Lagoas do rio

Click here to load reader

  • date post

    16-Dec-2014
  • Category

    Environment

  • view

    181
  • download

    0

Embed Size (px)

description

Estudo sobre as Lagos do RJ

Transcript of Lagoas do rio

  • 1. CAPA

2. Sumrio 3. 1. Lagoa deCima A delimitao da APA com base somente no corpo dgua da Lagoa de Cima, pode no se mostrar capaz de garantir a preservao da mesma, tanto como ecossistema e patrimnio turstico. Outros atributos ambientais intimamente associados ao corpo dgua devem ser levados em considerao para sua preservao.Isto o que parte dos dados do Diagnstico indica,mas tambm uma concluso esperada diante de um olhar crtico sobre qualquer ecossistema que se pretende preservar, mantendo- se caractersticasambientaisoriginais.Aseguir esto includasdiversas concluses sobre a manuteno dos atributos ambientais de acordo com as atuais demandas de uso. Grande parte das guas que abastecem a Lagoa de Cima tem entrada pelo rio Imb, que drena a vertente leste da Serra do Desengano, rea com considervel eimportante cobertura de Mata Atlntica. Sua importncia como fonte de gua devido a sua maior rea de drenagem e tambm pela vegetao de mata ainda preservada. Sua importncia cresce ainda mais, uma vez que o outro abastecedor, o rio Urubu, tem na sua bacia de drenagem uma regio de pouco escoamento e baixo potencial hdric o. Esse ltimo fator, ainda agravado pela atual distribuio da cobertura vegetal, quase que totalmente modificada para economia agrcola. Com base nessa concluso, sugere-se forte ateno aos remanescentes de mata primria da Serra do Desengano. Aes nesse sentido devem incluir metas objetivas tais como: Fiscalizao para o estancamento das aes predatrias nas reas de mata inclusas no municpio de Campos dos Goytacazes; Exigncia junto aos rgos estaduais responsveis pelo Parque Estadual do Desengano de aes de fiscalizao em reas fora do municpio; Exigncias junto aos rgos estaduais para a implantao definitiva do Parque Estadual do Desengano; Valorao do patrimnio ambiental envolvido atravs do incentivo ao uso sustentvel do produto mais fartamente oferecido na regio, s belezas naturais. Com base nas feies geomorfolgicas e climticas, pode-se afirmar que o entorno da LC era predominantemente coberto por vegetao arbrea, Mata Atlntica, sendo esta considerada como a matriz vegetacional da regio. Contudo, os resultados obtidos atravs dos mapas gerados pela classificao digital das imagens de satlite e do estudo florstico dos remanescentes de vegetao arbrea indicam que a cobertura florestal do entorno da LC est extremamente fragmentada. Essa regio, predominantemente de morros ou colinas, tem apenas remanescentes florestais de tamanho reduzido e isolados e em sua maioria 2. Lagoa dePiratininga O nmero de ligaes clandestinas de esgoto na Regio Ocenica pode chegar a 2 mil. A poluio despejada nas lagoas atinge tambm o mar da Praia de Itaipu, que nas ltimas semanas apresentou qualidade inadequada para banhistas. Segundo a presidente do Instituto Estadual de Ambiente (Inea), Marilene Ramos, o despejo ilegal de esgoto da rede pluvial preocupante e contribui para poluio do mar. Marilene Ramos explica que as ligaes clandestinas de esgoto na Regio Ocenica esto contaminando as lagoas de Piratininga e Itaipu e, como a gua naturalmente escoa para o mar, a praia de Itaipu est sofrendo as consequncias. Ns estamos realizando o programa Se Liga desde janeiro deste ano, em parceria com a guas de Niteri, onde fazemos operaes de combate s ligaes clandestinas na rede pluvial. O objetivo melhorar a qualidadede gua de toda a bacia hidrogrfica, e, indiretamente, a balneabilidade da praia. 4. Estamos notificando os moradores sobrea obrigatoriedadede estabelecerem as ligaes na rede formal de esgoto, afirma, acrescentando que na prxima quarta-feira vai acompanhar pessoalmente a retomada da fiscalizao pela equipe do Inea. Nelson Gomes, superintendente da Concessionria guas de Niteri, explica que em um primeiro momento, os moradores com imveis em situao irregular so notificados e concedido um prazo de 60 dias para a regularizao. Caso no resolvam o problema, os moradores podem ser multados em at R$1,5 mil, de acordo com o decreto estadual 41.310, de 2008. Em janeiro,105 imveis na Regio Ocenica foramnotificados eessenmero pode chegar a 2 mil.Para regularizar a conexo na rede coletora de esgoto sanitrio, o morador deve interligar suas instalaes no Tubo de Inspeo e Limpeza (TIL) disponibilizado pela guas de Niteri. Essa conexo de responsabilidade do morador, esclarece. Obras de dragagem Em dezembro do ano passado, as obras do projeto de execuo de desassoreamento da Lagoa de Piratininga foraminiciadas. De acordo com Marilene, a dragagem est evoluindo normalmente e o Inea est concluindo o projeto executivo das melhorias para o sistema de comportas, que vai permitir que haja maior renovao da gua no local. Niteri uma das poucas cidades do Brasil que contam com rede de esgoto abrangente, uma das melhores coberturas de saneamento bsico no Pas. No aceitvel que a populao comprometa a qualidade das guas por falta de conexo rede de esgoto, frisa. Ela revela que no existeuma meta de curto prazo para a balneabilidadena lagoa e destaca que como o fundo composto de lama, o local no muito propcio para banhos. Estamos procurando evitar a mortandade de peixes para que ajude na qualidade da gua, conclui. O Governo do Estado vai investir um total de R$ 30 milhes nas obras de revitalizao do sistema lagunar Piratininga-Itaipu, provenientes do Fundo Estadual de Conservao Ambiental (Fecam). A primeira etapa da dragagem da Lagoa de Piratininga consiste na criao da bacia de evoluo, uma rea de 30 metros que recebe a mquina anfbia que responsvel pela dragagemdo local.Parainstalar o equipamento, a equipe do Inea teve que abrir o caminho para a entrada da carreta que transporta a mquina. Tambm foi realizado um trabalho de recuperao das comportas existentes e mais de seis mil metros cbicos desedimentos da lagoa e40 metros cbicos depedras do tnel entre a sua embocadura no mar e a ligao com a Lagoa do Tibau j foram retirados. Outra etapa da revitalizao ambiental vai incluir a dragagem mais intensa dos canais centrais das lagoas e a construo de uma estrutura formada por rochas, o molhe, que se estender at o oceano em Itaipu, garantindo a integrao entre as duas lagoas atravs do canal de Camboat. 3. Lagoa deJacon Propcia para pesca detarrafa eembarcada, possui guasesverdeadas,que se tornam turvas quando h ventos fortes. Ao redor h vegetao tpica de mangues e brejos. Muito prxima do mar. Muito prxima da montanha. magia pura. O incio ou o final de Saquarema? Sabe-se l! Certamente, bela demais. 5. 4. Lagoa deJacarepi Consisteem uma lagoa de gua doce, prxima ao mar, sendo a nica lagoa de gua doce da Regio dos Lagos. Seu entorno apresenta uma vegetao arbustiva baixa, onde so encontradas algumas espcies raras e outras j em processo de extino (orqudeas, bromlias, begnias, canela, imbui-pimenta, gravata). A fauna local tambm preserva alguns animais em extino como lontras e jacars de papo amarelo. um santurio ecolgico, com variedades de peixes e animais silvestres. A natureza nos privilegiou com uma raridade: uma lagoa de gua doce prxima ao mar. Reserva ecolgica estadual de jacarepi (reej) Localizada integralmente em Saquarema, a RESERVA ECOLGICA ESTADUAL DE JACAREPI (REEJ) foi criada pela pelo Decreto n 9.529-A de 15/12/86 (D.O. de 31/01/87), com o objetivo de proteger de forma mais restrita os ecossistemas prximos ou co-relacionados LAGOA DE JACAREPI at ento em bom estado de conservao.Afastada do mar cerca de 1200 metros, a lagoa est cercada por extenso brejo que, em poca chuvosa,consisteem rea de inundao favorecendo uma flora e fauna bastante diversificada.Situada entrea lagoa e o mar, encontra-se a mata seca de restinga com rvores em torno de 20 metros, de troncos grossos egalhos repletos de epfitas,remanescentes de uma poca passada, quando grandes trechos de restinga eram revestidos por pujante floresta,em muitos pontos interligados Mata Atlntica,formando corredores por onde se cumpria o ciclo vital eevolutivo da migrao das espcies da fauna regional,sendo algumas endmicas,como o Mico-Leo-Dourado. Segundo relatrio da FEEMA, nesta Reserva se situa a melhor mata seca de restinga de todo o Estado do Rio de Janeiro,no tendo outra em igual estado de preservao.Aps levantamento botnico pde-se verificar quea maioria das espcies ali encontradasj no existemmais em outras restingas do Estado.A reserva um refgio natural para o desenvolvimento de vrias espcies representativasdenossa fauna, tanto aqutica quanto terrestre, e de nossa flora,assimsendo: O mico-leo dourado,pequeno primata ameaado de extino,que aproveita os antigos ninhos do Pica - Pau dourado (pssaro queconstri seus ninhos e, troncos de rvores na mata seca de restinga),ninhos esses que lhes servem de abrigo e esconderijo protegendo-os dos predadores noturnos;Guaxinins, lontras,cobras d'gua ejacars depapo amarelo estes considerados como os maiores predadores da regio e ameaados de extino;Inmeras espcies de aves, tais como: o Pica-Pau dourado,a coruja buraqueira,a batura,o gavio da restinga,o sabi da praia,o quero-quero, o anu branco,o maarico, garas,socseoutros encontrados em brejais. 6. A ictiofauna sefazrepresentada por espcies de peixes caractersticosdelaguna como: acar,trara, piaba,e outros, almde inmeros alevinos,girinosegrande quantidadede sapos,rs epererecas que participamda cadeia alimentar de animais degrandeporte, como os Guaxinins eas lontras.Aflora sefaz representar por diversas plantasentre as quais podemos destacar o maracuj da restinga einmeras espcies de bromeliceas.Vriosartigos forampublicadosemrevistas especializadas,assimcomo reportagens para a mdia envolvendo as espcies l encontradas,muitas inclusivede grande valor fitoterpico. 5. Lagoa deItaip A lagoa de Itaipu uma laguna costeira localizada entre as latitudes 2257 e 2259 S e as longitudes 4301 e 4303 W, que faz parte do sistema lagunar Itaipu-Piratininga, localizado na cidade de Niteri (Figura 1). A lagoa de Itaipu possui uma rea de cerca de 1 km, e sua profundidade mdia inferior a um metro. Encontra-se ligada lagoa dePirati