Humordaz n1

of 27 /27

Embed Size (px)

description

Almanaque do HUMORDAZ nº 1 Junho de 1976

Transcript of Humordaz n1

Page 1: Humordaz n1
Page 2: Humordaz n1
Page 3: Humordaz n1
Page 4: Humordaz n1
Page 5: Humordaz n1
Page 6: Humordaz n1
Page 7: Humordaz n1
Page 8: Humordaz n1
Page 9: Humordaz n1
Page 10: Humordaz n1
Page 11: Humordaz n1
Page 12: Humordaz n1
Page 13: Humordaz n1
Page 14: Humordaz n1
Page 15: Humordaz n1
Page 16: Humordaz n1
Page 17: Humordaz n1
Page 18: Humordaz n1
Page 19: Humordaz n1
Page 20: Humordaz n1
Page 21: Humordaz n1
Page 22: Humordaz n1
Page 23: Humordaz n1
Page 24: Humordaz n1
Page 25: Humordaz n1
Page 26: Humordaz n1
Page 27: Humordaz n1

Wander Piroli I

j

Quem não ri, não presta

Cada vez a gente tem mais motivo pra não rir. Mas eu me incluo entre os bestalhões que acham o riso cada vez mais necessário. E até mesmo terapêutico, conforme o paciente. Alêm do mais, vocês Já notaram a semelhança entre uma gargalhada e uma honesta careta de dor? Pois então. É preciso rir sim, seus piolhentos, nem que seja de nós mesmos, teimosas criaturas deste belo mundo de m...

É isto que esta excelente cambada do Humordaz está nos ensinando. Afo, Benjamin, Clacchi, Dirceu, Lor, Mário Vale, Nilson

Eu gostaria de falar de cada um deles, mostrar como são pérfidos e sacanas, mas o Lor, que é muito vivo, tirou logo o corpo fora: «Não senhor, você tem que reagir como o nosso primeiro leitor, um privilegiado».

Lá vai: como primeiro leitor, e espero que não seja o único ou último, penso que Humordaz confirma a velha tese de que não se faz humor com bons sentimentos (O riso, aliás, «exige a anestesia

denominador comum: o inconformismo. Oito caras vendo as coisas, fingindo acreditar que elas são o que deveriam ser.

Para quem deseja se aprofundar no assunto, recomendo «Der witz und seine beziehung zum unbewussten». Freud, meu irmão. E

fica combinado o seguinte: o homem que não ri, não presta.

e Procópio, pela ordem.

momentânea do ?). Há neste almanaque um