REEFE ERRENNCCIIAALL DEE OFFORRMMAAÇÇÃÃOO · PDF file2.5...

Click here to load reader

  • date post

    23-Mar-2018
  • Category

    Documents

  • view

    215
  • download

    1

Embed Size (px)

Transcript of REEFE ERRENNCCIIAALL DEE OFFORRMMAAÇÇÃÃOO · PDF file2.5...

  • REFERENCIAL DE FORMAO Sada Profissional: Tcnico/a de Logstica Nvel 4 FP-OF Maro 2012

    RREEFFEERREENNCCIIAALL DDEE FFOORRMMAAOO

    OO rr gg aa nn ii zz aa oo ee mm UU nn ii dd aa dd ee ss CC aa pp ii tt aa ll ii zz vv ee ii ss

    rea de Formao

    341. Comrcio

    Itinerrio de Formao

    34107. Tcnicas de Logstica

    Sada Profissional

    Designao: Tcnico/a de Logstica

    Nvel de Qualificao: 4

    Modalidade de Formao

    Cursos de Educao e Formao para Jovens

    As condies de acesso variam de acordo com o definido para cada tipologia de percurso.

    Observaes

  • REFERENCIAL DE FORMAO Sada Profissional: Tcnico/a de Logstica Nvel 4 FP-OF Maro 2012

    ndice

    1. Perfil de Sada 3

    2. Matriz Curricular 4

    3. Metodologias de Formao 6

    4. Desenvolvimento da Formao 7

    4.1. Unidades de Formao Capitalizveis

    1 Gesto logstica 8

    2 Gesto de stocks e armazns 19

    3 Informao, coordenao e controlo 27

    4 Gesto de compras 35

    5 Gesto de categorias (Unidade Complementar) 37

  • REFERENCIAL DE FORMAO Sada Profissional: Tcnico/a de Logstica Nvel 4 FP-OF Maro 2012 3/38

    1. PERFIL DE SADA

    Descrio Geral

    O/a Tcnico/a de Logstica o/a profissional que assegura o adequado funcionamento do sistema de abastecimento a montante e a jusante da unidade produtiva ou entreposto, contribuindo para a optimizao dos fluxos de servios, matrias-primas e produtos acabados, bem como dos fluxos de informao, com vista satisfao do cliente e tendo em conta as normas de qualidade, higiene, segurana e ambiente no trabalho.

    Actividades Principais

    Analisar as necessidades logsticas da organizao, tendo em conta a evoluo da actividade, de forma a implementar as solues logsticas mais adequadas aos objectivos, estratgias e recursos da empresa.

    Programar e preparar a distribuio a clientes e o aprovisionamento da produo com base em critrios de optimizao dos fluxos de servios, matrias-primas e produtos acabados, utilizando sistemas de informao integrados.

    Orientar as actividades de recepo, controlo, movimentao, manuseamento, armazenagem e expedio de mercadorias e materiais.

    Coordenar e supervisionar o trabalho das equipas sob a sua responsabilidade, promovendo e controlando a qualidade do desempenho, o cumprimento das normas de qualidade, higiene, segurana e ambiente e as relaes de trabalho.

    Apoiar o servio de assistncia a clientes, prestando as informaes necessrias e adequando o servio logstico s necessidades do cliente.

    Colaborar na gesto de stocks, em funo dos objectivos estipulados, tendo em ateno os custos envolvidos e o nvel de servio ao cliente.

    Controlar a implementao dos procedimentos de qualidade, ambiente, segurana e higiene do trabalho no sistema logstico, nomeadamente, relativos proteco dos produtos e mercadorias contra roubos, danos e deterioraes e respeitantes a condies ambientais do armazm.

    Elaborar relatrios da sua actividade, organizando e sistematizando a informao tcnica referente sua rea de interveno.

  • REFERENCIAL DE FORMAO Sada Profissional: Tcnico/a de Logstica Nvel 4 FP-OF Maro 2012 4/38

    2. MATRIZ CURRICULAR

    Organizao em Unidades de Formao Capitalizveis (UC)

    Cdigo SGFOR (vlido para o IEFP)

    UNIDADES CAPITALIZVEIS

    3410710 1. Gesto logstica

    330 horas

    3410720 2. Gesto de stocks e armazns 360 horas

    3410730 3. Informao, coordenao e controlo 345 horas

    TOTAL 1035 horas A esta carga horria total acrescem, em funo da modalidade de desenvolvimento, as cargas horrias relativas s componentes de formao sociocultural, cientfica e prtica em contexto real de trabalho.

    Cdigo SGFOR (vlido para o IEFP)

    UNIDADES COMPLEMENTARES

    3410740 4. Gesto de compras

    90 horas

    3410750 5. Gesto de categorias 60 horas

  • REFERENCIAL DE FORMAO Sada Profissional: Tcnico/a de Logstica Nvel 4 FP-OF Maro 2012 5/38

    Percurso Formativo

    PRECEDNCIAS (A considerar no traado de percursos formativos alternativos)

    ITINERRIO DE QUALIFICAO (Percurso formativo recomendado)

    1. Gesto logstica

    1

    2. Gesto de stocks e armazns

    2

    3. Informao, coordenao e controlo

    Tcnico/a de Logstica

    Nvel de Qualificao: 4

    1 a 3

    4.

    Gesto de compras

    1 a 3

    5. Gesto de categorias

  • REFERENCIAL DE FORMAO Sada Profissional: Tcnico/a de Logstica Nvel 4 FP-OF Maro 2012 6/38

    3. METODOLOGIAS DE FORMAO

    A organizao da formao com base num modelo flexvel, como o dos percursos formativos assentes em unidades capitalizveis visa facilitar o acesso dos indivduos a diferentes percursos de aprendizagem, bem como a mobilidade entre nveis de qualificao. Esta organizao favorece o reingresso, em diferentes momentos, no ciclo de aprendizagem e a assuno por parte de cada cidado de um papel mais activo e de relevo na edificao do seu percurso formativo, tornando-o mais compatvel com as necessidades que em cada momento so exigidas por um mercado de trabalho em permanente mutao e, por esta via, mais favorvel elevao dos nveis de eficincia e de equidade dos sistemas de educao e formao. A nova responsabilidade que se exige a cada indivduo na construo e gesto do seu prprio percurso impe, tambm, novas atitudes e competncias para que este exerccio se faa de forma mais sustentada e autnoma. As prticas formativas devem, neste contexto, conduzir ao desenvolvimento de competncias profissionais, mas tambm pessoais e sociais, designadamente, atravs de mtodos participativos que posicionem os formandos no centro do processo de ensino-aprendizagem e fomentem a motivao para continuar a aprender ao longo da vida. Devem, neste mbito, ser privilegiados os mtodos activos, que reforcem o envolvimento dos formandos, a auto-reflexo sobre o seu processo de aprendizagem, a partir da partilha de pontos de vista e de experincias no grupo, e a co-responsabilizao na avaliao do processo de aprendizagem. A dinamizao de actividades didcticas baseadas em demonstraes directas ou indirectas, tarefas de pesquisa, explorao e tratamento de informao, resoluo de problemas concretos e dinmica de grupos afiguram-se, neste quadro, especialmente, aconselhveis. A seleco dos mtodos, tcnicas e recursos tcnico-pedaggicos deve ser efectuada tendo em vista os objectivos de formao e as caractersticas do grupo em formao e de cada formando em particular. Devem, por isso, diversificar-se os mtodos e tcnicas pedaggicos, assim como os contextos de formao, com vista a uma maior adaptao a diferentes ritmos e estilos de aprendizagem individuais, bem como a uma melhor preparao para a complexidade dos contextos reais de trabalho. Esta diversificao de meios constitui um importante factor de sucesso nas aprendizagens. Revela-se, ainda, de crucial importncia o reforo da articulao entre as diferentes componentes de formao, designadamente, atravs do tratamento das diversas matrias de forma interdisciplinar e da realizao de trabalhos de projecto com carcter integrador, em particular nas formaes de maior durao, que contribuam para o desenvolvimento e a consolidao de competncias que habilitem o futuro profissional a agir consciente e eficazmente em situaes concretas e com graus de complexidade diferenciados. Esta articulao exige que o trabalho da equipa formativa se faa de forma concertada, garantindo que as aprendizagens se processam de forma integrada. tambm este contexto de trabalho em equipa que favorece a identificao de dificuldades de aprendizagem e das causas que as determinam e que permite que, em tempo, se adoptem estratgias de recuperao adequadas, que potenciem as condies para a obteno de resultados positivos por parte dos formandos que apresentam estas dificuldades. A equipa formativa assume, assim, um papel fundamentalmente orientador e facilitador das aprendizagens, atravs de abordagens menos directivas, traduzido numa interveno pedaggica diferenciada no apoio e no acompanhamento da progresso de cada formando e do grupo em que se integra.

  • REFERENCIAL DE FORMAO Sada Profissional: Tcnico/a de Logstica Nvel 4 FP-OF Maro 2012 7/38

    4. DESENVOLVIMENTO DA FORMAO

    Unidades de Formao Capitalizveis

    1. Gesto logstica 330 horas

    1.1 Enquadramento da actividade logstica 75

    1.2 Propriedade e gesto dos recursos 60

    1.3 Sistemas de qualidade e segurana 45

    1.4 Plano estratgico e plano de negcio logstico 150

    2. Gesto de stocks e armazns 360 horas

    2.1 Gesto de stocks 120

    2.2 Gesto do armazm 90

    2.3 Equipamento de armazm 60

    2.4 Expedio de mercadorias 60

    2.5 Lngua inglesa - gesto de stocks e armazns 30

    3. Informao, coordenao e controlo 345 horas

    3.1 Customer service 60

    3.2 Relacionamento interpessoal e negociao 60

    3.3 Sistema de informao logstico 60

    3.4 Sistemas logsticos - acompanhamento, controlo e avaliao 75

    3.5 Gesto da equipa logstica 60

    3.6 Lngua inglesa - informao, coordenao e controlo 30

    Unidades Complementares

    4. Gesto de compras 90 horas

    4.1 Compras - funo, sistemas e controlo 60

    4.2 Tecnologias de informao e comunicao aplicadas s compras 30

    5. Gesto de categorias 60 horas

    5.1 Ferramentas de gesto de categorias 30

    5.2 Processo de gesto de categorias 30

  • REFERENCIAL DE FORMAO Sada Profissional: Tcnico/a de Logstica Nvel 4 FP-OF Maro 2012 8/38

    Unidade de Formao 1. Gesto logstica

    Itinerrio

    Tcnicas de Logstica

    Sada Profissional

    Tcnico/a de Logstica

    Objectivos

    Caracterizar as principais actividades do tcnico de logstica e reconhec