e Iluminação;

- Gerenciamento e Monitoramento Centralizado;

- Softwares Operacionais de Controle e Monitoramento.

O sistema projetado divide o controle em painéis com controladores de campo e painéis com

controladores gerenciadores, cada um com suas funções projetadas para comunicação,

processamento e controle de todos os dispositivos conectados aos pontos de interface do

equipamento.

O software de integração do sistema BMS instalado é o INSIGHT Siemens (Apogee Solutions), uma

plataforma completa de integração, capaz de realizar comunicação com todos os sistemas

especificados para a arena Allianz Parque realizando toda sua integração através de ambientes

gráficos intuitivos e de fácil navegação e operação.

Existem telas especificas para cada sistema, trazendo todas as suas particularidades e

características ímpares operacionais, independentemente de cada fabricante de equipamento. Foi

criada toda base de dados de alarmes de maneira integrada, facilitando o gerenciamento pelos

operadores do sistema.

Para cada nível de usuário poderão ser disponibilizadas as informações necessárias, por exemplo,

para os operadores os comandos estarão disponíveis e para os gerentes da instalação o

acompanhamento geral com geração de relatórios.

A arquitetura do sistema de automação predial APOGEE® é baseada em conceitos de sistemas

distribuídos, com estações de trabalho interligadas a processadores executando funções específicas

e se comunicando através de redes de dados digitais com os respectivos processos controlados.

A implementação do sistema de automação predial APOGEE® é baseada em padrões definidos para

sistemas abertos.

O sistema adota uma arquitetura que permite futuras expansões dos processos controlados, com um

mínimo de trabalho necessário para a reconfiguração, sendo que a qualquer momento o sistema

poderá integrar sistemas em outros protocolos como BACnet e ModBus.

Page 111: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

O banco de dados é expansível de tal forma que estas ampliações não interferem nos demais dados

já configurados, especialmente novos equipamentos associados aos processos controlados, que

venham a exigir a reconfiguração do banco de dados, para o acréscimo necessário.

Todos os eventos classificados como confidencialmente relevantes serão armazenados e

relacionados às pessoas, aos sistemas ou aos subsistemas responsáveis por sua ação, em arquivos

distintos dos “logs” (AUDIT TRAIL) comuns, e com detalhes suficientes de modo a permitir o

rastreamento da origem de um evento ou de uma sequência correlacionada de eventos.

Os controladores são dotados de entradas e saídas para sensores, atuadores, contatos de comando

e contatos de supervisão que se traduzem como sendo a interface externa de comunicação com o

processo controlado.

O servidor, as Estações de Trabalho e as Interfaces de Rede das Unidades de Controle estarão

interligados entre si através de rede Ethernet / TCP-IP.

(Exemplo de tela para sistema de iluminação)

- CFTV

Page 112: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

O CFTV tem objetivo de supervisionar e monitorar pontos distribuídos por todo o Empreendimento e

apresentar informações para os operadores localizados na sala de Comando e Controle, localizada

no 6º pavimento do prédio de mídia.

Todo o Sistema de Segurança foi baseado em equipamentos TCP/IP, desde câmeras, domos até o

servidor de imagens e Vídeo Wall. A alimentação das câmeras é realizada pelos switches do sistema

de cabeamento estruturado no padrão IP/POE (Power Over Ethernet) com exceção das câmeras

tipo speed dome que possuiem fonte de alimentação.

O Sistema de Segurança utiliza a Rede Corporativa de Dados de Informática. A rede de comunicação

é baseada em rede categoria 6 com protocolo TCP/IP para comunicação de dados entre câmara e

Estações Centrais.

Não há integração do CFTV com qualquer outro sistema a ser fornecido pela Siemens ou terceiros,

e sistema de reconhecimento facial.

O sistema CFTV consiste basicamente em:

Câmeras fixas – Posicionadas no interior da Arena e Prédio Multimídia;

Câmeras móveis – Posicionadas no interior da Arena;

NVR (Network Video Recorder) – Posicionado no Prédio multimídia,

6º pavimento, sala de Controle central;

Computadores com monitores (Estação de IHM) - Posicionado no Prédio multimídia, 6º

pavimento, sala de Controle central;

Teclado tipo joystick - Posicionado no Prédio multimídia, 6º pavimento, sala de Controle central;

Monitores tela grande (Vídeo Wall) - Posicionado no Prédio multimídia, 6º pavimento, sala de

Controle central;

Softwares Operacionais de Controle e Monitoramento – Instalados nas estações de IHM.

As câmeras estão distribuídas dentro da arena monitorando áreas de fluxos de pessoas, seja público

ou funcionários da arena. As áreas monitoradas são detalhadas nas plantas de localização dos

equipamentos.

O sistema é uma solução de segurança baseada em rede IP.

Para a configuração da tabela 1 foi considerada os seguintes dados:

Gravação de 24 horas por trinta dias e doze eventos por mês com duração de 4 horas.

As câmeras do CFTV utilizam tecnologia de comunicação TCP/IP, e o sistema é operado na Sala de

Comando e Controle.

Page 113: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

O sistema de CFTV possui uma rede virtual (VLAN) dedicada de modo a garantir que não haja

interferências por sobrecarga de dados na transmissão das imagens.

O sistema do estádio Allianz Parque está projetado para monitorar as áreas:

Arquibancada;

Acessos principais a arena e prédio multimídia;

Acesso a arena pelo prédio estacionamento;

Acessos ao estacionamento sob a arena – 1º subsolo;

Acesso a Galeria – 2º subsolo;

Baterias de catracas de acesso ao público dentro da arena;

Baterias de catracas na área da policia militar;

Baterias de catracas na recepção 1º subsolo do prédio multimídia;

Corredor de circulação pública;

Corredor de circulação operacional e técnica;

Hall dos elevadores do prédio do estacionamento;

Abaixo segue s as principais funções do sistema de CFTV.

a) Visualização das imagens ao vivo, por lay-out de imagens.

b) Recuperação das imagens gravadas.

c) Exporta vídeos gravados

d) Disponibilização das imagens nos monitores das estações de operação.

e) Disponibilização das imagens no vídeo wall.

f) Criação de grupo de usuários com permissões de acesso ao sistema de CFTV.

g) Configuração e operação das câmeras móveis.

h) Criação de níveis de acesso para usuários com permissões de acesso e operação ao sistema.

i) Configuração da detecção de movimento para câmeras fixas nas áreas técnicas para gravação

e alerta ao operador.

j) Configuração dos NVRs para gravação.

Page 114: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

k) Configuração do software Control Center atendendo os itens acima.

l) Instalação dos softwares dos sistemas operacionais das workstations.

Acesso

O Sistema de Controle de Acesso (CA) tem como objetivo garantir o controle e monitoramento dos

acessos a áreas restritas internas do estádio, sendo áreas destinadas ao público e funcionários. O

sistema deverá bloquear e restringir o acesso de pessoas não autorizadas e controlar o acesso do

público a eventos na arena.

O sistema de Controle de Acesso (catracas de torcedores, catracas de funcionários/visitantes) é

responsável pelas liberações ou bloqueios de acesso a Arena, prédio multimídia e nas salas técnicas

e operacionais.

Existe a integração, apenas do sistema de Controle de acesso com o sistema de alarme de incêndio,

interagindo no comando dos braços das catracas (“braços que caem”). A lógica de atuação ocorre

no sistema de alarme de incêndio que ativada por contato seco em caso de emergência derrubando

os braços e facilitando a evacuação das pessoas da Arena.

O Sistema proporciona melhor visualização e acompanhamento das informações necessárias para

a tomada de decisões de segurança e promovendo a redução de investimentos nos custos

operacionais de um modo geral.

Para o Sistema de controle de acesso, foi considerando licenças para 80 mil pessoas, sendo elas

funcionários/torcedores.

Os quantitativos de portas a serem monitoradas estão alinhados com as necessidades do Allianz

Parque, a fim que as áreas restritas possam ser monitoradas as entradas das pessoas, bem como

exibir relatórios de entradas por usuários que entraram na sala com horário que foram acessadas,

assim, podendo ter total rastreabilidade das áreas acessadas.

SOM

O sistema se caracteriza pela captação e distribuição de sinais de áudio nos diversos ambientes

que compõem o complexo da arena incluindo: subsolo, térreo, pavimentos (1º ao 6º), arquibancadas

e estacionamento. Não se limitando apenas as funcionalidades de avisos de emergência, o sistema

executado prevê índices de inteligibilidade e pressão sonora adequados garantindo qualidade para

reprodução de conteúdo musical, além de versatilidade no zoneamento e monitoramento das áreas

sonorizadas.

Em linhas gerais, o sistema se divide em quatro etapas distintas, são elas:

Page 115: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

• Captação.

• Mixagem.

• Processamento/transporte.

• Amplificação.

Para entender em detalhes cada sistema vide DATABOOK da SIEMENS.

No que se refere ao sistema de áudio, o projeto utilizou como base para a especificação e

posicionamento dos elementos transdutivos (caixas acústicas) as simulações computacionais de

predição eletroacústica. Estas simulações utilizam um modelo tridimensional do local a ser

sonorizado que representa suas principais características arquitetônicas. Para o projeto em questão

foi desenvolvido um modelo detalhado o suficiente para representar os efeitos acústicos pertinentes

à propagação do som e a sua inteligibilidade nas diferentes áreas a serem sonorizadas. As faces

que compõem o modelo arquitetônico computacional foram configuradas para representar os

materiais que constituem as superfícies das áreas predizidas, uma vez que os softwares de predição

consideram os vários tipos de materiais das superfícies (concreto, grama, acrílico, etc.) para calcular

as reflexões, tempo de reverberação e outros índices acústicos necessários à análise do sistema

eletroacústico.

Page 116: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Modelo 3D – Área Externa para estudos sonoros

DS ( DIGITAL SIGNAGE )

O sistema utilizado no Allianz Parque é o Cisco StadiumVision que fornece vídeos de alta definição,

ao vivo e em tempo real a partir de qualquer fonte — desde feeds internos até canais locais e

nacionais adquiridos externamente — para criar uma experiência imersiva e diferenciada para os

torcedores em todo o estádio. Enquanto os torcedores estão participando da ação, você pode

combinar saudações personalizadas e promoções em tempo real com o vídeo a fim de se comunicar

de maneira mais eficiente com eles durante toda a experiência do dia de jogo.

Com a solução Cisco StadiumVision, todo o estádio se transforma em uma plataforma de marketing,

fornecendo oportunidades de segmentação para anunciantes, patrocinadores, concessionárias e

parceiros de merchandising. Você pode direcionar os anúncios por seção, área ou monitor (DMP),

enviando mensagens separadas e anúncios exclusivos para restaurantes individuais, bares, seções

de arquibancada, etc. Também é possível incluir promoções em períodos de tempo ou momentos

críticos. Você pode oferecer aos patrocinadores a capacidade de atrair torcedores de uma maneira

totalmente nova.

Page 117: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Com a solução Cisco StadiumVision, é possivel ligar e desligar e ajustar cada tela do estádio a partir

de um painel de controle central. É possível controlar e gerenciar o conteúdo de cada monitor a partir

do mesmo console de operações, além de programá-lo para executar em um momento específico,

em uma tela específica. E, no encerramento do evento, você pode fornecer relatórios sobre o trânsito,

indicações de saída e programações de transporte público para gerenciar melhor o fluxo de pessoas.

A solução Cisco StadiumVision é composta por quatro principais componentes, conforme exibido na

Figura 1:

• Aquisição de vídeos (ou headend)

• Rede de dados IP convergida de voz e vídeo e de alta velocidade

• Fornecimento de vídeo (streaming e conteúdo posicionado)

• Gerenciamento e operações centralizados

Topologia StadiumVision

- Monitores

Para entendimento do sistema assim como eventual a manutenção de uma equipe e

recomendações, vide DATABOOK da SIEMENS em anexo, ao manual de uso e operação do Allianz

Parque. Neste anexo será descrito detalhadamento do o sistema instalado e oferecido pela

SIEMENS.

Page 118: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

- TI

Para entendimento do sistema assim como eventual a manutenção de uma equipe e

recomendações, vide DATABOOK da SIEMENS em anexo, ao manual de uso e operação do Allianz

Parque. Neste anexo será descrito detalhadamento do o sistema instalado e oferecido pela

SIEMENS.

SDAI

O sistema de Detecção e Alarme de Incêndio (SDAI) tem por finalidade fornecer alarme de princípios

de incêndios, destinados à proteção de indivíduos e propriedades, visando à proteção do estádio. O

SDAI tem como função de concentrar e enviar aos locais protegidos todas as ocorrências de eventos

e alarmes do sistema, com a função de visualização dos eventos para a Central de Detecção e

Alarme de Incêndio, localizada no CCO (6º andar – prédio de Mídia). O sistema está projetado para

que os detectores e/ou acionadores manuais instalados nos ambientes efetuem o acionamento dos

alarmes de um princípio de incêndio.

A Central de Detecção e Alarme de Incêndio tem como função sinalizar e comandar todas as

informações pertinentes ao sistema de incêndio, bem como dos periféricos de campo e a interface

com outros sistemas definidos abaixo (item b).

CONCEITOS DO SISTEMA

O sistema é composto por módulos dedicados e projetados para as mais altas exigências funcionais

de segurança. Ele oferece uma ampla gama de recursos, suporta uma operação segura e pode ser

integrado com outros sistemas. Com operação plena durante a realização de eventos, e também

para o apoio em situações de emergência ou de crise, auxiliando as funções operacionais e serviços

delegados. O sistema permanece em operação durante 24 horas por dia em standby pronto para

atuar em qualquer necessidade para qual foi projetado. O sistema ainda possui fonte de emergência

para atender os requisitos de norma, sendo 24h em standby e 5 minutos em alarme.

O sistema foi projetado com o objetivo de preservar a integridade dos espectadores, equipes

operacionais e demais usuários em toda a extensão da arena, respondendo a incidentes que possam

oferecer riscos ao patrimônio e à vida de seus ocupantes.

SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO

O sistema de sinalização e alarme de incêndio tem como finalidade detectar o princípio de incêndio

e sinalizar tal ocorrência ao centro de operações responsável pelo monitoramento do sistema através

Page 119: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

da central de incêndio XLS. No momento de uma ocorrência, a central XLS sinalizará através de um

alarme sonoro interno (buzzer) e visual através de LED’s, chamando a atenção dos operadores que

identificarão a ocorrência, através da mensagem de texto pré-definida apresentada no display de 6”.

O monitoramento e comando do sistema de incêndio, serão processados por uma rede de 3 centrais

modelo XLS (XLS 1 – XLS 2 e XLS 3) ligadas em anel (estilo 4), sendo que a XLS 3 possuirá uma

unidade adicional remota (XLS 4). A cobertura das áreas protegidas e integradas serão efetuadas

através de linhas de detecção inteligente em classe B. Nas linhas serão interligados módulos

isoladores de curto circuito, dispositivos de detecção, dispositivos sinalização e dispositivos de

comando, sendo que 10% de cada linha são reservas para ampliações futuras.

Por ser um sistema modular, é possível realizar ampliações, não se limitando apenas as reservas

previstas em projetos, porém, todo acréscimo deve ser analisado afim de não afetar as

características funcionais de operação.

O sistema além da sua função básica de detecção e alarme de incêndio, esta projetado para

interfacear com outros sistemas, através de comandos e/ou simplesmente de monitoramentos,

como:

Liberação de catracas;

Recolhimento e parada de elevadores;

Ativação da pressurização de escadas;

Ativação do sistema de sonorização;

Supervisão de vazamento de gás GN;

Supervisão do painel do sistema de água da casa de bombas;

Supervisão do sistema de combate por água (sprinklers) através das chaves de fluxo fornecida

pela WTORRE.

Supervisão de alarme e falha do sistema de combate das coifas;

Comando do sistema de ar condicionado via sistema de automação.

CONCEPÇÃO

A concepção do sistema tem como base o projeto de alocação de pontos, definição de soluções

elaboradas pela Siemens, utilizando as informações fornecidas pela contratante, bem como

documentos fornecidos pelo mesmo. Foram observadas as leis e normas indicadas neste

documento, bem como o processo de recolhimento e confirmação de dados através de visitas e

Page 120: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

reuniões técnicas para esclarecimentos. Os dados recolhidos são atuais podendo sofrer pequenas

alterações de ajustes que se fizerem necessário onde deverão ser submetidos a revisões para nova

análise técnica e comercial.

O projeto executivo deverá seguir ao máximo a compatibilização com o projeto de alocação de

pontos, a fim de não afetar o princípio de solução e de tempo.

Sala CCO

A sala CCO (Sala de Comando e Controle Operacional) tem objetivo de supervisionar, monitorar e

controlar, os pontos distribuídos por todo o Empreendimento, conforme aplicação dos sistemas, e

apresentar informações para os operadores localizados nas mesas de operações da sala de

Comando e Controle, localizada no 6º pavimento do prédio de mídia.

Os sistemas que compartilham a sala CCO:

Automação Predial (AUT);

Controle de Acesso (ACE);

Circuito Fechado de Televisão (CFT);

Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio;

Digital Signage;

Gerenciamento de Rede (TI);

Sonorização;

Telão.

Para entendimento do sistema assim como eventual a manutenção de uma equipe e

recomendações, vide DATABOOK da SIEMENS em anexo, ao manual de uso e operação do Allianz

Parque. Neste anexo será descrito detalhadamento do o sistema instalado e oferecido pela

SIEMENS.

Page 121: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Topologia do sistema

SISTEMA DE PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO

As instalações foram projetadas e construídas em atendimento as normas NBR e Legislação de

Combate a Incêndio do Corpo de Bombeiros do estado de São Paulo.

Toda a instalação é interligada e comandada, pelo sistema SDAI projetado pela SIEMENS.

Sistemas de Combate à Incêndio

O sistema de combate a incêndio é compreendido dos sistemas de hidrantes, do sistema de

chuveiros automáticos e do sistema de proteção por extintores de incêndio. A alimentação da rede

dos sistemas de hidrantes e de chuveiros automáticos é feita a partir do reservatório existente de

270 m³. A reserva de incêndio vem do reservatório superior localizado no nível757,85. As pressões

mínimas necessárias para cada sistema são garantidas pelo sistema de bombas centrífugas

dispostas junto ao reservatório.

Na casa de bombas foram instalado conjunto com 2 bombas mais painel elétrico e bomba uma jockey

para atender os sistemas de Hidrantes e Sprinklers.

Page 122: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Figura – Casa de Bombas de incêndio

Sistemas de Hidrantes

O empreendimento foi dotado de hidrantes com mangueira de comprimento de 15m e diâmetro de

40 mm, esguichos de jato sólido com requinte de 13 mm.

Os hidrantes estão localizados nas proximidades das portas externas, escadas e acesso principal, a

não mais de 5 m. Também estão em posições centrais nas áreas protegidas e não comprometerão

as rotas de fuga. As instalações projetadas atendem as exigências e recomendações descritas na

norma NBR 13.714/00 – Sistema de Hidrantes para Combate a Incêndio.

Para o setor do média foram instaladas caixas de hidrante de Inox, e caixas de hidrantes em chapa

de aço, porém na cor branca.

Nos demais espaços da arena e estacionamento foram instaladas caixas de hidrantes simples e

caixas de hidrantes duplas, atendendo as normas e exigências conforme padrão corpo de bombeiros.

Sistemas de Proteção por Extintores de Incêndio

O sistema de proteção por extintores foi caracterizado e dimensionado tendo em vista a natureza do

fogo a extinguir, em função dos tipos de materiais combustíveis predominantes e do efeito desejado

Page 123: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

na extinção, além da substância utilizada para esse fim (agente extintor), da quantidade dessa

substância, sua

correspondente unidade extintora da classe de ocupação do risco isolado e sua respectiva área.

Toda a área do empreendimento está protegida, também, por extintores de incêndio com carga de

pó ABC, Água Pressurizada, Gás Carbônico, Espuma mecânica.

Os extintores estão distribuídos de tal forma que o operador não percorra mais que 25 metros entre

um e outro extintor.

As instalações projetadas atendem as exigências e recomendações descritas na norma NBR 12.693

– Sistemas de Proteção por Extintores de Incêndio.

Sistemas de Chuveiros Automáticos - SPK

O sistema de chuveiros automáticos tem o objetivo de operar com rapidez de modo a extinguir o

incêndio em seus estágios iniciais ou, pelo menos, controla-lo, não permitindo que atinja níveis

críticos. Foi considerada uma reserva de incêndio de 270m³ que atende ao risco predominante por

um período mínimo de 60 minutos conforme disposto na NBR 10897/2007 – Proteção contra

Incêndios por Chuveiros Automáticos. O reservatório alimenta um conjunto moto bomba de incêndio

que pressuriza a rede de chuveiros automáticos. Foram instaladas 2 bombas sendo uma bomba

principal e uma bomba reserva, para atendimentos de pequenos vazamentos e alterações dos níveis

de pressão da rede foi considerada uma bomba Jóquei para pressurização do sistema. As

instalações do empreendimento foram classificadas de acordo com as normas aplicáveis.

Funcionamento das Válvulas de Governo e Alarme e VCS

A válvula de governo e alarme avisará a operação do equipamento de sprinklers que mandará um

sinal para o painel do Quadro Geral de Sinalização e Alarme (QGSA). Foram considerados 23 (Vinte

e três) conjuntos de válvula de governo localizados nos pavimentos da Arena e do estacionamento

que são separadas para atender a cada ponto do complexo.

Funcionamento dos Chuveiros Automáticos - Sprinkler

Por ocasião de um incêndio, o calor romperá o bulbo dos chuveiros automáticos da área, liberando

água sobre a fonte geradora de calor. Os sprinklers são do tipo “spray”, “para cima” ou “para baixo”,

de bronze natural para as áreas sem forro (Fig. 52) e cromado (Fig. 53) para as áreas de forro falso

com temperatura de 68ºC, e de 141ºC nas áreas das claras boias.

Page 124: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

SISTEMA DE AR CONDICIONADO, VENTILAÇÃO E EXAUSTÃO MECÂNICA

O fornecimento foi executado com base nas prescrições da Associação Brasileira de Normas

Técnicas - ABNT e, nos casos onde estas forem omissas, nas demais normas e recomendações

relacionadas abaixo:

ASHRAEAmerican Society of Heating, Refrigerating, and Air Conditioning Engineers

NBR 6401 - Norma de ar condicionado e ventilação mecânica da Associação Brasileira

de Normas Técnicas – ABNT

NBR 5410 - Norma de instalações elétricas de baixa tensão – ABNT

NBR 14880 - Sistemas de ventilação em Cozinhas Profissionais

SMACNA - Sheet Metal and Air Conditioning Contractors National Association

AMCA - Air Moving and Conditioning Association

ARI - American Refrigerating Institute

ASTM - American National Standards Institute

ANSI - American Society for Testing and Materials

NFPA - National Fire Protection Association

Portaria 3523/98 Ministério da Saúde

Resolução nº 9 de 16/01/2003 – Agência Nacional de Vigilância Sanitária

Para as áreas de escritórios foi adotando um sistema de expansão direta com condensação a ar,

podendo ser Split ou VRF conforme, a arquitetura de cada ambiente. O sistema de

ventilação/exaustão está atendendo a RFP.

Page 125: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Nível de Inspeção Utilizado

Nivel 2 – Inspeção predial realizada Nível 2: para edifícios multifamiliares, edifícios comerciais sem

sistemas construtivos mais complexos como climatização, automação etc.

Normalmente envolve equipe multidisciplinar com engenheiros civis ou arquiteto, mais engenheiros

eletricistas.

Critério e Metodologia Adotados

A inspeção dos elementos construtivos da arena se deram através de inspeções visuais,

embasado em documentos fornecidos pela coordenação de infraestrutura da arena. Os

trabalhos foram baseados e estão conforme as Associação de Brasileira de Normas

Técnicas. Para efeito de classificação das falhas ou anomalias, foi adotado a

classificação estabelecidas pela PORTARIA nº 238, de 9 de Dezembro de 2010, em seu

anexo II, com a seguir:

Crítico: Impacto irrecuperável, relativo ao risco contra a saúde e segurança

dos usuários e do meio ambiente, bem como perda excessiva de

desempenho recomendado a intervenção imediata.

Regular: Impacto parcialmente recuperável, relativo ao risco quanto a perda de

funcionalidades e desempenho recomendado programação e intervenção em curto

prazo.

Mínimo: Impacto recuperável, relativo a pequenos prejuízos, sem incidência ou

a probabilidade de ocorrência dos riscos acima expostos,

recomendado programação e intervenção a médio prazo.

Page 126: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

LISTA DE VERIFICAÇÃO DOAS ELEMENTOS CONSTRUTIVOS E

QEUIPAMENTOS VISTORIADOS COM A DESCRIÇÃO E LOCALIZAÇÃO

DAS RESPECTIVAS ANOMALIAS E FALHAS:

SISTEMA ESTRUTURAL Superestruturas (pilares, arquibancadas, vigas, lajes, consoles, marquises)

Ocorrências registradas na inspeção:

- Não há ocorrência de Armadura exposta

- Não foram encontrados pontos de baixo cobrimento da armadura

- Não foram encontrados indícios de Corrosão de armadura

- Não encontrada formação de trincas por infiltração

- Não foram verificadas formações de trincas por processos de movimentações estruturais ou sobrecarga

- Não foram encontrados indícios de deterioração de concreto

- Não foram encontradas condições de deformação excessiva

- As juntas de dilatação e seus respectivos acabamentos (utilizado tipo Jeene) encontram-se em boas

condições de funcionamento

- Não foram encontradas anomalias em elementos de apoio

- Não foram verificadas infiltrações de água

- Não foram encontradas falhas de concretagem caracterizadas por: segregação do concreto, ninhos de

concretagem, má vibração, concreto poroso de baixa resistência

Cobertura, marquises e últimos pavimentos

Ocorrências registradas na inspeção:

- Há calhas, ralos e coletores de aguas pluviais em quantidade e posições adequadas;

- A cobertura utiliza estrutura metálica e é revestida por material isolante termo acústico, além de lona de

PTFE “envelopando! Todo o sistema, o que promove vedação perfeita;

- Não foram encontradas fissuras de origem térmica em alvenarias, ligações entre alvenarias e estrutura,

além de revestimentos;

Page 127: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

- Os sistemas de impermeabilização apresentam boas condições de funcionamento devido a inexistência de

infiltrações;

Reservatórios de agua potável e casa de maquinas:

- Os reservatórios de agua e casa de maquinas encontram-se em perfeitas condições;

Juntas de dilatação

- As juntas de dilatação encontram-se em perfeito estado de funcionamento, garantindo o desempenho

adequado do sistema estrutural;

SISTEMA DE VEDAÇÃO Aspectos gerais verificados para as Alvenarias:

- Não foram encontradas situações de desaprumo em alvenarias

- Não foram encontrados desníveis no sistema

- Não foram encontrados desalinhamentos

- Não foram encontradas falhas geométricas quanto a planicidade

- os rejuntamentos estão íntegros

- Não há ocorrência de manchas por infiltração ou reações químicas de argamassa

SISTEMA DE REVESTIMENTO Aspectos gerais verificados para os revestimento:

- Não foram encontradas situações de desaprumo nos revestimentos

- Não foram encontradas falhas de caimento nos relevantes

- Não foram encontrados desalinhamento

- Não foram encontradas falhas geométricas quanto a planicidade

- os rejuntamentos estão íntegros

- Não há ocorrência de manchas por infiltração ou reações químicas de argamassa

SISTEMA DE ESQUADRIAS Aspectos gerais verificados para as esquadrias:

- As condições de fixação geral, incluindo os chumbamentos em alvenarias, lajes, pisos estão adequados;

- Não há existência de pontos de corrosão com desgaste excessivo de seções metálicas, ou ainda dos

elementos de fixação solida

- Não há existência de superfícies pontiagudas e elementos soltos

Page 128: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

- As condições de segurança estão garantidas

SISTEMA DE COBERTURAS As verificações comtemplaram os seguintes aspectos mínimos:

- Não foi encontrada existência de trincas, fendilhamntos, deformações excessivas, formações de flechas,

existência de infiltrações.

- Não foram identificados pontos de corrosão, falta de pintura de proteção, empoçamentos de agua.

- As telhas encontram-se bem fixadas, integras, sem emendas, com encaixes, sobreposição, fixações e

inclinações, conforme diretrizes do fabricante

- O sistema de drenagem da cobertura é do tipo EPAMS e direciona a agua coletada ao reservatório para

reaproveitamento em vasos sanitários

- Não há indícios de existência de pragas urbanas que possam danificar a estrutura

- As calhas estão em perfeito estado e funcionamento

SISTEMA DE INSTALAÇOES PREDIAIS HIDRAULICAS Foi verificada a interface das tubulações com elementos estruturais e de revestimento e não foram

encontrados pontos de vazamento

A captação de aguas pluviais em áreas de circulação esta adequada, e sem empoçamentos relevantes

Para os reservatórios de agua potável, foram verificados:

- Integridade da tampa metálica de fechamento do reservatório, bem como sua estanqueidade do

reservatório, encontrada sem problemas;

- Foi constatado que o revestimento, bem como sistemas de impermeabilização estão satisfatórias;

- Tubulaçoes do barrilete quanto a infiltraçoes e vazamentos e não foram encontrados problemas;

- As paredes dos reservatórios e lajes superiores e inferiores (face interna e externa) quanto a presença de

trincas, infiltrações, manchas, eflorescências, estofamentos e corrosão de armaduras e não foram

encontrados problemas

SISTEMA DE INSTALAÇOES PREDIAIS ELETRICAS E SPDA Itens verificados:

Entrada de energia A cabine subterrânea de entrada da rede da concessionaria: fusíveis, para raio, terminais, aterramento,

ferragens. Saída dos cabos, subterrâneos.

Foram encontrados em perfeito estado de funcionamento.

2.Subestações Transformadores: seco foram inspecionadas as condições das buchas de alta e baixa tensão, conexões,

balonetes, instrumentos de medição (temperatura), aterramentos.

Page 129: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Cubículo metálico ou construção em alvenarias: ferrugens, aterramento, acesso, limpeza, portas, cobertura.

Disjuntores: mecanismo, buchas, níveis de óleo, rele de sobre corrente, comando, equipamentos de

proteção e manobra (bastões, luvas, estrados, alavancas, tapetes, diafragmas)

Chaves seccionadoras a comando simultâneo: Mecanismo, contatos. Para raios: aterramento, buchas

Transformadores de corrente e de potencial: estado geral

Mediadores de energia: ativa e reativa, lacres, outros.

Todos os sistemas foram encontrados em perfeito estado de funcionamento.

Ramais principais (saídas dos transformadores) Estado geral de circuitos, isolação, emendes, limpeza, caixas de passagem. Banco de dutos, eletro dutos.

Saída e entradas, terminais de ligação

Foram encontrados em perfeito estado de funcionamento.

Subestações unitárias Transformadores: Quanto buchas de alta e baixa tensão, conexões, balonetes, instrumentos de medição,

aterramentos. Flanges entre o transformador e painéis de alta e baixa tensão.

Cubículo metálico ou construção em alvenarias: ferrugens, aterramento, acesso, limpeza, portas, coberturas.

Disjuntores: mecanismo, buchas, rele de sobre corrente, comando, equipamentos de proteção e manobra

(bastões, luvas, estrados, alavancas, tapetes, diagramas)

Chaves seccionadoras a comando simultâneo: mecanismo, contatos

Para raios: aterramento, buchas

Quadros de alta tensão e de baixa: estado geral, limpeza, acessibilidade, aterramento, medidores de

corrente, tensão, potencia. Diagramas, equipamentos de proteção

Todos os sistemas foram encontrados em perfeito estado de funcionamento.

Quadros gerais de distribuição em baixa tensão e quadros terminais Estado geral: limpeza, acessibilidade, compatibilidade entre as proteções com os circuitos.

Proteçoes: disjuntores, fuseiveis. Aterramento. Iluminação do local, portas, disgramas, desenhos, instruções

Foram encontrados em perfeito estado de funcionamento.

Circuito em geral Maneira de instalação. Aparente, embutidos. Caixa de passagem, conduletes, tomadas, interruptores,

aterramento

Foram encontrados em perfeito estado de funcionamento

Page 130: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Aparelhos em geral. Motores

Chuveiros, aquecedores, fornos, motores> Estado em geral, aterramentos, proteções,

compatibilidade das proteções.

Foram encontrados em perfeito estado de funcionamento.

Iluminação do estádio

A iluminação é feita por refletores fixados a estrutura metálica de cobertura

Foram encontrados em perfeito estado de funcionamento e atendem aos requisitos de

desempenhos requeridos

Aterramento. Eletrodutos. Condutores. Luminarias. Lampadas. Reatores

Quadro de distribuição: contadores, disjuntores, chaves seccionadoras, fusíveis.

Foram encontrados em perfeito estado de funcionamento

Saídas de emergência

As saídas de emergência atendem aos requisitos do projeto aprovado na prefeitura municipal de São

Paulo e do projeto aprovado no Corpo de bombeiros do Estado de São Paulo.

2.5 CLASSIFICAÇÃO E ANALISE DE ANOMALIAS E FALHAS QUANTO AO GRAU DE RISCO;

Não foram encontradas não-conformidades ou anomalias que possam impedir o perfeito e seguro

funcionamento da edificação para o fim pré-definido.

2.6 OBSERVAÇÕES SOBRE A DOCUMENTAÇÃO ANALISADA

A documentação está atualizada e retrata que foi observado nas vistorias, sendo registro suficiente

das boas condições de segurança e conforto necessárias à realização dos eventos

Page 131: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

CONCLUSÃO DO LAUDO

ANÁLIZE DAS NÃO CONFORMUIDADES E EVIDENCIAS OBSERVADAS E

RECOMENDAÇÕES GERAIS A CRITÍCIDADE E OUTROS ASPECTOS ENCONTRADOS

Após inspeções não foram apontadas não conformidades em nenhum sistema. Pois trata

se de uma edificação nova, executada de acordo com normas e instruções técnicas garantindo assim padrões satisfatórios de boas práticas de engenharia isto tudo garantido através de ensaios normativos e controle tecnológico garantindo assim a sua qualidade.

INDICAÇÃO DAS ORIENTAÇÕES TÉCNICAS E/ OU LISTA DE MEDIDAS PREVENTIVAS E

CORRETIVAS NESCESSÁRIAS Á CORREÇÃO DE FALAS E ANOMALIAS Como já descrito não foram apresentadas não conformidades, fica assim de forma geral seguir os planos de

manutenção de acordo com cada sistema e equipamento por empresas qualificadas.

INDICAÇÃO DA ORDEM DE PRIORIDADE DAS FALHAS E ANOMALIAS Não aplicável

INDICAÇÃO DE ASPECTOS DE ASPECTOS RESTRITIVOS QUANTO AO USO EVENTUAL

LIMITAÇÃO DA CAPACIDADE DE PUBLICO DA ARENA, EM FUNÇÃO AS ANOMALIAS E

FALHAS DETECTADAS Como não foram constatadas não conformidades, não há restrições quanto ao uso eventual limitação da

capacidade de público da arena

INDICAÇÃO DE MEDIDAS COMPLEMENTARES Á ANALISE CONCLUSIVA DAS FALHAS E

ANOMALIAS, E EVENTUAL NCESSIDADE DE CONTRATAÇÃO DE ENSAOIOS E OUTRAS

AVALIAÇÕES ESPECIALIZADAS Recomenda-se a se manter o uso de cada área conforme projetos protocolados e aprovados nos órgãos

públicos

DADOS SOBRE LOTAÇÃO DO ESTÁDIO

A capacidade da Arena hoje, em eventos de futebol em cada um de seus níveis de cadeiras é:

Page 132: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

SETOR 1 4510 27 10 136 4683

SETOR 2 4111 23 10 101 4245

SETOR 3 6225 23 12 66 6326

SETOR 4 7750 4 5 55 7814

SETOR 5 1012 18 8 102 1140

SETOR 6 2117 4 6 29 2156

SETOR 7 364 20 0 0 384

SETOR 8 433 23 0 0 456

SETOR 9 244 8 0 0 252

SETOR 10 242 22 0 0 264

SETOR 11 125 5 0 0 130

SETOR 12 359 20 0 0 379

SETOR 13 423 24 0 0 447

SETOR 14 292 32 0 0 324

SETOR 15 536 19 0 0 555

SETOR 16 2319 0 10 59 2388

SETOR 17 2882 0 12 58 2952

SETOR 18 4469 0 22 91 4582

SETOR 19 4682 0 19 82 4783

SETOR 20 313 0 0 0 313

SETOR 21 58 29 0 0 87

SETOR 22 34 17 0 0 51

SETOR 23 23 23 0 0 46

SETOR 24 17 17 0 0 34

SETOR 25 46 46 0 0 92

SETOR 26 43 43 0 0 86

SUB TOTAL 27225 1739 0 14665 447 114 779 44969

3º PAV. 4º PAV. 5º PAV. 6º PAV. P.O. P.M.R. TOTAL

C

I

R

C

U

L

A

Ç

Ã

O

P.C.R.

INFORMAÇÕES RELEVANTES SOBRE A LOTAÇÃO DOS SETORES

A lotação apresentada foi aprovada pelo corpo de bombeiros do estado de São Paulo e consta no

AVCB da arena.

RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS

Todos os setores da arena apresentam excelentes condições de segurança.

DOCUMENTOS ANALIZADOS Tabela constando análise das cópias dos documentos solicitados e relação de eventuais não conformidades

observadas

Descrição de Documentos

Apresentado (Sim / Não)

Dentro da validade (Sim/ Não)

PROJETO EXECUTIVO PREFEITURA SIM SIM

ALVARA DE FUNCIONAMENTO SIM SIM

QUADRO DE TAXA DE OCUPAÇÃO POR SETOR (SERVIÇO E EXPECTADORES)

SIM SIM

PROJETO DE PROTEÇÃO E COMBATE A INCENDIO SIM SIM

AVCB (AUTO DE VISTORIA DO CORPO DE BOMBEIROS) SIM SIM

ULTIMO LAUDO DO ESTÁDIO SIM SIM

Page 133: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

PLANTAS AS BUILT (DWG) SIM SIM

ATESTADOS RELATIVOS A NR-10 SIM SIM

MANUAL DE USO OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO (DATA BOOK) SIM SIM

PLANO DE MANUTENÇÃO DA ARENA SIM SIM

LAUDO DE MANUTENÇÃO DAS SUBSTAÇÕES SIM SIM

RELATÓRIO DE ENSAIOS E EXAMES EM TRANFORMADORES SIM SIM

RIA'S (RELATÓRIO DE INSAIOS DE PARA RAIOS) SIM SIM

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO OHMICA E DE CONTINUIDADE ELÉTRICO

SIM SIM

RELATÓRIO DE MANUTENÇÃO DE GRUPO GERADOR SIM SIM

PROJETOS DE INSTALAÇÕES ELETRICAS E UNIFILARES SIM SIM

PROJETOS ESTRUTURAIS SIM SIM

CONTAS DE FORNECIMENTO ENERGIA ELÉTRICA SIM SIM

CONTAS DE FORNECIMENTO DE ÁGUA SIM SIM

ATESTADO DE LIMPEZA E DESINFETIZECÇÃO DOS RESERVATÓRIOS DE ÁGUA POTAVEL

SIM SIM

ENSAIOS POTABILIDADE DE ÁGUA NOS RESERVATÓRIOS BEM COMO NOS PONTOS DE CONSUMO DIRETO

SIM SIM

CERTIFICADO E TESTES DE ESTANQUIEDADE DO SISTEMA DE GN (GÁS NATURAL)

SIM SIM

RELATORIOS DE ENSAIOS PREDITIVOS, TAIS COMO TERMOGRAFIA, ECITAÇÃO DE ESTRUTURA ETC

SIM SIM

RELATÓRIOS DE ACOMPANHAMENTO DAS MANUTENÇÕES DOS SISTEMAS ESPECIFICOS TAIS COMO: AR CONDICIONADO, MOTORES, ANTENAS, BOMBAS

SIM SIM

DATA DO LAUDO

09 de outubro de 2.017

Page 134: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

ASSINATURA DOS RESPOSÁVEIS TÉCNICOS, ACOMPANHADAS DE REGISTRO CREA E ART´s:

Page 135: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Page 136: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Page 137: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Page 138: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

Page 139: LAUDO DE ENGENHARIA - Federação Paulista de Futebollaudosestadios.fpf.org.br/Laudo Engenharia- Allianz... · 2017-10-11 · LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque Introdução

LAUDO DE ENGENHARIA Arena Allianz Parque

VALIDADE

VALIDADE DO PRESENTE LAUDO É DE 02 (DOIS) ANOS, OU SEJA, ATÉ 16 OUTUBRO DE 2019.