Portugues Questoes Fcc Comentadas

download Portugues Questoes Fcc Comentadas

of 87

  • date post

    03-Apr-2018
  • Category

    Documents

  • view

    224
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Portugues Questoes Fcc Comentadas

  • 7/28/2019 Portugues Questoes Fcc Comentadas

    1/87

    PACOTE DE EXERCCIOS PARA ANALISTA JUDICIRIO

    SEM ESPECIALIDADE DO TJ/RJ

    PROFESSOR ALBERT IGLSIA

    Prof. Albert Iglsia www.pontodosconcursos.com.br 1

    Ol, prezado aluno!

    Nesta aula 2, faremos exerccios sobre classes de palavras, masvamos focar o estudo naquilo que normalmente a FCC cobra em prova. Por

    isso a nfase aqui ser nos seguintes aspectos:

    a) verbos (flexo de nmero e pessoa, emprego de tempos emodos verbais, vozes do verbo) e

    b) pronomes (emprego, formas de tratamento e colocao).Entretanto tambm abordarei flexes nominais (estas de vez em

    quando surgem nas provas da Carlos Chagas) e conjunes.

    Permita-me refrescar sua memria com a definio das classes de

    palavras:

    Classe Gramatical Definio

    Substantivo

    a palavra que nomeia os seres (pessoas, lugares,

    instituies, animais, entes de natureza espiritual

    ou mitolgica, etc.)

    Substantivo comum de

    dois nmeros

    Tem a mesma forma para o singular e o plural:

    lpis, vrus, nibus, mil-folhas.A diferena ser

    estabelecida por meio de outro elemento

    lingustico: o lpis, os lpis, o vrus, os vrus

    etc.

    Substantivo comum de

    dois gneros

    Apresenta uma s forma para ambos os gneros.Efetua-se a distino por meio do artigo ou de

    qualquer outro determinante. Exemplos: o/ a

    colega, o/ a agente, o/ a lojista.

    Substantivo

    sobrecomum

    Possui uma s forma e um s gnero a fim de

    designar pessoas de ambos os sexos. Exemplos: a

    pessoa, a vtima, a criana, o cnjuge, o

    monstro.

  • 7/28/2019 Portugues Questoes Fcc Comentadas

    2/87

  • 7/28/2019 Portugues Questoes Fcc Comentadas

    3/87

    PACOTE DE EXERCCIOS PARA ANALISTA JUDICIRIO

    SEM ESPECIALIDADE DO TJ/RJ

    PROFESSOR ALBERT IGLSIA

    Prof. Albert Iglsia www.pontodosconcursos.com.br 3

    (multiplicativos).

    Advrbio

    a palavra invarivel que se refere a um verbo, umadvrbio ou a um adjetivo, indicando uma

    circunstncia (causa, tempo, modo etc.). Exemplos:

    Ele chegou cedo. (refere-se forma verbal

    chegou, modificando-lhe o sentido). Voc agiu

    bastante mal. (refere-se ao advrbio mal,

    intensificando-lhe o sentido). Essa a atitude

    menos correta. (refere-se ao adjetivo correta,

    intensificando-lhe o sentido).

    Interjeio

    a palavra invarivel que exprime emoes ou que

    procura agir sobre o interlocutor, levando-o a

    adotar certo comportamento sem que se faa uso

    de estruturas lingusticas mais elaboradas.

    Exemplos: Ah! Psiu! Opa! Eia!

    Preposio

    a palavra invarivel que conecta (liga) palavras

    ou oraes. Exemplos: flor da boca da pele do

    cu. Vou Roma de Csar. O aluno pediu

    para sair mais cedo.

    Conjuno

    a palavra invarivel que une oraes ou termos

    de uma orao. No desempenho desse papel, a

    conjuno pode relacionar termos e oraessintaticamente equivalentes (as chamadas oraes

    coordenadas) ou relacionar uma orao principal a

    uma orao que lhe subordinada. Exemplos:

    Pedro e Paulo saram. Pedro foi ao cinema, e

    Paulo foi ao teatro. preciso que estudemos.

    Verbo

    a palavra que designa um processo (ao, desejo,

    estado, mudana de estado, fenmeno). a classe

  • 7/28/2019 Portugues Questoes Fcc Comentadas

    4/87

    PACOTE DE EXERCCIOS PARA ANALISTA JUDICIRIO

    SEM ESPECIALIDADE DO TJ/RJ

    PROFESSOR ALBERT IGLSIA

    Prof. Albert Iglsia www.pontodosconcursos.com.br 4

    gramatical mais rica em variao de formas. Pode

    mudar para exprimir modo, tempo, pessoa, nmeroe voz. No dicionrio, so encontrados no modo

    infinitivo (entrar, comer, chover, comprar, ser,

    amanhecer) , que , por assim dizer, o nome do

    verbo. Exemplos: Ele estuda. (ao) /

    Desejamos a classificao. (desejo) / Ele est

    doente. (estado) / A lagarta virou borboleta.

    (mudana de estado) / Choveu forte.(fenmeno)

    Pronome

    Palavra que substitui o nome (pronome

    substantivo) ou que o acompanha (pronome

    adjetivo) para tornar claro o seu significado.

    Existem seis classes de pronomes:

    Pessoal

    Indica diretamente as pessoas do discurso (no

    singular ou no plural): 1 pessoa: quem fala; 2

    pessoa: com quem se fala; 3 pessoa: de quem se

    fala. Eu, tu, ele, ela, ns, vs, eles, elas . Me, te,

    se, lhe, o, a, nos, vos, se, lhes, os, as. Mim,

    comigo, ti, contigo, si, consigo, conosco,

    convosco. Tambm so pessoais os pronomes de

    tratamento: voc, o senhor, a senhora, vossasenhoria, vossa excelncia, etc.

    possessivo

    Refere-se s pessoas gramaticais, atribuindo-lhes a

    posse de algo.: Meu, minha, meus, minhas,

    nosso, nossa, nossos, nossas, teu, tua, teus,

    tuas, vosso, vossa, vossos, vossas, seu, sua,

    seus, suas.

    demonstrativo Indica a posio dos seres em relao s pessoas

  • 7/28/2019 Portugues Questoes Fcc Comentadas

    5/87

    PACOTE DE EXERCCIOS PARA ANALISTA JUDICIRIO

    SEM ESPECIALIDADE DO TJ/RJ

    PROFESSOR ALBERT IGLSIA

    Prof. Albert Iglsia www.pontodosconcursos.com.br 5

    do discurso, situando-os no tempo e no espao.

    1. Pessoa: Este, esta, estes, estas, isto.2. Pessoa: Esse, essa, esses, essas, isso.

    3. Pessoa: Aquele, aquela, aqueles, aquelas,

    aquilo.

    relativo

    aquele que, em uma orao, se refere a um

    termo constante em orao anterior, chamado

    antecedente. Exemplo: O avio que chegou estava

    danificado. So pronomes relativos: que, quem,

    quanto(s), quanta(s), cujo(s), cuja(s), o qual,

    a qual, os quais, as quais.

    indefinido

    Refere-se terceira pessoa do discurso num

    sentido vago ou exprimido quantidade

    indeterminada. Exemplos: Quem espera sempre

    alcana. Alguns podem flexionar-se em gnero e

    nmero. So pronomes indefinidos: algum,

    alguns, nenhum, nenhuns, qualquer,

    quaisquer, ningum, tudo, nada, algo etc.

    interrogativo aquele usado para formular uma pergunta direta

    ou indireta: que, quem, qual, quanto.

    Agora, vamos aos exerccios.

    1. (FCC/TRT 16 Regio/Analista Judicirio/2009) Verifica-se corretatransposio de uma para outra voz verbal no seguinte caso:

    (A) os livros continuam em minha biblioteca (3 pargrafo) = os livros tmcontinuado em minha biblioteca.

    (B)podemos acessar os mesmos contedos = os mesmos contedos podemser acessados.

  • 7/28/2019 Portugues Questoes Fcc Comentadas

    6/87

    PACOTE DE EXERCCIOS PARA ANALISTA JUDICIRIO

    SEM ESPECIALIDADE DO TJ/RJ

    PROFESSOR ALBERT IGLSIA

    Prof. Albert Iglsia www.pontodosconcursos.com.br 6

    (C) dedicou-se questo (1 pargrafo) = a ela foi dedicada.(D) se realizam estudos (1 pargrafo) = estudos sejam realizados.(E) Gravei (...) obras primas (3 pargrafo) = tinham sido gravadas obras

    primas.

    Comentrio Alternativa A: no houve mudana de voz, mas sim de tempo

    verbal: do presente do indicativo para o pretrito perfeito composto do

    indicativo.

    Alternativa B: aqui est o gabarito. O objeto direto os

    mesmos contedos assumiu a funo de sujeito-paciente. A locuo verbal

    podemos acessar abrigou o verbo auxiliar ser por causa da formao da

    voz passiva analtica ou verbal. Note que ele assume a forma do verbo

    principal da voz ativa (acessar, infinitivo).

    Alternativa C: a passagem alude ao segmento Um congresso

    recente, em Veneza, dedicou-se questo. Em outras palavras, Um

    congresso recente, em Veneza, foi dedicado questo. Nas duas formas, o

    verbo est na voz passiva (sinttica e analtica, respectivamente). Na

    transformao posposta pela banca examinadora, continua a voz passiva,

    agora com as seguintes mudanas: de questo para a ela; de dedicado

    para dedicada.

    Alternativa D: note que a voz passiva continua, apenas deixou

    de ser sinttica ou pronominal para ser verbal ou analtica.

    Alternativa E: apesar de constituir uma voz passiva, a segundasentena no respeita o tempo verbal de Gravei (pretrito perfeito do

    indicativo). A conjugao corresponde ao pretrito mais-que-perfeito

    composto.

    Resposta B

  • 7/28/2019 Portugues Questoes Fcc Comentadas

    7/87

    PACOTE DE EXERCCIOS PARA ANALISTA JUDICIRIO

    SEM ESPECIALIDADE DO TJ/RJ

    PROFESSOR ALBERT IGLSIA

    Prof. Albert Iglsia www.pontodosconcursos.com.br 7

    2. (FCC/TRT 7 Regio/Analista Judicirio/2009) Transpondo para a vozpassiva a construo Darcy Ribeiro (...) no admitiria a alternativa, aforma verbal resultante ser

    (A) teria sido admitida.(B) seria admitida.(C) teria admitido.(D) fora admitida.(E) haveria de admitir.Comentrio Em que tempo e modo est o verbo na voz ativa? Futuro do

    pretrito simples do indicativo. Ento, na voz passiva (verbal ou analtica),

    ele ficar no particpio; seu auxiliar (ser, estar, ficar) assumir o tempo e o

    modo dele. Na alternativa A, o verbo ser est conjugado no futuro do pretrito

    composto do indicativo. Na alternativa B, no futuro do pretrito simples do

    indicativo. Na alternativa C, o verbo admitir continua na voz ativa; apenas foi

    conjugado no futuro do pretrito composto do indicativo. Na alternativa D, overbo auxiliar est no pretrito mais-que-perfeito simples do indicativo. Na

    alternativa E, a locuo verbal caracteriza voz ativa (note que o verbo

    principal, admitir, no est no particpio, mas sim no infinitivo).

    Resposta B

    3. (FCC/TRE-AM/Analista Judicirio/2010) A frase que admite transposiopara a voz passiva :

    (A) Perto da Igreja, todos os poderosos do mundo parecem diletantes.(B) A Concordata poder incluir o retorno do ensino religi