Jardinagem para leigos e experts

download Jardinagem para leigos e experts

of 187

Embed Size (px)

description

 

Transcript of Jardinagem para leigos e experts

  • 1. www.mpsnet.net Flores que perfumam as noites Poucas pessoas conseguem apreciar o desabrochar das flores noturnas. Cultivadas em praas, jardins, muros e vasos, sempre possvel encontrar uma que se adapte ao espao disponvel. Para o plantio em vaso, o antrio-cristalino (Anthurium crystallinum) recomendado pois, alm da florao que exala delicioso perfume ao entardecer, as folhas aveludadas em forma de corao, com nervuras e estrias prateadas, so muito decorativas e se desenvolvem bem em terraos ou junto a janelas ensolaradas. Uma boa sugesto para vasos o jasmim-cacto (Cryptocereus anthonyanus), que pode ser cultivado como planta trepadeira ou pendente. Suas folhas em forma de lminas com bordas denteadas e sem espinhos, constituem verdadeiras esculturas. As flores grandes, com 10 a 12 cm de dimetro, so rseoavermelhadas e exalam um suave perfume. A princesa-da-noite (Selenicereus pteranthus) outra cactcea trepadeira de caule longo. As flores, brancas na parte interior e amarelo-ouro na exterior, medem de 20 a 30cm de comprimento e de dimentro. Existe outra princesa-da-noite (Selnicereus grandiflorus), tambm cactcea de caules difusos e trepadores, que produz flores de cerca de 20cm de comprimento, externamente rseas ou salmo e internamente brancas. Seus botes florais comeam a inchar por volta das 15 horas e, s 22, a flor j est toda aberta e exalando um perfume de baunilha. No incio da madrugada, as flores comeam a se fechar e pela manh, resta uma flor murcha e pendente. Ainda dentro da famlia dos cactos, vale citar as flores da rainha-da- noite (Hylocereus undatus). Quando desabrocham, so por si s um verdadeiro espetculo. A boa-noite (Ipomoea bonanox) uma trepadeira de densa folhagem. Suas flores so brancas, perfumadas, de tamanho descomunal (cerca de 15cm de dimetro), abertas como se fossem um prato. Quando suas flores desabrocham, produzem um curioso barulho. Fenecem na manh seguinte, quando o sol comea a aparecer.
  • 2. www.mpsnet.net A conhecida dama-da-noite (Cestrum nocturnum) um arbusto que cresce e se ramifica rapidamente. Quando floresce, ao entardecer, fica coberta por cachos de flores midas com um colorido suave entre o amarelo e verde-limo. cultivada em locais prximos a entradas, portes, portas e cercas, uma vez que seu perfume intenso e adocicado pode ser sentido por todos a grandes distncias, principalmente noite. Por essa razo, no deve ser plantada prximo a janelas de dormitrios, pois seu forte perfume pode provocar dores de cabea se aspirado continuamente. Para espaos maiores, muito cultivada a vigorosa ipomia trepadeira florda-lua (Calonyction aculeatum). Suas flores brancas tubulares permanecem fechadas durante o dia, abrindo ao anoitecer. A popular cica (Cycas circinalis) parece uma palmeirinha e sua flor lembra um abacaxi grande. Dura vrios dias, desprendendo um intenso aroma assim que escurece. Algumas dracenas, quando adultas, soltam espigas s vezes imperceptveis, mas repletas de minsculas flores que, durante a noite, exalam intenso e adocicado perfume. Apesar de termos mencionado plantas cujo florescimento se d noite, muito importante que durante o dia todas elas recebam bastante sol, a fim de que se desenvolvam com vigor e produzam muitas flores.
  • 3. www.mpsnet.net Cercas-vivas: defensivas e ornamentais Quando se pensa em plantar uma cerca-viva, a finalidade maior a de conteno, ou seja, a de dificultar a transposio, mas ao mesmo tempo h o objetivo de utilizar a planta para fins ornamentais. O Sanso do Campo (Mimosa caesalpiniaefolia) um dos mais perfeitos arbustos para a formao de cerca-viva devido ao seu rpido crescimento (atinge 3 metros em 15 meses), seus espinhos e suas flores, sua vida til superior a 50 anos e sua madeira nobre que atinge 10 cm de dimetro de puro cerne, tornando-o um excelente quebra vento e retentor de poeira de estrada. Alm de no ser txica, a cerca-viva feita com o Sanso do Campo, resistente ao fogo e, mesmo se vtima de incndio, rebrota em seguida, desenvolvendo o mesmo porte em aproximadamente um ano. Por ser uma planta perene e no precisar de poda dispensa manutenes peridicas. Seu plantio deve ser feito com 10 cm de espaamento entre as plantas. Dessa forma, os troncos se encostaro formando uma muralha indevassvel e intransponvel, contendo com eficincia: pessoas, aves e animais de pequeno e grande porte (galinhas, pintinhos, gado nelore, bfalos, cavalos, etc). A maneira correta de plantar cerca-viva: Pode-se fazer covas individuais ou cavar uma espcie de trincheira comum a todas. Na ltima alternativa, o trabalho tanto no plantio quanto na distribuio do adubo, mais facilitado. Se o espao a ser utilizado for grande, pode-se tambm plantar em zigue-zague ou em fila dupla indiana. Dessa forma, o fechamento ser bem mais acelerado. Outras sugestes de arbustos com espinhos para cerca de conteno: Duranta (Durantarepens) - arbusto lenhoso com inflorescncias recurvadas com muitas flores pequenas, azuladas ou brancas, seguidas de numerosos frutos amarelos. Planta rstica e pouco exigente.
  • 4. www.mpsnet.net Flamboyanzinho-de-jardim (Caesalpinia pulcherrima) - rvore de pequeno porte, floresce pelo menos quatro meses durante o ano; com flores alaranjadas. Primavera roxa mida (Bougainvillaea glabra) - arbusto lenhoso, com flores pequenas rseas ou lilases em inflorescncias terminais, formadas principalmente no outono e inverno. Piracanta (Pyracantha coccinea) arbusto de textura lenhosa com numerosas inflorescncias, flores pequenas brancas que resultam em frutos vermelhos ou amarelos, que permanecem por longo tempo na planta. Arbustos sem espinhos para cercas ornamentais: Murta (Murraya paniculata) rvore de pequeno porte, bastante ornamental, de crescimento moderado. Com flores brancas que possuem um perfume delicioso, seus frutos vermelhos so muito atrativos para pssaros. Acerola (Malpighia glabra) rvore frutfera de pequeno porte, que atinge 4 metros. Pimenta-da-jamaica (Pimenta dioica) rvore de mdio porte, com folhas que possuem cheiro delicioso, que lembra uma mistura de cravo e canela. Cipreste (Cupressus arizonica ou Cupressus sempervirens). Toda cerca-viva requer um tempo para se fechar por completo e isso depende do tipo de solo, de boa e adequada adubao e de tratos culturais a serem empregados, dependendo do tipo da planta.
  • 5. www.mpsnet.net Vero x Bromlias Como o vero chegou com fora total, com temperaturas mais altas e maiores freqncia de chuvas, inicia-se o problema que enfrentamos todos os anos: a dengue. E como medida de preveno, j sabemos que no devemos deixar gua limpa se acumular permitindo a procriao do Aedes aegypti, mosquito transmissor da doena, certo? E muitas vezes surgem a dvida: e as bromlias? Devem ser eliminadas? A resposta no. Mas para entendermos vamos conhecer melhor esta espcie presente atualmente em tantos jardins. As bromlias, plantas da famlia Bromeliaceae, so exclusivas do continente americano, principalmente Amrica do Sul e Central. No Brasil h aproximadamente 1200 espcies nativas j catalogadas, que ocupam praticamente todos os ecossistemas brasileiros. As bromlias possuem diferentes hbitos. Muitas so epfitas, ou seja, vivem sobre os troncos de rvores, o que leva muitas pessoas a denomin-las como parasitas. Mas isso no verdade! Elas no retiram seu alimento dessas rvores, apenas as utilizam como suporte. De acordo com a paisagista Simone Grangeiro, pela sua beleza e potencial ornamental, muitas bromlias so utilizadas em paisagismo, como por exemplo: Aechmea, Billbergia, Alcantarea, Guzmania, Neoregelia, Vrisea, dentre muitas outras. Devido a este potencial muitas populaes de bromlias vem sendo ameaadas pela coleta indiscriminada de exemplares para serem vendidos e utilizados em jardins residencias e projetos paisagsticos levando inmeras espcies a riscos de se extinguirem na natureza. A arquiteta e paisagista Emmlia Cardoso afirma que a maioria das espcies de bromlias possuem as folhas crescendo em rosetas e formando um tanque ou copo onde se acumula gua da chuva. Este tanque fundamental para a sobrevivncia da planta, pois dele que ela absorve gua e nutrientes que foram carregados at ali pelo vento ou ento proveniente de matria orgnica, como folhas cadas, por exemplo, que se decomps liberando os nutrientes. E por essas caractersticas as bromlias fornecem um ambiente adequado para inmeras formas nativas de vida, que vo desde organismos microscpicos, at pequenos sapos, aranhas, lesmas, besouro, centopia e minhocas. Algumas dicas: - Para poucas bromlias em casa ou no apartamento: a gua deve ser trocada pelo menos duas ou trs vezes por semana; - Para muitas bromlias em vasos ou plantadas no cho, em jardins (prdios, empresas etc.): Recomenda-se o inseticida natural comercial chamado Natural Camp que deve ser pulverizado uma vez por semana. No h perigo para animais domsticos e para o homem;
  • 6. www.mpsnet.net - Para colecionadores e produtores de bromlias : j realizam combate sistemtico a pragas e, com isso, aplicam inseticidas com frequncia. No h notificao de focos em qualquer desses estabelecimentos. Agora voc no tem mais motivos para se desfazer de sua bromlia, aproveite estas dicas e cuide para que elas continuem embelezando o seu jardim!