Resumo Portugus

download Resumo Portugus

of 42

  • date post

    10-Jul-2016
  • Category

    Documents

  • view

    217
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Resumo Portugus

  • 1 TEORIA BSICA DE PORTUGUS prof LUCIANE SARTORI www.sartoriprofessores.com.br facebook: Luciane Sartori II lucianesartori@bol.com.br

    ACENTUAO GRFICA

    Vamos, agora, s regras de acentuao das palavras: Regra 1 - Oxtonas

    Acentuam -se as palavras oxtonas terminadas

    em:

    a(s), e(s), o(s), em, ens

    Exemplos: Par - Rap - vov - vintm -

    parabns.

    Regra 2 Monosslabas tnicas

    Acentuam -se as palavras monosslabas tnicas

    terminadas em:

    a(s), e(s), o(s)

    Exemplos: P ps p ms s - ps

    Regra 3 - Paroxtonas

    Acentuam-se as palavras paroxtonas que

    no terminarem em:

    a(s), e(s), o(s), em, ens, am

    Acentuam-se, tambm, os paroxtonos

    terminados em ditongo crescente.

    Exemplos: acar trax hfen fcil lpis -

    bnus, m, rfo, pudico, filantropo, misantropo,

    ibero, fluido, rubrica, efebo, gratuito, intuito,

    fortuito, tapete, item, itens, hifens, hfen,

    substantivo. Exemplos: srie - crnio - histria instantneo -

    substncia. Regra 4 - Proparoxtonas

    Todas as palavras proparoxtonas so acentuadas. Exemplos: ftido - msculo - plpebra.

    Regra 5 - Hiatos

    1 - Acentuam-se o "i" e o "u" tnicos que no

    formam slaba com a vogal anterior, sozinhos ou

    acompanhados de s apenas.

    Voc no dever acentuar o "i" e o "u" se forem

    seguidos de "nh" ou acompanhados de consoante

    suseqente.

    Os hiatos "i - i" e "u - u" no levam acento!

    2 Acentuam-se o primeiro e e o primeiro o dos

    hiatos e(s) e o(s).

    Exemplos: sa - - da / vi - - va / sa - - de.

    Exemplos: ru-im, a-in-da, Ra-ul, ca-ir, cu-nha,

    moinho.

    Exemplos: va - di - ice, su - cu - uba

    Exemplos: vem, vos.

    Tonicidade das Palavras Oxtonas - So palavras cuja slaba tnica a

    ltima. Exemplos: ca - f / Pa - ra - ti

    Paroxtonas - So palavras cuja slaba tnica a

    penltima.

    Exemplos: Ca - d - ver / pos - s - vel

    Proparoxtonas - So palavras cuja slaba tnica

    a antepenltima.

    Exemplos: ri- d - cu - lo / r - vo - re

    Ditongo - Ocorre quando, ao separarmos uma

    palavra em slabas, duas vogais permanecem na

    mesma slaba.

    Exemplos: cha - pu / he- ri - co

    Hiato - Ocorre quando, ao separarmos uma

    palavra em slabas, uma das vogais vai para a

    outra slaba.

    Exemplos: ca - - do / ca - ra - - ba / ca - su - s

    - mo.

  • 2 TEORIA BSICA DE PORTUGUS prof LUCIANE SARTORI www.sartoriprofessores.com.br facebook: Luciane Sartori II lucianesartori@bol.com.br

    Regra 6 - Ditongos

    Acentuam-se os ditongos abertos

    decrescentes u (s), i (s), i (s).

    Exemplos: chapu, bacharis, heri, cu, idia,

    estria, herico.

    Regra 7 Trema

    O u pronunciado e tono dos grupos que/qui e

    gue/gui recebe trema.

    Exemplos: lingia, seqestro, tranqilo.

    Regra 8 - Acentos diferenciais

    So acentos que servem para diferenciar os

    substantivos, os verbos e as preposies.

    - pr (verbo) por (preposio);

    - pde ( pretrito perfeito do indicativo) pode (presente do indicativo);

    porqu (substantivo), porque (conjuno)

    - tem (verbo ter na 3 pessoa do singular do pres.

    do ind.) e tm (verbo ter na 3 pessoa do plural do

    pres. do ind.)

    - vem (verbo ver na 3 pessoa do singular do

    pres. do ind.) e vm (verbo ver na 3 pessoa do

    plural do pres. do ind.)

    frma (substantivo), forma (substantivo ou

    verbo)

    - pra (substantivo) pera (contrao arcaica da

    preposio per + a);

    - plo (substantivo) polo (contrao arcaica de por + o );

    - plo (substantivo) plo (verbo) pelo (contrao arcaica per + o);

    coa, coas (verbo) coa, coas (contrao arcaica de

    com + a/as );

    - pra (verbo) para (preposio).

    MUDANAS ESTABELECIDAS PELO ACORDO

    1 - NO SE ACENTUAM MAIS as primeiras

    vogais tnicas dos hiatos de vogais iguais.

    Exemplos: voo, perdoo, deem

    2 - NO SE ACENTUAM MAIS os falsos hiatos

    das paroxtonas, quando o I e o U forem

    precedidos de ditongo.

    Exemplos: fei u ra, bo cai u va

    3 - Acentuam-se os ditongos abertos

    decrescentes - u, i, i - seguidos ou no de

    (s). NO FINAL DAS PALAVRAS, ou seja, NAS

    OXTONAS apenas.

    Exemplos: chapu, bacharis, heri, cu, ideia,

    estreia, heroico.

    4 - Palavras semelhantes a outras que

    estejam fora de uso no so mais acentuadas.

    - pra (substantivo) pera (contrao arcaica da

    preposio per + a);

    - plo (substantivo) polo (contrao arcaica de por + o );

    - plo (substantivo) plo (verbo) pelo (contrao arcaica per + o);

    coa, coas (verbo) coa, coas (contrao arcaica de

    com + a/as );

    - pra (verbo) para (preposio).

    Obs.:

    frma (substantivo), forma (substantivo ou

    verbo) acento facultativo

    5 NO SE USA MAIS O TREMA, a no ser

    que aparea em palavras estrangeiras e suas

    derivadas, como Mller.

    Exemplos: linguia, sequestro, tranquilo

  • 3 TEORIA BSICA DE PORTUGUS prof LUCIANE SARTORI www.sartoriprofessores.com.br facebook: Luciane Sartori II lucianesartori@bol.com.br

    MORFOLOGIA - EMPREGO DAS CLASSES DE PALAVRAS

    Classe Definio Exemplos

    SUBSTANTIVO

    (varivel)

    a palavra com que damos nomes aos

    seres em geral.

    cadeira, aluno, carro, pssaro, Lusa, Bahia, Alpes, alegria,

    tristeza, estudo, certeza, beleza, medo ...

    ADJETIVO

    (varivel)

    a palavra que atribui qualidade,

    caracterstica ou estado aos seres.

    homem honesto, dia ensolarado, aluno estudioso, casa antiga ...

    ARTIGO

    (varivel)

    a palavra que se refere ao substantivo

    para defini-Io ou indefini-Io, indicando-

    lhe o gnero e o nmero

    o livro, um livro, a casa, as casas, uma apostila, a

    apostila, o amigo, um amigo ...

    NUMERAL

    (varivel)

    a palavra que indica quantidade ou

    ordem de sucesso.

    dois, trs, quatro, primeiro, segundo, terceiro, dobro,

    triplo, um tero, dois quintos ...

    PRONOME

    (varivel)

    a palavra que substitui o nome

    (pronome substantivo) ou o acompanha

    (pronome adjetivo), indicando uma das

    trs pessoas gramaticais.

    Ele e voc sero aprovados

    Meus alunos sero aprovados.

    Estes so os meus livros; aqueles so os seus.

    Eu no o vi hoje.

    VERBO

    (varivel)

    a palavra que indica processo (ao,

    estado ou fenmeno da natureza).

    Eles estudam muito.

    Lusa estava preocupada.

    Choveu muito ontem.

    ADVRBIO

    (invarivel)

    Nunca se refere ao substantivo. um

    modificador semntico da orao, ou do

    verbo, ou do adjetivo ou ainda de outro

    advrbio, exprimindo determinada

    circunstncia.

    a) Os candidatos acordaram cedo.

    b) Eles no estudam muito.

    c) Provavelmente fugiremos.

    d) Ela est meio confusa.

    PREPOSIO

    (invarivel)

    a palavra que liga dois elementos,

    estabelecendo entre eles relaes de

    sentido e/ou de dependncia.

    , por esse motivo, tambm chamada

    de conectivo.

    No tem funo sinttica.

    a) Joo tem um corao de ouro.

    b) Mora em uma casa com vinte cmodos.

    c) Chegaram a um acordo sem violncia.

    d) Cortou a rvore a machado.

    e) Passeava com meu irmo.

    f ) Ele volta em dois minutos.

    CONJUNO

    (invarivel)

    a palavra que liga duas oraes ou

    dois termos que exercem a mesma

    funo sinttica dentro de uma orao,

    estabelecendo relao semntica entre

    eles.

    Por isso tambm chamada de

    conectivo.

    No tem funo sinttica.

    a) Ele no chegou, portanto no podemos iniciar a

    reunio.

    b) O dia est agradvel; devemos, pois, aproveit-Io.

    c) Eles no estudaram, entretanto conseguiram boa nota.

    d) Iremos praia se fizer bom tempo.

    INTERJEIO

    (invarivel)

    a palavra atravs da qual exprimimos

    nossas emoes.

    No tem funo sinttica.

    a) Oba, o meu de chocolate!

    b) Oxal eu conseguisse isso!

    c) Nossa, que chuva!

    d) Basta! Assim no possvel.

    e) U, por que tudo se acabou?

    Obs.: Locuo: o conjunto de duas ou mais palavras que juntas desempenham apenas uma funo gramatical (um sentido) amor de me= amor materno.

  • 4 TEORIA BSICA DE PORTUGUS prof LUCIANE SARTORI www.sartoriprofessores.com.br facebook: Luciane Sartori II lucianesartori@bol.com.br

    PREPOSIO

    palavra invarivel que liga dois termos entre si, estabelecendo relao de subordinao (regente -

    regido);

    no tem funo sinttica;

    divide-se em: essenciais e acidentais estas ltimas exercem funo de preposio s vezes;

    podem fazer parte das expresses ou locues adjetivas bem como das adverbiais.

    sempre deve ser, por isso, analisada junto do termo regido por ela.

    Classificaes essenciais: a, ante, aps, at, com, contra, de, desde, em, entre, para, per, perante, por, sem, sob, sobre, trs acidentais: afora, conforme, consoante, durante, exceto, salvo, segundo, seno etc.

    Obs.:preposies essenciais regem pronome oblquo tnicos; enquanto preposies acidentais regem as formas retas dos pronomes pessoais: Falei sobre ti. / Todos, exceto eu, vieram. So locues prepositivas: abaixo de, acerca de, a fim de, alm