simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta...

of 45 /45
Interbits – SuperPro ® Web 1. (Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do mundo com a Revolução iraniana de 1979. Valendo-se da significativa renda do petróleo iraniano, o aiatolá Khomeini criou um ‘Serviço para a exportação da Revolução islâmica’. No ano de 1982, milhares de militantes jovens de cerca de sessenta países estavam sendo treinados para divulgar sua mensagem contagiante por todo o mundo. A principal característica sociopolítica da revolução iraniana foi a a) defesa de reformas sociais, além da tentativa de recuperar valores religiosos e tradicionais do islamismo. b) instauração de um governo democrático e a total separação entre religião e política, anulando o antigo Estado teocrático. c) resolução das tensões políticas entre Estados Unidos e Irã mediante acordos diplomáticos. d) aproximação com o Ocidente por meio de uma grande abertura social e política. e) radicalização no âmbito social e político, depois da morte de Khomeini, em 1989. 2. (Upe 2015) Desde sua formação em 14 de maio de 1948, Israel foi um Estado sitiado. Encravado no território da Palestina e administrado pelos britânicos, onde a população era predominantemente árabe, era visto pelos árabes como um insulto e uma ameaça. (PARKER, Geoffrey. O explosivo oriente médio. In: A Era Nuclear. História em Revista. Rio de Janeiro: Abril livros, 1993, p. 127.) Sobre o Estado de Israel e sua dimensão política no Oriente Médio, durante a Guerra Fria, assinale a alternativa INCORRETA. a) A Lei do Serviço de Defesa de 1949 confiou ao exército israelense o ensino de hebraico, geografia, ciências, história e outras disciplinas a seus recrutas, combinando, também, estudos religiosos e serviço militar. b) Em 1987, após anos de revolta crescente, o ressentimento palestino culminou na ‘intifada’, ou levante, uma campanha de protestos, muitas vezes violentos, contra as forças ocupantes dos territórios de larga maioria palestina. c) Criada em 1964 para lutar por uma pátria independente, a Organização da Libertação da Palestina (OLP) foi liderada desde 1969, por um antigo estudante de engenharia, Yasser Arafat, que se utilizou de variadas táticas, incluindo desde sequestros de aviões até ataques a estabelecimentos israelenses. d) Em 1956, teve início a chamada Guerra do Suez, também conhecida como Segunda Guerra Israelo-Árabe ou Crise de Suez, quando Israel, contando com França e Inglaterra, declarou guerra ao Egito por causa da nacionalização do canal pelos egípcios, o que impossibilitava o acesso dos israelenses. Página 1 de 45

Embed Size (px)

Transcript of simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta...

Page 1: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

1. (Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do mundo com a Revolução iraniana de 1979. Valendo-se da significativa renda do petróleo iraniano, o aiatolá Khomeini criou um ‘Serviço para a exportação da Revolução islâmica’. No ano de 1982, milhares de militantes jovens de cerca de sessenta países estavam sendo treinados para divulgar sua mensagem contagiante por todo o mundo.

A principal característica sociopolítica da revolução iraniana foi a a) defesa de reformas sociais, além da tentativa de recuperar valores religiosos e tradicionais

do islamismo. b) instauração de um governo democrático e a total separação entre religião e política,

anulando o antigo Estado teocrático. c) resolução das tensões políticas entre Estados Unidos e Irã mediante acordos diplomáticos. d) aproximação com o Ocidente por meio de uma grande abertura social e política. e) radicalização no âmbito social e político, depois da morte de Khomeini, em 1989. 2. (Upe 2015) Desde sua formação em 14 de maio de 1948, Israel foi um Estado sitiado. Encravado no território da Palestina e administrado pelos britânicos, onde a população era predominantemente árabe, era visto pelos árabes como um insulto e uma ameaça.

(PARKER, Geoffrey. O explosivo oriente médio. In: A Era Nuclear. História em Revista. Rio de Janeiro: Abril livros, 1993, p. 127.)

Sobre o Estado de Israel e sua dimensão política no Oriente Médio, durante a Guerra Fria, assinale a alternativa INCORRETA. a) A Lei do Serviço de Defesa de 1949 confiou ao exército israelense o ensino de hebraico,

geografia, ciências, história e outras disciplinas a seus recrutas, combinando, também, estudos religiosos e serviço militar.

b) Em 1987, após anos de revolta crescente, o ressentimento palestino culminou na ‘intifada’, ou levante, uma campanha de protestos, muitas vezes violentos, contra as forças ocupantes dos territórios de larga maioria palestina.

c) Criada em 1964 para lutar por uma pátria independente, a Organização da Libertação da Palestina (OLP) foi liderada desde 1969, por um antigo estudante de engenharia, Yasser Arafat, que se utilizou de variadas táticas, incluindo desde sequestros de aviões até ataques a estabelecimentos israelenses.

d) Em 1956, teve início a chamada Guerra do Suez, também conhecida como Segunda Guerra Israelo-Árabe ou Crise de Suez, quando Israel, contando com França e Inglaterra, declarou guerra ao Egito por causa da nacionalização do canal pelos egípcios, o que impossibilitava o acesso dos israelenses.

e) Em 1982, ocorreu a Primeira Guerra do Líbano, quando forças de defesa do Estado de Israel invadiram o país com o objetivo de fazer cessar os ataques palestinos da Organização da Libertação da Palestina cuja base era o Líbano. Por outro lado, na Segunda Guerra de 2006, não ocorreu confronto armado, ficando apenas no âmbito diplomático.

3. (Uemg 2015) Leia a notícia abaixo:

Israel anunciou a retomada dos ataques aéreos à Gaza, após militantes palestinos terem disparado foguetes contra o território israelense após o final de um período de 72 horas de cessar-fogo, encerrado na manhã desta sexta-feira.

O Exército israelense classificou os ataques como “inaceitáveis, intoleráveis e míopes”. O grupo militante palestino Hamas, que controla a Faixa de Gaza, havia rejeitado a extensão do cessar-fogo, alegando que Israel não atendeu suas demandas. O atual conflito na Faixa de Gaza já dura um mês, sem perspectivas de um acordo de longo prazo que coloque fim à violência que já matou mais de 1.900 pessoas, a maioria, civis.

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/08/140730_gaza_entenda_gf_lk.shtml. Acesso em 10/8/2014

Página 1 de 34

Page 2: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

Como em décadas anteriores, a Faixa de Gaza foi palco de mais um conflito entre palestinos e israelenses.

Em relação a esse território, afirma-se CORRETAMENTE que a) está ocupado por tropas israelenses desde 1995, quando começaram os assentamentos, e o

governo judeu, desde então, se recusa a abrir negociações, enquanto a parte ocidental de Jerusalém não for devolvida pelo Hamas, que a ocupou em 2007.

b) foi ocupado por Israel, durante a guerra dos seis dias, em 1967, e devolvido para a Autoridade Nacional Palestina em 2005. Atualmente é controlado pelo Hamas, que venceu as eleições parlamentares de 2006 e rompeu com o partido moderado Fatah.

c) pertence ao Egito, desde que o território palestino foi desfeito, após o primeiro conflito entre árabes e israelenses, em 1948. Em 2006, com a vitória do Hamas nas eleições parlamentares, os atuais assentamentos palestinos começaram a ser criados.

d) é atualmente controlado pelo Hamas, partido que chegou ao poder com apoio do governo americano, que via nesse grupo o catalisador para a complementação do processo de paz iniciado em 2005, com a assinatura do Tratado de Oslo.

4. (Ufrgs 2015) Leia as afirmações abaixo, sobre os Acordos de Oslo, estabelecidos entre o governo de Israel e a Organização para a Libertação da Palestina (OLP), em 1993.

I. Proibiu a construção de novos assentamentos israelenses em Gaza e na Cisjordânia.II. Houve o entendimento mútuo, entre o Estado de Israel e a OLP, de que o primeiro

reconheceria a autoridade política da segunda, e a OLP se comprometeria a abandonar a luta armada.

III. Foi criada a Autoridade Palestina, com função de governo limitado dos territórios palestinos, ocupados por Israel, após a Guerra dos Seis Dias (1967).

Quais estão corretas? a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas I e II. d) Apenas II e III. e) I, II e III. 5. (Espm 2013) Leia os textos e responda:

Em visita a Israel, o candidato republicano Mitt Romney afirmou que Jerusalém é a capital do Estado judeu. A declaração de Romney de que Jerusalém é a capital de Israel está alinhada à afirmação feita pelos governos israelenses, ainda que os Estados Unidos e outras nações tenham suas embaixadas em Tel Aviv.

(http//www.valor.com.br/internacional)

Os palestinos acusaram o candidato republicano à presidência dos EUA, Mitt Romney, de minar as perspectivas de paz, pois segundo o próprio chefe negociador palestino, Saeb Erekat, não pode haver Estado palestino sem Jerusalém Oriental.

(http//www.g1.globo.com/mundo/notícias/2012/07)

A ocupação de Jerusalém Oriental pelo exército de Israel e o domínio de toda a cidade pelos israelenses ocorreu: a) durante a Guerra da Fundação de Israel, em 1949; b) na Guerra de Suez, em 1956; c) na Guerra dos 6 Dias, em 1967; d) na Guerra do Golfo, em 1991; e) depois do 11 de Setembro, em 2001.

Página 2 de 34

Page 3: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

6. (Pucmg 2015) O mundo acompanhou o crescimento da violência entre Israel e o Hamas na torcida por um acordo duradouro da paz. O conflito atual localizado principalmente na faixa de Gaza: a) reflete principalmente o jogo de poder entre o antigo bloco socialista, que financia a faixa de

Gaza, e o capitalista. b) representa uma delicada relação que se estabeleceu na região após a retirada das tropas

dos Estados Unidos. c) constitui-se, longe de um conflito de caráter territorial, em um conflito de ordem restritamente

religiosa entre árabes e judeus. d) coloca-se um equilíbrio complexo entre a busca por soberania do Estado Palestino e do

direito de defesa israelense. 7. (Ibmecrj 2013) Na recente Assembleia Geral da ONU, da qual participou a presidente Dilma Rousseff, mais uma vez o Irã terminou sendo alvo de polêmica envolvendo o desenvolvimento de um “perigoso” programa nuclear. Sobre esse tema são feitas as seguintes afirmativas:

I. A origem da rivalidade entre Estados Unidos e Irã remonta ao ano de 1979, quando uma revolução de caráter religioso derrubou o xá Reza Pahlevi, tradicional aliado dos norte-americanos;

II. Os russos têm sido implacáveis na condenação do projeto nuclear iraniano já que o atual governo de Teerã é tradicional crítico do governo de Moscou;

III. Também a Coreia do Norte, em função de um programa semelhante, vem sendo alvo de constantes pressões para que abandone o seu projeto por parte de diversos países, com destaque para os Estados Unidos.

Assinale: a) se apenas a afirmativa I for correta; b) se apenas a afirmativa II for correta; c) se apenas a afirmativa III for correta; d) se as afirmativas I e II forem corretas; e) se as afirmativas I e III forem corretas. 8. (Imed 2015) Em março de 2003, os Estados Unidos e a Inglaterra bombardearam intensamente a cidade de Bagdá, dando início à Guerra do Iraque, que derrubou o governo ditatorial de Saddam Hussein. A justificativa dada pelos EUA e pela Inglaterra para a Guerra do Iraque foi a de que o país: a) Possuía armas de destruição em massa. b) Apoiava grupos terroristas de Israel. c) Desobedecia as orientações da Opep. d) Era a sede de poder dos talibãs. e) Descumpria os tratados de paz com a Síria. 9. (Cefet MG 2015) Em 2005, o grafiteiro e ativista político inglês Bansky realizou uma série de trabalhos na região da Faixa de Gaza, especialmente no muro que a separa do território israelense, conforme ilustrações seguintes.

Página 3 de 34

Page 4: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

Sobre o conflito árabe israelense, é correto concluir que nos grafites acima, Bansky a) apoiou a construção do muro realizada pelo governo israelense. b) legitimou a ação violenta de grupos fundamentalistas palestinos. c) denunciou a aliança de Israel com as grandes potências capitalistas. d) destacou a segregação dos palestinos comparando-os a prisioneiros. e) usou a imaginação para expressar o cotidiano das crianças palestinas. 10. (Unicamp 2012) Em discurso proferido em 20 de maio de 2011, o presidente dos EUA, Barack Obama, pronunciou-se sobre as negociações relativas ao conflito entre palestinos e israelenses, propondo o retorno à configuração territorial anterior à Guerra dos Seis Dias, ocorrida em 1967. Sobre o contexto relacionado ao conflito mencionado é correto afirmar que: a) A criação do Estado de Israel, em 1948, marcou o início de um período de instabilidade no

Oriente Médio, pois significou o confisco dos territórios do Estado da Palestina que existia até então e desagradou o mundo árabe.

b) A Guerra dos Seis Dias insere-se no contexto de outras disputas entre árabes e israelenses, por causa das reservas de petróleo localizadas naquela região do Oriente Médio.

c) A Guerra dos Seis Dias significou a ampliação territorial de Israel, com a anexação de territórios, justificada pelos israelenses como medida preventiva para garantir sua segurança contra ações árabes.

d) O discurso de Obama representa a postura tradicional da diplomacia norte-americana, que defende a existência dos Estados de Israel e da Palestina, e diverge da diplomacia europeia, que condena a existência dos dois Estados.

11. (Espcex (Aman) 2012) “Em 1980, o Iraque, aproveitando-se da instabilidade do Irã, invadiu-o (...). O Conflito resultou em elevado número de mortos e em consequências desastrosas para ambos os países”.

(VICENTINO, 2007)

A invasão iraquiana objetivava a) dominar a região do Chatt-el-Arab, na confluência dos rios Tigre e Eufrates. b) derrubar o Xá Reza Pahlevi, que dominava o Irã havia mais de 50 anos. c) impor o islamismo ao Irã, tradicional reduto cristão na Ásia. d) reconquistar a Península do Sinai, perdida nos conflitos entre ambos, no ano de 1967. e) liberar o canal de Suez, para facilitar o escoamento da produção petrolífera do Iraque. 12. (Ucs 2015) Considere as seguintes afirmativas sobre o conflito entre israelenses e palestinos, que se estende há muitas décadas.

I. Desde o século XIX, existia o movimento sionista – esse nome vem de Sion, colina da antiga Jerusalém –, que defendia a criação de um Estado judeu autônomo na Palestina.

II. No final de 1947, em meio a vários conflitos entre árabes e judeus, a ONU propôs o fim do mandato britânico na região e a criação de um Estado israelense e outro árabe na Palestina.

Página 4 de 34

Page 5: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

III. Em 1948, foi criado o Estado de Israel, mas não o Estado Árabe. Em função disso, as disputas por território e os conflitos se fazem presentes até os dias atuais.

Das proposições acima, a) apenas I está correta. b) apenas II está correta. c) apenas I e II estão corretas. d) apenas II e III estão corretas. e) I, II e III estão corretas. 13. (Espm 2015) “Após 50 dias de combates os principais grupos da Faixa de Gaza acertaram, nesta terça-feira (26), um cessar-fogo por tempo indeterminado. A trégua é vista como o fim do conflito mais violento desde 2007. Segundo a ONU, 2.101 pessoas morreram do lado palestino, sendo 1.460 civis. Do lado israelense, foram 69 mortes, dos quais 64 militares.”

(Folha de São Paulo; 27/08/2014)

Quanto ao conflito mencionado é correto assinalar: a) os principais grupos que atuam na Faixa de Gaza são Hamas e a Jihad Islâmica; b) os principais grupos que atuam na Faixa de Gaza são o Hezbollah e o Estado Islâmico; c) o cessar-fogo foi mediado pelo governo do Irã; d) a população da Faixa de Gaza comemorou o acordo como uma vitória devido ao

compromisso israelense de encerrar o bloqueio contra Gaza; e) o acordo foi obtido mediante a concessão israelense de permitir a construção de um

aeroporto na Faixa de Gaza. 14. (Ufrgs 2012) Considere o enunciado abaixo e as três propostas para completá-lo.

A Guerra do Yom Kippur, ocorrida entre Israel e os países árabes, em outubro de 1973, levou o cartel da OPEP – Organização dos Países Exportadores de Petróleo – a reduzir a produção de petróleo mundial, até então abundante e barato, fato que ocasionou a primeira grande crise energética do Ocidente.

Esse acontecimento

I. provocou uma forte crise nos países industrializados, que dependiam do combustível fóssil. II. inibiu uma política de diversificação e de busca de alternativas energéticas para superar a

grande dependência do “ouro negro”. III. aumentou o preço do barril de U$3 para U$12 em menos de três meses.

Quais propostas estão corretas? a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas I e III. d) Apenas II e III. e) I, II e III. 15. (Ufpr 2014) O filme Argo (EUA, 2012) ganhou o Oscar de melhor filme de 2013, e teve como pano de fundo a Revolução Iraniana, ocorrida em 1979. Esse evento histórico a) foi uma reação da esquerda comunista iraniana contra o governo de Reza Pahlevi, que era

aliado ao bloco capitalista na Guerra Fria, e que impôs uma teocracia islâmica xiita, causando concentração de renda e perseguição política a opositores e líderes sunitas.

b) foi um golpe militar de direita contra o governo do Aiatolá Khomeini, que era aliado ao bloco capitalista na Guerra Fria, e que promoveu uma modernização islâmica, causando concentração de renda e perseguição política a opositores políticos e líderes religiosos cristãos.

c) foi uma reação de diversos setores da população iraniana contra o governo de Reza Pahlevi, que era aliado ao bloco capitalista na Guerra Fria, e que impôs uma modernização

Página 5 de 34

Page 6: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

ocidentalizante, causando concentração de renda e perseguição política a opositores e líderes religiosos.

d) foi um golpe militar de esquerda dado contra o governo do Aiatolá Khomeini, que era aliado ao bloco soviético na Guerra Fria, e que promoveu uma modernização forçada, causando concentração de renda e perseguição política a opositores e líderes religiosos xiitas.

e) foi um golpe militar de direita apoiado pelos Estados Unidos contra o governo de Mohammed Mosaddegh, que detinha postura de não alinhamento durante a Guerra Fria, e que promoveu a nacionalização das companhias de petróleo e a aproximação com as esquerdas e os líderes religiosos islâmicos.

16. (Unioeste 2012) A região do Oriente Médio tem sido palco de inúmeros conflitos, muitos deles devido à influência do ocidente. Assim, a respeito da história do Oriente Médio, é INCORRETO afirmar que a) após o término da I Guerra Mundial e o desmantelamento do Império Turco-Otomano as

nações europeias passaram a exercer o domínio da região do Oriente Médio. b) o final da II Guerra Mundial marcou o declínio da hegemonia europeia na região do Oriente

Médio que a partir de então se tornou objeto das disputas entre EUA e URSS. c) a expansão do fundamentalismo islâmico, no final do século XX contribuiu para tornar o

Oriente Médio em um foco de tensão com o ocidente. d) apesar do esforço da Liga das Nações para garantir a criação de um estado árabe unificado

surgiram, no Oriente Médio, diversos estados independentes tutelados pela Inglaterra ou pela França: Iraque, Iêmen do Norte, Arábia Saudita, Jordânia e Pérsia entre outros.

e) a influência e controle imperialista exercido pelo ocidente no Oriente Médio foi determinante para a criação do estado de Israel e para o acirramento dos conflitos entre árabes e judeus.

17. (Unesp 2010) O petróleo não é uma matéria-prima renovável e precisou de milhões de anos para sua criação. A maioria dos poços encontra-se no Oriente Médio, na antiga União Soviética e nos EUA. Sua importância aumentou desde meados do século XIX, quando era usado na indústria e hoje é um dos grandes fatores de conflitos no Oriente Médio. Aponte as três primeiras grandes crises do petróleo nos últimos anos. a) A primeira foi em 1973, quando os EUA tentaram invadir Israel para dominar os poços

petrolíferos desse país; a segunda foi em 1979, quando foi criado o Estado da Palestina e eclodiu o conflito com a Arábia Saudita; a terceira foi em 1991, quando começou a guerra do Iraque.

b) A primeira foi em 1973, quando houve uma crise de produção no Oriente Médio, levando ao aumento do preço dos barris de petróleo no mundo todo; a segunda foi em 1979, quando o Kuwait se recusou a vender petróleo para os EUA; a terceira foi em 1991, quando começou a guerra dos EUA contra o Afeganistão.

c) A primeira foi em 1973, devido ao conflito árabe-israelense; a segunda em 1979, quando os árabes diminuíram a produção de barris; a terceira em 1991, que acabou gerando a Guerra do Golfo, quando o Iraque invadiu o Kuwait.

d) A primeira foi em 1973, quando o Iraque invadiu a Palestina; a segunda foi em 1979, período de baixa produção de petróleo no Oriente Médio; a terceira foi em 1991, devido à Guerra do Golfo.

e) A primeira foi em 1973, quando vários países do mundo exigiram a fundação da OPEP para controlar os preços dos barris de petróleo; a segunda foi em 1979, quando se deu o conflito árabe-israelense; a terceira foi em 1991, quando teve início a guerra da Palestina.

18. (Unimontes 2012) Nas afirmativas abaixo, assinale com a letra C as corretas e com a letra I as incorretas.São entendidas como consequências econômicas e/ou políticas do ataque terrorista às Torres Gêmeas, ocorrido em 11 de setembro de 2001, nos EUA:

( ) A Guerra ao Terror, declarada por George W. Bush.( ) A guerra contra o Iraque, com a justificativa de procura de armas de destruição em

massa.( ) A ofensiva dos EUA e países aliados ao Afeganistão e ao regime Talibã.( ) O abalo e a perda de credibilidade da economia norte-americana que gerou crises como a

de 2008.

Página 6 de 34

Page 7: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

A sequência CORRETA de respostas encontra-se na alternativa: a) I, C, I e C. b) C, I, C e I. c) I, I, C, e I. d) C, C, C e C. 19. (Unesp 2010) Cerca de 90% da população do Oriente Médio é muçulmana.O Islã, no entanto, está longe de ser uma fé monolítica. (...)Ainda que não disponhamos de estatísticas confiáveis, um cálculo crível aponta que 65% dos muçulmanos do Oriente Médio são sunitas e uns 30%, xiitas.

(SMITH, Dan. O Atlas do Oriente Médio. São Paulo: Publifolha, 2008.)

Em relação aos conflitos religiosos do Oriente Médio, é possível afirmar que a) a disputa religiosa entre judeus e muçulmanos nunca atrapalhou o amplo intercâmbio

comercial na região. b) os muçulmanos se mantêm politicamente unidos e xiitas e sunitas jamais se opuseram ou se

enfrentaram. c) islamismo, judaísmo e cristianismo nasceram na região, mas só os muçulmanos

conservaram seus lugares santos. d) os judeus reivindicam o controle territorial completo do Oriente Médio, pois são maioria em

todos os países da região. e) a maior população muçulmana não impediu a formação de um Estado judeu, nem

proporcionou a criação de um Estado palestino. 20. (Ufmg 2010) Sob pressão do cartel de produtores de petróleo, a OPEP, o preço do produto, então baixo e, em termos reais, caindo desde a guerra, mais ou menos quadruplicou em 1973 [...] Na verdade, a gama real de flutuações foi ainda mais sensacional: em 1970 o petróleo era vendido a um preço médio de 2,53 dólares o barril, mas no fim da década de 1980 o barril valia 41 dólares.

HOBSBAWM, Eric J. A era dos extremos. O breve século XX: 1914-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. p. 459.

Considerando-se a chamada Crise do Petróleo de 1973 e seus impactos, é INCORRETO afirmar que a) a origem da crise foi o embargo da OPEP à exportação de petróleo, cuja intenção era a de

pressionar pela desocupação do Canal de Suez. b) essa crise é um dos fatores que explicam a recessão econômica e o aumento do

desemprego nos países centrais, em meados da década de 1970. c) o incremento nos preços gerou o enriquecimento súbito dos exportadores árabes e o

excesso de recursos nas mãos desse grupo resultou no fenômeno dos petrodólares.

Página 7 de 34

Page 8: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

d) os países prejudicados pela encarecimento do petróleo responderam com várias medidas, que abrangeram do racionamento de combustíveis à pesquisa de fontes energéticas alternativas.

21. (Ufmg 2009) Analise este mapa:

Envolvido, desde sua fundação, em conflitos na região, o Estado de Israel completou, em maio de 2008, 60 anos de existência.Considerando-se as disputas territoriais entre árabes e israelenses e outros conhecimentos sobre o assunto, é correto afirmar que: a) A Autoridade Nacional Palestina controla os territórios de Gaza e do sul do Líbano e, em

2006, com o auxílio da Organização das Nações Unidas (ONU) e da União Europeia, garantiu a soberania sobre essas regiões.

b) A cidade de Jerusalém, considerada sagrada por três religiões, foi ocupada por Israel em 1949, ao final da Primeira Guerra Árabe-Israelense, e, depois dos Acordos de Oslo, foi reconhecida pela ONU como capital do país.

c) A região das colinas de Golã, rica em fontes de água e ocupada por Israel durante a Segunda Guerra Árabe-Israelense, foi devolvida à Síria em 2000, como parte dos tratados de paz firmados entre os dois países.

d) O Governo de Israel promoveu, em 2005, a retirada de colonos judeus da faixa de Gaza, no entanto, apesar de pressões de organismos internacionais, manteve assentamentos judaicos no território da Cisjordânia.

22. (Mackenzie 2009) "Em nenhum outro lugar, o passado reverbera no presente de maneira tão profunda."

Revista "Superinteressante", referindo-se à cidade de Jerusalém, 02/2008

I. Jerusalém, berço do Judaísmo, é considerada pelos judeus a capital eterna e indivisível do Estado de Israel. II. Na Guerra dos 6 Dias (1967), entre Israel e a Liga Árabe, Israel conquistou Jerusalém Oriental, que estava sob domínio da Jordânia desde a Guerra de independência de Israel, entre 1948/1949. III. No início da década de 1990, apesar da assinatura do Acordo de Oslo entre Yitzhak Rabin e Yasser Arafat, a disputa pelo controle de Jerusalém não foi solucionada, tornando-se um obstáculo para a paz na região. Considerando I, II e III anterior, o texto da Revista se reforça pelo que se afirma:

Página 8 de 34

Page 9: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

a) em I e em II, somente. b) em II e em III, somente. c) em I e em III, somente. d) em I, somente. e) em I, em II e em III. 23. (Pucrj 2009) O Estado de Israel, que completou 60 anos em maio deste ano, teve suas fronteiras definidas a partir de várias guerras com países vizinhos. A esse respeito, avalie as afirmativas a seguir:

I - O plano de Partilha da ONU (Resolução 181) de 1947 previa a retirada das tropas do Império russo, a criação de um Estado judaico e de um Estado independente árabe-palestino na região da Palestina.II - Os árabes rejeitaram o plano de partilha da Palestina aprovado pela Assembleia Geral das Nações Unidas e atacaram o recém-formado Estado de Israel em 1948: era o começo dos conflitos árabe-israelenses e do dilema dos refugiados palestinos.III - A vitória israelense na Guerra dos Seis Dias (1967) permitiu a ocupação de quase toda a Palestina, isto é, do Sinai, da Faixa de Gaza, da Cisjordânia, de Jerusalém e o do Iraque.IV - A partir de 1987, a população civil palestina começou a série de levantes (Intifada) contra a ocupação israelense usando paus, pedras e atentados.

Assinale a alternativa CORRETA. a) Somente as afirmativas I e III estão corretas. b) Somente as afirmativas I e II estão corretas. c) Somente as afirmativas II e IV estão corretas. d) Somente as afirmativas II e III estão corretas. e) Somente as afirmativas III e IV estão corretas. 24. (Pucmg 2008) Leia atentamente o texto a seguir, de Moacyr Scliar.

"Israel representa uma mudança transcendente na multimilenar trajetória dos judeus. O Holocausto as revelações sobre o massacre de judeus deram dramática legitimidade ao movimento sionista e reivindicação de um território. A fundação de Israel deveria ser decidida pela recém-criada Organização das Nações Unidas. EUA e URSS apoiavam a partilha da Palestina e a criação de dois Estados um árabe, outro judeu.

Com as superpotências coincidindo em seus pontos de vista, não foi difícil para a Assembleia Geral da ONU aprovar, em novembro de 1947, a divisão da Terra Santa. O projeto foi rejeitado pelos representantes dos países árabes. Mas os judeus, liderados por David Ben-Gurion, levaram a proposta adiante. Quase seis meses depois, 14 de maio de 1948, proclamaram a independência. Imediatamente estourou o conflito bélico, vencido pelos israelenses. Outros conflitos vieram, notadamente a Guerra dos Seis Dias. Israel consolidou-se como potência militar. Desde então, travase uma luta amarga e desumana entre israelenses palestinos, que, ao longo dessas décadas, acabaram por forjar uma identidade nacional."

A partilha da Palestina está completando 60 anos. Tendo em vista a partilha e seus impactos, a base para a criação do Estado de Israel foi assentada: a) na existência de um Estado judaico sob aprovação dos países árabes. b) na legitimação pela força comprovada pela sequência de conflitos e guerras. c) na possibilidade da existência de uma maioria judaica num território. d) na ideologia sionista, que defendia a entrada dos judeus na Palestina sob domínio inglês. 25. (Pucrj 2008) Em janeiro de 1979, Reza Pahlevi, Xá do Irã, frente à crescente oposição política e popular, fugiu do país criando uma crise política que culminou com a vitória dos partidários do clérigo xiita Ruholá Khomeini.Assinale a alternativa que indica corretamente a política da República Islâmica do Irã após a revolução.

Página 9 de 34

Page 10: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

a) A nacionalização dos recursos naturais impedia o processo de exploração do petróleo pelas grandes empresas multinacionais que, até então, tinham sede no país.

b) A adesão do Irã à União das Repúblicas Socialistas Soviética, o que agravou ainda mais tensões da chamada segunda Guerra Fria.

c) A criação de um sistema político multipartidário e democrático. d) A imediata declaração de "guerra santa" contra os sunitas do Iraque, governado nessa

época por Saddam Hussein. e) Aceitação da existência de um Estado judeu na Palestina e o estabelecimento de relações

diplomáticas com Israel. 26. (Ufpe 2008) No Oriente Médio, as disputas políticas existentes mostram o fortalecimento das crenças Islâmicas nas últimas décadas. Uma análise histórica da trajetória do Islamismo nos afirma que essa religião: a) teve uma atuação pouco importante para a vida cultural do povo árabe na Idade Média, mas

foi aceita pelos grupos mais tradicionais. b) representou uma crença ética e escatológica, fundada em profetas do bem, sem ter

semelhança com o cristianismo. c) contribuiu com suas crenças monoteístas para a construção da identidade política de todos

os asiáticos d) restringui sua atuação a países do Oriente Médio e da África, sem repercussões nos povos

do Ocidente e) justificou a participação dos líderes religiosos na política ideia que mantém na

contemporaneidade 27. (Uece 2008) A invasão do Kwait por tropas do Iraque, iniciada em 02 de Agosto de 1990, deu início à Guerra do Golfo. Sobre esse conflito militar são feitas as seguintes afirmações:

I. Sem a sanção da ONU, o conflito teve uma longa duração. Não foram utilizados armamentos ou técnicas avançadas de guerra. Os Estados Unidos não se preocuparam em empregar armas sofisticadas e avançadas tecnológicamente.II. Ficou conhecida como "a guerra pós-moderna" devido a utilização de sofisticados equipamentos eletrônicos, bombas guiadas a laser e mísseis teleguiados. Se constituiu em uma intervenção militar eficaz e rápida.III. Foi travada por uma coalização internacional liderada pelos Estados Unidos, Grã-Bretanha e países do Oriente Médio, como Arábia Saudita e o Egito, contra o Iraque. Obteve a sanção da ONU.

Assinale o correto. a) Apenas as afirmações I e II são verdadeiras. b) Apenas as afirmações I e III são falsas. c) Apenas as afirmações II e III são verdadeiras. d) Apenas as afirmações I e III são verdadeiras. 28. (Unesp 2008) A crise que envolveu a nacionalização do canal de Suez pelo Egito conjugou questões políticas, econômicas e militares numa escala internacional. O coronel Gamal Abdel Nasser, governante egípcio, anunciou a nacionalização em julho de 1956, provocando ataques militares contra o Egito por Israel, Grã-Bretanha e França. Que condições históricas internacionais dos anos 50 permitiram a nacionalização do canal de Suez e o fracasso dos movimentos armados contra o Egito? a) Os Estados Unidos da América iniciavam em 1956 sua escalada militar no Vietnã e o bloco

comunista estava cindido pela crescente aproximação da China à política internacional das nações capitalistas.

b) Os países árabes ameaçavam suspender o fornecimento de petróleo para os Estados Unidos, caso as hostilidades militares não cessassem, e o movimento operário inglês era favorável à expansão do islamismo.

Página 10 de 34

Page 11: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

c) O desenlace da crise foi condicionado pela divisão internacional de forças entre as potências durante a guerra fria e pela expansão do nacionalismo nas regiões do Oriente Médio e do Norte da África.

d) O canal de Suez era pouco importante para a economia do capitalismo europeu e o governo egípcio era uma barreira à expansão do islamismo no Oriente Médio.

e) A Grã-Bretanha e a França, recém-saídas da segunda Guerra Mundial, estavam militarmente enfraquecidas e o Estado de Israel conseguiu estabelecer relações políticas pacíficas com os aliados árabes do Egito.

29. (Ueg 2008) O Oriente Médio é, atualmente, a região de maior instabilidade política no mundo. São fatores que historicamente explicam esta turbulência, EXCETO: a) A criação do Estado de Israel, em 1948. b) O interesse internacional pelas reservas de petróleo da região. c) A Revolução Islâmica, no Irã, em 1978. d) A ausência do Estado laico nos países islâmicos. 30. (Uel 2008) Leia o texto a seguir:

"As religiões, que em princípio, deveriam servir para aperfeiçoar o ser humano, aproximando-o da divindade têm sido responsáveis por manifestações acabadas de fanatismo. Massacres, torturas, guerras, perseguições, intolerância e outras atitudes e práticas deploráveis têm testemunhado o que de pior o ser humano apresenta, e muitas vezes tais atrocidades são feitas em nome de Deus."

(PINSKY, J.; PINSKY, C. Orgs. "Faces do fanatismo". São Paulo: Contexto, 2004. p.15.)

Sobre os conflitos históricos e religiosos que ocorrem no período contemporâneo, é correto afirmar: a) A derrubada pelos aiatolás xiitas da monarquia iraniana protegida do governo

estadunidense, reacendeu na região uma série de conflitos de caráter religioso, político e cultural, tendo se desdobrado em um conflito contra o Iraque.

b) Os cristãos ortodoxos radicados em Istambul são resultantes da diáspora árabe e utilizam-se de sua concepção política e religiosa para combater, ao lado dos aliados, a presença militar sionista que ocupou a Cisjordânia para explorar os poços de petróleo da região.

c) No período da Guerra Fria, a URSS, aliada dos Talebans, infiltrou-se no Afeganistão com uma ideologia religiosa e, ao dominarem o país, construíram um corredor de transporte seguro para o escoamento de sua produção de petróleo para o Golfo Pérsico.

d) A concepção religiosa politeísta da Índia traduziu os textos divinos, "Devas", em ensinamentos apreendidos por cristãos e muçulmanos que os utilizaram na realização de uma guerra de cisão interna, levando à criação dos estados do Paquistão e do Sri Lanka.

e) No conflito da Bósnia-Herzegovina, os sérvios, em sua maioria muçulmanos entraram em guerra contra os albaneses, por estes terem ocupado militarmente a região da Eslovênia e realizado um massacre contra os habitantes que professam o islamismo.

31. (Ufla 2008) Em um rap contra o terrorismo, um "George Bush" virtual assume que o que faz, na luta contra o terror, é correto e que ele próprio irá esmagar os insurgentes. Num trecho da música, "Bush" afirma: "Veja só o Iraque. Já disse que os libertei? Vocês todos podem me agradecer por isso."Marque a alternativa CORRETA sobre a alusão que a letra da música faz ao momento político vivenciado pelo Iraque. a) Ao fim do regime do Taleban, que, a partir da intolerância religiosa, governava todos os

países do Oriente Médio. b) Ao conflito da Caxemira, devido às disputas pelo controle do petróleo nessa região

iraquiana. c) À derrubada de Sadan Hussein após a invasão das forças americanas, sem a permissão da

ONU. d) À invasão da Península do Sinai pelo Iraque, que passou a controlar as armas químicas e

biológicas produzidas a partir de então.

Página 11 de 34

Page 12: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

32. (Uel 2007) Israel, em 1967, ao defender-se dos países inimigos na "Guerra dos Seis Dias", ocupou importantes áreas estratégicas e, desde então, estas terras não mais foram devolvidas.Sobre os constantes conflitos na região do Oriente Médio, pode-se afirmar:

I. Yasser Arafat, Líder da OLP, Yitzhak Rabin, Primeiro Ministro de Israel, realizaram em 1993 um acordo de paz incentivados por Bill Clinton, presidente dos EUA. Alguns Judeus discordaram desta aproximação e um deles assassinou Rabin em 1995.II. Os países que têm suas terras ocupadas por Israel são Síria, Turquia, Jordânia e Líbano. No caso do Líbano, as terras ocupadas são um importante manancial aquífero, denominado de Colinas de Golã, provedor de águas para a região do deserto.III. A guerra na região, além de ser um fato sóciopolítico, é também expressão de um conflito religioso de três religiões monoteístas, abraâmicas: o Judaísmo, o Cristianismo e o Islamismo. No Irã, muçulmanos depuseram o Xá Reza Pahlevi por intermédio da "Revolução Islâmica".IV. Na região chamada "Berço da Civilização", edificou-se o Império da Babilônia, famoso pelos seus "Jardins Suspensos". Atualmente esta região encontra-se dominada por um país Ocidental que apoiou militarmente Saddam Hussein em sua guerra contra Khomeini.

A alternativa que contém todas as afirmativas corretas é: a) I e II. b) II e III. c) II, III e IV. d) I, II e IV. e) I, III e IV. 33. (Ufla 2007) Observe o mapa a seguir, que diz respeito à constituição do Estado de Israel.

Sobre as causas que levaram à constituição do Estado de Israel, é INCORRETO afirmar que a) ao término do conflito da 2a Guerra Mundial, o Reino Unido permitiu a entrada dos

refugiados judeus na Palestina. b) à medida que as tropas britânicas desguarneciam o território, as organizações judaicas

armadas apoderavam-se dele e expulsavam a população árabe. c) uma vez retirados os contingentes militares britânicos em maio de 1948, foi possível a

proclamação do Estado de Israel. d) a partilha do território, entre judeus e palestinos, foi realizada pela recém-criada Liga das

Nações, no ano de 1947, contando com o apoio dos EUA e URSS. 34. (Ufpel 2007)

Página 12 de 34

Page 13: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

"[...] o Estado israelense anexou a Península do Sinai e a Faixa de Gaza (então pertencentes ao Egito), a Cisjordânia (da Jordânia) e as Colinas de Golam (da Síria). A guerra foi particularmente trágica para os palestinos. Novos contingentes de dezenas de milhares engrossaram a diáspora."

ARBEX JR., José. Guerra Fria: terror de Estado, política e cultura. 3a ed. São Paulo: Moderna, 1997. [adapt.].

Os textos referem-se à a) ocupação israelense sobre o sul do Líbano (2006), antiga Fenícia, aprofundando a Diáspora

hebraica como forma de contenção à ação do Hezbollah. b) Guerra dos Seis Dias (1967), quando, com o apoio dos Estados Unidos, Israel expandiu seu

território, promovendo um continuado conflito. c) Guerra do Yom Kippur (1973), quando Egito e Síria, embasados pelo nacionalismo de

Nasser, ameaçaram a soberania israelense. d) formação do Estado de Israel (1948), apoiada pela ONU, na região onde, na Antiguidade, se

localizaram os reinos de Israel e Judá. e) Guerra do Yom Kippur (1973), quando a OLP (Organização para a Libertação da Palestina),

liderada por Yasser Arafat, entrou em conflito com os sionistas. 35. (Unifesp 2007) "As diferenças sutis, mas cruciais, entre Hamas, Hizbollah e Al Qaeda são ignoradas quando se designa o terrorismo como o inimigo. Israel é vista como a base avançada da civilização ocidental em luta contra a ameaça existencial lançada pelo islã radical."

(Lorde Wallace de Saltaire, em discurso na Câmara dos Lordes em julho de 2006.)

Do texto depreende-se que o autor está, com relação ao Estado de Israel e ao terrorismo, a) apoiando a política independente do governo de Tony Blair. b) elogiando a política intervencionista proposta pela ONU. c) defendendo a política intransigente da Comunidade Europeia. d) alertando para a política cada vez mais beligerante por parte do Irã. e) criticando a política fundamentalista do presidente Bush. 36. (Upe 2015) No início de 1914, o Estado Otomano estava sob o firme controle do Comitê União e Progresso, sobretudo dos ministros Talaat Paxá, do Interior, Djemal Paxá, da Marinha e Enver Paxá, da Guerra. Apesar de seus procedimentos autoritários, eles contavam com bastante apoio popular. Em agosto, iniciada a Grande Guerra, escolheram ombrear-se com a Alemanha, apesar das opiniões divergentes no gabinete governamental.

(GONÇALVES, José Henrique Rollo. O Império Otomano e as Rivalidades Imperialistas. In: SILVA, Francisco Carlos Teixeira da (ORG). Impérios na História. Rio de Janeiro: Campus

Elsevier, 2009, p. 220.)

Página 13 de 34

Page 14: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

O relato acima destaca um momento bastante singular da história do Império Turco Otomano.Sobre esse período, assinale a alternativa CORRETA. a) Com o fim da Grande Guerra, os territórios do Império Turco Otomano ficaram sob a égide

da Organização das Nações Unidas e tiveram reconhecido seu direito à autodeterminação. b) Os britânicos, logo após o fim da guerra, prometeram independência aos árabes e

construíram um lar nacional para os judeus na Palestina, mediante a declaração de Balfour. c) Ao aliar-se à Tríplice Entente na Primeira Guerra Mundial, o Império Turco Otomano saiu

fortalecido do conflito tanto política quanto economicamente, o que lhe proporcionou uma sobrevida até a Segunda Guerra Mundial.

d) Uma consequência direta da Grande Guerra foi o estabelecimento de uma República Turco-Grega com sede em Istambul e liderada por Mustafá Kemal.

e) A Grande Guerra exauriu todos os recursos do sultanato, deixando-o definitivamente à mercê das grandes potências, que, entre 1915 e 1917, negociaram a futura partilha do seu território.

37. (Ufsm 2014) Analise a fotografia e o texto.

Esse conflito chamou a atenção por aplicar avanços tecnológicos da época a serviço da destruição. Por isso, a guerra não era travada apenas nos campos de batalha, na linha de frente, mas também nos bastidores, na disputa industrial entre as nações pela fabricação de armas mais potentes e revolucionárias. Pela primeira vez na história, a maior parte dos recursos produzidos pela sociedade, sobretudo as inovações da ciência, estava voltada para o esforço de guerra. Esse é um dos aspectos centrais que distingue esse conflito dos anteriores: ele foi também uma guerra de tecnologia.  

ALVES, A. e OLIVEIRA, L. Conexões com a História. São Pauto: Moderna, 2010, vol. 3, p. 49. (adaptado)

O processo histórico que une a fotografia ao texto, expressando um sentido comum a ambos, denomina-se a) Guerra de Secessão. b) Guerra do Ópio. c) Guerra Hispano-Americana.

Página 14 de 34

Page 15: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

d) Primeira Guerra Mundial. e) Segunda Guerra Mundial. 38. (Unifor 2014) Na atualidade é crescente a utilização da rede mundial de computadores (Internet) como meio para interação social, para troca de conhecimento e para realização de transações comerciais e financeiras. Dada a relevância e magnitude do fluxo de dados na Internet, aspectos relacionados à segurança desses dados são críticos. Acerca da segurança dos dados e informações que trafegam na Internet, assinale a alternativa CORRETA. a) Uma falha de segurança chamada Heartbleed foi descoberta nas últimas semanas em

diversos sites, como Google, Twitter e Facebook, tornando possíveis invasões e vazamentos de dados dos usuários desses sites.

b) A criptografia de dados na Internet é utilizada por aqueles que desejam tornar acessíveis dados e informações sigilosas.

c) O Governo Americano, por meio da Agência de Segurança Nacional (NSA), órgão de vigilância dos Estados Unidos, tem liderado os esforços mundiais para proteger as informações e dados que trafegam na Internet.

d) Dois terços dos sites do mundo foram afetados pelo programa malicioso Open SSL, que torna as páginas na Internet menos seguras, desprotegendo os dados nelas informados.

e) Em informática, hackers são indivíduos que se dedicam a proteger o sigilo dos dados e informações dos usuários da Internet.

39. (Ufg 2013) Leia o fragmento a seguir.

Desde o primeiro conflito mundial, a “trégua dos padioleiros” se apaga e não reaparece mais, salvo de maneira excepcional; os feridos agonizam no local dos combates e, na maioria dos casos, o inimigo atira sobre os que lhes prestam socorro. Está livre o caminho para as atrocidades que têm o corpo como alvo.AUDOIN-ROUZEAU, Stéphane. Massacres: o corpo e a guerra. In: COURTINE, Jean-Jacques;

VIGARELLO, Georges. História do corpo: as mutações do olhar. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009, p. 396. (Adaptado).

Ocorridas na primeira metade do século XX, as guerras mundiais causaram impacto na imagem civilizada que a Europa construíra de si. Esse impacto decorre de uma mudança na concepção de guerra, explorada no fragmento, que se associa a) à precariedade técnica do trabalho médico nas ambiências de conflito, indicando as

dificuldades de atendimento aos soldados. b) à ampliação da ideia de inimigo, demarcando a proteção física como um problema para os

beligerantes, em meio à escalada da violência. c) à disseminação de imagens dos corpos dilacerados, traduzindo a morte como uma

circunstância natural no cenário da guerra. d) à disciplina militar exigida dos socorristas, resultando em cursos de treinamento sobre

métodos de sobrevivência em campo de batalha. e) ao desrespeito aos tratados assinados para a guerra, considerando a proibição de maus-

tratos direcionados ao inimigo aprisionado. 40. (Uff 2011) Diante dos resultados da Primeira Guerra Mundial na Europa, entraram em decadência os valorescivilizacionais construídos no século XIX e com eles as matrizes fundadoras do Ocidente, sendo substituídos por novos valores.Assinale a alternativa que relaciona corretamente eventos do período posterior a 1918 com os eventos anteriores a 1930. a) Começo da militarização europeia com a criação da OTAN. / Crise econômica de 1929. b) Início da hegemonia norte-americana com a Segunda Revolução Industrial. / Construção do

Muro de Berlim. c) Ascensão do nazismo na Alemanha com a liderança de Hitler. / Crise do socialismo real. d) Fim da hegemonia inglesa e de seu modelo industrial. / Início de movimentos sociais críticos

do liberalismo, como o fascismo italiano. e) Inauguração dos movimentos vanguardistas europeus. / Surgimento das teorias

psicanalistas com Freud.

Página 15 de 34

Page 16: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

41. (Ufu 2011) Tirinha publicada no Dia dos Veteranos norte-americano

No quadrinho, uma aranha diz para o Garfield: “Se você me esmagar, eu ficarei famoso”. A aranha continua: “Eles irão criar um dia anual de celebração em minha honra”. No terceiro quadrinho, uma “aranha professora” pergunta, diante da sala de aula: “Alguém aqui sabe por que nós celebramos o ‘dia nacional da estupidez’”?A celebração do Dia dos Veteranos ocorre em 11 de novembro e marca o aniversário do armistício que pôs fim à Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Trata-se de feriado nacional nos EUA.

Disponível em: <www.entretenimento.uol.com.br>. Acesso em 13/11/2010.

Assinale a alternativa incorreta. a) A tirinha mostra a existência do consenso nacional em torno da defesa das minorias sociais. b) O autor deixa a entender que considera estúpida a celebração do Dia dos Veteranos. c) A tirinha satiriza a onda do politicamente correto na sociedade norte-americana. d) O autor concede à escola o lugar de transmissão dos valores nacionais norte-americanos. 42. (Ucs 2015) Em 1991, ocorreu um dos mais significativos fatos da história recente: a extinção da União Soviética. Sobre esse fato histórico, é correto afirmar que

I. o estadista Mikhail Gorbatchev, em 1985, assumiu o controle do Partido Comunista Soviético com ideias inovadoras. Entre suas maiores metas governamentais, Gorbatchev empreendeu duas medidas: a perestroika e a glasnost.

II. a perestroika visava modernizar a economia russa com a adoção de medidas que diminuía a participação do Estado na economia. A glasnost (transparência) estabelecia algumas liberdades políticas e direitos individuais.

III. a implantação dessas medidas trouxe uma série de consequências, como, por exemplo, a declaração da independência de países que compunham a antiga URSS, tais como a Letônia, a Estônia e a Lituânia.

Das proposições acima, a) apenas I está correta. b) apenas II está correta. c) apenas I e II estão corretas. d) apenas II e III estão corretas. e) I, II e III estão corretas. 43. (Uerj 2015) O patriotismo é o amor pelos seus; o nacionalismo é o ódio pelos outros.

GARY, Romain (1914-1980). Citado por Henri Deleersnijder. O Globo, 28/07/2014

A frase do escritor francês Romain Gary ajuda a compreender como reivindicações de autonomia de povos e sociedades variadas acabam por ocasionar disputas territoriais e políticas.

Um exemplo dessa situação é a eclosão da Primeira Guerra Mundial (1914-1918), para a qual contribuiu o seguinte fator: a) difusão do domínio soviético b) expansão do ideal pangermânico

Página 16 de 34

Page 17: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

c) agravamento das crises balcânicas d) crescimento das ações antissemitas 44. (Unicamp 2015) O relato a seguir é parte da biografia de um homem que passou sua infância no atual Mali.

Em novembro de 1918, a África, como a metrópole, festejou o fim da Grande Guerra Mundial e a vitória da França e seus aliados (…). Estávamos orgulhosos do papel desempenhado pelos soldados africanos na frente de batalha. (…) Os sobreviventes que voltaram em 1918- 1919 foram a causa de um novo fenômeno social que influiu na evolução da mentalidade nativa. Estou falando do fim do mito do homem branco como ser invencível e sem defeitos.

BÂ, Amadou Hampâté. Amkoullel, o menino fula. São Paulo: Palas Athena/Casa das Áfricas, 2003, p. 312-313.

Considerando o relato acima, é correto afirmar que a) a presença dos soldados africanos contribuiu para construir uma identidade africana

sustentada nos princípios bélicos do imperialismo europeu. b) a presença de soldados africanos nos conflitos contribuiu para o questionamento do mito da

superioridade do homem branco. c) o autor, ao apresentar a fragilidade do homem branco, instaurou um discurso inverso de

superioridade dos africanos. d) o autor, ao apresentar o norte da África como parte da França, exaltou o projeto imperialista

francês e suas estratégias de integração cultural. 45. (Ufrgs 2015) Sobre a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), considere as afirmações abaixo.

I. Caracterizou-se pela chamada "guerra de trincheiras", que resultou em um nível de mortandade sem precedentes na história europeia, como demonstrado na Batalha do Somme, ocorrida na França.

II. Valeu-se da chamada "guerra química", com a utilização de substâncias letais como o gás mostarda e o fosgênio, amplamente empregada tanto pela Tríplice Aliança como pela Tríplice Entente.

III. Caracterizou-se como o primeiro conflito em que a aviação militar e a guerra aérea tiveram um papel fundamental.

Quais estão corretas? a) Apenas I. b) Apenas I e II. c) Apenas I e III. d) Apenas II e III. e) I, II e III. 46. (Fgvrj 2015) Sobre a participação brasileira na Primeira Guerra Mundial, é correto afirmar: a) O governo brasileiro declarou guerra à Alemanha, em 1914, após o torpedeamento de um

navio, carregado de café, que acabara de deixar o porto de Santos. b) O governo brasileiro manteve-se neutro ao longo de todo o conflito devido aos interesses do

ministro das relações exteriores Lauro Muller, de origem alemã. c) A partir de 1916, o Exército brasileiro participou de batalhas na Bélgica e no norte da França

com milhares de soldados desembarcados na região. d) O Brasil enviou uma missão médica, um pequeno contingente de oficiais do Exército e uma

esquadra naval, que se envolveu em alguns confrontos com submarinos alemães. e) Juntamente com a Argentina, o governo brasileiro organizou uma esquadra naval

internacional incumbida de patrulhar o Atlântico Sul contra as ofensivas alemãs. 47. (Uepa 2015) Leia o texto para responder à questão.

A humanidade sobreviveu. Contudo o grande edifício da civilização desmoronou nas chamas da guerra [...] Para os que cresceram em 1914 o contraste foi tão impressionante que se

Página 17 de 34

Page 18: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

recusaram a ver qualquer continuidade com o passado. Paz significava “antes de 1914”. [...] depois disso veio algo que não merecia esse nome. Era compreensível. Em 1914, não havia grande guerra fazia um século.

(HOBSBAWM, Eric. A Era dos extremos: o breve século XX (1914-1991). São Paulo: Companhia das Letras, 2ª Edição, 1995, p.30-31.)

Do conjunto de mudanças mundiais decorrente do conflito mencionado no texto, destaca-se a/o: a) transformação do mapa-múndi, que incorporou ao desenho da Europa uma nova geopolítica,

fruto das deliberações e dos tratados dos países vencedores. b) concepção de fronteira, que se tornou sinônimo de conflito armado em regiões onde o

sentimento de orgulho étnico e de revanchismo foi superado. c) conceito de humanidade, que passou a associar a ideia corrente de superioridade racial aos

projetos nacionalistas de regimes totalitários. d) ideia de civilização, que incorporou o conceito cristão de igualdade, pelo qual a paz

pressupunha a não intervenção nas nações amigas. e) definição de Estado, que abandonou as práticas autoritárias de regimes totalitários rejeitando

possíveis comparações com o passado imperialista. 48. (Pucpr 2015) A Primeira Guerra Mundial foi um dos conflitos militares mais letais na história da humanidade. Suas origens podem ser mapeadas desde a Segunda Revolução Industrial, a emergência do nacionalismo e do imperialismo. Dentre os conflitos que sinalizavam no horizonte um embate de grandes proporções é possível citar a Questão Balcânica, a Questão Marroquina e a Questão dos Estreitos do Mar Negro. Sobre esta última questão, é CORRETO afirmar que: a) estava relacionada com a busca por saídas para mares quentes por parte do Império Russo.

Em função de sua localização geográfica, a Rússia tinha poucas saídas para as grandes rotas internacionais e tinha a intenção de controlar os estreitos de Bósforo e Dardanelos, próximos a Istambul e pertencentes ao Império Turco-Otomano. A Grã- Bretanha, em especial, pretendia manter o controle turco dos estreitos e impedir que a Rússia ameaçasse áreas estratégicas de seu interesse no Mediterrâneo Oriental e no Oriente Médio.

b) estava relacionada com o nacionalismo eslavo no sul da Europa. O retrocesso do Império Otomano liberou várias populações eslavas na região dos estreitos de Bósforo e Dardanelos, que solicitaram a proteção do Império Russo contra tentativas de reconquista dos turcos e do estabelecimento de protetorados britânicos na Romênia e na Bulgária.

c) tinha relação com a tentativa russa de conter a repressão dos turcos contra as populações armênias e gregas nas regiões limítrofes aos estreitos de Bósforo e Dardanelos. Os armênios e gregos, de religião ortodoxa como os russos, estavam sendo vítimas da prática de genocídio por parte dos otomanos de religião muçulmana.

d) estava conectada com a criação de um Estado árabe na região dos estreitos. O projeto era parte dos interesses de controle britânico sobre a região. Os ingleses, fortes aliados dos líderes árabes do Oriente Médio, prometeram, em troca de apoio árabe contra os turcos, a criação de um lar nacional árabe muçulmano na região dos estreitos do Mar Negro.

e) estava relacionada com a política expansionista italiana na região do Mediterrâneo Oriental. A Itália, depois de sua unificação, pretendia colocar toda a bacia do Mar Mediterrâneo sob seu controle e a presença de antigas colônias venezianas no Mar Egeu deu pretexto para a interferência italiana na região dos estreitos, com o que a Itália poderia controlar o comércio de cereais e de petróleo na região, de grande importância geopolítica.

49. (Uern 2015) Eram 3h30 de 26 de agosto de 1914, em Rozelieures, na região de Lorena, fronteira com a Alemanha, quando Joseph Caillat, soldado do 54º batalhão de artilharia do exército da França, escreveu: “Nós marchamos para frente, os alemães recuaram. Atravessamos o terreno em que combatemos ontem, crivado de obuses, um triste cenário a observar. Há mortos a cada passo e mal podemos passar por eles sem passar sobre eles, alguns deitados, outros de joelhos, outros sentados e outros que estavam comendo. Os feridos são muitos e, quando vemos que estão quase mortos, nós acabamos o sofrimento a tiros de revólveres”. Quando Caillat escreveu aquela que seria uma de suas primeiras cartas do front a

Página 18 de 34

Page 19: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

seus familiares, a Europa estava em guerra havia exatos 32 dias – e acreditava-se que não por muito mais tempo.

(Disponível em: http://infograficos.estadao.com.br/public/especiais/100-anos-primeira-guerra-mundial/.)

O texto citado descreve o triste cenário da Primeira Grande Guerra. Dentre as consequências da Primeira Guerra Mundial, iniciada há 100 anos, além das irreparáveis perdas humanas e materiais, assinale a alternativa correta. a) A ascensão da Europa como continente hegemônico mundial e oficial propagador da política

imperialista. b) A profunda modificação do equilíbrio europeu, com o desaparecimento de impérios como o

austríaco e o otomano. c) A concretização da unificação da Itália e da Alemanha, únicas nações europeias que até

então não possuíam soberania nacional. d) O estabelecimento da bipolaridade entre EUA e URSS, que marcaria todo o século XX

através do que se denominou “Guerra Fria”. 50. (Espm 2015) “Foi um período caracterizado por rápidas investidas. Os alemães invadiram a Bélgica, cuja resistência heroica, notadamente em Liège, possibilitaria a plena mobilização dos franceses e dos russos. Apesar dos esforços franceses, 78 divisões germânicas armadas com artilharia pesada chegaram às vizinhanças de Paris. Graças à extrema habilidade do general Joffre, os alemães foram obrigados a recuar até o vale do Rio Marne, onde em setembro foi disputada a primeira batalha do Marne com a participação de 2 milhões de homens.”

(Luiz Cesar Rodrigues. A Primeira Guerra Mundial)

A primeira batalha do Marne tratada no texto deve ser relacionada com: a) a Blitzkrieg, estratégia de guerra alemã que combinava o rápido avanço de tropas de

infantaria com o apoio aéreo e de blindados; b) a guerra de trincheiras, cenário que dominou todo o curso da Primeira Guerra Mundial; c) a guerra de movimento, adotada no início da Primeira Guerra Mundial pelos alemães,

estratégia que fazia parte do chamado Plano Schlieffen; d) a primeira batalha em que se registrou o emprego do gás como arma, recurso utilizado pelos

alemães; e) o sucesso do plano escolhido pelos alemães para derrotar rapidamente a França, pois com a

vitória na Batalha do Marne os alemães conquistaram Paris. 51. (Acafe 2015) O início da Primeira Guerra (1914/1918) completou seu centenário em 2014. Conflito de grandes proporções, ela foi o resultado de disputas econômicas, imperialistas e nacionalistas numa Europa industrializada.

Sobre a Primeira Guerra e seu contexto, todas as alternativas estão corretas, exceto a: a) A questão balcânica evidencia as disputas entre Alemanha e Hungria pelo controle do mar

Adriático e coloca em choque os movimentos nacionalistas: pan-eslavismo, liderado pela Sérvia e o pan-germanismo, liderado pelos alemães.

b) Apesar de ter começado a guerra como aliada da Tríplice Aliança, a Itália passou para o lado da Tríplice Entente por ter recebido uma proposta de compensações territoriais.

c) A Rússia não permaneceu na guerra até o seu término. Por conta da Revolução socialista foi assinado um tratado com os alemães e os russos se retiraram da guerra.

d) Quando a guerra iniciou, multidões saíram às ruas nos países envolvidos para comemorar o conflito: a lealdade e o patriotismo eram palavras de ordem.

52. (Pucrs 2015) A formação da chamada Tríplice Aliança (Alemanha, Áustria e Itália), em 1882, é uma expressão diplomática característica do sistema internacional que se estrutura entre 1871 e 1914, podendo ser entendida, no contexto, como resultante a) da intenção de Bismarck de isolar a França no continente europeu.

Página 19 de 34

Page 20: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

b) do objetivo de Metternich de aproximar a Áustria da órbita de influência prussiana. c) da política de Cavour, que buscava o respaldo germânico contra o separatismo do reino de

Nápoles. d) da iniciativa de Disraeli, buscando retomar a ingerência britânica na diplomacia da Europa

continental. e) do respaldo político de Theodore Roosevelt, que buscava superar o isolacionismo dos

Estados Unidos. 53. (Uemg 2014) Em 2014, completaremos 100 anos do início da primeira guerra mundial. Esta teve como força motivadora o assassinato de Francisco Ferdinando, que era o príncipe herdeiro do império Austro-Húngaro. Com o fim da guerra, foram assinados vários acordos de paz, que, entre outras consequências, levaram ao desmembramento desse império, criando uma nova estrutura geográfica na Europa.

Essa nova estrutura geográfica estabeleceu a) o surgimento do império Russo como consequência do pós-guerra, determinado pelo

Tratado de Versalhes, o que garantiu a hegemonia do capitalismo na Europa. b) a extinção da Romênia do cenário político, cujo território foi incorporado pela Inglaterra, que

teve direito de explorar suas minas e sua economia. c) o surgimento da Tchecoslováquia, Polônia, Iugoslávia, Hungria, Lituânia, Letônia, Finlândia e

Estônia, bem como o desaparecimento da Sérvia, Bósnia e Montenegro. d) a extinção da Alemanha e o fortalecimento da França e da Inglaterra, sendo que a França

passou a dominar terras da Alemanha, e a Inglaterra fortaleceu seus laços com a Rússia. 54. (Mackenzie 2014) Com relação aos dois grandes conflitos mundiais, de 1914–1918 e de 1939–1945, considere as afirmativas.

I. O imperialismo e o nacionalismo encontram-se nas origens dos dois conflitos mundiais, uma vez que o primeiro intensificou as tensões mundiais devido à disputa por áreas de influência e o segundo favoreceu a formação dos regimes totalitários fascistas.

II. As duas guerras mundiais, envolvendo povos extraeuropeus, desenvolveram a consciência nacional deles, influenciando decisivamente no processo de descolonização afro-asiática.

III. O questionamento dos postulados liberais do capitalismo foi intensificado a partir dos dois conflitos, o que criou as condições favoráveis para a expansão dos ideais anarquistas em todo o mundo.

Assinale a alternativa correta. a) Somente a afirmativa I está correta. b) Somente a afirmativa II está correta. c) Somente a afirmativa III está correta. d) Somente as afirmativas I e II estão corretas. e) Somente as afirmativas II e III estão corretas. 55. (Upf 2014) Em poucas semanas, o mundo estará rememorando o primeiro centenário do assassinato, em Sarajevo (Bósnia), do arquiduque Francisco Ferdinando, herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro. Esse episódio desencadearia o grande conflito chamado de Primeira Guerra Mundial, o qual terminaria em 1945, ao final da Segunda Guerra Mundial.

Essa interpretação somente é verdadeira se considerado o fato de que: a) as duas guerras mundiais envolveram todos os países da Europa, além de suas colônias de

ultramar. b) prevaleceu, antes da Segunda Guerra Mundial, o equilíbrio europeu, tal como havia ocorrido

no período que precedeu a Primeira Guerra. c) em ambas as guerras mundiais, o conflito foi travado por motivos ideológicos, muito mais do

que imperialistas. d) ocorreram, entre as duas guerras mundiais, rebeliões e revoluções, como as da década de

1910, que colocaram em risco o frágil equilíbrio europeu. e) apesar da paz do período entreguerras, a Segunda Guerra foi causada pelos tratados

excessivamente rigorosos impostos ao final da Primeira Guerra, decorrentes da Paz de Versalhes de 1919.

Página 20 de 34

Page 21: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

56. (Espm 2014) As imagens apresentadas são emblemáticas de um devastador conflito e fizeram o crítico literário, ensaísta, tradutor, ficcionista e poeta Walter Benjamin afirmar:

Em vista de tais armas o ritmo do conflito bélico vindouro será ditado pela tentativa não só de defender-se, mas também de suplantar os terrores provocados pelo inimigo por terrores dez vezes maiores.

(Walter Benjamin. “As armas do futuro”. In: Ilustríssima/ Folha de São Paulo, 28/07/2013)

As imagens e o texto remetem para: a) Guerra Civil Norte-Americana. b) Guerra dos Boeres. c) Guerra Civil Espanhola. d) Primeira Guerra Mundial. e) Guerra Fria. 57. (Cefet MG 2013)

Página 21 de 34

Page 22: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

Em janeiro de 1990, a capa da revista norte-americana estampa a imagem de Mikhail Gorbachev, atribuindo-lhe o título de homem da década. Sob sua liderança, foram tomadas medidas para reconstruir a URSS, EXCETO a(o) a) empenho para maior transparência nas políticas públicas. b) decréscimo do investimento financeiro na indústria bélica. c) incremento da presença estatal nas atividades econômicas. d) aumento das relações diplomáticas com os países capitalistas. e) incentivo à produção de bens de consumo com maior qualidade. 58. (Cefet MG 2013) O uso das trincheiras na Primeira Guerra Mundial a) acelerou o fim do embate entre os países beligerantes. b) encerrou as disputas territoriais entre os países europeus. c) marcou a memória de uma geração de forma traumática. d) incentivou o seu emprego nas lutas europeias posteriores. e) garantiu a proteção da população civil dos horrores do conflito. 59. (Uerj 2014) A Declaração Universal dos Direitos Humanos (ONU, 1948) conta hoje com a adesão da maioria dos estados-nacionais. O conteúdo desse documento, no entanto, permanece como um ideal a ser alcançado. Observe o que está disposto em seu artigo XV:

1. Toda pessoa tem direito a uma nacionalidade.2. Ninguém será arbitrariamente privado de sua nacionalidade, nem do direito de mudar de

nacionalidade.

portal.mj.gov.br

Desde a década de 1960, em virtude de conflitos, o direito expresso nesse artigo vem sendo sonegado à maior parte da população pertencente ao seguinte povo e respectivo recorte espacial: a) árabe – regiões ocupadas pela Índia b) esloveno – distritos anexados pela Sérvia c) palestino – territórios controlados por Israel d) afegão – províncias dominadas pelo Paquistão e)

Página 22 de 34

Page 23: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

Gabarito:

Resposta da questão 1: [A]

A Revolução Iraniana transformou o Irã de uma Monarquia Autocrática Pró-Ocidente em uma República Islâmica Teocrática, sob o comando do Aiatolá Khomeini. Logo, recuperação dos valores religiosos islâmicos e defesa de reformas sociais eram algumas de suas características.

Resposta da questão 2: [E]

A Segunda Guerra do Líbano foi um conflito armado e não diplomático.

Resposta da questão 3: [B]

A Faixa de Gaza é um pequeno território de frente para o Mediterrâneo e faz fronteira ao sul com o Egito e a leste e norte com Israel. Foi fundado em 1949 com um acordo entre Israel e Egito após a Guerra Arabe-israelense de 1948. Desde então a região foi envolvida nos conflitos entre Palestinos e Israelenses e conheceu um processo de pacificação com os acordos de 2005. No entanto, o controle da região pelo Hamas, que condena as políticas conciliatórias, possibilitou novos conflitos.

Resposta da questão 4: [D]

A afirmativa [I] está incorreta porque os Acordos de Oslo não proibiram a construção de novos assentamentos israelenses em Gaza e na Cisjordânia. A criação desses assentamentos foi regularizada pelos acordos de paz, tornando-se ilegais, somente, depois de 1968.

Resposta da questão 5: [C]

A Guerra dos Seis Dias foi um conflito armado que opôs Israel e uma série de países árabes (Egito, Jordânia e Síria). A ofensiva israelense, em apenas 72 horas, avançou sobre todo o Sinai, pela Cisjordânia, pelo lado oriental de Jerusalém e pelas Colinas de Golã, na Síria.

Resposta da questão 6: [D]

Palestina e Israel confrontam-se, desde o fim da Segunda Guerra Mundial, pelo direito de ocupação do território próximo a Faixa de Gaza, bem como pelo direito de construção de um Estado Nacional nessa localidade.

Resposta da questão 7: [E]

A afirmativa [II] está incorreta porque Rússia e Irã são, na atualidade, aliados e não inimigos. No mais, de fato, os conflitos entre EUA e Irã começaram em 1979, quando o governo norte-americano perdeu sua aliança com o governo iraniano e tanto Irã quanto Coreia do Norte, atualmente, sofrem sanções e repreensões por conta de seus programas nucleares.

Resposta da questão 8: [A]

A questão remete ao ataque dos EUA e Inglaterra contra o Iraque governado por Saddam Hussein no ano de 2003. A justificativa para os bombardeios foi a suposta ideia de que o Iraque

Página 23 de 34

Page 24: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

possuía armas de destruição em massa. Sabemos que o interesse era econômico: o interesse na exploração de petróleo.

Resposta da questão 9: [D]

Pelas imagens, fica claro que o artista inglês considera que a divisão na faixa de Gaza prejudica os palestinos, deixando-os, além de apátridas, como prisioneiros no seu próprio território.

Resposta da questão 10: [C]

A “guerra dos seis dias” foi um dos três grandes conflitos que envolveram Israel e países árabes. Em 1967, Israel atacou os países vizinhos com um pretexto de evitar sofrer uma invasão. No fim da guerra, Israel conseguiu ampliar seus territórios ao conquistar a Península do Sinai, a Faixa de Gaza, a Cisjordânia e as Colinas de Golã.

Resposta da questão 11: [A]

A consolidação do governo do aiatolá Khomeini representou uma ameaça aos interesses norte-americano e iraquiano na região. O rompimento das relações diplomáticas entre Irã e EUA foi um duro golpe para o segundo, que perdeu um de seus mais importantes fornecedores de petróleo no Oriente Médio. Assim, os EUA aproximaram-se do Iraque com o objetivo de fomentar uma guerra para derrubar o governo de Khomeini. Aproveitando-se disso, Saddam Hussein empreendeu uma guerra contra o Irã pelo controle do canal de Chatt-el-Arab, por onde ambos escoavam seus produtos.

Resposta da questão 12: [E]

A questão remete aos conflitos no Oriente Médio. As três assertivas estão corretos. O Movimento Sionista no século XIX defendia a criação de um Estado judeu na palestina. Após o fim da Segunda Guerra Mundial foi criada a ONU que ficou comovida e sensibilizada com o sofrimento dos judeus durante o holocausto criou o Estado de Israel na Palestina em 1948. A partir desta data intensificaram os conflitos entre judeus e palestinos presentes até hoje.

Resposta da questão 13: [A]

Somente a proposição [A] está correta. A questão remete aos conflitos no Oriente Médio. A Faixa de Gaza é um território localizado na costa oriental do Mediterrâneo, desde 2007 o Hamas tem o controle sobre a região. Os principais grupos que atuam na região são o Hamas e a Jihad Islâmica. O Hamas é um movimento de resistência islâmica que surgiu a partir da Intifada de 1987. O grupo rejeita acordos entre OLP-Israel e defende a criação de um Estado Palestino. Em 2014 ocorreu outro conflito violento entre Israel e o Hamas com mais de 2 mil mortos.

Resposta da questão 14: [C]

A Guerra do Yom Kippur, ou Guerra Árabe-Israelense, causou uma crise profunda no mundo do petróleo. Os Estados Árabes boicotaram os EUA e os países europeus que apoiavam Israel, causando uma forte crise nos países industrializados que dependiam do “ouro negro”. Isso também causou, por tabela, uma grande alta de preço do barril de petróleo.

Página 24 de 34

Page 25: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

Se, por um lado, essa Guerra prejudicou o comércio do petróleo, por outro, ela fez com que, a longo prazo, a comunidade internacional buscasse novas fontes de energia, para diminuir a dependência energética do petróleo.

Resposta da questão 15: [C]

Somente a alternativa [C] é correta. Devido a uma pressão das potências capitalistas ocidentais (EUA e Reino Unido) o regime dos Xás foi obrigado a adotar uma “Revolução Branca”, isto é, uma ocidentalização com uma forte inserção dos valores ocidentais no Irã. Apesar da riqueza natural como o petróleo a população mais pobre e a classe média não beneficiavam destes recursos, havia muita pobreza e desigualdade social. Neste sentido foi surgindo um descontentamento de diversos segmentos sociais contra o governo de Reza Pahlevi culminando na Revolução Iraniana de 1979 que levou ao poder o Aiatolá Khomeini que estava exilado na França. O novo governo adotou uma postura contra o ocidente criticando os EUA e até mesmo a URSS, invadiu a embaixada dos EUA em Teerã fazendo de reféns alguns diplomatas Portanto, não foi uma reação da esquerda comunista contra Pahlevi, como sugere a alternativa [A]. Também não foi um golpe militar de direita contra Khomeini como afirma a alternativa [B]. Não foi um golpe militar de direita e nem de esquerda como afirmam as outras alternativas.

Resposta da questão 16: [D]

A Liga das Nações – ou Sociedade das Nações – surgiu em 1919, em Versalhes, para tratar do fim da Primeira Guerra Mundial, e deixou de atuar em 1946 na resolução de conflitos político-sociais mundiais. A partir de então, o órgão que passou a cuidar dessas questões foi a ONU. E coube a este órgão a tentativa de criação de um Estado árabe.

Resposta da questão 17: [C]

A questão evidencia os conflitos do Orinete Médio e sua relação com as grande crises mundiais do petróleo no século XX.A primeira foi em 1973, devido ao conflito árabe-israelense quando por pressão dos países muçulmanos a Opep elevou os preços do barril de petróleo para pressionar países ocidentais a abandonar o apoio a Israel na Guerra do Yom Kippur; a segunda em 1979, quando os árabes diminuíram a produção de barris para a elevação dos preços por razões especulativas em decorrência da nacionalização do petróleo no Irã após a Revolução Islâmica; a terceira em 1991, que acabou gerando a Guerra do Golfo, quando o Iraque invadiu o Kuwait, pois se temia o controle do petróleo do país pelo ditador iraquiano Saddan Hussein.

Resposta da questão 18: [D]

Após o Ataque às Torres Gêmeas, os Estados Unidos adotaram uma postura de retaliação em relação aos países e regimes considerados ameaçadores. Nesse contexto político, a anunciada Guerra ao Terror serviu como justificativa às invasões ao Iraque e ao Afeganistão e ataques aos seus aliados. Os gastos com as ofensivas contribuíram para com o abalo da economia estadunidense, que chegou ao seu ponto mais crítico em 2008, embora não seja este o único fator para a crise.

Resposta da questão 19: [E]

A criação do Estado de Israel – um Estado Judeu – em 1948 por decisão da ONU foi rejeitada e combatida por países árabes em algumas guerras nas décadas seguintes. Derrotados militarmente, os árabes muçulmanos perderam territórios e a possibilidade de fundarem o Estado Palestino, conforme havia sido previsto pela mesma resolução.

Página 25 de 34

Page 26: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

Resposta da questão 20: [A]A crise do petróleo de 1973 relaciona-se à percepção dos países produtores de que o petróleo era um recuso natural não renovável e, portanto diante da demanda internacional, a possibilidade de esgotamento levou a uma diminuição da produção, elevando o preço do barril. Mas foi o embargo imposto pelos países árabes produtores de petróleo aos EUA e à Europa, devido ao apoio dado Israel na Guerra do Yom Kippur (Dia do Perdão), que elevou os preços a valores exorbitantes, desencadeando uma crise de proporções mundiais.

Resposta da questão 21: [D]

Em agosto de 2005, o exército israelense e colonos judaicos se retiraram da Faixa de Gaza para aumentar o controle sobre a Cisjordânia. Israel justifica a sua política de construção de assentamentos na Cisjordânia com argumentos religiosos e de segurança. Atualmente, 59% da Cisjordânia está oficialmente sob os controle civil e de segurança israelenses.

Resposta da questão 22: [E]

Resposta da questão 23: [C]

Resposta da questão 24: [C]

Resposta da questão 25: [A]

Resposta da questão 26: [E]

Resposta da questão 27: [C]

Resposta da questão 28: [C]

Resposta da questão 29: [D]

Resposta da questão 30: [A]

Resposta da questão 31: [C]

Resposta da questão 32: [E]

Resposta da questão 33: [D]

Resposta da questão 34: [B]

Página 26 de 34

Page 27: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

Resposta da questão 35: [E]

Resposta da questão 36: [E]

A participação turca-otomana na Primeira Guerra contribuiu para acentuar os problemas do Império, em especial a difícil administração de um enorme território e a falta de capacidade de acompanhar a evolução tecnológica do século XX. Após o fim da Primeira Guerra, em especial depois Revolta Árabe, a partilha do Império Turco Otomano foi sacramentada em 1920, com a assinatura do Tratado de Sèvres.

Resposta da questão 37: [D]

A Primeira Guerra Mundial, como o texto e a imagem deixam claro, apresentou grande avanço tecnológico bélico, além de um grande esforço armamentista demonstrado pelos países envolvidos.

Resposta da questão 38: [A]

O Heartbleed é uma falha de segurança nos aplicativos que fazem uso do software SSL. Uma vez acessada a falha, informações privadas e sigilosas, armazenadas nos mais diversos sites, acabam por serem descobertas.

Resposta da questão 39: [B]

Ambas as guerras mundiais foram marcadas pela ideologia do inimigo, do lado errado a ser combatido e destruído. Tal filosofia formou a concepção expressa no texto: “o inimigo atira sobre os que lhes prestam socorro”.

Resposta da questão 40: [D]

O período pós Primeira Guerra Mundial, ou período entre guerras, foi caracterizado pela crise do liberalismo. A ideia de crescimento e progresso foi derrubada e a destruição e mortalidades da guerra tiveram um efeito devastador nas sociedades europeias. A Europa, destruída pela Guerra, não conseguiu garantir as condições básicas de vida para milhões de pessoas e o modelo liberal e democrático foi condenado por diversos grupos políticos, destacando-se fascistas e nazistas, mas também socialistas, comunistas e anarquistas. Na União Soviética, a guerra contribuiu para a ascensão dos comunistas ao poder.

Resposta da questão 41: [A]

Questão de interpretação: a tirinha trata de uma minoria, a dos veteranos, porém entendida pela maioria da sociedade como setor a ser valorizado, aqueles que combateram pela pátria em uma guerra.

Resposta da questão 42: [E]

Todas as alternativas estão corretas.

Resposta da questão 43: [C]

Página 27 de 34

Page 28: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

As questões envolvendo a região dos Bálcãs (território próximo à Grécia), que se desenrolavam desde a desintegração do Império Turco Otomano, envolvendo conflitos nacionalistas entre sérvios, croatas e bósnios, foram fatores fundamentais para o início do conflito, uma vez que a guerra começa por conta do assassinato do príncipe do Império Austro-Húngaro por um grupo terrorista sérvio.

Resposta da questão 44: [B]

Somente a alternativa [B] está correta. A questão remete as consequências da Primeira Guerra Mundial, 1914-1918. O texto aponta para um aspecto importante ocorrido a partir do fim da Primeira Guerra Mundial em 1918. Nações europeias pediram apoio de suas colônias na África, ou seja, “colonizador e colonizado” lutaram juntos nos campos de batalha. Ao findar a guerra, a Tríplice Entente formada pela França, Inglaterra e Rússia conseguiu êxito diante da Tríplice Aliança constituída pela Alemanha, Itália e Império Austro-Húngaro. A Europa como um todo sofreu muito com os efeitos da guerra, surgindo uma nova potência econômica, os EUA. Isto contribuiu para relativizar o “Europocentrismo” e valorizar outras culturas fora da Europa. A América Latina buscou compreender e valorizar suas raízes, o Brasil entrou no Movimento Modernista ressaltando os elementos nacionais. O fato de soldados africanos lutarem juntos aos europeus contribuiu sobremaneira para o fortalecimento da mentalidade nativa, desenvolvendo um nacionalismo que culminou no processo de independência da África, Ásia e Oceania denominado de “Descolonização”. As demais alternativas estão incorretas.

Resposta da questão 45: [E]

As três afirmativas estão corretas. Guerra de Trincheiras, Guerra Química e Guerra Aérea foram utilizadas no curso da Primeira Guerra.

Resposta da questão 46: [D]

Somente a proposição [D] está correta. A questão remete a participação do Brasil na Primeira Guerra Mundial, 1914-1918. O Brasil entrou na Guerra somente em 1917 após a entrada dos Estados Unidos no conflito apoiando a Tríplice Entente, Inglaterra, França e Rússia. O Brasil era governado pelo presidente Venceslau Brás e havia muitas manifestações dos trabalhadores vinculados a ideias anarquistas como a grande greve de 1917 em São Paulo. Nosso país enviou uma missão médica composta por civis e militares, um grupo de militares e uma esquadra naval, porém a participação do exército e da marinha foi bem modesta.

Resposta da questão 47: [A]

Somente a proposição [A] está correta. A questão remete a Primeira Guerra Mundial, 1914-1918. O texto do historiador inglês Eric Hobsbawm no seu livro “A Era dos extremos” aponta para algumas reflexões sobre a Grande Guerra que terminou em 1918 e alterou o mapa geopolítico com o fim de velhos impérios como o Império Russo, o Império Alemão, o Turco Otomano e o Império Austro-húngaro e gerou o surgimento de novos países fruto das deliberações e dos tratados dos países vencedores como o de Saint Germain, Trianon, Neuilly, Sévres e o de Lausanne.

Resposta da questão 48: [A]

Somente a alternativa [A] está correta. A questão remete as causas da Primeira Guerra Mundial, 1914-1918. São muitas as causas desta grande guerra, tais como a busca de mercado consumidor para produtos industrializados, busca de matéria prima para as indústrias, o revanchismo francês, a questão marroquina, a questão balcânica, o nacionalismo forte, a necessidade das grandes empresas de investir capital, necessidade de escoar o excedente

Página 28 de 34

Page 29: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

populacional, o pan germanismo, o pan eslavismo, entre outros. O Império Russo passava por um processo de modernização econômica e social através dos czares da dinastia Romanov e necessitava de acesso as rotas internacionais como os estreitos de Bósforo e Dardanelos. Havia interesses políticos e econômicos entre as potências sobre o “Velho Mediterrâneo”. As demais alternativas estão incorretas.

Resposta da questão 49: [B]

O fim da Primeira Guerra modificou o mapa da Europa, fazendo desaparecer antigos Impérios e originando a formação de novos países. Podemos citar, dentro desse processo, os casos do (1) Império Turco Otomano, que foi desmembrado após a Primeira Guerra através do Tratado de Sévres, dando origem a 40 novos países. E (2) do Império Austro-Húngaro, que foi desmantelado por uma série de lutas de independência promovidas por grupos étnicos que se aproveitaram do fato de a Tríplice Entente vencer a guerra, deixando os países que compunham a Tríplice Aliança fragilizados. Surgiram, dessas independências, a Áustria, a Hungria, a Tchecoslováquia, a Iugoslávia e a Albânia.

Resposta da questão 50: [C]

Somente a proposição [C] está correta. A questão remete a ao Plano Schlieffen e a Batalha de Marne no contexto da Primeira Guerra Mundial. O Plano Schlieffen foi uma estratégia alemã criada em 1905 que previa a guerra em duas frentes, concentrando todo o esforço bélico primeiramente no Ocidente e depois no Oriente, sem dividir-se. Assim, os alemães invadiram a França, porém foram surpreendidos por um ataque Russo no oriente. A França salvou-se do forte ataque alemão na Batalha de Marne e com o fracasso do Plano Schlieffen terminava a guerra de movimento e começava a guerra de trincheiras.

Resposta da questão 51: [A]

A questão balcânica opôs Rússia e Império Austro-Húngaro. O Império Austro-Húngaro, inclusive, recebeu apoio alemão no conflito.

Resposta da questão 52: [A]

Alemanha e França alimentavam uma inimizade desde a formação do Império Alemão, quando Napoleão III decidiu intervir em favor da Prússia para que a Alemanha não se unificasse e Bismarck, então líder alemão, enfrentou e derrotou a França nas chamadas Guerras Franco-Prussianas. Desde então, Bismarck trabalhou para isolar a França do restante do continente europeu. A formação da Tríplice Aliança é característica desse trabalho.

Resposta da questão 53: [C]

Somente a alternativa [C] está correta. A Primeira Guerra Mundial começou em junho de 1914. O estopim foi o assassinato do príncipe herdeiro do trono Austro-Húngaro Francisco Ferdinando. Entre as causas da Guerra estava o choque de países imperialistas industrializados, o nacionalismo forte, o Revanchismo Francês, a questão marroquina, a questão Balcânica, entre outros motivos. Entre as consequências da guerra podemos citar o Tratado de Versalhes que considerou a Alemanha culpada, o fim de velhos impérios (Alemão, Russo, Austro-Húngaro e Turco Otomano) e o surgimento de novos países. O império Austro-Húngaro foi desmembrado pelo Tratado de “Saint Germain” em vários países como os países do leste europeu Tchecoslováquia, Polônia, Iugoslávia, Hungria, Romênia, entre outros. As demais alternativas estão incorretas. O Império Russo já existia. A Romênia não foi extinta do cenário político e não foi incorporada pela Inglaterra. A Alemanha não foi extinta.

Página 29 de 34

Page 30: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

Resposta da questão 54: [D]

A afirmativa [III] está incorreta porque o anarquismo perdeu força após o processo da Revolução Russa. Além disso, o capitalismo foi mais questionado antes da Segunda Guerra, devido a episódios como a Crise de 1929, e não depois dela.

Resposta da questão 55: [E]

Uma das razões para a ascensão do Nazismo ao poder e para o início da Segunda Guerra foram as duras sanções do Tratado de Versalhes à Alemanha. Arrasados, os alemães desenvolveram um grande sentimento de revolta e vingança, que ganhou força a partir das ações de Adolf Hitler, desencadeando o segundo grande conflito mundial.

Resposta da questão 56: [D]

Foi na Primeira Guerra Mundial que surgiram as armas de destruição em massa. Como mostram as imagens, nesse período se desenvolveram armas químicas e o tanque de guerra. A partir de então, a guerra deixa de envolver idealismo e paixões nacionalistas.

Resposta da questão 57: [C]

A Perestroika, plano de reestruturação implantado por Gorbachev na URSS, não previa o aumento do Estado na economia, chegando, inclusive, a apoiar a privatização (parcial ou total) das empresas soviéticas.

Resposta da questão 58: [C]

O uso das trincheiras foi a tática de batalha mais comum da Primeira Guerra. Foi, também, logo, a maior marca do conflito e, por isso, marcou a geração traumatizada da guerra, formada por soldados e civis.

Resposta da questão 59: [C]

[Resposta do ponto de vista da disciplina de História]

O estudioso Marcelo Buzzeto, sobre o assunto, explica que:

“(...) em 1967, houve uma nova onda expansionista-colonialista por parte de Israel, que ocupou militarmente Gaza, Cisjordânia, toda Jerusalém (que pelo plano de 1947 deveria ser administrada pela ONU), as Colinas de Golan (Síria) e a Península do Sinai (Egito). Com isso, a violência contra os palestinos só cresceu e, apesar das inúmeras resoluções da ONU, Israel não recuou até hoje para as fronteiras anteriores à 1967, pois essas terras invadidas (Gaza e Cisjordânia) seriam o território que, segundo a ONU, deveria ser o Estado Palestino (...)”

Sendo assim, os palestinos que vivem em territórios dominados por Israel têm cerceados vários dos seus direitos, desde o de ir e vir até o da nacionalidade.

[Resposta do ponto de vista da disciplina de Geografia]

Página 30 de 34

Page 31: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

Como mencionado corretamente na alternativa [C], a citação do enunciado refere-se à Questão Palestina, cuja disputa territorial entre árabes palestinos e judeus, foi permeada por diversos tratados, como o Plano de Partilha, de 1947, e várias guerras, como a Guerra dos Seis Dias (1967), em que Israel quadriplica seu território original, imputando aos palestinos a condição de uma nação sem pátria. Estão incorretas as alternativas [A], [B] e [D], porque as referências apontadas pelo enunciado não correspondem à situação das nações citadas.

Página 31 de 34

Page 32: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

Resumo das questões selecionadas nesta atividade

Data de elaboração: 10/09/2015 às 20:55Nome do arquivo: REVIS?O HIST?RIA GERAL - ORIENTE M?DIO E 1? GM

Legenda:Q/Prova = número da questão na provaQ/DB = número da questão no banco de dados do SuperPro®

Q/prova Q/DB Grau/Dif. Matéria Fonte Tipo

1.............137680.....Elevada.........História..........Upe/2015..............................Múltipla escolha 2.............137679.....Média.............História..........Upe/2015..............................Múltipla escolha 3.............137584.....Elevada.........História..........Uemg/2015...........................Múltipla escolha 4.............137911.....Média.............História..........Ufrgs/2015............................Múltipla escolha 5.............125912.....Elevada.........História..........Espm/2013...........................Múltipla escolha 6.............140260.....Média.............História..........Pucmg/2015.........................Múltipla escolha 7.............126338.....Elevada.........História..........Ibmecrj/2013........................Múltipla escolha 8.............143126.....Média.............História..........Imed/2015............................Múltipla escolha 9.............140470.....Média.............História..........Cefet MG/2015.....................Múltipla escolha 10...........108947.....Elevada.........História..........Unicamp/2012......................Múltipla escolha 11...........116866.....Elevada.........História..........Espcex (Aman)/2012............Múltipla escolha 12...........143555.....Média.............História..........Ucs/2015..............................Múltipla escolha 13...........139366.....Média.............História..........Espm/2015...........................Múltipla escolha 14...........112680.....Elevada.........História..........Ufrgs/2012............................Múltipla escolha 15...........128217.....Média.............História..........Ufpr/2014.............................Múltipla escolha 16...........119246.....Elevada.........História..........Unioeste/2012......................Múltipla escolha 17...........90515.......Elevada.........História..........Unesp/2010..........................Múltipla escolha 18...........113929.....Média.............História..........Unimontes/2012...................Múltipla escolha 19...........94957.......Elevada.........História..........Unesp/2010..........................Múltipla escolha 20...........90441.......Média.............História..........Ufmg/2010............................Múltipla escolha 21...........106836.....Média.............História..........Ufmg/2009............................Múltipla escolha 22...........85671.......Não definida. .História..........Mackenzie/2009...................Múltipla escolha

Página 32 de 34

Page 33: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

23...........85700.......Não definida. .História..........Pucrj/2009............................Múltipla escolha 24...........79404.......Não definida. .História..........Pucmg/2008.........................Múltipla escolha 25...........77271.......Não definida. .História..........Pucrj/2008............................Múltipla escolha 26...........77859.......Não definida. .História..........Ufpe/2008.............................Múltipla escolha 27...........79102.......Não definida. .História..........Uece/2008............................Múltipla escolha 28...........79559.......Não definida. .História..........Unesp/2008..........................Múltipla escolha 29...........83336.......Não definida. .História..........Ueg/2008..............................Múltipla escolha 30...........77373.......Não definida. .História..........Uel/2008...............................Múltipla escolha 31...........79000.......Não definida. .História..........Ufla/2008..............................Múltipla escolha 32...........72630.......Não definida. .História..........Uel/2007...............................Múltipla escolha 33...........73133.......Não definida. .História..........Ufla/2007..............................Múltipla escolha 34...........73121.......Não definida. .História..........Ufpel/2007............................Múltipla escolha 35...........73372.......Não definida. .História..........Unifesp/2007........................Múltipla escolha 36...........137674.....Elevada.........História..........Upe/2015..............................Múltipla escolha 37...........134013.....Elevada.........História..........Ufsm/2014............................Múltipla escolha 38...........135191.....Elevada.........História..........Unifor/2014...........................Múltipla escolha 39...........125391.....Elevada.........História..........Ufg/2013...............................Múltipla escolha 40...........100718.....Elevada.........História..........Uff/2011................................Múltipla escolha 41...........102254.....Elevada.........História..........Ufu/2011...............................Múltipla escolha 42...........140624.....Média.............História..........Ucs/2015..............................Múltipla escolha 43...........134127.....Média.............História..........Uerj/2015..............................Múltipla escolha 44...........135802.....Média.............História..........Unicamp/2015......................Múltipla escolha 45...........137903.....Média.............História..........Ufrgs/2015............................Múltipla escolha 46...........138978.....Média.............História..........Fgvrj/2015............................Múltipla escolha 47...........139622.....Média.............História..........Uepa/2015............................Múltipla escolha 48...........136270.....Média.............História..........Pucpr/2015...........................Múltipla escolha 49...........138520.....Média.............História..........Uern/2015............................Múltipla escolha 50...........139360.....Média.............História..........Espm/2015...........................Múltipla escolha

Página 33 de 34

Page 34: simaohistoria.webnode.com · Web view(Upe 2015) O fundamentalismo islâmico, uma tendência oculta por muito tempo, embora poderosa na vida do Oriente Médio, chamou a atenção do

Interbits – SuperPro ® Web

51...........140077.....Média.............História..........Acafe/2015...........................Múltipla escolha 52...........143222.....Média.............História..........Pucrs/2015...........................Múltipla escolha 53...........131121.....Média.............História..........Uemg/2014...........................Múltipla escolha 54...........130842.....Média.............História..........Mackenzie/2014...................Múltipla escolha 55...........134696.....Média.............História..........Upf/2014...............................Múltipla escolha 56...........130288.....Média.............História..........Espm/2014...........................Múltipla escolha 57...........125649.....Média.............História..........Cefet MG/2013.....................Múltipla escolha 58...........125642.....Média.............História..........Cefet MG/2013.....................Múltipla escolha 59...........127315.....Média.............Geografia.......Uerj/2014..............................Múltipla escolha

Página 34 de 34