SEDF-Simulado - Gran Cursos

download SEDF-Simulado - Gran Cursos

of 18

  • date post

    09-Feb-2016
  • Category

    Documents

  • view

    338
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of SEDF-Simulado - Gran Cursos

  • SIMULADO ESPECIAL SEDF

    www.grancursosonline.com.br

    Estilo 1

    01- Cometer erros no bom, mas pior no aprender com eles. Os erros fazem parte de todo processo de crescimento. E, quanto mais aprendermos com eles, mais saudvel ser esse crescimento e, conseqentemente, mais raros sero os erros. Sabe-se que, durante a vida, no paramos de crescer. Mas no so todos que aceitam que tambm no paramos de aprender. Durante a vida toda.

    (Adaptado de ISTO, Editorial,19/10/2005)

    Depreende-se do texto que a) o crescimento evita erros. b) sem aprendizado no h erros. c) nem todos aceitam os prprios erros. d) o amadurecimento significa uma vida isenta de erros.

    e) aprender com os erros significa crescer saudavelmente.

    01- De acordo com o texto, a individualidade levada em considerao a) devido fixidez dos atributos da identidade na cultura pr-moderna. b) a partir da diferenciao da diviso do trabalho nas sociedades modernas. c) porque potencialidades podem, ou no, se realizar em transies. d) apesar do papel relativamente passivo do indivduo na modernidade. e) com a existncia do indivduo nas culturas tradicionais com atributos fixos. 02- Preservam-se as relaes semnticas e a correo gramatical do texto com a substituio da expresso alheia (l.3) por a) prescinde b) exorbita c) aliena-se d) no afeita

    e) no procedente 03- Assinale a opo em que, no texto, a flexo de plural ou singular da palavra da primeira coluna no se deve palavra da segunda coluna. a) relevantes(l.6) : atributos(l.5) b) fixos(l.7) : atributos(l.5) c) elas(l.8) : transies(l.7) d) neles(l.10) : processos(l.9) e) passivo(l.11) : indivduo(l.10) 04- Fragmentos do artigo Pela busca do desenvolvimento, de Fernando Cardim de Carvalho (Folha de So Paulo, 18/10/2003), foram adaptados para compor os itens a seguir. Ordene-os de acordo com a seqncia em que, pela coerncia e coeso, formam um texto. I. E nesse processo, cada lado tenta mostrar sua posio como mais forte do que realmente , tentando convencer o oponente de sua prpria fraqueza. II. Formalmente, qualquer processo de negociao envolve questes de duas naturezas: uma de princpios, outra de eficincia. III. Na prtica, essas duas dimenses se confundem. Muitas vezes a busca de uma estratgia eficiente de negociao acaba sendo apenas um vu a cobrir a incapacidade de defender princpios. IV. J a eficincia diz respeito aos modos de negociao, j que tal processo raramente de modo transparente. V. Na primeira, define-se o que se almeja obter, mas tambm, e principalmente, os limites do aceitvel, do que se pode oferecer. A seqncia correta a) I V IV III II b) II V IV I III c) II III I IV V d) III II V I IV e) V IV I III II

    05- Os trechos abaixo constituem um texto, mas esto desordenados. Ordene-os de forma coesa e coerente e assinale a opo correspondente. ( ) H 30 anos, por exemplo, a Irlanda era um pas pobre, com elevado ndice de analfabetismo e populao pouco educada: figurava entre os ltimos na Europa. ( ) Entre os pases que apresentaram bons resultados, pelo menos trs estavam em situao parecida com a brasileira h

    LNGUA PORTUGUESA

  • SIMULADO ESPECIAL SEDF

    www.grancursosonline.com.br

    Estilo 2

    trs dcadas. No tivemos a mesma histria porque preferimos outras prioridades. ( ) Ao analisarmos a vergonha de estarmos entre os piores pases do mundo em educao, esquecemos de analisar aqueles que esto entre os primeiros. ( ) Desde ento, a Irlanda investiu contnua e prioritariamente na educao de seu povo. O resultado est no mesmo relatrio que envergonhou o Brasil: a Irlanda hoje um dos pases com a melhor educao, entre todos do mundo. ( ) No lugar de mais infra-estrutura econmica e desperdcio em prdios pblicos, a deciso foi a de que o pas concentraria seus investimentos, ao longo das dcadas seguintes, independentemente de resultados eleitorais, em trs objetivos: sade de qualidade e gratuita para todos, educao de excelncia para todos e cincia e tecnologia de ponta. ( ) Quando surgiu a possibilidade de ingresso na Comunidade Econmica Europia, em 1973, os trs partidos polticos irlandeses da poca reuniram um grupo de pessoas, escolhidas entre personalidades nacionais e dirigentes polticos, para responder a uma pergunta: o que fazer para a Irlanda se transformar num pas desenvolvido, voltado para o futuro?

    (Cristovam Buarque)

    a) 3,2,1,6,5,4 b) 2,3,5,4,1,6 c) 1,4,3,2,6,5 d) 4,6,2,1,3,5 e) 5,1,3,2,4,6

    Para responder s questes de 05 a 07, leia o texto abaixo.

    06- Assinale a opo incorreta a respeito das estruturas lingsticas do texto. a) O emprego do futuro em existiro(l.3) refora a idia de continuidade do presente para o futuro. b) A locuo verbal acabaram por criar(l.4) refora o efeito resultativo do verbo criar; a substituio da preposio por de, reforaria o efeito temporal. c) Preservam-se a coerncia textual e a correo gramatical ao retirar do(l.16) de antes de que. d) A expresso a dois(l.15) est demarcada por vrgulas porque constitui um aposto explicativo para conversa privada(l.15). e) A expresso conotativa varrer o mundo(l.20) corresponde ao sentido de varrer do seguinte exemplo: Varreram-se da memria os dias amargos. 07- Analise as relaes de coeso estabelecidas no texto. A seguir, assinale a opo correta. I. A expresso elementos especficos(l.3) remete a impacto(l.8) e noo entre pblico e privado(l.13 e 14).

  • SIMULADO ESPECIAL SEDF

    www.grancursosonline.com.br

    Estilo 3

    II. A expresso nova era(l.5) identificada, mais adiante no texto, como a era do escndalo(l.17 e 18). III. As expresses dimenso(l.5) e impacto devastador(l.5 e 6) qualificam mundo moderno(l.4). IV. O artigo indefinido Uma(l.15 e 17) introduz informaes novas, que aparecem, nesse caso, ainda em sentido genrico. V. O pronome outra na expresso Uma outra causa(l.17) remete a revoluo tecnolgica(l.18). VI. O pronome ela(l.22) tem como referente dimenso arrasadora(l.21). Esto corretos: a) todos os itens. b) apenas cinco itens. c) apenas quatro itens. d) apenas trs itens. e) apenas dois itens. 08- Assinale a opo correta a respeito das relaes de regncia no texto.

    09- O conjunto de fatores que inclui a expanso da Internet como um sistema neurocerebral artificial de carter planetrio e o desenvolvimento da multimdia iro exacerbar e amplificar as tendncias em curso e acentuar os antagonismos entre uma organizao concentrada, burocrtica e capitalista da produo cultural, de um lado, e as necessidades internas de originalidade, singularidade e criatividade do produto cultural, de outro, ou seja, a necessidade da produo de levar em conta sua antagonista, a criao. Da mesma forma, ocorrer o desenvolvimento concorrente e interferente entre, de um lado, o processo de padronizao cultural e, de outro, o processo de individualizao cultural, no apenas quanto s obras, mas tambm quanto ao seu uso.

    (Edgar Morin)

    http://edgarmorin.sescsp.org.br/arquivo/download/arquivos/morin_abrejor.doc

    Pelos sentidos, informaes e idias do texto, sua estruturao parte da seguinte oposio:

    a) Internet x sistema neurocerebral artificial. b) o carter planetrio da Internet vs. o desenvolvimento da multimdia. c) organizao centralizada e capitalista da produo cultural vs. necessidade de criao original. d) necessidade de originalidade, singularidade e criatividade vs. individualizao cultural. e) processo de padronizao cultural vs. organizao burocrtica da produo capitalista. 10- Assinale a reescrita que prejudica a correo gramatical do texto e altera a informao essencial do texto. A cooperao no sentido amplo que deu origem ao(1) homo faber: uma pedra lascada ou uma alavanca so modelos de cooperao homem-natureza(2). Com o alimentar-se se d o mesmo(3). Uma vida planta ou animal se extingue para que a outra continue. A prpria vida intrinsecamente cooperativa: uma clula destruda para a sobrevivncia da outra(4). Vida s possvel porque h cooperao no sentido mais amplo. Claro, isso tem profunda influncia nos nossos modelos de comportamento(5).

    (Ubiratan D Ambrosio

    http://vello sites.uol.com.br/meta.htm)

    a) 1 originou o b) 2 so modelos de cooperao entre o homem e a natureza tanto uma pedra lascada como uma alavanca. c) 3 D-se o mesmo fenmeno com o processo de alimentao. d) 4 para que uma clula sobreviva, necessrio e natural que outra seja destruda. e) 5 nossos modelos de comportamento que exercem profunda influncia sobre a necessidade de cooperao.

    11- Assinale a opo em que os articuladores sintticos tornam o texto coeso e coerente. Na sociedade do desperdcio, agrava-se a dilapidao dos recursos naturais e aumenta, de forma sem precedentes, a quantidade de resduo e de lixo gerados pela sociedade industrial e pela economia dos pases ricos. A indstria da reciclagem est em franca expanso, mas, ______1______, no consegue processar em escala satisfatria a fabricao crescente de resduos, muitos deles sem reaproveitamento previsvel. A questo central, a ser levantada em pases como o Brasil, at que ponto estamos nos inserindo na dinmica de uma economia global de consumo perdulrio ______2_______, em verdade, deveramos estar estimulando uma economia e uma sociedade da poupana, mais vivel,

  • SIMULADO ESPECIAL SEDF

    www.grancursosonline.com.br

    Estilo 4

    equilibrada, socialmente mais justa e na vanguarda da competio mundial contra o desperdcio?

    (Aspsia Camargo, Um novo paradigma de desenvolvimento)

    12- Assinale a opo que no constitui uma articulao coesa e coerente para as duas partes do texto. Tendo em vista que 50% da populao brasileira vivem com renda igual ou inferior a dois salrios mnimos e que 10% se encontram no nvel da misria absoluta, aspirao nacional que se desenvolvam polticas compatveis com as necessidades desses segmentos._____________________ demandas de emprego e renda por meio