CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

of 38 /38
CRP CRP ADESÃO DENTINÁRIA

Transcript of CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

Page 1: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

ADESÃO DENTINÁRIA

Page 2: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL

“ODONTOLOGIA ADESIVA”

Page 3: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

•A ADESÃO DEPENDE DE:LimpezaPenetração de superfícieReações químicasContração do adesivoTensões térmicasAmbiente corrosivo

Page 4: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

Odontologia Adesiva•Visa permitir: economia de estrutura dental

sadia a maximização da retenção a promoção de um

vedamento marginal efetivo

Page 5: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

Odontologia AdesivaHistórico

•Buonocore (1955) ácido fosfórico 85% / 30” metacrilato de metila

Page 6: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

Propriedades e Características dos

Tecidos Dentais

Page 7: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

ESMALTE•Em peso: 96% mineral, 4% água

+ traços proteicos.•Energia de superfície alta.•Tecido pouco dinâmico.•Estrutura prismática.•Ínfima relação com a polpa.

Page 8: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

Odontologia AdesivaHistórico

•Esmalte: retenção micro-mecânica TAGS união duradoura, estável, efetiva

e confiável

Page 9: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

Odontologia AdesivaHistórico

•Margens sem esmalte•DESAFIO - união à dentina

Page 10: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

DENTINA•Fase mineralizada do

complexo dentino-pulpar.•Constitui o maior volume do

dente.•Baixa energia de superfície.•Úmida.

Page 11: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

DENTINA•Em peso: 70% inorgânica, 20%

orgânica e 10% água.•Em volume: 45%, 33% e 22%,

respectivamente.•Tecido altamente dinâmico.•Estrutura tubular.

Page 12: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

DENTINA

•Espessura dos túbulos: junto à polpa: 2,5 micrômetros 1/2 espessura: 1,2 junto ao esmalte: 0,9

Page 13: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

DENTINA•20.000 túbulos / mm2.

•45.000 junto à polpa.

Page 14: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

Dentina Radicular

•Ramificação terminal bastante difusa (diferentemente da coronária)

Page 15: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

Smear Layer ou Camada de Esfregaço

•Fina camada de debris formada durante a instrumentação.

•Espessura variada (3 a 5 micrômetros)

Page 16: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

Smear Layer Lama Dentinária

•Óleo dos instrumentos rotatórios, hidroxiapatita, restos orgânicos e microorganismos.

•Smear in / Smear on (Bränström)

Page 17: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

Propriedades do Adesivo Dentinário Ideal

ser biocompatível e não irritante pulpar. ser hidrofílico. ser resistente ao ambiente oral. ter bom molhamento. mínima contração de polimerização

Page 18: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

...Adesivo Dentinário Ideal

promover adesão rapidamente. promover adesão forte e estável,

(acima de 18 MPa). Resistir à contração de

polimerização das resinas.

Page 19: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

...Adesivo Dentinário Ideal

ter coeficientes de expansão e contração térmicos ideais.

resistir aos esforços oclusais. ter fácil e prática aplicação. ter técnica pouco sensível.

Page 20: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

EVOLUÇÃO DOS ADESIVOS

DENTINÁRIOS(GERAÇÕES)

Page 21: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

1a Geração (até 1980) Buonocore e Quigley: ác. glicerofosfórico dimetacrilatoligação ao cálcio (fácil hidrólise) Cianoacrilato-colágeno (covalência) -

alta instabilidade e toxicidade.

Page 22: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

1a Geração• NPG-GMA - Bowen / 1965. interação com cálcio. COSMIC: ác. cítrico 7% / 1’+ NPG-

GMA (retenção mecânica e química) fracasso = hidrofobicidade

Page 23: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

2a Geração: (80-87) União sobre a lama dentinária. Ésteres clorofosforados ao cálcio

ou isocianatos ao colágeno. Clearfil (Kuraray), Scotchbond

(3M) e Bondlite (Kerr), entre outros.

Page 24: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

2a Geração (5 a 13 MPa) Grupo hidrofílico (HEMA) e

hidrofóbico (BISGMA). Resistência coesiva da lama é

muito baixa.

Page 25: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

3a Geração (1986-91)

• introdução do PRIMER ambivalente.• 3 formas de atuação sobre a lama: removendomodificandosubstituindo

Page 26: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

3a Geração - Remove• GLUMA (Bayer) - 14 MPa

(Asmussem e Munksgaar) condicionador: EDTA 17% Primer: HEMA 35% + glutaraldeído

5% união ao grupamento amina das

fibras colágenas

Page 27: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

3a Geração: Modifica

• Scotchbond 2 (3M) - 16 MPa. Primer: ác. maleico 2,5% + HEMA

55% - desmineralização parcial da lama.

Outros: XR Bonding (Kerr), PUB 3 e Probond (Dentisply).

Page 28: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

3a Geração: Substitui• Tenure (Den Mat) - 20 MPa. condicionador: solução ácida de

oxalato de Al forma camada artificial porosa de

cristais insolúveis de Al(PO4) e oxalato de cálcio

adesivo: NTG-GMA em acetona

Page 29: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

4a Geração Camada híbrida. Principal mecanismo de adesão: trama colágena?zona parcialmente desmineralizada? penetração nos túbulos?

Page 30: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

4a Geração• Remoção da lama dentinária.• Descalcificação da dentina inter e peri-

tubular.• Exposição da trama colágena.• Impregnação da área descalcificada por

monômeros hidrofílicos.

Page 31: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

Camada Híbrida Nakabayashi (1982): “Interpenetração e impregnação de

um monômero na superfície dentinária desmineralizada, formando uma camada ácido-resistente de dentina reforçada por resina.”

Page 32: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

PROTOCOLO ADESIVOQuarta Geração

1. Condicionamento ácido total (esmalte e dentina)

2. Primer bifuncional (promotor de adesão)3. Adesivo

Page 33: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

Condicionamento Ácido da Dentina

Remoção da lama dentináriaDesmineralização inter e peri-tubular

(média de 6m de profundidade)Diminuição da energia de superfície

Page 34: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

PrimerHidrofílicoBifuncionalAplicação por 2 ou 3 vezesDesnecessário em esmalte

Page 35: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

AdesivoFixa trama colágenaPenetra em zona parcialmente

desmineralizada de esmalte e dentina

Penetra na luz dos túbulos

Page 36: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

5a Geração• Primer + adesivo no mesmo

frasco.• Busca da praticidade.

Page 37: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

6a Geração• Adesivos auto-condicionantes• Eliminam o condicionamento ácido prévio• Visam eliminar espaços vazios entre a

camada híbrida e a dentina desmineralizada (a penetração dos monômeros adesivos nem sempre é completa na hibridização)

• área condicionada = zona impregnada

Page 38: CRP ADESÃO DENTINÁRIA. CRP ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL “ODONTOLOGIA ADESIVA”

CRPCRP

6a Geração• Visam diminuir a alta casuística de

sensibilidade pós-operatória• Inicialmente resultados otimistas• Hoje: CONTROVERTIDO

– adesão em dentina - força adesiva <– adesão em esmalte - insuficiente sem

condicionamento ácido convencional– como desensibilizante dentinário - considerado

excelente opção