Pr© Hist³ria

download Pr© Hist³ria

of 20

  • date post

    29-Jun-2015
  • Category

    Spiritual

  • view

    36.532
  • download

    3

Embed Size (px)

description

Aula de pré história para Ensino Médio

Transcript of Pr© Hist³ria

  • 1. TEORIASSOBREA ORIGEMDO SER HUMANO

2. Michelngelo. Criao deAdoeEva : 1512. CRIACIONISMO Ento o Senhor Deus mandou ao homem um profundo sono, e enquanto ele dormia tirou-lhe uma costela e fechou-lhe de novo com carne o lugar. Depois, da costela do homem, o Senhor Deus formou uma mulher e aprensentou-a ao homem. E o homem disse: Desta vez carne de minha carne e osso dos meus ossos. Gnesis 2, 21-23. 3. Aparentemente, tudo o que eles queriam era apenas uma oportunidade para apresentar suas concepes. Darwin, o autor da teoria sobre o evolucionismo. Em 1925, os evolucionistas, adeptos de Charles Darwin, reivindicaram o direito acadmico de ensinar a teoria da evoluo nas escolas pblicas dos U.S.A. 4. No ano de1859, na certeza de ter encontrado a resposta aos seus questionamentos, Charles Darwin, escreveu os livros: A Origem das Espcies, e A Descendncia do Homem, nos quais ele manifestou suas idias sobre o surgimento da raa humana na Terra. Seus dois livros geraram debates e muitas controvrsias na poca, contudo, hoje em dia, muitas de suas idias so aceitas pela cincia. 5. EVOLUCIONISMO: H a teoria de que todas as coisas vivas surgiram atravs de um processo evolutivo, mecnico e natural, a partir de uma nica fonte, que surgiu atravs de um processo semelhante a partir de um mundo morto, inorgnico. Segundo essa teoria; na evoluo do gnero humano possvel distinguir trs etapas principais: na primeira, certas espcies de antropides adaptaram-se ao meio; na segunda, oHomoerectus fabricou utenslios e ferramentas; na terceira, oHomo sapiens sapiens , que, por sua capacidade intelectual, dominou o habitat. 6.

  • ORIGENS MTICAS DO MUNDO E DOS SERES HUMANOS
  • Todas as grandes tradies, trazem mitos
  • sobre a criao do mundo por um Ser
  • Supremo atravs de emanaes ou
  • transformaes de si; por:
  • Pensamentos ou palavras divinas, ou;
  • ele mergulha num oceano ou similar, de onde o mundo se desenvolve, ou;
  • atravs da diviso de uma parte primordial em outras partes, ou ainda;
  • pelo desmembramento de um ser primordial em outros seres, etc.

7. A civilizao mais antiga oficialmente reconhecida pela cincia a dos sumrios. Deles se originam o texto mais antigo escrito, sobre a criao do mundo:Cosmogonia Mesopotmica . Nele consta "Quando no alto o cu ainda no tinha nome, a terra firme abaixo no tinha sido chamada pelo nome, nada havia seno o primordial Apsu; o genitor dos homens, e Mummu-Tiamat; foi dela que partiu, suas guas mesclando-se num s corpo;... 8. Nos Upanixades temos:1. No princpio no existia absolutamente nada aqui. Na verdade , isto era habitado pela morte, ou pela fome, pois a fome a morte. Com o pensamento, 'dai-me individualidade' , ele criou a mente. Ento ps-se a andar de um lado para outro, em adorao. E dele, assim em adorao, produziu-se a gua...2.... aquilo que era espuma da gua solidificou-se e tornou-se terra..." 9. Ainda dosegpcios :"Eu era o esprito nas guas Primevas, aquele que no tinha companheiro, quando meu nome passou a existir. A forma mais antiga na qual eu comecei a existir foi a de um afogado. Eu fui aquele que comeou a existir como um crculo, aquele que habitava em seu ovo. Eu fui aquele que comeou tudo. O habitante das guas Primevas.Primeiramente Hahu emergiu para mim e ento comecei a me mover. Criei meus membros em minha glria. Fui o criador de mim mesmo, visto que me formei segundo meu desejo e de acordo com meu corao". 10. Mapa das primeiras migraes humanas, de acordo com anlises efetuadas ao DNA mitocondrial(unidades: milnios at ao presente). 11. Caractersticas da vida dos homens do paleoltico Pedra trabalhada. Instrumentoe lana de madeira Domnio do fogo 12. No Paleoltico o ser humano era nmade, e vivia da caa, pesca e coleta. Moravam em cavernas onde deixaram registradas suas atividade. 13. A REVOLUO NEOLTICA A capacidade intelectual e a evoluo tcnica se aceleram. Com o polimento, os instrumentos e armas tornaram-se mais eficientes. Foi um perodo de grandes migraes, quando os grupos humanos se dispersaram por boa parte da Terra, procurando melhores condies de sobrevivncia. 14. A REVOLUO NEOLTICA Com a domesticao de animais e o desenvolvimento da agricultura, a oferta de alimentos cresceu. Grupos humanos comearam a se sedentarizar, dando origem s primeiras comunidades e a diversificar as atividades com o artesanato, a tecelagem, a cermica e a fabricao de farinha, po e bebidas . 15. Por esta tranca de porta do paleoltico encontrada na Itlia, nota-se que o homem dessa poca, j tinha preocupao com as trancas das portas.O que denota que os mesmos j habitavam em comunidades e j havia uma luta por bens econmicos. ( Note o detalhe do trabalho em ferro). 16. ITLIA Este stio arqueolgico constitui um significativo exemplo de um povoado de cumeada no Municpio, com uma cronologia de ocupao que vai do Neoltico Idade do Ferro. Foi descoberto e sondado em 1970 por Jos Arnaud e Teresa Gamito. Foram efetuadas sondagens posteriores (1989,1990) pela CMA com a colaborao da ARQA. Nas sondagens efetuadas em 1989/1990, detectaram-se quatro estratos arqueolgicos: 17. 1. Camada de aterros resultantes da atividade extrativa da pedreira com pouca abundncia de materiais;2. Camada calco ltica colocada sob a forma de aterros em conseqncia da limpeza dos terrenos para extrao de pedra, com grande abundncia de materiais.3. Camada da Idade do Ferro com um nvel de ocupao selado por derrubes da estrutura e um outro de abandono.4. Camada de intruso nos interstcios do lapiaz com escasso materiais arqueolgicos. 18. As pinturas da pr-histria eram feitas nas paredes das cavernas. As pessoas reproduziam o mundo em que seu grupo vivia: cavalos, lees, cervos, mamutes, bises, touros. Posteriormente produziram cenas de caa. Pinturas de carter mgico religioso, etc. 19. Anlise da esttua de Vnus de Willendorf Essa mulhersimboliza a fecundidade. muito importante para o povo da pr-histria manter alta a taxa de natalidade uma vez que era difcil a sobrevivncia e a taxa de mortalidade infantil era muito alta. 20. Parque Nacional do Catimbau PEO Parque Nacional da Serra do Catimbau, foi criado em dezembro de 2002, entre o Agreste e o Serto pernambucano. Catimbau preserva uma das ltimas reas de Caatinga. Considerada rea de Extrema Importncia Biolgica, a unidade apresenta tambm registros de pinturas rupestres e artefatos da ocupao pr-histrica datados de pelo menos 6000 anos.Os pesquisadores acharam 30 stios arqueolgicos no Vale do Catimbau. Com isso, o Catimbau considerado o segundo maior parque arqueolgico do Brasil, perdendo somente para a Serra da Capivara, no Piau.