MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO · PDF...

Click here to load reader

  • date post

    30-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO · PDF...

  • MINISTRIO DA EDUCAO SECRETARIA DE EDUCAO PROFISSIONAL E TECNOLGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAO, CINCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS LAGES

    Prof. Marcel Piovezan

    [email protected]

    Unidade Curricular: Qumica Geral e experimental I

    Tecnologia em Processos Qumicos Fase: 1

    Teoria cido-base

  • Teoria cido-base de Arrhenius (1884)

    Toda espcie qumica que, em contato com gua, gera

    ons H+ considerada um cido.

    Exemplos:

  • Toda espcie qumica que, em contato com gua, gera ons OH-

    considerada uma base.

    Exemplos:

    Teoria cido-base de Arrhenius (1884)

    Problema: Todos os experimentos eram restritos ao meio aquoso.

  • Teoria cido-base de Brnsted-Lowry (1923)

    Espcies qumicas que so capazes de doar prtons (H+) so

    consideradas cidos, enquanto espcies qumicas que recebem

    prtons so consideradas bases.

    Exemplo 1:

    cido conjugado da gua

    base conjugada do HF

    on hidrnio

  • Teoria cido-base de Brnsted-Lowry (1923)

    Exemplo 2:

    Exerccio: Montar as equaes de ionizao do cido sulfrico em meio

    aquoso e indicar o cido, a base e seus respectivos cidos e bases

    conjugadas.

  • Exemplo 2:

    Meio no-aquoso!

    cido conjugado da amnia

    base conjugada do cido actico

    Teoria cido-base de Brnsted-Lowry (1923)

  • Teoria cido-base de Brnsted-Lowry (1923)

    Quando uma espcie doa um prton, a espcie resultante se torna

    sua base conjugada.

    Resumindo:

    Quando uma espcie recebe um prton, a espcie resultante se torna

    seu cido conjugado.

  • Teoria cido-base de Lewis (1923)

    Espcies qumicas que so capazes de aceitar pares

    eletrnicos so consideradas cidos, enquanto espcies

    qumicas que podem doar pares eletrnicos so

    consideradas bases.

    Fato importante: A idias de Lewis foram publicas no mesmo ano da Teoria de

    Brnsted-Lowry porm, apenas 10 anos depois se tornaram amplamente

    aceitas pela comunidade cinetfica.

    Consegue explicar fenmenos onde no h tranferncia

    de espcies catinicas ou aninicas durante as reaes

    qumicas.

  • De maneira geral temos:

    Exemplos:

    Teste: Indificar quem o cido e a base na reao entre

    amnia e gua para a gerao do hidrxido de amnio.

  • EXERCCIOS

    Indique os cidos e bases pela teoria de Bronsted-Lowry, e os respectivos pares conjugados nas reaes abaixo:

    a) HCl + H2O H3O+ + Cl-

    b) HNO3 + H2O H3O

    + + NO3-

    c) CO3-2 + H2O HCO3

    - + OH-

    d) HCO3- + H2O H2CO3 + OH

    -

  • Como identificar cidos e bases de Lewis?

    Bases de Lewis: So espcies que possuem pares eletrnicos no ligantes ,

    ou seja, aptos a serem aceitos por cidos de Lewis. No necessariamente

    esto carregadas negativamente (espcies aninicas).

    Exemplos:

    cidos de Lewis: Possuem um centro de carter positivo (+) e orbitais

    vazios para acomodarem os eltrons oriundos da base. Podem ou no estar

    carregadas positivamente.

    Exemplos:

  • Caso 1: Compostos com a camada de valncia incompleta

    podem atuar como cidos de Lewis.

    Ex. Compostos planares de boro - 5B: [He] 2s2 2p1

    cidos de Lewis

  • Caso 2: Ctions metlicos podem aceitar pares eletrnicos para gerar

    compostos de coordenao (ons complexos).

    Ex. Formao de ctions complexos

    cidos de Lewis

  • Caso 3: Uma molcula ou on com seu octeto completo pode rearranjar

    sua camada de valncia para acomodar um par eletrnico adicional.

    Caso 4: Uma molcula ou on pode expandir sua camada de valncia (ou ter

    raio suficientemente grande) para acomodar pares eletrnicos extras.

    Ex. Formao do nion hidrogenocarbonato (bicarbonato)

    Ex. Formao do nion hexafluoreto de silcio

  • Atividade: Identificar o cido e a base de Lewis em cada uma das reaes

    qumicas a seguir: