3آھ Maratona de Dosagem de Concreto - Fab Lab Facens 4. DOSAGEM Serأ£o fornecidos os materiais e...

download 3آھ Maratona de Dosagem de Concreto - Fab Lab Facens 4. DOSAGEM Serأ£o fornecidos os materiais e aditivos

If you can't read please download the document

  • date post

    16-Aug-2020
  • Category

    Documents

  • view

    1
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of 3آھ Maratona de Dosagem de Concreto - Fab Lab Facens 4. DOSAGEM Serأ£o fornecidos os materiais e...

  • TecnoFacens 2019 3ª Maratona de Dosagem de Concreto

    TEMA: Concreto Leve

  • REGULAMENTO DA 3ª MARATONA DE DOSAGEM DE CONCRETO

    1. OBJETIVO

    Esta competição pretende testar a habilidade dos competidores em dosar concretos leves com boa resistência à compressão. O maior desafio será preparar os concretos no momento do evento. O tema será Concreto Leve.

    Elaboração de um relatório técnico e moldagem de dois corpos de prova.

    2. PARTICIPAÇÃO

    Essa maratona é aberta a alunos matriculados na Facens de todos os cursos, desde que atenda ao critério exposto no item 2.2.

    Para participar desta maratona devem ser formadas equipes compostas por estudantes devidamente matriculados na Facens, com número máximo em cada equipe de 5 (cinco) integrantes e o mínimo de 3 (três), seguindo os seguintes critérios: § No mínimo 2 (dois) integrantes do curso de Engenharia Civil que já cursaram a matéria de

    Materiais de Construção Civil I. Serão permitidas as inscrições de apenas 9 equipes na Maratona de Dosagem de Concreto. Nos dias 03/09/19 e 04/09/19 será feita uma reunião para explicação do regulamento e diretrizes para o desafio, sendo obrigatório a presença de pelo menos 1 (um) integrante da equipe em quaisquer dos dois dias. A sala onde será a reunião será enviada junto a confirmação de inscrição das equipes.

    É vetada a participação de alunos que sejam estagiários ou colaboradores do LEMAT e membros da equipe LINCE FACENS – StrongerTech.

    Não será permitida a participação de qualquer membro em mais de uma equipe. O descumprimento de qualquer item desta seção desclassifica a equipe.

    3. RELATÓRIO TÉCNICO

    Deve ser elaborado um relatório, constituído de um estudo sobre concreto leve e seus benefícios, memorial de cálculo do traço elaborado pela equipe e descrição dos materiais a serem utilizados.

    O relatório técnico deve conter: § Nome da equipe; § Integrantes da equipe, com RA e curso; § Estudo sobre concreto leve e seus benefícios; § Materiais utilizados; § Traço a ser utilizado; § Memorial de cálculo do traço adotado; § Expectativa da resistência do traço calculado.

    O relatório técnico deverá ser enviado para o e-mail lemat.academico@facens.br, até o dia 02 de outubro de 2019. Caso não seja enviado até essa data, a equipe será desclassificada.

    O relatório técnico terá pontuação (RE) entre 0,1 a 1,0 ponto, e irá compor a pontuação final (PF).

  • 4. DOSAGEM

    Serão fornecidos os materiais e aditivos descritos no item 5, para as equipes competidoras, que terão no dia 10/10, em 1h (uma hora), durante a TecnoFacens, que produzir concretos leves e com boa resistência à compressão.

    É caracterizado como concreto leve, concretos com a massa específica abaixo de 2000 kg/m³. Caso o concreto da equipe esteja acima desse valor, a equipe será desclassificada.

    Ao produzirem seus concretos e realizarem as moldagens dos corpos de prova, todas as equipes tem a responsabilidade de limpar o local de trabalho, sob pena de perderem pontos ou serem desclassificadas, caso esta etapa não seja cumprida.

    5. MATERIAIS

    Agregados Agregados disponibilizados: Areia, brita 0 e isopor (pérolas de EPS). Todos os agregados serão disponibilizados pelo LEMAT, não podendo ser usados agregados

    adquiridos de outras fontes. Não é obrigatório o uso de todos os agregados. O uso das pérolas de EPS será limitado a 3 kg por equipe. Após a inscrição, a equipe receberá por e-mail os dados da caracterização dos agregados.

    Cimento Portland O cimento disponibilizado será o CPV – ARI de alta resistência inicial. O uso de outro cimento

    está vetado. Adições

    Se a equipe desejar usar algum outro material deverá ser enviado para o e-mail lemat.academico@facens.br até o dia 28 de setembro de 2019, e aguardar aprovação ou recusa.

    Aditivos Serão disponibilizados aditivos para uso, após a inscrição, a equipe receberá por e-mail os

    dados da caracterização dos aditivos. O uso de cada aditivo será limitado à até 5% da massa de cimento to traço por equipe.

    6. ENSAIO

    Etapas A realização do ensaio consiste em três etapas, sendo descritas em detalhe de 6.2 a 6.4:

    § Etapa 1: diâmetro e altura do corpo de prova; § Etapa 2: massa do corpo de prova e massa específica do concreto; § Etapa 3: resistência do concreto.

    Etapa 1: diâmetro e altura do corpo de prova Deve ser realizado a determinação do diâmetro e da altura do corpo de prova pela Comissão

    Organizadora. Esses valores serão utilizados no cálculo do volume, conforme equação 1, e posteriormente no cálculo da massa específica do concreto.

    𝑉 = $% &

    ' × ℎ (equação 1)

    Onde, d = diâmetro do corpo de prova (m); h = altura do corpo de prova (m).

  • Etapa 2: massa do corpo de prova e massa específica do concreto A massa do corpo de prova deve ser determinada em balança com resolução de 1g e, utilizado

    para o cálculo da massa específica, conforme equação 2. 𝜌 = +

    , (equação 2)

    Onde, m = massa do corpo de prova (kg); V = volume do corpo de prova (m³). Ao ser calculada a massa específica, será atribuído um coeficiente C, conforme a Tabela 1.

    Tabela 1: Valores do coeficiente C em função da massa específica Massa específica (ρ – kg/m³): C

    2000 < ρ > 1901 0,4 1900 < ρ > 1801 0,6 1800 < ρ > 1701 0,8 1700 < ρ > 1601 0,9

    ρ < 1600 1,0

    Etapa 3: resistência do concreto Após a realização das Etapas 1 e 2, o corpo de prova será rompido por ensaio à compressão

    axial sob velocidade de carregamento de (0,45±0,5) Mpa/s, onde será registrada a máxima carga de ruptura em tonelada-força (F).

    A resistência (fc) em megapascal do corpo de prova será calculado pela equação 3: 𝑓. =

    / ×0123,35 $%&

    '6 (equação 3)

    Onde, F = máxima carga de ruptura (tf); d = diâmetro do corpo de prova (m).

    7. CLASSIFICAÇÃO DAS EQUIPES

    A classificação das equipes será feita em função da pontuação final, obtida pela seguinte equação:

    𝑃𝐹 = 9 𝑓.

    𝜌 × 3; × 𝐶 × 𝑅𝐸 × 1000

    Onde, fc = resistência à compressão; ρ = massa específica do corpo de prova; C = coeficiente em função da massa específica; RE = pontuação do relatório técnico (de 0,1 a 1,0).

    8. CRITÉRIO DE DESEMPATE

    Em caso de empate da pontuação final, será considerada vencedora a equipe cujo o concreto tiver menor massa específica.

  • 9. PREMIAÇÃO

    Será realizada conforme as premiações oficiais da TecnoFacens 2019, a ser divulgada.

    10. DATAS IMPORTANTES

    2019 setembro SEGUNDA-FEIRA TERÇA-FEIRA QUARTA-FEIRA QUINTA-FEIRA SEXTA-FEIRA SÁBADO DOMINGO 26 27 28 29 30 31 01

    02 03 04 05 06 07 08 18hs - Reunião (Warm up)*

    18hs - Reunião (Warm up)*

    09 10 11 12 13 14 15

    16 17 18 19 20 21 22

    23 24 25 26 27 28 29 Envio do e-mail de solicitação de uso de material não descrito no item 5.

    30 01 Anotações: *Presença obrigatória de pelo menos 1 integrante de cada equipe, em quaisquer dos dias.

    2019 outubro SEGUNDA-FEIRA TERÇA-FEIRA QUARTA-FEIRA QUINTA-FEIRA SEXTA-FEIRA SÁBADO DOMINGO 30 01 02 03 04 05 06

    Data limite para o envio do Relatório Técnico

    07 08 09 10 11 12 13 TECNOFACENS TECNOFACENS

    Moldagem dos corpos de prova

    TECNOFACENS Rompimento dos corpos de prova

    14 15 16 17 18 19 20

    21 22 23 24 25 26 27

    28 29 30 31 01 02 03

    04 05 Anotações:

  • 11. DISPOSIÇÕES FINAIS

    Os autores declaram que os trabalhos entregues são frutos de suas legítimas criatividades e autorias, não configurando plágio nem violação a qualquer direito de propriedade intelectual de terceiros, caso conste que o Projeto Estrutural foi fruto de plágio, a equipe será desclassificada. Os participantes, desde já, autorizam os organizadores do evento a divulgarem os seus nomes e protótipos, por qualquer meio, bem como fotografias suas e seus protótipos, a qualquer tempo. Serão desclassificados os trabalhos que não obedecerem estritamente aos termos deste regulamento. A inscrição na TecnoFacens implica a aceitação plena das normas estabelecidas no Regulamento Geral da TecnoFacens, no Regulamento para Apresentação de Projetos e nos Regulamentos Específicos das Competições. Para conhecimento de todos os interessados, o presente Regulamento, bem como seus documentos complementares serão divulgados pelo site da Facens. Quaisquer situações não previstas neste regulamento, a comissão organizadora reserva- se o direito de definir a melhor solução, considerando critérios éticos e técnicos.

    12. COMISSÃO ORGANIZADORA DA 3ª MARATONA DE DOSAGEM DE CONCRETO

    Colaboradora Joyce Frossard de Oliveira lemat.academico@facens.br Professor Rodrigo Geraldo rodrigo.geraldo@facens.br

  • ANEXO 1

  • COORDENADORIA DE ENGENHARIA CIVIL

    NOME DA EQUIPE

    RELATÓRIO TÉCNICO

    SOROCABA/SP ANO

  • COORDENADORIA DE ENGENHARIA CIVIL GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVI