ECOSSISTEMAS URBANOS

download ECOSSISTEMAS URBANOS

of 29

  • date post

    03-Jan-2016
  • Category

    Documents

  • view

    44
  • download

    0

Embed Size (px)

description

ECOSSISTEMAS URBANOS. REDIRECIONANDO EXPECTATIVAS Profª Ana Isa Garcia Bueno Arquiteta e Urbanista Março 2010. o “sistema natural” , composto do meio físico e biológico (solo, vegetação, animais, água, etc) e o “sistema antrópico” , consistindo do homem e de suas atividades. - PowerPoint PPT Presentation

Transcript of ECOSSISTEMAS URBANOS

  • ECOSSISTEMAS URBANOSREDIRECIONANDO EXPECTATIVAS

    Prof Ana Isa Garcia Bueno Arquiteta e Urbanista

    Maro 2010

  • o sistema natural, composto do meio fsico e biolgico (solo, vegetao, animais, gua, etc) e o sistema antrpico, consistindo do homem e de suas atividades.O Ambiente UrbanoO ambiente urbano formado por dois sistemas intimamente interrelacionados:

  • ROMA - SITIOSitio arqueolgico da cidade antiga

  • URBANISMO: CINCIA E TEORIA DA LOCALIZAO HUMANA. (DICIONRIO LAROUSSE).

    PLANEJAMENTO URBANO - CELSON FERRARI

    No sentido original, planejamento ou ordenao do aspecto fsico- territorial de uma cidade ou zona urbanizada; como cidade e campo interagem estreitamente, o campo de atuao estendeu-se ao territrio municipal e hoje a preocupao deve ser com o planejamento integrado do Municpio dentro de sua regio. Planejar -> traar diretrizes, idealizar algo, solucionar problemas, organizar, projetar

    Planejar significa tentar prever a evoluo de um fenmeno ou tentar simular os desdobramentos de um processo, com o objetivo de melhor precaver-se contra provveis problemas. EM UM SENTIDO AMPLO, PLANEJAMENTO UM MTODO DE APLICAO CONTNUO E PERMANENTE, DESTINADO A RESOLVER, RACIONALMENTE, OS PROBLEMAS QUE AFETAM UMA SOCIEDADE SITUADA EM DETERMINADO ESPAO, EM DETERMINADA POCA, ATRAVS DE UMA PREVISO ORDENADA CAPAZ DE ANTECIPAR SUAS ULTERIORES CONSEQUNCIAS. ( CARTA DOS ANDES, 1958).

  • Assim como em outros ambientes, o homem tem, na cidade, a capacidade de dirigir suas aes, utilizando o meio ambiente como fonte de matria e energia necessrias sua vida, ou como receptor de seus produtos e resduos. A cidade como um ecossistema o ecossistema urbano com necessidades biolgicas, essenciais sobrevivncia da populao, e requisitos culturais, necessrios ao funcionamento e crescimento da cidade.

  • O Ecossistema Urbano tem caractersticas e funcionamento diferentes dos sistemas ecolgicos naturais, pois a ao do homem predominante, provocando mudanas intensas e rpidas. As atividades antrpicas compreendendo as componentes polticas, econmicas, sociais e culturais, tm que ser fortemente consideradas, interligando-se aos ambientes naturais (fsicos e biticos).

  • Consideram como necessidades biolgicas do ecossistema urbano:

    Ar; gua; Espao; Energia (alimento e calor); Abrigo; Disposio de resduos.Ecossistema Urbano

  • VENEZAGrande canal acesso aos edifcios por uma via equivalente a uma grande avenida de circulao.

  • - Organizao poltica;- Sistema econmico (trabalho, capital, materiais e poder);- Tecnologia;- Transporte e comunicao;- Educao e informao;- Atividades social e intelectual recreao, religio, senso de comunidade, etc;- Segurana.As necessidades culturaisso:

  • A cidade pode ser vista como um sistema aberto, que troca materiais e energia com outros ambientes, para atender s necessidades do homem, resultando na produo de resduos que so lanados, geralmente, na rea urbana, gerando problemas ambientais. Por outro lado, parte do que entra na cidade volta para ambientes externos, na forma de produtos e algumas vezes, como resduos.

  • Procurar um equilbrio relativo neste ecossistema o grande desafio do homem. A questo como compartilhar as aes do homem como a conservao dos recursos naturais, ou seja, como alcanar o desenvolvimento sustentvel das cidades.

  • DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL

    SEGUNDO O AURLIO, DESENVOLVIMENTO O ESTGIO ECONMICO, SOCIAL E POLTICO DE UMA COMUNIDADE, CARACTERIZADO POR ALTOS NDICES DE RENDIMENTO DOS FATORES DE PRODUO, ISTO , OS RECURSOS NATURAIS, O CAPITAL E O TRABALHO. ESTA DEFINIO REFLETE COM BASTANTE PROPRIEDADE A VISO TRADICIONAL DE MUNDO, DA SOCIEDADE INDUSTRIALIZADA, ONDE OS FATORES NATURAIS SO TRATADOS OU COMO EXTERNALIDADES OU COMO RECURSOS EXPLORVEIS INFINITAMENTE.

  • DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL

    AT BEM POUCO TEMPO O CONCEITO DE DESENVOLVIMENTO LIMITAVA-SE A EXPECTATIVA DE CRESCIMENTO ECONMICO. PORM, AS MUDANAS SCIO-ECONMICAS E POLTICAS REGISTRADAS NAS LTIMAS DCADAS NO CONTEXTO INTERNACIONAL, PROVOCARAM UMA IMPORTANTE REVISO DOS CONCEITOS E PROPSITOS TRADICIONAIS DE DESENVOLVIMENTO. O MEIO AMBIENTE NATURAL DEIXA DE SER APENAS UMA ABSTRAO, CUJA CONCEPO ERA DE QUE A NATUREZA ERA UM DADO INFINITO QUE PODERIA SER APROPRIADO E EXPLORADO PELA SOCIEDADE COM SEUS INSTRUMENTOS TECNOLGICOS, PARA VENCER A ESCASSEZ E AUMENTAR A OFERTA DE BENS E SERVIOS.

  • DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL

    EM 1983, AS NAES UNIDAS CRIARAM A COMISSO MUNDIAL DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO (COMISSO BRUNDTLAND). ESTA COMISSO EM 1987 PUBLICOU O RELATRIO CONHECIDO COMO NOSSO FUTURO COMUM, QUE PASSOU A CONSTITUIR A REFERNCIA CENTRAL PARA O FUTURO DESENVOLVIMENTO, PROPAGANDO DEFINITIVAMENTE O CONCEITO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL COMO AQUELE QUE ATENDE S NECESSIDADES DO PRESENTE SEM COMPROMETER AS POSSIBILIDADES DE AS GERAES FUTURAS ATENDEREM AS SUAS PRPRIAS NECESSIDADES.

  • A BUSCA DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL REQUER:

    - UM SISTEMA POLTICO QUE ASSEGURE A EFETIVA PARTICIPAO DOS CIDADOS NO PROCESSO DECISRIO;- UM SISTEMA ECONMICO CAPAZ DE GERAR EXCEDENTES E KNOW-HOW TCNICO EM BASES CONFIVEIS E CONSTANTES;- UM SISTEMA SOCIAL QUE POSSA RESOLVER AS TENSES CAUSADAS POR UM DESENVOLVIMENTO NO EQUILIBRADO;- UM SISTEMA DE PRODUO QUE RESPEITE A OBRIGAO DE PRESERVAR A BASE ECOLGICA DO DESENVOLVIMENTO;- UM SISTEMA TECNOLGICO QUE BUSQUE CONSTANTEMENTE NOVAS SOLUES;- UM SISTEMA INTERNACIONAL QUE ESTIMULE PADRES SUSTENTVEIS DE COMRCIO E FINANCIAMENTO;- UM SISTEMA ADMINISTRATIVO FLEXVEL E CAPAZ DE AUTO CORRIGIR-SE. (BRUNDTLAND,1988).

  • PLANEJAMENTO AMBIENTAL

    TODO O PLANEJAMENTO QUE PARTE DO PRINCPIO DE VALORAO E CONSERVAO DAS BASES NATURAIS DE UM DADO TERRITRIO COMO BASE DE AUTO SUSTENTAO DA VIDA E DAS INTERAES QUE A MANTM, OU SEJA DAS RELAES ECOSSISTMICAS.

    O OBJETIVO PRINCIPAL ATINGIR O DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL.

  • O PLANEJAMENTO AMBIENTAL PRESSUPE TRS PRINCPIOS DE AO HUMANA SOBRE OS ECOSSISTEMAS:

    PRESERVAO AMBIENTAL: PRINCPIO DA NO AO, OS ECOSSISTEMAS DEVERO PERMANECER INTOCADOS PELA AO HUMANA.

    CONSERVAO AMBIENTAL: PRESSUPE A UTILIZAO DOS RECURSOS NATURAIS PELO HOMEM, COM O MNIMO RISCO, SEM DEGRADAO DO MEIO E O MNIMO GASTO DE ENERGIA.

    RECUPERAO AMBIENTAL: APLICA-SE A REAS ALTERADAS PELA AO HUMANA, ADOTANDO-SE INICIALMENTE O PRINCPIO DA NO AO, DEIXANDO A REA INTOCVEL PARA A PRPRIA RECUPERAO OU SE PROCEDE UMA AJUDA NATUREZA, REVEGETANDO REAS, REPOVOANDO LAGOS E RIOS.

  • HOJE PODEMOS DIZER QUE O PLANEJAMENTO AMBIENTAL O PLANEJAMENTO DAS AES HUMANAS (ANTROPIZAO) NO TERRITRIO, LEVANDO EM CONTA A CAPACIDADE DE SUSTENTAO DOS ECOSSISTEMA NO MBITO LOCAL E REGIONAL, SEM PERDER DE VISTA AS QUESTES DE EQUILBRIO DAS ESCALAS MAIORES, COMO A CONTINENTAL E A PLANETRIA, VISANDO A MELHORA DA QUALIDADE DE VIDA HUMANA, DENTRO DE UMA TICA ECOLGICA. (FRANCO, 2001)

  • Campo Grande Passado Remoto Stios Arqueolgicos

  • 27 de fevereiro de 2010 Rua Paulo Machado

  • 27 de fevereiro de 2010 - Posto

  • 27 de fevereiro de 2010 Av. Afonso Pena

    *