Revista Finestra - Proteção acústica em zona aeroportuária

of 9 /9
Iluminação eficiente As pesquisas com os leds orgânicos

description

1 de fevereiro de 2011Reportagem da Revista Finestra sobre o projeto Chevrolet Tork Brasília de autoria da Farkasvölgyi Arquitetura.

Transcript of Revista Finestra - Proteção acústica em zona aeroportuária

Page 1: Revista Finestra - Proteção acústica em zona aeroportuária

• Iluminação eficiente

As pesquisas com os leds orgânicos

Page 2: Revista Finestra - Proteção acústica em zona aeroportuária

FINESTRII jan/fev • 2011 • ooooooo

Page 3: Revista Finestra - Proteção acústica em zona aeroportuária

clientes. 0 mezanino aoriga OS setores aami istratiVOS.

••oOO[JOO

I !

<( li :J 1-w 1-5 Cl li <(

Page 4: Revista Finestra - Proteção acústica em zona aeroportuária

A AVENIDA DE ACESSO, COM O GRANDE PANO DE

V IDRO DESTINADO À VITRINE DO SHDWRDDM

:LEVAÇÃD

FINESTRII jan/fev • 2011

A fachada com pé-direito de seis metros fo i de altura. As juntas entre os ca ixilhos foram

vedada com painéis de vidro temperado incolor vedadas com silicone neutro. Responsável pela

de dez milímetros colados com sil icone structural execução da fachada, Marina ldo Cavalca nte de

g lazing em perfis de alumín io da linha Alcoa com Almeida, diretor da Marinaldo Vidros, d isse que

acabamento em pintura eletrostática na cor prata. sua instalação foi fe ita em 25 dias.

Os caixi lhos foram fixados na estrutura metálica,

e na interface entre os metais util izaram-se

calços de borracha para fazer o isolamento.

Nas partes superior e inferior do vão, a caixilharia

foi travada no teto e no piso, respectivamente.

O sistema de travamento consiste em um

perfi l de alumínio colado e depois fixad o com

parafuso no concreto. Para proteger a fachada

das elevadas pressões de vento, fo i adotada uma

viga intermediá ria de aço insta lada a três metros

Devido ao barulho do tráfego aéreo e terrestre,

foram adotadas soluções de isolamento acústico.

Na cobertu ra instalaram-se te lhas duplas e

na fachada lateral junto ao escritório foram

usados ca ixi lhos compostos com vidros duplos

(la minado de dez milímetros+ câmara de cinco

mi límetros+ la minado de dez m ilímetros). Para

completar a solução, utilizaram-se forros e painéis

com manta de isolamento.

•••ooooo

Page 5: Revista Finestra - Proteção acústica em zona aeroportuária

~ :i;

-------.;<_

PARTE D A FACHADA E DA COBERTURA FOI

REVESTIDA COM P A INÉIS DE A LUMfNI D COMPOSTO

••••oooo

~

ê ©

ESTRUTURA METÁLICA

Desenvolvido pelos engenheiros Welder Silva de Miranda, Samuel Frazão e André Amaral, da WSM, o projeto estrutural do edifício optou pelo sistema

misto. O térreo e o mezanino têm lajes de concreto armado nervuradas;

pilares também de concreto armado, retangulares e circulares, vão até o

nível do forro e servem de apoio à estrutu ra metá lica da cobertura. Esses

apoios foram detalhados em forma de inserts metálicos compostos de

chumbadores e placas de base. No nível do forro, os inserts foram colocados

no topo de cada pilar, pa ra a concretagem em conjunto. O sistema estrutural

da cobertura metálica é composto de tesouras com uma ou duas águas

fabricadas em perfis laminados de abas paralelas. Os túneis, que representam

a engrenagem de um motor, foram concebidos em tubos circu lares,

seção mais adequada ao seu formato. A cobertu ra foi revestida com telhas

metálicas de seção trapezoidal com proteção termoacústica em poliu reta no

expandido. Os túneis e a parede divisória, entre as cobertu ras, foram

revestidos com painéis de alumínio composto de três milímetros, na cor

prata. O teto e parte da fachada receberam o mesmo revestimento.

Segundo Willian Zaza, diretor da empresa WR Transportes, responsável pela

execução dos painéis de alumínio composto, o revestimento substituiu

as placas de fibra de vidro previstas em projeto. Porém, para aproveitar

a estrutura metálica tubular secundária, já instalada, a modulação do

ACM teve que ser adaptada e repaginada, originando placas de vários

tamanhos. Os painéis foram parafusados em bandejas e nas juntas entre

chapas utilizaram-se silicone e borracha para fazer a vedação e garantir a

estanqueidade da fachada e do teto. Para revestir 4.300 metros quadrados

de área, a empresa levou cerca de 60 dias, entre a usinagem - feita no

canteiro de obras- e a instalação.>-

<( 0: :J 1-w 1-s (1 0: <(

Page 6: Revista Finestra - Proteção acústica em zona aeroportuária

A fabricação da estrutura metálica utilizou perfillaminado, tubos

e chapas dobradas, totalizando 99.695 qui los de aço. De acordo

com Miranda, considerando a quantidade de material usado, foi

um processo difícil, apesar da simplicidade do elemento. "Para os

travamentos da estrutu ra foram usados os contraventamentos

tanto vertical como horizontal no plano da cobertura. As peças

são de ferro com seção circular na bitola de diâmetro de

22 milímetros. O grande desafio se deu em função da montagem

da cobertura com muitas interferências entre as partes, criando

um quebra-cabeça para se projetar arremates como rufos,

contrarrufos, calhas e ilum inação zenita l", explica o engenheiro.

Para a montagem da estrutura, a maioria das peças foi soldada, e depois elas eram fixadas entre si com parafusos de alta resistência

CORTE BB

FINESTR/1 jan/fev • 2011

OS PAINÉIS FORAM PARAFUSADOS EM BANOE~AS,

E NAS ~UNTAS ENTRE CHAPAS UTILIZARAM-

SE SILICONE E BORRA CHA P A R A A V EDAÇÃO

do tipo A325. As peças de diversos tamanhos foram levadas em

caminhões e ca rretas ao canteiro de obras com uma pintura de

fundo à base de cromato de zinco. Posteriormente, eram aplicadas

duas camadas de acabamento em esmalte sintético.

Na opinião de Bernardo Farkasvolgyi, a estrutura metá lica foi

a melhor opção para atender o projeto. "O materia l simplifica

os procedimentos construtivos das vedações e acabamentos,

diminui as possibil idades de patologias futuras e oferece excelente

resultado plástico. A estrutura metálica dá maior flexibilidade

ao dimensionamento de vãos, que no caso do uso proposto era

desejável que fossem bem generosos. O tempo de execução

também influenciou na escolha". (Por Gilmara Gelinski) •

•••••ooo

Page 7: Revista Finestra - Proteção acústica em zona aeroportuária

ESTRUTURA METÁLICA DA COBERTURA

••••••oo

SISTEMA ESTRUTURAL

MISTO COM PILA RES

DE CON CRETO DE

A POIO À COBERTURA

METÁLICA , DESENHA D A

COM ELEM ENTOS QUE

LEMBRAM U M SISTEMA

DE ENGRENAGEM

<! ([ :J 1-w 1-5 Cl ([ <!

Page 8: Revista Finestra - Proteção acústica em zona aeroportuária

IMPLANTAÇÃO

1. Concessioná ria 2. Carga e descarga 3. Estacionamento de clientes 4. Acesso à recepção técnica S. Pátio

FINESTRII jan/fev • 2011

Lote construído

o 1 0

N

'

30

PARA OS TRAVAMENTOS DA ESTRUTURA

FORAM USADOS CONTRAVENTAMENTOS

TANTO VERTICAL COMO HORIZONTAL

NO PLANO DA COBERTURA

-•••••••o

Page 9: Revista Finestra - Proteção acústica em zona aeroportuária

MEZANINO

••••••••

B {

A ESTRUTURA METÁLICA TEM

PERFIL LAMINAOO, TUBOS

E CHAPAS DOBRADAS

COBERTURA

I. Chapa de alum ínio composto 2. Caixa d'água 3. Laje impermeab ilizada i= I O%

c <

FICHA TÉCNICA

Obra: concessionária Tork

Cliente: grupo Jorlan

Local: Brasília, DF

Projeto: 2005/2008

Conclusão da obra: setembro de 2008

Área do terreno: 4.905 m2

Área construída: 6.592,24 m2

EQUIPE TÉCNICA

Arquitetura: Bernardo dos Mares Guia

Farkasviilgyi (autor); Daniela de Gusmão

Figueiredo e Mariana Rodrigues Silva

Meireles (colaboradoras)

Construção: Construtora Tempo

Fachadas: Marinaldo Vidros (fabricação

e montagem dos vidros); WR Transportes

(fabricação e montagem dos painéis ACM)

Estrutura metálica: WSM Engenharia de

Projetos (cálculo e detalhamento)

FORNECEDORES

Vidros: Ceb ra ce!Vitral Vidros

Revestimentos de ACM: Day Brasi l

Perfis de alumínio: A leoa

r:J::'\ CONTEÚDO PARA ASSINANTES

\.:::!:) WWW.REVISTAFINESTRA.COM.BR

D Telhas metá licas c D Cobertura transparente

IJ I a: I

i :::J i 1-w 1-5 I) a: <(!