Villa, Verissimo

download Villa, Verissimo

of 27

  • date post

    06-Feb-2016
  • Category

    Documents

  • view

    225
  • download

    0

Embed Size (px)

description

A ineficiência do morar minimouberlandia

Transcript of Villa, Verissimo

  • OBSERVATORIUM: Revista Eletrnica de Geografia, v.5, n.14, p. 121-147, out. 2013.

    A INEFICINCIA DE UM MODELO DE MORAR MNIMO: anlise ps-ocupacional

    em habitao de interesse social em Uberlndia-MG

    Simone Barbosa Villa

    Universidade Federal de Uberlndia Docente da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e Design

    simonevilla@yahoo.com

    Rita de Cssia Pereira Saramago

    Universidade Federal de Uberlndia Docente da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e Design

    rcpsaramago@faued.ufu.br

    Karen Carrer Ruman de Bortoli

    Universidade Federal de Uberlndia UFU Discente da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e Design

    karencrbortoli@gmail.com

    Michelle Cristina de Pdua Pedrosa

    Universidade Federal de Uberlndia UFU Discente da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e Design

    michelledepadua2@hotmail.com

    Resumo

    Este trabalho busca apontar a relevncia da Avaliao Ps-Ocupacional (APO) como

    ferramenta para a elaborao de projetos de habitao social mais adequados, por meio do aferimento das reais necessidades e aspiraes das populaes de baixa renda beneficiadas

    por programas habitacionais. Trata-se de experincia didtico-pedaggica da disciplina Atelier de Projeto Integrado V - Habitao de Interesse Social, ministrada no curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Uberlndia, durante o primeiro semestre

    do ano de 2012. Como estudo de caso, foi elencado um conjunto habitacional no Bairro Jardim Holanda, localizado na periferia da cidade de Uberlndia/MG, que consiste em um

    empreendimento do Programa de Arrendamento Residencial (PAR). Os procedimentos metodolgicos utilizados foram: entrevistas com os moradores, guiadas por um questionrio e Walktroughs realizados pelos pesquisadores entrevistadores. Os principais problemas

    identificados foram as dimenses reduzidas dos ambientes e a dificuldade para mobiliar os mesmos. Essa situao representa uma incompatibilidade entre a tipologia arquitetnica

    adotada e as reais necessidades de seus usurios. Assim, depreendeu-se, a partir da APO, que os modelos habitacionais frequentemente ofertados e sua construo massiva so ineficientes na resoluo da questo habitacional uberlandense, por desconsiderarem variveis regionais e

    culturais na replicao de um modelo de moradia nico e dificilmente adaptvel s necessidades de cada usurio. Os resultados tambm indicam a importncia de se discutir

    formas de morar alternativas ao tradicional modelo tripartido, que se adaptem melhor aos diferentes perfis e problemticas familiares existentes, seja por meio da flexibilizao de espaos e usos ou de solues de insero urbana mais adequadas.

    Palavras-chave: Avaliao Ps-ocupacional. Habitao de interesse social. Bairro Jardim

    Holanda (Uberlndia/MG). Sustentabilidade social.

  • A Ineficincia de Um Modelo de Morar Mnimo: anlise ps-ocupacional em

    habitao de interesse social em Uberlndia-MG Simone Barbosa Villa; Rita de Cssia Pereira Saramago; Karen Carrer Ruman de Bortoli;

    Michelle Cristina de Pdua Pedrosa

    122

    OBSERVATORIUM: Revista Eletrnica de Geografia, v.5, n.14, p. 121-147, out. 2013.

    THE INEFFICIENCY OF A MINIMAL MODEL OF LIVING: post occupancy

    evaluation of social interest housing in Uberlndia - MG

    Abstract

    This work seeks to identify the relevance of Post Occupancy Evaluation (POE) as a tool for

    the development of social housing projects with superior quality through the investigation of real needs and aspirations of low-income populations benefited by housing programs. It

    presents a didactic-pedagogic experience undertaken in the discipline Atelier of Integrated Project V - Social Housing, taught in the course of Architecture and Urbanism of the Federal University of Uberlandia, during the first semester of 2012. As a case study, it was choosen a

    housing complex in the neighborhood of Jardim Holanda, located on the outskirts of the city of Uberlandia / MG, which was part of the Residential Leasing Program (RLP). The

    methodological procedures used were: interviews with residents, guided by a questionnaire and Walktroughs, conducted by the researchers. The main problems identified were the limited size of room sand the difficulty in furnishing them. This situation represents a

    mismatch between the architectural typology adopted and the real needs of their users. Considering that, through POE, this work argues that the models of housing often offered and its massive construction are inefficient in solving the housing issue of Uberlandia, since they

    disregard regional and cultural variables in the replication of a single and hardly adaptable housing model. The results also indicate the importance of discussing alternatives ways of

    living compared to the traditional tripartite model, which are better adapted to the different profiles and family problems, whether through flexibilizating spaces and uses or by proposing more appropriate urban implantation solutions.

    Keywords: Post Occupancy Evaluation; Social interest iousing; Jardim Holanda District

    (Uberlandia/MG). Social sustainability.

    Introduo

    questo amplamente discutida o fato de que a tipologia habitacional frequentemente

    ofertada para Habitao de Interesse Social (HIS) no capaz de responder satisfatoriamente

    demanda habitacional no Brasil. O problema no se limita ineficincia do modelo de

    morar mnimo, insistentemente replicado sob a justificativa de que se chegou a um resultado

    projetual economicamente vivel, que atende s necessidades bsicas de seus moradores1.

    Afinal, a tendncia periferizao dos conjuntos habitacionais vem agravar a situao,

    caracterizando uma lgica de expanso urbana horizontal marcada pela existncia de uma

    grande quantidade de vazios urbanos, cuja infraestrutura j consolidada

    indiscriminadamente desperdiada.

    Para Rolnik (2010), tais fatores combinados tm implicaes profundas no

    funcionamento das cidades, como a concentrao de empregos em poucas reas, geralmente

    distantes do local de moradia, gerando necessidade de excessivos deslocamentos e

  • A Ineficincia de Um Modelo de Morar Mnimo: anlise ps-ocupacional em

    habitao de interesse social em Uberlndia-MG Simone Barbosa Villa; Rita de Cssia Pereira Saramago; Karen Carrer Ruman de Bortoli;

    Michelle Cristina de Pdua Pedrosa

    123

    OBSERVATORIUM: Revista Eletrnica de Geografia, v.5, n.14, p. 121-147, out. 2013.

    investimentos em infraestrutura. Diante desse quadro e somando-se a ele a dificuldade

    financeira enfrentada para ter acesso moradia, muitas famlias se veem obrigadas a

    ocuparem reas de proteo ambiental, levando ao crescimento do nmero de favelas,

    invases a prdios pblicos, entre outros problemas urbanos2.

    O acesso moradia consiste em um direito universal do homem, garantido no Art. 25 da

    Declarao Universal dos Direitos Humanos de 1948, e reconhecido na Constituio Federal

    Brasileira de 1988 como um direito social3. Para tanto, devem ser utilizados os vazios urbanos

    de forma a tornar efetiva a funo social da propriedade e, ao mesmo tempo, combater a

    segregao socioespacial decorrente do atual modo de produo de HIS. A efetivao desses

    direitos possvel atravs de um conjunto de instrumentos urbansticos previstos no Estatuto

    das Cidades (Parcelamento, Edificao e Utilizao Compulsrios; IPTU Progressivo no

    Tempo; e Desapropriao com Pagamento em Ttulos da Dvida Pblica)4, que devem ser

    regulamentados por leis especficas em cada municpio para entrarem em vigncia.

    Estudos apontam que dessa integrao socioespacial decorre uma cidade mais coesa,

    agradvel e, por conseguinte, de interesse social para todos, conforme explica Coelho (2009,

    p. 2):

    A integrao urbana, em intervenes facilmente assimiladas devido sua pequena dimenso e qualidade, fundamental para a habitao de interesse social, e a diversidade das misturas socioculturais, associadas em boa parte a tais intervenes e opo de manuteno dos moradores originais no seu stio de habitar igualmente fundamental, neste caso, para a boa vitalidade das diversas partes da cidade.

    Dessa forma, depreende-se tambm que a produo de unidades habitacionais com

    qualidade arquitetnica e estrutural superior ao usualmente ofertado de essencial

    importncia para a construo de uma cidade de interesse social. De acordo com Palermo

    (2009, p. 17), um verdadeiro lar aquele onde a famlia pode instalar-se, fixar-se e ter

    satisfeitas suas necessidades e aspiraes, fator preponderante para incluso social, condio

    primeira para a qualidade de vida urbana. Partindo ento da premissa de que dentro de casa o

    indivduo se constri socialmente, sujeito s variveis culturais especficas a cada regio,

    justifica-se a necessidade de se prover moradias adequadas para cada perfil e problemtica

    familiar existente.

    Afinal, a partir da observao de conjuntos habitacionais aps alguns anos de sua

    apropriao, so notveis as modificaes realizadas para melhor acomodar as famlias

    beneficiadas. A maior parte delas consiste em ampliaes de cmodos cujo tamanho original

  • A Ineficincia de Um Modelo de Morar Mnimo: anlise ps-ocupacional em

    habitao de interesse social em Uberlndia-MG Simone Barbosa Villa; Rita de Cssia Pereira Saramago; Karen Carrer Ruman de Bortoli;

    Michelle Cristina de Pdua Pedrosa

    124

    OBSERVATORIUM: Revista Eletrnica de Geografia, v.5, n.14, p. 121-147, out. 2013.

    fora considerado insuficiente e que decorrem de uma tipologia burguesa de organizao

    espacial, dividida em rea social, ntima e de servio