NUTRIENTES - .nutrientes nutrientes sÃo substÂncias que estÃo inseridas nos alimentos e possuem

download NUTRIENTES - .nutrientes nutrientes sÃo substÂncias que estÃo inseridas nos alimentos e possuem

of 26

  • date post

    09-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    220
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of NUTRIENTES - .nutrientes nutrientes sÃo substÂncias que estÃo inseridas nos alimentos e possuem

  • NUTRIENTES

    Prof Marlia Varela

    Aula 2

  • NUTRIENTES

    NUTRIENTES SO SUBSTNCIAS QUE

    ESTO INSERIDAS NOS ALIMENTOS E

    POSSUEM FUNES VARIADAS NO

    ORGANISMO.

    PODEM SER ENCONTRADOS EM

    DIFERENTES ALIMENTOS, POR ISSO

    DEVE-SE VARIAR AO MXIMO NA

    ALIMENTAO DIRIA.

  • NUTRIENTES - EXEMPLO

    ALIMENTO NUTRIENTES QUANTIDADE

    LEITE PROTENA 6,8g

    INTEGRAL LIPDIOS 7,1g

    EM P CARBOIDRATOS 9,9g

    PORO 26g CLCIO 242mg

    (02 COLHERES

    SOPA)

    FERRO 3,4mg

  • NUTRIENTES

    PROTENAS

    CARBOIDRATOS

    LIPDIOS

    MINERAIS

    VITAMINAS

    FIBRAS

    GUA

  • PROTENAS

    UMA MOLCULA COMPLEXA

    COMPOSTA DE AMINOCIDOS, UNIDOS

    ENTRE SI POR LIGAES PEPTDICAS.

    AMINOCIDOS ESSENCIAIS: 08

    Exemplo:leucina, fenilalanina, triptofano...

    AMINOCIDOS NO ESSENCIAIS: 12

    Exemplo:arginina, taurina, glutamina...

  • PROTENAS

    QUANTO A COMPOSIO QUMICA:

    SIMPLES: aps hidrlise, resultam em aa,

    exemplo: albumina, globulina;

    CONJUGADAS: ptn simples+compostos

    orgnicos e inorgnicos.

    exemplo:lipoprotenas, glicoprotenas.

  • PROTENAS

    QUANTO QUALIDADE NUTRICIONAL:

    COMPLETAS:contm todos aa

    essenciais em quantidade suficiente e

    na proporo correta para manter o

    equilbrio e permitir o crescimento.

    Exemplo: ovoalbumina(principal ptn do

    ovo), casena(principal ptn do leite).

  • PROTENAS

    INCOMPLETAS: apresentam deficincia

    de um ou mais aa essenciais.

    Exemplo: protenas dos gros e vegetais.

  • PROTENAS: FUNES

    FAVORECER O CRESCIMENTO, A

    MANUTENO E A REPARAO DOS

    TECIDOS DO CORPO E RGOS;

    FORMAR ENZIMAS, HORMNIOS E

    ANTICORPOS(PROTETORES CONTRA

    INFECES)

  • PROTENAS: DIGESTO

    A DIGESTO DA PTN TEM INCIO NO ESTMAGO SOB A INFLUNCIA DA PEPSINA, MAS A MAIOR PARTE DA DIGESTO PROTICA OCORRE NO DUODENO E JEJUNO, APS HIDRLISE ENZIMTICA.

    AS ENZIMAS PROTEOLTICAS CONTIDAS NO SUCO PANCRETICO CONVERTEM A PTN EM POLIPEPTDEOS E AA.

  • PROTENAS: ABSORO

    A FASE INTESTINAL DE ABSORO

    PROTICA ENVOLVE VRIOS

    CARREADORES ESPECFICOS EM

    SISTEMA DE TRANSPORTE ATIVO.

    OS AA SO REMOVIDOS DA

    CIRCULAO, SENDO OFERTADOS

    PARA TODOS OS TECIDOS E RGOS.

  • PROTENAS: NECESSIDADES

    IDADE PROTENA (SBAN/1990)

    (g/kg/dia)

    ADULTOS:

    18 OU + ANOS

    1,0

    GESTANTES + 8

    LACTANTES +23 1 SEMESTRE

    +16 2 SEMESTRE

  • PROTENAS: FONTES

    AS PROTENAS PODEM SER DE ORIGEM

    ANIMAL E VEGETAL, SENDO QUE AS DE

    ORIGEM ANIMAL SO CONSIDERADAS DE

    ALTO VALOR BIOLGICO.

    FONTES DE PROTENAS DE ORIGEM ANIMAIL:

    CARNES, LEITE E DERIVADOS, OVOS.

    FONTES DE PROTENAS DE ORIGEM VEGETAL:

    SOJA, FEIJO, LENTILHA, ETC.

  • CARBOIDRATOS

    SO CONSIDERADOS A FONTE PRIMRIA DE

    ENERGIA PARA O ORGANISMO, PORQUE

    FORNECE RAPIDAMENTE COMBUSTVEL

    PARA O CREBRO, CLULAS VERMELHAS DO

    SANGUE, NERVOS PERIFRICOS E A MEDULA.

    TAMBM CONHECIDOS COMO HIDRATOS DE

    CARBONO OU GLICDIOS.

  • CARBOIDRATOS

    CLASSIFICAO :

    MONOSSACARDEOS = ACARES

    SIMPLES

    EXEMPLO: GLICOSE, FRUTOSE E

    GALACTOSE.

    OLIGOSSACARDEOS = CARBOIDRATOS

    COMPLEXOS, QUE PODEM SER:

  • CARBOIDRATOS

    1. DISSACARDEOS : COMPOSTO POR DOIS MONOSSACARDEOS; EXEMPLO:

    SACAROSE = FRUTOSE + GLICOSE

    LACTOSE = GLICOSE + GALACTOSE

    MALTOSE = GLICOSE + GLICOSE

    2. POLISSACARDEOS : COMPOSTOS MAIORES E MAIS COMPLEXOS; EXEMPLO:AMIDO(batata, arroz), GLICOGNIO.

  • CARBOIDRATOS: FUNES

    A FUNO PRINCIPAL DOS CARBOIDRATOS

    DA DIETA PROVER ENERGIA. TODOS OS

    CARBOIDRATOS DEVEM SER HIDROLISADOS A

    SEUS MONOSSACARDEOS PARA

    ATRAVESSAREM A BARREIRA INTESTINAL E

    SEREM ABSORVIDOS.

  • CARBOIDRATOS: DIGESTO E ABSORO

    OS CARBOIDRATOS CONTIDOS NOS

    ALIMENTOS S PODEM SER

    APROVEITADOS PELO ORGANISMO NA

    SUA FORMA MAIS SIMPLES OS

    MONOSSACARDEOS.

  • CARBOIDRATOS: DIGESTO E ABSORO

    A DIGESTO DOS CARBOIDRATOS

    COMEA NA BOCA, PELA AO DE UMA

    ENZIMA CONTIDA NA SALIVA A

    PTIALINA(ALM DA IMPORTNCIA DA

    MASTIGAO, ESSA OUTRA RAZO

    PARA NO ENGOLIRMOS OS

    ALIMENTOS RAPIDAMENTE).

  • CARBOIDRATOS: DIGESTO E ABSORO

    INTERROMPIDA NO ESTMAGO E

    CONCLUDA NO INTESTINO, ONDE A

    GLICOSE, A FRUTOSE E A GALACTOSE

    SERO ABSORVIDAS, PASSANDO PARA

    A CORRENTE SANGUNEA, QUE AS

    LEVA AT TRS DESTINOS:

  • CARBOIDRATOS: DIGESTO E ABSORO

    1- UMA PARTE CHEGA DIRETAMENTE AOS

    TECIDOS PARA SER UTILIZADA COMO

    FONTE DE ENERGIA, FAVORECENDO O

    TRABALHO MUSCULAR, O

    CRESCIMENTO, A MANUTENO DA

    TEMPERATURA E DOS TECIDOS

    CORPORAIS.

  • CARBOIDRATOS: DIGESTO E ABSORO

    2- OUTRA PARTE TRANSFORMADA EM

    GLICOGNIO E , ASSIM, ARMAZENADA

    NO FGADO E NOS MSCULOS.

    3- O TERCEIRO DESTINO O TECIDO

    ADIPOSO, ONDE FICAM GUARDADOS OS

    CARBOIDRATOS INGERIDOS EM

    EXCESSO, APS TEREM SIDO

    CONVERTIDOS EM GORDURA.

  • CARBOIDRATOS: NECESSIDADES

    GRANDE PARTE DAS NECESSIDADES

    ENERGTICAS ATENDIDA PELOS

    CARBOIDRATOS.

    VRIA DE ACORDO COM ATIVIDADE

    FSICA, PESO, ALTURA, SEXO, IDADE.

  • CARBOIDRATOS: FONTES

    ALIMENTOS RICOS EM

    CARBOIDRATOS COMPLEXOS

    ALIMENTOS RICOS EM

    CARBOIDRATOS SIMPLES

    CEREAIS INTEGRAIS, TRIGO,

    MANDIOCA, MACARRO, ARROZ,

    PO, MILHO, BATATA, INHAME,

    CAR, BATATA DOCE, LEGUMES.

    FRUTAS, MEL, ACAR.