Agua magnetizada

Click here to load reader

  • date post

    07-May-2015
  • Category

    Healthcare

  • view

    1.270
  • download

    2

Embed Size (px)

description

agua magnetizada

Transcript of Agua magnetizada

  • 1.C O L E T N E A: Conhecer e Entender Melhor os Benefcios da gua Magnetizada na Vida Animal e Vegetal

2. Timol Ind. Com. Prod. Magnticos COLETNEA: CONHECER E ENTENDER MELHOR OS BENEFCIOS DA GUA MAGNETIZADA NA VIDA ANIMAL E VEGETAL Busca e Organizao: Antonio Tavares da Silva Reviso: Maria da Conceio Moreno Barbosa Imperatriz MA Setembro de 2008 3. Timol Ind. Com. Prod. Magnticos Unid CONTEDO 1.0 A IMPORTNCIA DA GUA 2.0 46 razes pelas quais o organismo necessita de gua magnetizada. 3.0 GUA - HIDRATAO INTRACELULAR 3.1 Por que necessrio manter o volume adequado de gua no corpo? 3.2 Porcentagem de gua no corpo Humano. 3.3 Entrada Adequada Diria de gua por faixa etria e sexo. 3.4 Por que ns devemos beber gua alcalina mais que gua neutra? 3.5 Problemas gastrointestinais 3.6 Placa arterial 3.7 Juntas inchadas 4.0 PH e DUREZA DA GUA 5.0 HIPERACIDEZ - A CAUSA DE MUITAS DOENAS 6.0 GUA IMANTADA 6.1 Sistema Circulatrio 6.2 Sistema Excretor Urinrio 6.3 Sistema Nervoso 6.4 Sistema Digestivo Intestinal 6.5 Estmago 7.0 GUA E SADE - Dr. caro Alves Alcntara 8.0 GUA MAGNETIZADA & DIABETES 9.0 gua e Preveno de Cncer 10.0 GUA MAGNETIZADA E SUAS IMPLICAES MDICAS (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.1 Alzhemier (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.2 Diabetes (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.3 Doenas Crnicas (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.4 Colesterol Elevado (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.5 Pele (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.6 Enxaqueca (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.7 Cncer (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.8 Amigdalite (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.9 Bactrias da Flora intestinal (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.10 Amlgama de Mercrio (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.11 Dilise (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.12 Banho com gua Magnetizada (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.13 Fabricao de medicamentos (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.14 Esclerose Mltipla (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.15 Movimento da gua dentro da clula (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.16 Pedra nos Rins (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.17 Doena Renal Policstica (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.18 Tratamento dos Rins (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.19 Artrite / Psorase (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 10.20 Artrite Reumatide (Dr. Yoshitaka Ohno MD Ph.D) 11.0 Dr. ITAMI e o uso de gua Magnetizada em: 11.1 Cncer (Dr. ITAMI MD) 11.2 Linfomas (Dr. ITAMI MD) 11.3 gua Alcalina e o Cncer (Dr. ITAMI MD) 11.4 Cncer do osso do trax (Dr. ITAMI MD) 11.5 Cncer pancretico (Dr. ITAMI MD) 11.6 Menstruao dolorosa (Dr. ITAMI MD) 4. Timol Ind. Com. Prod. Magnticos 11.7 Diabetes (Dr. ITAMI MD) 12.0 ASMA E ALERGIAS 13.0 PROSTATITE CRNICA 14.0 DESIDRATAO NOS IDOSOS - perigo do vero (curiosidades) 15.0 DISBIOSE INTESTINAL - Conhea as causas e os tratamentos (curiosidade) 16.0 IM DESENTOPE ARTRIAS E MUITO MAIS 17.0 CAMPO MAGNTICO PODE SER A CHAVE NO TRATAMENTO DA MALRIA (Curiosidade) 18.0 VIDA E SADE - Mrcia Fernandes de Castro Negro (Douranda / Naturopatia) 19.0 REVISTA CUBANA DE MEDICINA GENERAL INTEGRAL 20.0 DEPOIMENTOS DE USURIOS DE GUA MAGNETIZADA 20.1 Tireide (depoimento de usurio) 20.2 Psorase (depoimento de usurio) 20.3 Vitiligo (depoimento de usurio) 20.4 Intoxicao com veneno para madeira (depoimento de usurio) 20.5 Artrite reumatide (depoimento de usurio) 20.6 Epilepsia (depoimento de usurio) 21.0 TEMPO DE VIDA DAS CLULAS (Univ. da Califrnia, San Diego) 22.0 AGRICULTURA NA AUSTRLIA (Universidade de Western Sydney / Grupo Omni) 22.1 Produtividade da gua (Universidade de Western Sydney / Grupo Omni) (Austrlia) 22.2 Salinidade- Um problema (Universidade de Western Sydney / Grupo Omni) (Austrlia) 22.3 Fundo (Universidade de Western Sydney / Grupo Omni) 22.4 Efeito da salinidade sobre a produo vegatal (Univ. de Western Sydney / Grupo Omni) 22.5 Soluo para a salinidade (Universidade de Western Sydney / Grupo Omni) (Austrlia) 22.6 Resultado da utilizao da gua magnetizada para a dessalinizao do solo (Austrlia) 22.7 Reproduo Animal (Universidade de Western Sydney / Grupo Omni) (Austrlia) 22.8 Horticultura (Universidade de Western Sydney / Grupo Omni) (Austrlia) 22.9 Avicultura (Universidade de Western Sydney / Grupo Omni) (Austrlia) 22.10 Reproduo de Peixes (Universidade de Western Sydney / Grupo Omni) (Austrlia) 22.11 Tratamento pr-semeadura: Sementes (Universidade de Western Sydney / Grupo Omni) 22.12 Alimentao de Abelhas (Universidade de Western Sydney / Grupo Omni) (Austrlia) 23.0 AGRICULTURA EM ISRAEL ( Instituto de Tecnologia de Israel , Haifa) 23.1 Discusso (Instituto de Tecnologia de Israel, Haifa) 23.2 Efeitos comparativos, Animais e Plantas (Instituto de Tecnologia de Israel, Haifa) 23.3 Concluso (Instituto de Tecnologia de Israel, Haifa) 24.0 GERMINAO (United Arab Emirates - Departamento de Agricultura) 25.0 Plantao de Algodo (Uzbekistan) 26.0 Distribuidores de Morango Australianos (Austrlia) 27.0 CONTROLE DE ALGAS (Austrlia) 28.0 FAZENDA DE UVA (Austrlia) 29.0 AGRICULTURA NO EGITO 30.0 EXPERINCIA DE Dr. John V. Milewski 30.1 Efeitos da Magnetita, gua Magntica no Crescimento de Plantas 31.0 COLEO DE FOTOS DE PLANTAS IRRIGADAS COM GUA MAGNETIZADA NO MUNDO 5. Timol Ind. Com. Prod. Magnticos 1.0 A IMPORTNCIA DA GUA Voc sabia que o mecanismo da sensao de sede to fraco que, com freqncia, 37% dos seres humanos o confundem com a fome? Ainda mais, uma desidratao imperceptvel retardar o metabolismo em aproximadamente 3%. Um copo de gua aliviar a fome meia noite, em quase 100% dos casos, sob dieta redutora, segundo um estudo realizado na Universidade de Washington. Uma reduo de somente 2% de gua no corpo pode causar perda momentnea de memria, dificuldade em fazer contas matemticas bsicas e problemas de focar a viso sobre uma tela de computador ou sobre uma pgina impressa. Beber um mnimo de 8 copos de gua por dia diminui o risco de cncer de clon em 45%, alm de baixar o risco de cncer de mama em 79% e reduzir metade a probabilidade de se desenvolver cncer na bexiga. De acordo com o experto, isto no opcional, obrigatrio, se queremos que nosso crebro funcione de uma maneira tima. E, se estamos estressados, devemos aumentar a quantidade para 16 copos de gua por dia, 90% do volume de nosso crebro composto por gua, que o principal veculo das transmisses eletroqumicas. Voc no pode imaginar o que 8 a 10 copos de gua por dia podem fazer para eliminar muitas indisposies. As pessoas normalmente no bebem tal quantidade para no ir seguidamente ao banheiro; um inconveniente menor em troca de uma melhoria em sua sade. A cor de sua urina deve ser de um amarelo muito fraco ou incolor, caso contrrio voc no est ingerindo suficiente gua (isto no vlido se voc est tomando vitaminas do complexo B, que produzem uma cor amarela natural urina). Ao falar de beber gua, no nos referimos gua contida no caf, nos chs ou nos refrigerantes. A gua engarrafada ou de fontes naturais a melhor. Estudos preliminares indicam que em 80% das pessoas, que bebem de 8 a 10 copos de gua por dia, pode aliviar significativamente muitas indisposies. Benefcio 1: Elimina os anticidos e a acidez estomacal. A acidez estomacal ou azia pode ser um sinal de falta de gua na parte superior do trato gastrointestinal. Este um sinal importante de sede, que o corpo humano emite. A ingesto de anticidos ou comprimidos contra a acidez estomacal no corrige a desidratao e o corpo continua sofrendo por falta de gua no organismo. Tragdia: Ao no reconhecer que a acidez estomacal um sinal de desidratao e ao trat-la por meio de anticidos, com o tempo, poder ocorrer inflamaes estomacais no duodeno, hrnias hiatais, lceras e eventualmente cncer no trato gastrointestinal ou no pncreas e fgado. Benefcio 2: A gua pode prevenir e tratar a artrites. Dor reumtica das articulaes A ocorrncia de artrites pode ser um sinal de falta de gua nas articulaes. Pode afetar tanto aos jovens como aos adultos. O uso de analgsicos no resolve o problema e a enfermidade prosseguir. Tomar gua pode aliviar a dor ou resolver esse problema. 6. Timol Ind. Com. Prod. Magnticos Benefcio 3: Dores lombares. A dor nas costas e a artrite paralisante da espinha dorsal podem ser sinais de falta de gua nos discos da espinha dorsal os amortecedores que suportam o peso do corpo. Estas molstias devem ser tratadas com o aumento de gua a ser ingerida diariamente. Tragdia: Ao no reconhecer que a dor nas costas um sintoma de desidratao das articulaes e ao trat-la com analgsicos, massagens, acupuntura e eventualmente cirurgia, com o passar do tempo, isto provocar osteoporose e quando as clulas das cartilagens das articulaes vierem a eventualmente morrer e causar uma deformao na espinha dorsal poder at haver incapacidade fsica dos membros inferiores. Benefcio 4: Angina. Dor no peito - angina de peito pode ser um sinal de falta de gua no organismo entre o eixo do corao e dos pulmes. Este sintoma deve ser tratado bebendo-se maior quantidade de gua, at que o paciente j no tenha dor e sem tomar medicamentos. prudente se providenciar superviso mdica, no entanto, ao aumentar-se a quantidade de gua ingerida, pode-se curar a angina de peito. Benefcio 5: Enxaqueca A enxaqueca pode ser um sintoma de falta de gua requerida no crebro e olhos e pode ser evitada ao se impedir a desidratao do corpo. Este tipo particular de desidratao eventualmente ocasiona uma inflamao na parte posterior dos olhos e possivelmente uma diminuio ou perda de viso. Benefcio 6: Colite A colite um sinal de falta de gua no intestino grosso. Associa-se com a priso de ventre ou constipao, devido constrio do excesso de gua que tambm se exerce sobre os excrementos, que por sua vez perdem a lubrificao fornecida pela gua. Tragdia: Ao no se reconhecer a dor da colite como um sinal de falta de gua, provocar-se- uma condio de constipao persistente que resultar na compactao das fezes, que por sua vez podero causar vertculos, plipos e hemorridas, e aumentar a possibilidade de se contrair cncer do clon e do reto. Benefcio 7: Asma A asma afeta milhes de crianas e mata milhares delas, a cada ano. uma complicao da desidratao do