Nívea Cordeiro 2009

of 81 /81
Nívea Cordeiro 2009 GPE

description

GPE. Nívea Cordeiro 2009. SIMPLES NACIONAL. Quanto será necessário GASTAR para montar a empresa e INICIAR as atividades?. Investimentos Fixos Despesas Pré-Operacionais Capital de Giro Inicial. Investimentos Fixos. Veículos 35.000,00. Investimentos Fixos. - PowerPoint PPT Presentation

Transcript of Nívea Cordeiro 2009

Page 1: Nívea Cordeiro 2009

Nívea Cordeiro2009

GPE

Page 2: Nívea Cordeiro 2009

SIMPLES NACIONAL

Page 3: Nívea Cordeiro 2009

Quanto será necessário Quanto será necessário GASTARGASTAR para montar a para montar a empresa e empresa e INICIARINICIAR as atividades? as atividades?

Investimentos Fixos

Despesas Pré-Operacionais

Capital de Giro Inicial

Page 4: Nívea Cordeiro 2009

Investimentos FixosInvestimentos Fixos► VeículosVeículos

35.000,0035.000,00

Page 5: Nívea Cordeiro 2009

Investimentos FixosInvestimentos Fixos

► VeículosVeículos 35.000,0035.000,00

► Móveis e Utensílios Móveis e Utensílios 20.000,0020.000,00

Page 6: Nívea Cordeiro 2009

Investimentos FixosInvestimentos Fixos

► VeículosVeículos 35.000,0035.000,00

► Móveis e Utensílios Móveis e Utensílios 20.000,0020.000,00

► Máqs. e Equipamentos Máqs. e Equipamentos 15.000,0015.000,00

Page 7: Nívea Cordeiro 2009

Investimentos FixosInvestimentos Fixos

► VeículosVeículos 35.000,00 35.000,00

► Móveis e Utensílios 20.000,00Móveis e Utensílios 20.000,00

► Máqs. e Equipamentos 15.000,00Máqs. e Equipamentos 15.000,00

► Software 1.800,00Software 1.800,00

Page 8: Nívea Cordeiro 2009

Investimentos FixosInvestimentos Fixos► VeículosVeículos 35.000,00 35.000,00

► Móveis e Utensílios 20.000,00Móveis e Utensílios 20.000,00

► Máqs. e Equipamentos 15.000,00Máqs. e Equipamentos 15.000,00

► Software 1.800,00Software 1.800,00

► Placas e LetreirosPlacas e Letreiros 5.000,00 5.000,00

Total………………………Total……………………… 76.800,00 76.800,00

Page 9: Nívea Cordeiro 2009

DespesasPré-

Operacionais

Page 10: Nívea Cordeiro 2009

Despesas Pré-Despesas Pré-OperacionaisOperacionais

► Reforma do ImóvelReforma do Imóvel 20.000,00 20.000,00

Page 11: Nívea Cordeiro 2009

Despesas Pré-Despesas Pré-OperacionaisOperacionais

► Reforma do ImóvelReforma do Imóvel 20.000,00 20.000,00► FranquiaFranquia 30.000,00 30.000,00

Page 12: Nívea Cordeiro 2009

Despesas Pré-Despesas Pré-OperacionaisOperacionais

► Reforma do ImóvelReforma do Imóvel 20.000,00 20.000,00► FranquiaFranquia 30.000,00 30.000,00► TreinamentosTreinamentos 2.000,00 2.000,00

Page 13: Nívea Cordeiro 2009

Despesas Pré-Despesas Pré-OperacionaisOperacionais

► Reforma do ImóvelReforma do Imóvel 20.000,00 20.000,00► FranquiaFranquia 30.000,00 30.000,00► TreinamentosTreinamentos 2.000,00 2.000,00► Registro da Empresa 600,00Registro da Empresa 600,00

Page 14: Nívea Cordeiro 2009

Despesas Pré-Despesas Pré-OperacionaisOperacionais

► Reforma do ImóvelReforma do Imóvel 20.000,00 20.000,00► FranquiaFranquia 30.000,00 30.000,00► TreinamentosTreinamentos 2.000,00 2.000,00► Registro da Empresa 600,00Registro da Empresa 600,00► Propaganda e Publicidade 5.000,00Propaganda e Publicidade 5.000,00

Page 15: Nívea Cordeiro 2009

Despesas Pré-Despesas Pré-OperacionaisOperacionais

► Reforma do ImóvelReforma do Imóvel 20.000,00 20.000,00► FranquiaFranquia 30.000,00 30.000,00► TreinamentosTreinamentos 2.000,00 2.000,00► Registro da Empresa 600,00Registro da Empresa 600,00► Propaganda e Publicidade 5.000,00Propaganda e Publicidade 5.000,00► OutrosOutros 5.000,00 5.000,00

Total ………………………… 62.600,00Total ………………………… 62.600,00

Page 16: Nívea Cordeiro 2009

Capital De

Giro

Page 17: Nívea Cordeiro 2009

Capital de GiroCapital de Giro► Capital de GiroCapital de Giro ???????? ????????

Page 18: Nívea Cordeiro 2009

Receitamensal

Page 19: Nívea Cordeiro 2009

Receita - mensalReceita - mensal

► Vendas de Mercadorias Vendas de Mercadorias 125.000,00125.000,00

Page 20: Nívea Cordeiro 2009

DespesasFixas

Page 21: Nívea Cordeiro 2009

Despesas FixasDespesas Fixas

Discriminação Valores – R$Folha de Pagamento 3.730,00

Encargos Sociais 2.088,80

Retirada Pro-Labore 5.000,00

Honorários Contábeis 697,50

INSS s/ P.L e Hon.Contábeis 0,00

SAAE 60,00

Page 22: Nívea Cordeiro 2009

Despesas FixasDespesas Fixas

Discriminação Valores – R$CEMIG 250,00

Telefone 600,00

Aluguel 2.200,00

Depreciação 1.041,67

Materiais de Limpeza 150,00

Lanches e Refeições 300,00

Page 23: Nívea Cordeiro 2009

Despesas FixasDespesas Fixas

Discriminação Valores – R$Manutenção de Veículos e Máquinas 250,00

Manutenção de Sistema 200,00

Combustíveis e Lubrificantes 500,00

Despesas bancárias 200,00

Propaganda e Publicidade 180,00

Page 24: Nívea Cordeiro 2009

Despesas FixasDespesas Fixas

Discriminação Valores – R$Taxas 50,00

Material de Expediente 80,00

Vale Transporte 775,20

Seguros 50,00

Page 25: Nívea Cordeiro 2009

Despesas FixasDespesas Fixas

Discriminação Valores – R$Subtotal 18.403,17

Outros: 3% sobre os itens acima 552,10

Total das Despesas Fixas 18.955,27

Page 26: Nívea Cordeiro 2009

DespesasVariáveis

Page 27: Nívea Cordeiro 2009

Despesas VariáveisDespesas Variáveis

Discriminação Valores – R$CMV 72.500,00

Comissões + RSR 2.175,00

Encargos Sociais (56%) 1.218,00

Royalties 1.812,50

Tributos ???????

Page 28: Nívea Cordeiro 2009

Cálculo do SimplesCálculo do Simples

►Recordando……Recordando……

Page 29: Nívea Cordeiro 2009

Base de cálculo:Base de cálculo:

► A base de cálculo será a média das receitas A base de cálculo será a média das receitas auferidas nos últimos 12 meses . auferidas nos últimos 12 meses .

► Há 23 faixas, com 20 diferentes alíquotas.Há 23 faixas, com 20 diferentes alíquotas.

► As 3 primeiras faixas foram condensadas (0 a As 3 primeiras faixas foram condensadas (0 a 120 mil), com base na menor alíquota.120 mil), com base na menor alíquota.

► As empresas poderão optar pela tributação As empresas poderão optar pela tributação com base na com base na receita recebida receita recebida . Isso quer . Isso quer dizer que só será tributado naquele mês o que dizer que só será tributado naquele mês o que efetivamente entrou no caixa da empresa. efetivamente entrou no caixa da empresa.

Page 30: Nívea Cordeiro 2009

Observações:Observações:

►Data do pagamento:Data do pagamento:

No dia 20 de cada mêsNo dia 20 de cada mês

Page 31: Nívea Cordeiro 2009

Anexo IPartilha do Simples Nacional – Comércio 

Receita Bruta em 12 meses (em R$)Receita Bruta em 12 meses (em R$) ALÍQUOTAALÍQUOTA IRPJIRPJ CSLLCSLL COFINSCOFINS PIS/PASEPPIS/PASEP INSSINSS ICMSICMS

Até 120.000,00 Até 120.000,00 4,00%4,00% 0,00%0,00% 0,21%0,21% 0,74%0,74% 0,00%0,00% 1,80%1,80% 1,25%1,25%

De 120.000,01 a 240.000,00 De 120.000,01 a 240.000,00 5,47%5,47% 0,00%0,00% 0,36%0,36% 1,08%1,08% 0,00%0,00% 2,17%2,17% 1,86%1,86%

De 240.000,01 a 360.000,00De 240.000,01 a 360.000,00 6,84%6,84% 0,31%0,31% 0,31%0,31% 0,95%0,95% 0,23%0,23% 2,71%2,71% 2,33%2,33%

De 360.000,01 a 480.000,00 De 360.000,01 a 480.000,00 7,54%7,54% 0,35%0,35% 0,35%0,35% 1,04%1,04% 0,25%0,25% 2,99%2,99% 2,56%2,56%

De 480.000,01 a 600.000,00De 480.000,01 a 600.000,00 7,60%7,60% 0,35%0,35% 0,35%0,35% 1,05%1,05% 0,25%0,25% 3,02%3,02% 2,58%2,58%

De 600.000,01 a 720.000,00De 600.000,01 a 720.000,00 8,28%8,28% 0,38%0,38% 0,38%0,38% 1,15%1,15% 0,27%0,27% 3,28%3,28% 2,82%2,82%

De 720.000,01 a 840.000,00De 720.000,01 a 840.000,00 8,36%8,36% 0,39%0,39% 0,39%0,39% 1,16%1,16% 0,28%0,28% 3,30%3,30% 2,84%2,84%

De 840.000,01 a 960.000,00De 840.000,01 a 960.000,00 8,45%8,45% 0,39%0,39% 0,39%0,39% 1,17%1,17% 0,28%0,28% 3,35%3,35% 2,87%2,87%

De 960.000,01 a 1.080.000,00De 960.000,01 a 1.080.000,00 9,03%9,03% 0,42%0,42% 0,42%0,42% 1,25%1,25% 0,30%0,30% 3,57%3,57% 3,07%3,07%

De 1.080.000,01 a 1.200.000,00De 1.080.000,01 a 1.200.000,00 9,12%9,12% 0,43%0,43% 0,43%0,43% 1,26%1,26% 0,30%0,30% 3,60%3,60% 3,10%3,10%

De 1.200.000,01 a 1.320.000,00De 1.200.000,01 a 1.320.000,00 9,95%9,95% 0,46%0,46% 0,46%0,46% 1,38%1,38% 0,33%0,33% 3,94%3,94% 3,38%3,38%

De 1.320.000,01 a 1.440.000,00De 1.320.000,01 a 1.440.000,00 10,04%10,04% 0,46%0,46% 0,46%0,46% 1,39%1,39% 0,33%0,33% 3,99%3,99% 3,41%3,41%

De 1.440.000,01 a 1.560.000,00De 1.440.000,01 a 1.560.000,00 10,13%10,13% 0,47%0,47% 0,47%0,47% 1,40%1,40% 0,33%0,33% 4,01%4,01% 3,45%3,45%

De 1.560.000,01 a 1.680.000,00De 1.560.000,01 a 1.680.000,00 10,23%10,23% 0,47%0,47% 0,47%0,47% 1,42%1,42% 0,34%0,34% 4,05%4,05% 3,48%3,48%

De 1.680.000,01 a 1.800.000,00De 1.680.000,01 a 1.800.000,00 10,32%10,32% 0,48%0,48% 0,48%0,48% 1,43%1,43% 0,34%0,34% 4,08%4,08% 3,51%3,51%

De 1.800.000,01 a 1.920.000,00De 1.800.000,01 a 1.920.000,00 11,23%11,23% 0,52%0,52% 0,52%0,52% 1,56%1,56% 0,37%0,37% 4,44%4,44% 3,82%3,82%

De 1.920.000,01 a 2.040.000,00De 1.920.000,01 a 2.040.000,00 11,32%11,32% 0,52%0,52% 0,52%0,52% 1,57%1,57% 0,37%0,37% 4,49%4,49% 3,85%3,85%

De 2.040.000,01 a 2.160.000,00De 2.040.000,01 a 2.160.000,00 11,42%11,42% 0,53%0,53% 0,53%0,53% 1,58%1,58% 0,38%0,38% 4,52%4,52% 3,88%3,88%

De 2.160.000,01 a 2.280.000,00De 2.160.000,01 a 2.280.000,00 11,51%11,51% 0,53%0,53% 0,53%0,53% 1,60%1,60% 0,38%0,38% 4,56%4,56% 3,91%3,91%

De 2.280.000,01 a 2.400.000,00De 2.280.000,01 a 2.400.000,00 11,61%11,61% 0,54%0,54% 0,54%0,54% 1,60%1,60% 0,38%0,38% 4,60%4,60% 3,95%3,95%

 

Page 32: Nívea Cordeiro 2009

Receita Bruta em 12 meses (em R$)Receita Bruta em 12 meses (em R$) ALÍQUOTAALÍQUOTA IRPJIRPJ CSLLCSLL COFINSCOFINS PIS/PASEPPIS/PASEP INSSINSS ICMSICMS

Até 120.000,00 Até 120.000,00 4,00%4,00% 0,00%0,00% 0,21%0,21% 0,74%0,74% 0,00%0,00% 1,80%1,80% 1,25%1,25%

De 120.000,01 a 240.000,00 De 120.000,01 a 240.000,00 5,47%5,47% 0,00%0,00% 0,36%0,36% 1,08%1,08% 0,00%0,00% 2,17%2,17% 1,86%1,86%

De 240.000,01 a 360.000,00De 240.000,01 a 360.000,00 6,84%6,84% 0,31%0,31% 0,31%0,31% 0,95%0,95% 0,23%0,23% 2,71%2,71% 2,33%2,33%

De 360.000,01 a 480.000,00 De 360.000,01 a 480.000,00 7,54%7,54% 0,35%0,35% 0,35%0,35% 1,04%1,04% 0,25%0,25% 2,99%2,99% 2,56%2,56%

De 480.000,01 a 600.000,00De 480.000,01 a 600.000,00 7,60%7,60% 0,35%0,35% 0,35%0,35% 1,05%1,05% 0,25%0,25% 3,02%3,02% 2,58%2,58%

De 600.000,01 a 720.000,00De 600.000,01 a 720.000,00 8,28%8,28% 0,38%0,38% 0,38%0,38% 1,15%1,15% 0,27%0,27% 3,28%3,28% 2,82%2,82%

De 720.000,01 a 840.000,00De 720.000,01 a 840.000,00 8,36%8,36% 0,39%0,39% 0,39%0,39% 1,16%1,16% 0,28%0,28% 3,30%3,30% 2,84%2,84%

De 840.000,01 a 960.000,00De 840.000,01 a 960.000,00 8,45%8,45% 0,39%0,39% 0,39%0,39% 1,17%1,17% 0,28%0,28% 3,35%3,35% 2,87%2,87%

De 960.000,01 a 1.080.000,00De 960.000,01 a 1.080.000,00 9,03%9,03% 0,42%0,42% 0,42%0,42% 1,25%1,25% 0,30%0,30% 3,57%3,57% 3,07%3,07%

De 1.080.000,01 a 1.200.000,00De 1.080.000,01 a 1.200.000,00 9,12%9,12% 0,43%0,43% 0,43%0,43% 1,26%1,26% 0,30%0,30% 3,60%3,60% 3,10%3,10%

De 1.200.000,01 a 1.320.000,00De 1.200.000,01 a 1.320.000,00 9,95%9,95% 0,46%0,46% 0,46%0,46% 1,38%1,38% 0,33%0,33% 3,94%3,94% 3,38%3,38%

De 1.320.000,01 a 1.440.000,00De 1.320.000,01 a 1.440.000,00 10,04%10,04% 0,46%0,46% 0,46%0,46% 1,39%1,39% 0,33%0,33% 3,99%3,99% 3,41%3,41%

De 1.440.000,01 a 1.560.000,00De 1.440.000,01 a 1.560.000,00 10,13%10,13% 0,47%0,47% 0,47%0,47% 1,40%1,40% 0,33%0,33% 4,01%4,01% 3,45%3,45%

De 1.560.000,01 a 1.680.000,00De 1.560.000,01 a 1.680.000,00 10,23%10,23% 0,47%0,47% 0,47%0,47% 1,42%1,42% 0,34%0,34% 4,05%4,05% 3,48%3,48%

De 1.680.000,01 a 1.800.000,00De 1.680.000,01 a 1.800.000,00 10,32%10,32% 0,48%0,48% 0,48%0,48% 1,43%1,43% 0,34%0,34% 4,08%4,08% 3,51%3,51%

De 1.800.000,01 a 1.920.000,00De 1.800.000,01 a 1.920.000,00 11,23%11,23% 0,52%0,52% 0,52%0,52% 1,56%1,56% 0,37%0,37% 4,44%4,44% 3,82%3,82%

De 1.920.000,01 a 2.040.000,00De 1.920.000,01 a 2.040.000,00 11,32%11,32% 0,52%0,52% 0,52%0,52% 1,57%1,57% 0,37%0,37% 4,49%4,49% 3,85%3,85%

De 2.040.000,01 a 2.160.000,00De 2.040.000,01 a 2.160.000,00 11,42%11,42% 0,53%0,53% 0,53%0,53% 1,58%1,58% 0,38%0,38% 4,52%4,52% 3,88%3,88%

De 2.160.000,01 a 2.280.000,00De 2.160.000,01 a 2.280.000,00 11,51%11,51% 0,53%0,53% 0,53%0,53% 1,60%1,60% 0,38%0,38% 4,56%4,56% 3,91%3,91%

De 2.280.000,01 a 2.400.000,00De 2.280.000,01 a 2.400.000,00 11,61%11,61% 0,54%0,54% 0,54%0,54% 1,60%1,60% 0,38%0,38% 4,60%4,60% 3,95%3,95%

 

Page 33: Nívea Cordeiro 2009

HipóteseHipótese►Receita mensal: R$ 125.000,00Receita mensal: R$ 125.000,00

►Para evitar mascarar os resultados, Para evitar mascarar os resultados, tomemos a hipótese do histórico de 12 tomemos a hipótese do histórico de 12 meses de faturamento na mesma meses de faturamento na mesma média:média: 125.000,00 x 12 meses = 1.500.000,00125.000,00 x 12 meses = 1.500.000,00 Alíquota do Simples: 10,13%Alíquota do Simples: 10,13%

Assim……Assim……

Page 34: Nívea Cordeiro 2009

IMPOSTOS %Base de

Cálculo

Valor a Pagar

PIS     0,00

COFINS      

IRPJ      

CSL      

ICMS      

       

SIMPLES 10,13% 125.000,00 12.662,50

TOTAL     12.662,50

Page 35: Nívea Cordeiro 2009

Despesas VariáveisDespesas Variáveis

Discriminação Valores – R$CMV 72.500,00

Comissões + RSR 2.175,00

Encargos Sociais (56%) 1.218,00

Royalties 1.812,50

Tributos 12.662,50

Page 36: Nívea Cordeiro 2009

DESPESAS VARIÁVEIS

DISCRIMINAÇÃO VALORES - R$

CMV 72.500,00

Comissões + RSR 2.175,00

Encargos Sociais 1.218,00

Tributos 12.662,50

Royalties 1.812,50

   

   

   

Sub-total 90.368,00

Outros (3% sobre os itens acima) 2.711,04

TOTAL DOS CUSTOS VARIÁVEIS 93.079,04

Page 37: Nívea Cordeiro 2009

RESULTADOS OPERACIONAIS

DISCRIMINAÇÃO VALORES - R$

Receita (Faturamento) 125.000,00

Custos Variáveis 93.079,04

Margem de Contribuição (Lucro Bruto) (a-b) 31.920,96

Custos Fixos 18.955,27

Lucro Operacional (c-d) 12.965,69

Imposto de Renda - 15%  

Contribuição Social sobre Lucro Líquido - 9%  

Lucro Líquido Final (e-f-g) 12.965,69

Page 38: Nívea Cordeiro 2009

DEMONSTRATIVO DA CAPACIDADE DE PAGAMENTO

   

DISCRIMINAÇÃO VALORES - R$

Lucro Líquido 12.965,69

Depreciação 1.041,67

Disponibilidade (a+ b) 14.007,36

Prestação do Financiamento  

Saldo (c-d)  

Page 39: Nívea Cordeiro 2009

Ciclo FinanceiroCiclo Financeiro

CF = P M E + P M R - P M P CF = P M E + P M R - P M P

O Ciclo Financeiro é o número de dias necessários

para que uma empresa opere.

Page 40: Nívea Cordeiro 2009

Ciclo FinanceiroCiclo Financeiro

CF = P M E + P M R - P M P CF = P M E + P M R - P M P

No nosso caso teremos:

Page 41: Nívea Cordeiro 2009

Ciclo FinanceiroCiclo Financeiro

CF = P M E + P M R - P M P CF = P M E + P M R - P M P

No nosso caso teremos:

PME = 12 dias

PMR = 36 dias

PMP = 25 dias

Page 42: Nívea Cordeiro 2009

Ciclo FinanceiroCiclo Financeiro

CF = P M E + P M R - P M P CF = P M E + P M R - P M P

PME = 12 dias

PMR = 36 dias

PMP = 25 dias

C F = 12 + 36 - 25

CF = 23 dias

Page 43: Nívea Cordeiro 2009

Caixa MínimoCaixa Mínimo ( (são 3 etapassão 3 etapas))

1ª etapa =1ª etapa = Ciclo FinanceiroCiclo Financeiro = 23 dias = 23 dias

Page 44: Nívea Cordeiro 2009

Caixa MínimoCaixa Mínimo ( (são 3 etapassão 3 etapas))

1ª etapa =1ª etapa = Ciclo FinanceiroCiclo Financeiro = 23 dias = 23 dias

2ª etapa = 2ª etapa = Descobrir as DESPESAS TOTAIS Descobrir as DESPESAS TOTAIS

(Despesas Fixas + Despesas Variáveis)(Despesas Fixas + Despesas Variáveis) DT = 18.955,27 + 93.079,04 = 112.034,31DT = 18.955,27 + 93.079,04 = 112.034,31

Page 45: Nívea Cordeiro 2009

Caixa MínimoCaixa Mínimo ( (são 3 etapassão 3 etapas))

1ª etapa =1ª etapa = Ciclo FinanceiroCiclo Financeiro = 23 dias = 23 dias

2ª etapa = 2ª etapa = Descobrir as DESPESAS TOTAIS Descobrir as DESPESAS TOTAIS

(Despesas Fixas + Despesas Variáveis)(Despesas Fixas + Despesas Variáveis) DT = 18.955,27 + 93.079,04 = 112.034,31DT = 18.955,27 + 93.079,04 = 112.034,31

3ª etapa = Achar o 3ª etapa = Achar o Caixa Mínimo Operacional Caixa Mínimo OperacionalCMO = DT : 30 x CFCMO = DT : 30 x CF

CMO = CMO = 112.034,31112.034,31 x 23 dias x 23 dias 30 dias30 dias

CMO = 85.892,97CMO = 85.892,97

Page 46: Nívea Cordeiro 2009

Cálculo do Estoque para 12 Cálculo do Estoque para 12 diasdias

NE = CMV : 30 x PMENE = CMV : 30 x PME

Page 47: Nívea Cordeiro 2009

Cálculo do Estoque para 12 Cálculo do Estoque para 12 diasdias

CMV = 72.500,00 : 30 x PMECMV = 72.500,00 : 30 x PME

Page 48: Nívea Cordeiro 2009

Cálculo do Estoque para 12 Cálculo do Estoque para 12 diasdias

CMV = 72.500,00 : 30 x PMECMV = 72.500,00 : 30 x PME

Assim:Assim:

72.500,00 : 30 dias x 12 dias 72.500,00 : 30 dias x 12 dias

NE = R$ 29.000,00NE = R$ 29.000,00

Page 49: Nívea Cordeiro 2009

Capital de Giro InicialCapital de Giro Inicial

► Caixa Mínimo Caixa Mínimo 85.892,9785.892,97

Page 50: Nívea Cordeiro 2009

Capital de Giro InicialCapital de Giro Inicial

► Caixa Mínimo Caixa Mínimo 85.892,97 85.892,97► Necessidade de Estoque Necessidade de Estoque

29.000,0029.000,00

Page 51: Nívea Cordeiro 2009

Capital de Giro InicialCapital de Giro Inicial

► Caixa Mínimo Caixa Mínimo 85.892,97 85.892,97► Necessidade de Estoque Necessidade de Estoque

29.000,0029.000,00

TOTAL................................... 114.892,97TOTAL................................... 114.892,97

Page 52: Nívea Cordeiro 2009

Investimentos InicialInvestimentos Inicial► Investimento FixoInvestimento Fixo 76.800,00 76.800,00

► Inv.Pré-Operacionais 62.600,00Inv.Pré-Operacionais 62.600,00

► Capital de GiroCapital de Giro 114.892,97 114.892,97

► Total...................... 254.292,97 Total...................... 254.292,97

Page 53: Nívea Cordeiro 2009

Indicadores de Indicadores de ResultadoResultado

Page 54: Nívea Cordeiro 2009

Indicadores de ResultadoIndicadores de Resultado LucratividadeLucratividade

Determina a parcela das Determina a parcela das receitas operacionais receitas operacionais

(em termos relativos) que (em termos relativos) que representa o lucro do representa o lucro do

negócionegócio

Page 55: Nívea Cordeiro 2009

Indicadores de ResultadoIndicadores de Resultado LucratividadeLucratividade

Determina a parcela das receitas Determina a parcela das receitas operacionais operacionais

(em termos relativos) que representa (em termos relativos) que representa o lucro do negócioo lucro do negócio

Lucratividade = Lucratividade = Lucro LíquidoLucro Líquido x 100 x 100

ReceitaReceita

L = L = 12.965,69 12.965,69 x 100 = x 100 = 10,37%10,37%

125.000,00125.000,00

Page 56: Nívea Cordeiro 2009

Rentabilidade SimplesRentabilidade SimplesIndica o retorno dos Indica o retorno dos

recursos totais recursos totais investidos no investidos no

empreendimento. empreendimento.

Indicadores de ResultadoIndicadores de Resultado

Page 57: Nívea Cordeiro 2009

Indicadores de ResultadoIndicadores de Resultado

Rentabilidade SimplesRentabilidade SimplesIndica o retorno dos recursos Indica o retorno dos recursos

totais investidos no totais investidos no empreendimento. empreendimento.

Rentabilidade = Rentabilidade = Lucro Líquido Lucro Líquido x 100x 100

Investimento TotalInvestimento Total

R = R = 12.965,69 12.965,69 x 100 = 5,10% x 100 = 5,10%

254.292,97254.292,97

Page 58: Nívea Cordeiro 2009

Indicadores de ResultadoIndicadores de ResultadoPrazo de Retorno do Prazo de Retorno do

InvestimentoInvestimentoIndica o tempo de Indica o tempo de

recuperação dos recuperação dos recursos aplicados no recursos aplicados no empreendimento. É o empreendimento. É o

inverso da inverso da rentabilidade.rentabilidade.

Page 59: Nívea Cordeiro 2009

Indicadores de ResultadoIndicadores de ResultadoPrazo de Retorno do Prazo de Retorno do

InvestimentoInvestimentoIndica o tempo de recuperação Indica o tempo de recuperação

dos recursos aplicados no dos recursos aplicados no empreendimento. É o inverso empreendimento. É o inverso

da rentabilidade.da rentabilidade.

P.R.I = P.R.I = Investimento TotalInvestimento Total Lucro Lucro Líquido Líquido

P.R.I = P.R.I = 254.292,97254.292,97 = 19,61 meses = 19,61 meses 12.965,6912.965,69

Ou 1 ano e 18 diasOu 1 ano e 18 dias

Page 60: Nívea Cordeiro 2009

Indicadores de ResultadoIndicadores de ResultadoPonto de EquilíbrioPonto de Equilíbrio

Indica o nível de vendas em que os Indica o nível de vendas em que os custos totais da empresa se custos totais da empresa se igualam às suas receitas. igualam às suas receitas.

A empresa absorve todos os seus A empresa absorve todos os seus custos fixos e os variáveis até custos fixos e os variáveis até

aquele ponto. A partir desse nível aquele ponto. A partir desse nível começa-se a gerar o lucro.começa-se a gerar o lucro.

Page 61: Nívea Cordeiro 2009

Indicadores de ResultadoIndicadores de ResultadoPonto de EquilíbrioPonto de Equilíbrio

Indica o nível de vendas em que os custos totais da Indica o nível de vendas em que os custos totais da empresa se igualam às suas receitas. empresa se igualam às suas receitas.

A empresa absorve todos os seus custos fixos e os A empresa absorve todos os seus custos fixos e os variáveis até aquele ponto. A partir desse nível variáveis até aquele ponto. A partir desse nível

começa-se a gerar o lucro.começa-se a gerar o lucro.

P.E = P.E = Despesas FixasDespesas Fixas x Receita x Receita Margem de Contribuição Margem de Contribuição

P.E. = P.E. = 18.955,2718.955,27 x 125.000,00 x 125.000,00

31.920,96 31.920,96

= R$ 74.227,37= R$ 74.227,37

Page 62: Nívea Cordeiro 2009

Investimentos InicialInvestimentos Inicial► Investimento FixoInvestimento Fixo 76.800,00 76.800,00► Inv.Pré-Operacionais 62.600,00Inv.Pré-Operacionais 62.600,00

► Capital de GiroCapital de Giro 114.892,97 114.892,97

Total....................... 254.292,97 Total....................... 254.292,97

Indicadores de Resultado

Lucratividade10,37%

Rentabilidade 5,10%

PRI 19,61 mesesPonto de Equilíbrio 74.227,37

Page 63: Nívea Cordeiro 2009

RESUMOLUCRO

PRESU-MIDO

LUCRO REAL

SIMPLES

Lucratividade 2,08% 3,39% 10,37%

Rentabilidade 0,99% 1,63% 5,10%

PRI100,77 meses

61,43meses

19,61 meses

Ponto de Equilíbrio 111.134,67 98.663,17 74.227,37

Page 64: Nívea Cordeiro 2009

►Agora, sim….. Podemos analisar se o Agora, sim….. Podemos analisar se o negócio é viável….negócio é viável….

Qual a sua opinião?Qual a sua opinião?

Page 65: Nívea Cordeiro 2009

15 MINUTOS DE PODER...

Page 66: Nívea Cordeiro 2009

Era uma vez, há muitos e muitos anos, uma escola de anjos.

Conta-se que naquele tempo, antes de se tornarem anjos de verdade, os aprendizes de anjos passavam por um estágio.

Durante um certo período, eles saíam em duplas para fazer o bem e no final de cada dia, apresentavam ao anjo mestre um relatório das boas ações praticadas.

Page 67: Nívea Cordeiro 2009

Aconteceu então, um dia, que dois anjos estagiários, depois de vagarem exaustivamente por todos os cantos, regressavam frustrados por não terem podido praticar nenhum tipo de salvamento sequer.

Parece que naquele dia, o mal estava de folga.

Enquanto voltavam tristes, os dois se depararam com dois lavradores que seguiam por uma trilha.

Neste momento, um deles, dando um grito de alegria, disse para o outro:

-Tive uma ideia. Que tal darmos o poder a estes dois lavradores por quinze minutos para ver o que eles fariam?

Page 68: Nívea Cordeiro 2009

O outro respondeu:

- Você ficou maluco? O anjo mestre não vai gostar nada disso!

Mas o primeiro retrucou:

- Que nada, acho até que ele vai gostar! Vamos fazer isto e depois contaremos para ele.

E assim fizeram. Colocaram suas mãos invisíveis na cabeça dos dois e se puseram a observá-los.

Poucos passos adiante os lavradores se separaram e seguiram por caminhos diferentes.

Page 69: Nívea Cordeiro 2009

Um deles, após alguns passos, viu um bando de pássaros voando em direção à sua lavoura, e passando a mão na testa suada disse:

- Por favor passarinhos, não comam toda a minha plantação! Eu preciso que esta lavoura cresça e produza, pois é daí que tiro o meu sustento.

Naquele momento, ele viu espantado a lavoura crescer e ficar prontinha para ser colhida.

Assustado, ele esfregou os olhos e pensou: Devo estar cansado! E acelerou o passo.

Page 70: Nívea Cordeiro 2009

Aconteceu que logo adiante ele caiu ao tropeçar em um pequeno porco que havia fugido do chiqueiro.

Mais uma vez, esfregando a testa ele disse:

- Você fugiu de novo meu porquinho! Mas a culpa é minha, eu ainda vou construir um chiqueiro decente para você.

Mais uma vez espantado, ele viu o chiqueiro se transformar num local limpo e acolhedor, todo azulejado, com água corrente e o porquinho já instalado no seu compartimento.

Esfregou os olhos e apressando ainda mais o passo pensou: Estou muito cansado!

Page 71: Nívea Cordeiro 2009

Neste momento ele chegou em casa e, ao abrir a porta, a tranca que estava pendurada caiu sobre sua cabeça.

Ele então tirou o chapéu e esfregando a cabeça disse:

- De novo! E o pior é que não aprendo. Também, não tem me sobrado tempo. Mas ainda hei de ter dinheiro para construir uma grande casa e dar um pouco mais de conforto para minha mulher.

Naquele exato momento aconteceu o milagre. Aquela humilde casinha foi se transformando numa verdadeira mansão diante dos seus olhos.

Assustadíssimo, e sem nada entender, convicto de que era tudo decorrente do cansaço, ele se jogou numa enorme poltrona e, em segundos, estava dormindo profundamente.

Page 72: Nívea Cordeiro 2009

Minutos depois ele ouviu alguém pedir socorro:

- Compadre! Me ajude! Eu estou perdido!

Ainda atordoado, ele se levantou correndo. Tinha na mente, imagens muito fortes de algo que ele não entendia bem, mas parecia um sonho.

Quando ele chegou na porta, encontrou o amigo em prantos. Ele se lembrava que poucos minutos antes eles se despediram no caminho e estava tudo bem. Então perguntando o que havia se passado ele ouviu a seguinte estória:

Page 73: Nívea Cordeiro 2009

-Compadre, nós nos despedimos no caminho e eu segui para a minha casa...

Acontece que poucos passos adiante, eu vi um bando de pássaros voando em direção à minha lavoura.

Este fato me deixou revoltado e eu gritei: Vocês de novo, atacando a minha lavoura!

Tomara que tudo seque e vocês morram de fome!

Naquele exato momento, eu vi a lavoura secar e todos os pássaros morrerem diante dos meus olhos!

Pensei: devo estar cansado, e apressei o passo.

Page 74: Nívea Cordeiro 2009

Andei um pouco mais e caí depois de tropeçar no meu porco que havia fugido do chiqueiro.

Fiquei muito bravo e gritei: Você fugiu de novo?

Por que não morre logo e para de me dar trabalho?

Compadre, não é que o porco morreu ali mesmo, na minha frente!

Page 75: Nívea Cordeiro 2009

Acreditando estar vendo coisas, andei mais depressa, e ao entrar em casa, me caiu na cabeça a tranca da porta.

Naquele momento, como eu já estava com muita raiva, gritei novamente:

Esta casa... Caindo aos pedaços, por que não pega fogo logo e acaba com isto?...

Para surpresa minha, compadre, naquele exato momento a minha casa pegou fogo, e tudo foi tão rápido que eu nada pude fazer!

Page 76: Nívea Cordeiro 2009

Mas ... compadre, o que aconteceu com a sua casa?...

De onde veio esta mansão?

Page 77: Nívea Cordeiro 2009

Depois de tudo observarem, os dois anjos foram muito assustados, contar para o anjo mestre o que havia se passado.

Estavam muito apreensivos quanto ao tipo de reação que o anjo mestre teria.

Mas tiveram uma grande surpresa .

Page 78: Nívea Cordeiro 2009

O anjo mestre ouviu com muita atenção o relato, parabenizou os dois pela idéia brilhante que

haviam tido, e resolveu decretar que a partir daquele momento,

todo ser humano teria 15 minutos de poder ao longo da vida.

Page 79: Nívea Cordeiro 2009

Só que ninguém jamais saberia quando estes 15

minutos de poder estariam acontecendo.

Page 80: Nívea Cordeiro 2009

Será que os 15 minutos próximos serão seus?

Page 81: Nívea Cordeiro 2009

Eu acabei de usar os meus.....