O PROCESSO DE FORMA‡ƒO E TRANSFORMA‡ƒO DAS Agnol - vers£o...

download O PROCESSO DE FORMA‡ƒO E TRANSFORMA‡ƒO DAS Agnol - vers£o final...  da Faculdade Meridional,

If you can't read please download the document

  • date post

    08-Feb-2019
  • Category

    Documents

  • view

    218
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of O PROCESSO DE FORMA‡ƒO E TRANSFORMA‡ƒO DAS Agnol - vers£o...

FACULDADE MERIDIONAL PROGRAMA DE PS-GRADUAO STRICTU SENSU EM ARQUITETURA E

URBANISMO MESTRADO EM ARQUITETURA E URBANISMO

Bruna Dal Agnol

O PROCESSO DE FORMAO E TRANSFORMAO DAS CIDADES DE SERAFINA CORRA, CASCA, E DO DISTRITO

DE EVANGELISTA RS: PAISAGEM, IDENTIDADE E PERCEPO

Passo Fundo

2018

Bruna Dal Agnol

O PROCESSO DE FORMAO E TRANSFORMAO DAS CIDADES DE SERAFINA CORRA, CASCA, E DO DISTRITO

DE EVANGELISTA RS: PAISAGEM, IDENTIDADE E PERCEPO

Dissertao apresentada ao Programa de Ps-Graduao em Arquitetura e Urbanismo da Faculdade Meridional, na rea de concentrao Projeto de Arquitetura e Urbanismo, para obteno do grau de Mestre em Arquitetura e Urbanismo, sob orientao da Profa. Dra. Caliane Christie Oliveira de Almeida.

Passo Fundo

2018

CIP Catalogao na Publicao D136p Dal Agnol, Bruna

O processo de formao e transformao das cidades de Serafina Corra, Casca, e do Distrito de Evangelista-RS : paisagem, identidade e percepo / Bruna Dal Agnol. 2018.

216 f.: il.; 30 cm. Dissertao (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) Faculdade IMED,

Passo Fundo, 2018. Orientador: Profa. Dra. Caliane Christie Oliveira de Almeida. 1. Paisagem urbana Rio Grande do Sul. 2. Migrao italiana. 3.

Arquitetura histrica. I. ALMEIDA, Caliane Christie Olibeira de, orientadora. II. Ttulo.

CDU: 711.4

Catalogao: Bibliotecria Angela Saadi Machado - CRB 10/1857

Vendo aquelas casas, aquelas igrejas,

de surpresa em surpresa, a gente como

que se encontra, fica contente, feliz e se

lembra das coisas esquecidas, de coisas

que nunca soube, mas que estavam l

dentro de ns

(COSTA, 1995, p.15)

AGRADECIMENTOS

Agradeo primeiramente aos meus pais por serem minha base, meu suporte. Agradeo tambm

pela companhia nas pesquisas de campo, tornando esse processo mais simples e descomplicado.

Ao Luan, meu amor, meu amigo, meu parceiro. Agradeo por ser conforto nas horas difceis,

pela pacincia na convivncia diria durante esses dois anos e pelas palavras de apoio e de

afeto.

minha orientadora, professora Caliane C. O. Almeida, pelo incentivo, pela confiana e,

principalmente, por ser minha guia nessa caminhada.

Aos colegas do PPGARQ-IMED, em especial Paola Pol Saraiva, ao Juliano Lima da Silva e

ao Maurcio Kunz, pelo companheirismo e apoio mtuo.

Aos meus colegas de trabalho na Secretaria da Habitao da Prefeitura de Passo Fundo, pela

compreenso nos ajustes semanais no horrio de trabalho, para que eu pudesse conciliar o

trabalho na secretaria pesquisa acadmica.

Aos meus amigos, por compreenderem a minha ausncia e por apoiarem a minha escolha.

Ao Sr. Marciano Giuriatti, ao Dr. Renato Peccin e Sra. Arlinda Pinzetta, pela colaborao e

pelo interesse em auxiliar nesta pesquisa.

A todos os entrevistados, por compartilharem comigo as suas memrias e a sua vivncia.

Ao Programa de Ps-Graduao em Arquitetura e Urbanismo (PPGARQ) da Faculdade

Meridional (IMED).

Ao Programa PROSUP-CAPES pelo auxlio financeiro que possibilitou esta pesquisa.

A todos que direta ou indiretamente contriburam para a realizao deste trabalho, muito

obrigada!

Dalla italia noi siamo partiti Siamo partiti col nostro onore Trentasei giorni di macchina e vapore, e nella Merica noi siamo arriva'. Merica, Merica, Merica, cossa sarlo 'sta Merica? Merica, Merica, Merica, un bel mazzolino di fior. E alla Merica noi siamo arrivati no' abbiam trovato n paglia e n fieno Abbiam dormito sul nudo terreno come le bestie andiam riposar. Merica, Merica, Merica, cossa sarlo 'sta Merica? Merica, Merica, Merica, un bel mazzolino di fior. E la Merica l' lunga e l' larga, l' circondata dai monti e dai piani, e con la industria dei nostri italiani abbiam formato paesi e citt.

(La Amrica, cano escrita no dialeto talian pelo imigrante italiano Angelo Giusti, morador da antiga Colnia Caxias, RS)

Da Itlia ns partimos Partimos com nossa honra Trinta e seis dias de mquina e navio, e na Amrica chegamos. Amrica, Amrica, Amrica, o que ser esta Amrica? Amrica, Amrica, Amrica, um belo ramalhete de flores. E na Amrica chegamos no encontramos nem palha e nem feno Ns dormimos no solo nu como os animais repousamos. Amrica, Amrica, Amrica, o que ser esta Amrica? Amrica, Amrica, Amrica, um belo ramalhete de flores.

E a Amrica grande, rodeada por montes e plancies, e com o trabalho dos nossos italianos formamos vilas e cidades.

RESUMO

Por meio deste estudo, prope-se reconhecer o valor patrimonial e de identidade da paisagem

da regio Nordeste do Rio Grande do Sul, marcada pelos fluxos migratrios de italianos e seus

descendentes durante as ltimas dcadas do sculo XIX e as primeiras dcadas do sculo XX.

O estudo foi realizado nas cidades de Serafina Corra e de Casca, bem como no ncleo do

distrito de Evangelista, localizado na rea rural de Casca. Na compreenso da paisagem como

elemento participante na construo e no fortalecimento da identidade, estudou-se o processo

de formao e transformao da paisagem objeto de estudo e como esta percebida pelos seus

usurios.

Para tanto, foram consideradas quatro variveis: as informaes acerca do patrimnio cultural,

das construes identitrias e da imigrao italiana no Brasil, bem como sobre o processo de

conformao da paisagem dos objetos de estudo, angariados na reviso bibliogrfica; os dados

oficiais (documentos oficiais, leis, decretos, etc.) referentes ao processo de formao e

transformao das localidades e aos instrumentos de proteo do patrimnio, principalmente;

as informaes levantadas in loco sobre as caractersticas e as transformaes socioespaciais

que ocorrem na paisagem; e a percepo dos habitantes e visitantes das localidades em questo,

na compreenso da sua relao com a paisagem.

As anlises realizadas demonstraram que a forma urbana das trs localidades est intimamente

ligada ao processo de formao e de colonizao de imigrantes italianos na regio.

Demonstraram, ainda, que a sua paisagem revela as razes e os costumes de sua gente, bem

como o processo de produo da vida e do trabalho. Entretanto, verificou-se que as

transformaes socioespaciais que ocorrem na paisagem acabam por alterar a imagem e a

memria coletiva das cidades. Assim, buscando a valorizao e salvaguarda dessa paisagem,

este estudo props uma metodologia de inventrio, cuja formulao de diretrizes e definio de

critrios para o registro da paisagem baseou-se na percepo dos usurios e nas especificidades

culturais da regio Nordeste do Rio Grande do Sul.

Palavras-chave: Paisagem; Identidade; Percepo; Inventrio; Migrao italiana.

ABSTRACT

Through this study, it is proposed to recognize the patrimonial value and identity of the

landscape of the Northeast region of Rio Grande do Sul, marked by the migratory flows of

Italians and their descendants during the last decades of the 19th century and the first decades

of the 20th century. The study was carried out in the cities of Serafina Corra and Casca, as

well as in the nucleus of Evangelista district, located in the rural area of Casca. In the

understanding of the landscape as a participant element in the construction and the

strengthening of the identity, the process of formation and transformation of the landscape

object of study was studied and how it is perceived by its users.

For this, four variables were considered: information on cultural heritage, identity constructions

and Italian immigration in Brazil, as well as on the process of conformation of the landscape of

the objects of study, collected in the bibliographic review; the official data (official documents,

laws, decrees, etc.) concerning the process of formation and transformation of localities and the

instruments of protection of the patrimony, mainly; the information collected in situ on the

characteristics and socio-spatial transformations occurring in the landscape; and the perception

of the inhabitants and visitors of the localities in question, in the understanding of their relation

with the landscape.

The analyzes showed that the urban form of the three localities is closely linked to the process

of formation and colonization of Italian immigrants in the region. They also demonstrated that

their landscape reveals the roots and customs of their people, as well as the process of producing

life and work. However, it has been verified that the socio-spatial transformations that occur in

the landscape end up altering the image and the collective memory of the cities. Thus, in order

to valorize and safeguard this landscape, this study proposed an inventory methodology, whose

formulation of guidelines and definition of criteria for landscape registration was based on the

perception of users and the cultural specificities of the Northeast region of Rio Grande do Sul.

Keywords: Cultural heritage; Landscape; Identity; Perception; Italian immigration.

SOMMARIO

Attraverso questo studio, si propone di riconoscere il valore patrimoniale e l'identit del

paesaggio della regione nord-est del Rio Grande do Sul, segnato dai flussi migratori degli

italiani e dei loro discendenti dur