Capítulo 1 A Primeira Igreja de Corinto (I Coríntios 1:1–9...

download Capítulo 1 A Primeira Igreja de Corinto (I Coríntios 1:1–9 ...02b433758172738aad63-9bd66b8f81efe85247b52e4acbee6da4.r32.cf2.

of 42

  • date post

    08-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Capítulo 1 A Primeira Igreja de Corinto (I Coríntios 1:1–9...

  • Booklet #18 I Corinthians (Part 1)

    1

    CURSO BBLICO INTERNACIONAL

    Apostila no. 18

    Estudo de I Corntios

    Versculo Por Versculo

    (Primeira Parte)

    Captulo 1

    "A Primeira Igreja de Corinto"

    (I Corntios 1:19)

    Paulo escreveu sua primeira carta igreja que ele plantou em

    Corinto numa fase em que ela tinham muitas questes que exigiram o

    conselho inspirado do maior missionrio e plantador de igrejas para

    Jesus Cristo.

    A igreja de Corinto sofreu um processo de diviso em razo

    de alguns crentes terem se polarizado em seus lderes, designados por

    Paulo para os ensinar e discipular.

    Um homem, que provavelmente era lder na igreja, estava

    tendo um caso com sua madrasta. Todos tinham conhecimento do

    fato, mas ningum tomava atitude alguma a respeito dele.

    Irmos processavam outros nos tribunais de Corinto; e

    quando a igreja se reunia para celebrao da Santa Ceia, os crentes se

    embebedavam com vinho.

    Paulo tomou conhecimento desses problemas por meio da

    igreja reunida em muitos lares espalhados pela cidade. Alm disso,

    alguns irmos da igreja lhe tinham escrito, fazendo perguntas sobre

    casamento, adorao a dolos, o papel da mulher na igreja, alguns

    aspectos de adorao na igreja, a funo do Esprito Santo na igreja,

    ressurreio e mordomia.

    Nos captulos 1 a 4 Paulo tratou de questes como as divises

    que havia entre eles e a imoralidade; nos captulos 5 e 6, o tema

  • Booklet #18 I Corinthians (Part 1)

    2

    foram os processos que um irmo abria contra outro, e nos captulos

    7 a 16 respondeu a dvidas levantadas em carta que fora lhe escrita.

    Depois desse breve panorama da Primeira Carta de Paulo aos

    Corntios, vamos enfocar os seus primeiros versculos. No versculo

    de nmero um Paulo se apresentou como chamado para ser

    apstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus. No meio desta carta

    e tambm na sua Segunda Carta aos Corntios descobrimos que essa

    igreja questionou o direito de Paulo se auto-intitular apstolo. Por

    isso, imediatamente Paulo se posicionou: chamado para ser

    apstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus.

    Paulo endereou sua carta aos santificados em Cristo Jesus e

    chamados para serem santos (2). A palavra santificado significa

    separado. Quando voc separado para seguir a Cristo,

    necessariamente se afasta do que pecaminoso. Mas a nfase nas

    Escrituras no que concerne santificao no separar-se do pecado,

    mas ser chamado para se separar para Deus, que o chamou a fim de

    ter um relacionamento Ele (cf. 1:9). Esse era o termo preferido de

    Paulo para se referir aos crentes como santos.

    O fato de Paulo ter-se referido a esses crentes como santos

    mesmo sabendo dos seus muitos problemas, fica claro que ser

    santificado no significa viver sem pecado. Ser santo significa ser

    um crente, chamado para viver separado para Cristo e separado do

    pecado.

    Na segunda metade do versculo 2 Paulo escreveu:

    ...juntamente com todos os que, em toda parte, invocam o nome de

    nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso. Essa carta no foi

    dirigida apenas igreja de Deus em Corinto, mas a todos que

    invocavam o nome de Jesus Cristo quando ela foi escrita e as futuras

    geraes em todo o mundo. Isso quer dizer que ela foi escrita para

    mim e para voc, ou seja, igreja de Deus, invisvel e universal, e

    igreja de Deus em Corinto, visvel e reunida naquela cidade.

    No versculo 3 lemos a saudao: graa e paz da parte de

    Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo. Essa era a saudao

    padro de Paulo, porque ele cria que se um crente tiver a graa, tem

    todas as maravilhosas bnos que Deus pode lhe dar no por

    merecimento nem esforo prprio, mas porque Deus quem a d.

    Graa no apenas um favor imerecido de Deus, mas

    tambm o poder, o carisma de Deus, que possibilita a um crente ser

    seguidor de Jesus Cristo. O resultado de ter a graa de Deus estava

    evidenciado na vida dos crentes de Corinto, que como diz o texto,

    foram enriquecidos... de modo que no lhes falta nenhum dom

    espiritual... (5, 7).

    A Segunda vinda de Jesus Cristo foi outro ensino muito

    importante de Paulo. Ele disse aos crentes do primeiro sculo, da

    cidade de Corinto, que eles estavam esperando a revelao do nosso

    Senhor Jesus Cristo (cf. 7) e enquanto eles esperavam a volta de

    Cristo, Paulo escreveu, Jesus poderia mant-los firmes at o fim, de

    modo que fossem irrepreensveis no dia de nosso Senhor Jesus

    Cristo (cf. 8).

  • Booklet #18 I Corinthians (Part 1)

    3

    O que fazia Paulo ter essa confiana de que os crentes da

    igreja de Corinto, que tinham tantos problemas, continuariam firmes

    at o dia da vinda de Jesus Cristo? A confiana de Paulo era: Fiel

    Deus, o qual os chamou comunho com seu Filho Jesus Cristo,

    nosso Senhor (9).

    Captulo 2

    "Acaso Cristo Est Dividido?"

    (I Corntios 1:1017)

    Esses versculos do primeiro captulo revelam o propsito

    desta carta. Como j comentamos, a Primeira Carta aos Corntios foi

    escrita para uma igreja com muitos problemas. Nos quatro primeiros

    captulos Paulo tratou do problema das divises na igreja. Ele soube

    dessas divises pelos irmos que se reuniam na casa de Cloe (cf. 11).

    A igreja em Corinto se reunia nos lares espalhados por toda a cidade.

    Era assim que se reunia a igreja que Paulo fundou. Paulo recordou

    aos lderes da igreja de feso que ele tinha ensinado publicamente,

    de casa em casa. Podemos concluir que esses lderes foram

    incumbidos de cuidar das igrejas nos lares em feso e de cuidar da

    superviso e crescimento daqueles que se reuniam com eles nas

    igrejas-lares (Atos 20:28). Durantes os trs primeiros sculos, a

    igreja do Novo Testamento se reunia nos lares.

    A igreja nos lares da cidade de Corinto estava polarizada em

    torno de seus lderes. Como Paulo foi quem chegou primeiro na

    cidade para pregar o Evangelho, alguns diziam: Eu sou de Paulo,

    porque foi com ele que aceitei a Cristo. Antes de se converter Paulo

    era um grande estudioso, um rabino fariseu, que estudara aos ps do

    famoso rabino Gamaliel (Atos 22:3). Dizer que tinha se sentado aos

    ps de Gamaliel era o mesmo que dizer hoje, que se formou em uma

    das Universidades mais prestigiadas do pas. Em outras palavras,

    Paulo tinha as melhores credenciais intelectuais que algum poderia

    ter. A sociedade grega dos tempos de Paulo valorizava muito a

    pessoa com alto nvel intelectual e educacional. Os crentes da cidade

    de Corinto que davam valor a esse tipo de credencial respeitavam

    muito Paulo e tinha menos respeito por Pedro.

    Mas nem todo mundo em Corinto era intelectual. Havia

    muitos que amavam a pregao despretensiosa e realista de Pedro.

    Alguns no entendiam to bem o ensino de Paulo como entendiam a

    pregao de Pedro. Apesar de ser inculto, como descobrimos lendo

    suas cartas, Pedro enfatizava a aplicao das coisas espirituais.

    Havia um jovem chamado Apolo que provavelmente era um

    grego muito eloqente antes de se converter. Como os corntios

    valorizavam muito esse aspecto, alguns diziam: Eu sou de Apolo

    porque me identifico com o que ele fala.

    E, finalmente havia um grupo muito temente dentro da igreja

    de Corinto. Paulo se referiu a essas pessoas como os de Cristo,

    aqueles que no seguiam homem algum, mas apenas a Cristo (cf. 12).

  • Booklet #18 I Corinthians (Part 1)

    4

    Depois de identificar todos os grupos da igreja, Paulo faz uma

    pergunta muito profunda: Acaso Cristo est dividido?.

    Em um dos versculos Paulo enfocou o que realmente

    salvao: Fiel Deus, o qual os chamou comunho com seu Filho

    Jesus Cristo, nosso Senhor (9).

    Agora preste ateno! Se a salvao essencialmente o

    chamado para um relacionamento com Cristo e, se possvel termos

    esse relacionamento com o Cristo Vivo e Ressurreto, ento, esta

    pergunta: Acaso Cristo est dividido? feita por Paulo muito

    significativa.

    Na sua carta aos colossenses Paulo escreveu que Cristo em

    nossos coraes a nossa nica esperana (cf. Colossenses 1:27). A

    pergunta dele foi basicamente a mesma coisa que dizer: Como se

    sente Cristo, que vive em ns e com Quem temos comunho, em

    relao a todas essas questes que nos dividem, tais como diferena

    de raa, classe social, forma de adorao, aborto, clonagem de seres

    humanos, doutrina ou qualquer outra questo?.

    Acaso Cristo est dividido?. Pense nisso. A resposta bvia

    deve ser um no! em alto e bom som. E a deduo bvia tem que

    ser, que se Cristo realmente vive em ns, ento no devemos nos

    dividir. Se estamos divididos, polarizados ao redor de nossos lderes,

    ento existe alguma coisa errada no nosso relacionamento com Cristo

    e na maneira como enxergamos nossos lderes.

    No versculo 13 Paulo refere-se a ele como um exemplo de

    como os lderes devem ser vistos. Foi Paulo crucificado em favor

    de vocs? Foram vocs batizados em nome de Paulo?. como se

    ele tivesse dito: Eu morri por vocs na cruz? Ento, por que alguns

    de vocs dizem eu sou de Paulo?. Paulo no se dirigiu queles

    que se polarizaram junto aos outros lderes. Diplomaticamente ele se

    dirigiu queles que se diziam de Paulo.

    Ele tambm enfatizou que tinha batizado apenas alguns