Música para a escola elementar

Click here to load reader

  • date post

    14-Jul-2015
  • Category

    Documents

  • view

    1.041
  • download

    4

Embed Size (px)

Transcript of Música para a escola elementar

MUSICA PARA A ESCOLA ELEMENTAR

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS PEDAGGICOSem cooperao com o SERVIO DE EDUCAO MUSICAL E ARTSTICA DA SECRETARIA DE EDUCAO E CULTURA DO DISTRITO FEDERAL Diretor do INEP: Ansio Spinola Teixeira Diretor do SEM A: Sylvio Salema Garo Ribeiro

COLEO GUIAS DE ENSINO E LIVROS DE TEXTO

MUSICA PARA A ESCOLA ELEMENTAR

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS PEDAGGICOSCAIXA POSTAL 1669 PALCIO DA EDUCAO. 10/ ANDAR RIO DE JANEIRO BRASIL 195 5

N D I C EI PARTE H I N O S PATRITICOS E CANES PATRITICAS Dados histricos sobre o Hino Nacional Decreto-Lei n. 4 545 de 31-7-1942 Francisco Manuel da Silva Joaquim Osrio Duque EstradaH I N O NACIONAL BRASILEIRO

13 15 17 19 21 27 29 30 31 33 35 36

Msica Letra Francisco Braga Olavo BilacH I N O BANDEIRA N A C I O N A L

Msica Letra D. Pedro I Evaristo da VeigaH I N O DA INDEPENDNCIA DO BRASIL "

Msica Letra Leopoldo Miguez Medeiros e Albuquerque : Msica Letra

. , ..................................................... . *

39 41 43 45 47 49

H I N O DA PROCLAMAO ; DA REPBLICA

HINOAT I R A D E N T E S . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Msica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5 1

LetraH I N O A CAXIAS

53 55 57 59 61 63 65 67 69 71 74

Msica LetraH I N O A R I O BRANCO

Msica LetraSANTOS D U M O N T

Msica LetraH I N O A REDENTORA

Msica LetraCANO DO SOLDADO

Msica Letra

3

NDICECANO DO MARINHEIRO

Msica LetraCADETES DO AR

75 78 79 82 83 85 86 88 89 91 92 94 95 97 98 99 101 103 105II PARTE

Msica LetraFIBRA DE H E R I

Letra MsicaSALVE BRASIL

Letra MsicaC A N T O AO BRASIL

Letra MsicaCANTAR PARA VIVER

Msica Letra M I N H A TERRA QUERIDA

Msica Letra Soldadinhos Brasileiros Soldadinhos Soldadinho de Brinquedo Brasil Bandeira Brasileira FOLCLORE Acordei de Madrugada Tatu Maramb Bam-Ba-La-Lo Sapo Jururu A Pobre e a Rica Girofl Escravos de Job Ciranda, Cirandinha Teresinha de Jesus Anquinhas Entrei na Roda Pombinha Rolinha Nesta Rua Gatinha parda Ponte de Vinhaa Carneirinho, carneiro Carangueijo Vamos Maninha A canoa virou Vamos maninha a barca virou Pai Francisco

109 110 111 112 113 114 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130

6

NDICE

O cravo brigou com a rosa Capelinha de Melo Sinhaninha Vai Abbora A roseira Margarida Candieiro Samba-l-l Vestidinho branco MachadinhaIII PARTE

131 132 133 134 136 137 138 139 140 141 VIDA ESCOLAR 145 146 148 149 150 151 152 153 154IV PARTE

Bom dia, bom dia Cano do dia A cantar Canto de Alegria Ns vamos estudar Cano da merenda Merenda O anel A marcha CONHECIMENTOS O sino De Manh Perguntas Sempre Alegre Eu tenho Meus amigos As vogais Minha galinha pintadinha Amigo de todos Aprendendo a escreverV PARTE

157 158 159 160 161 162 164 165 166 167 DATAS DIVERSAS 171 173 174 175 176 177 178 179 180VI P A R T E

Coelinho da Pscoa Mamezinha to boa Minha Amiga Dia das mes Papaizinho querido To doce luz Saudao Saudao Saudao FESTAS JUNINAS Ms de Junho Dana Caipira .

183 1847

NDICE

Balo na mata Olhem o meu vestido Marcha So Joo Marcha So Pedro Noite de So Joo Comeo de festa Padroeiros de junho Pula fogueira A fogueira A casa de Rosinha Maninha vamos a festa Sanfana de Zequinha Brincadeira de junho Ms do corao Festas de junho

. .

',.

:...:.....

185 186 188 189 190 191 192 193 195 197 198 200 202 203 204

VII

PARTE

PRIMAVERA E N A T U R E Z A Hino s rvores Primavera A primavera vai chegar Hino ao sol do Brasil Luar do Sul Jangada Brasileira Repiu Piu Piu Pica-pau Ganarinho Meu galinho Meu cavalo Bichinhos Cavalinho O coelhinho Ratazanada Meu sapinhoVIII PARTE

209 211 212 213 214 216 218 219 220 222 223 225 226 227 228 229 NATAL

Hoje dia de Natal Natal Nem a uma formiguinha No alto da torre Soam ao longe Presentes de Natal Dia de Natal Naquele tempo Os sinos dizem Sinos de Natal O segredo de Natal

233 234 235 237 238 239 240 242 244 246 247

8

AGRADECIMENTOA presente coletnea musical foi organizada pelo Servio de Educao Musical e Artstica do Departamento de Educao Complementar da Secretaria Geral de Educao e Cultura do Distrito Federal., por solicitao do diretor do Instituto Nacional de Estudos Pedaggicos, e se destina a distribuio a professores primrios. Representa o resultado de estudos realizados por aquele Servio, no sentido de selecionar melodias que atendam as condies exigidas pela pedagogia musical para a idade infantil. Ao Servio de Educao Musical e Artstica do Distrito Federal e, em particular, a seu dirigente, professor Slvio Salema Garo Ribeiro, responsveis pelo trabalho realizado, o INEP manifesta seus vivos agradecimentos pela valiosa colaborao que lhe foi prestada.

9

NOTA EXPLICATIVA A presente publicao representa uma reedio, com algumas alteraes, da edio anteriormente realizada pelo Instituto Nacional de Estudos Pedaggicos sob a denominao de "Coleo de msicas escolares para o ensino primrio organizada e aprovada pelo Servio de Educao Musical e Artstica" (Prefeitura do Distrito Federal) Destina-se, como aquela, a servir de auxiliar ao professor primrio na parte musical adaptada a esse nvel e a ser cantada a uma voz. A seleo e a adaptao das msicas contidas na presente publicao foi realizada por uma comisso composta dos professores Sylvio Salema Garo Ribeiro, Olga Behring Pohlmann, Cacilda Borges Barbosa, Maria Augusta Joppert, Emilia D'Anniballe fannibelli, Maria Dulce Sampaio Antunes, Lucilia Guimares Villa-Lobos e Edila Sousa Aguiar Rocha, aos quais o I.N.E.P. agradece a colaborao que lhe foi prestada. O I.N.E.P. estende seus agradecimentos a Florinda Santoro, Irene Catharina Pereira Lyra, Maria Dulce Sampaio Antunes e Zuleida de Arajo Motta, que se encarregaram de pesquisa sobre o decreto-lei relativo ao Hino Nacional, e a Maria Arlinda de Carvalho Coira, responsvel pela execuo grfica do presente trabalho.

10

I PARTE

a) Hinos

Patriticos

b) Canes Patriticas

DADOS

HISTRICOS

Inspirado na Proclamao da Independncia, escreveu Francisco Manuel da Silva uma composio musical que, consagrada pelo povo, se tornaria atravs do tempo, o Hino do nosso Brasil. Segundo alguns historiadores, essa composio foi comeada no balco de certo armarinho situado na esquina da Rua Senhor dos Passos com a Rua Regente Feij, onde se reuniam Francisco Manuel da Silva, Bento das Mercs, J. Rodrigues Cortes, este mais tarde professor do Conservatrio, o poeta Laurindo Rabelo e Zacarias de Freitas, depois Cnego, todos devotados msica. Em 1831, por ocasio da Abdicao de D. Pedro I, foi o Hino Nacional estusisticamente cantado nas ruas pelo povo como "Hino 7 de Abril", com letra do desembargador Ovdio Saraiva de Carvalho. Dez anos mais tarde, em 1841, na Coroao de D. Pedro II, o mesmo poeta deu msica outra letra alusiva ao acontecimento. Nas horas difceis da Guerra do Paraguai, para comemorar as vitrias brasileiras, as bandas militares tambm tocavam essa msica patritica. Proclamada a Repblica, partidrios do regime solicitaram ao governo um novo Hino Nacional. Foi ento aberto concurso entre compositores nacionais, realizado no Teatro Lrico, em 20 de janeiro de 1890. Ouviu-se Hino de Jernimo de Queiroz, seguindo-se os de Francisco Braga, Alberto Nepomuceno e finalmente, o de Leopoldo Miguez, que foi classificado em primeiro lugar. Parecia estar resolvido o assunto, quando a multido que acompanhava o prlio, em unssono pede insistentemente: "O Hino Nacional!" "O Hino Nacional!" executado o Hino de Francisco Manuel. O entusiasmo foi geral, Aplausos, lgrimas, abraos, cumprimentos: a merecida e sublime glorificao da maior obra musical de Francisco Manuel da Silva.

DADOS

HISTRICOS

Diante da manifestao do povo, no havia mais dvida. Deodoro, tambm visivelmente emocionado, levanta-se e exclama: "Prefiro o velho!" E lavra o decreto 171, de 20-1-1890 "Art. 1 conservada para todos os efeitos como Hino Nacional a composio musical de Francisco Manuel da Silva." A composio de Leopoldo Miguez foi adotada como "Hino da Proclamao da Repblica".

14

DECRETO-LEI N' 4.545 DE 31/7/1942Transcrio de artigos referentes ao Hino Nacional. CAPITULO II SEO III DO HINO NACIONAL Art. 7 O Hino Nacional o que se compe da msica de Francisco Manuel da Silva e poema de Joaquim Osrio Duque Estrada, conforme o disposto nos decretos 171, de 20 de janeiro de 1890, e 15.161 de 6 de setembro de 1922. (Anexo n. 3, msica para piano; anexo n. 4, msica para orquestra; anexo n. 5, msica para banda; anexo n. 6, poema; anexo n.' 7, msica para piano e canto). Pargrafo nico Fica integrada, nas instrumentaes de orquestra e banda para as continncias de que trata a alnea do art. 20 deste decreto-lei, a marcha

batida, j em uso, de autoria do mestre de msica Anto Fernandes, e mantida eadotada a adaptao de Alberto Nepomuceno, em f maior. Art. 19. A execuo do Hino Nacional obedecer s seguintes prescries: I Ser sempre executado em andamento metronmico de uma semnima igual a 120. II obrigatrio a tonalidade de si bemol para a execuo instrumental simples. III Far-se- o canto sempre em unssono. IV Nos casos de simples execuo instrumental, a msica, integralmente., mas sem repetio; nos casos de execuo vocal sero sempre cantadas as duas partes do poema.

Art. 20. Ser o Hino Nacional executado:a) Em continncia Bandeira Nacional e ao Presidente da Repblica; ao Parlamento Nacional e ao Supremo Tribunal Federal, quando encorporados; e nos demais casos expressamente determinados pelos regulamentos de continncia ou cerimoniais de cortesias internacionais.

15

DECRETO-LEI e) na ocasio do hasteamento d