HB Noticias 9

Click here to load reader

download HB Noticias 9

of 12

  • date post

    23-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    217
  • download

    0

Embed Size (px)

description

HB Notícias

Transcript of HB Noticias 9

  • edio especial - 2012

    hospital comemora a con

    quista

    da acreditao hospitala

    r

    edio especial - 2012

  • 2hb notcias - sEt - 2012

    Acreditao, um passo importante na busca pela qualidade

    O Hospital Balbino est em festa: acaba de conquistar o selo de acreditao da Organizao Nacional de Acreditao (ONA), tornando-se o primeiro hospital da Zona da Leopoldina e um dos poucos do municpio do Rio de Janeiro a obter tal certificao. Mas o que isso significa para os mdicos, enfer-meiros e colaboradores do hospital e, principalmente, para o paciente? Muito mais qualidade e segurana.

    A acreditao um sistema de avaliao que segue rgi-dos padres de qualidade na assistncia e para a segurana do paciente. Para isso, a ONA verifica diversos requisitos, entre eles os tipos de material e equipamento utilizados, a infraestrutura local, a qualificao dos recursos humanos e os processos adotados por um hospital. A acreditao no obrigatria, e sim voluntria. Exige grande investimento financeiro e mudanas nos processos de trabalho para a me-lhoria da qualidade e segurana na assistncia ao paciente. Isso explica o fato de apenas 250 dos mais de seis mil hospi-tais brasileiros serem acreditados.

    No Hospital Balbino, foram mais de R$ 1,5 milho de in-vestimentos e dois anos de preparao para receber o certi-ficado de acreditao. Tudo para adequar os sistemas j es-

    truturados no hospital e melhor qualificar todo o seu quadro de funcionrios. S em treinamento de pessoal foram inves-tidos em torno de R$ 300 mil, o que implicou mais de 300 horas de treinamento, reviso e atualizao de 200 rotinas de trabalho. Entendemos que todo esse investimento signi-fica melhoria para nossos clientes, argumenta Elysio Balbino Filho, diretor do hospital.

    Alm do investimento em treinamento de pessoal, a Direo do hospital tambm contratou profissionais mais qualificados; remanejou profissionais de setores, aproveitando melhor suas experincias; e criou novas reas, como o setor da Qualidade.

    A qualificao de pessoal um caminho sem volta, de acordo com o diretor Luciano Balbino. A criao do setor da Qualidade um exemplo de como a Direo do hospital est comprometida com a excelncia, uma vez que o se-tor tem por funo avaliar permanentemente se o servio prestado pelas diversas reas do hospital est dentro do padro de qualidade exigido pela acreditao. Cada vez que atingimos um patamar de qualidade, temos que man-ter continuamente os treinamentos para que esse nvel seja ainda mais elevado, assegura.

    Luciano, Lenita, Elysio e Eduardo Balbino: atuais diretores preservam o legado dos fundadores de valorizao da qualidade assistencial.

  • 3hospital balbino Voc presente no futuro

    Qualidade como legadoDa Clnica Balbino, fundada em 15 de maro de 1975

    por Elysio e Benedicto Balbino, aos dias de hoje, muita coisa mudou. Mas uma caracterstica perdurou ao longo de todo esse tempo: a busca pela qualidade. Ao longo de quase 40 anos, sempre tivemos compromisso com a qualidade, diz Elysio Balbino.

    A acreditao veio ao encontro dos nossos objetivos, que so a melhoria contnua dos processos e a garantia da seguran-a do paciente, refora Luciano Balbino.

    Se a histria mostra o quanto o Hospital Balbino cresceu e se tornou uma referncia na Zona da Leopoldina, uma essncia mantida pela famlia ao longo de todo esse tempo. A retido de conduta do negcio e do atendimento mdico no mudou. a mesma at hoje, ressalta Eduardo Balbino.

    Mudanas do mais segurana ao atendimento

    Para os dirigentes, a acreditao provocou uma mudan-a cultural em todos os membros e colaboradores do Hos-pital Balbino. O processo de acreditao mexeu com todas as reas. Todos esto bastante motivados e trabalhando para unificar o conceito da qualidade na instituio, diz a diretora Lenita Balbino.

    A padronizao desses processos em todos os setores do hospital significa mais vantagens para os pacientes, que pas-sam a confiar mais na segurana do atendimento. A diretora lembra que a qualificao no est restrita propriamente ao ato clnico. Est tambm presente em todos os processos da assistncia, comeando pela recepo, passando pela troca do lenol, pelos protocolos de esterilizao, pelo controle de medicamentos, pelo descarte do lixo hospitalar at a alta m-dica. Lenita acredita que, aos poucos, os pacientes percebero a diferena, o que vai gerar uma divulgao ainda maior do hospital. Cientes do diferencial da qualidade, mais pessoas vo querer usufruir dos nossos servios, prev.

    Eduardo Balbino outro diretor que destaca o impacto da acreditao no controle dos processos e, consequentemente, na segurana do paciente. Adotamos o cruzamento de infor-maes sobre pacientes em diversos setores, o que diminui a possibilidade de um erro de medicao, uma vez que o rem-dio sai personalizado da farmcia e conferido pelo sistema j na enfermagem. Se o cdigo no for o mesmo, o medicamen-to no administrado no paciente, exemplifica.

    A garantia da segurana no para por a. Outros exemplos de que o nvel de qualificao est mais elevado est na amplia-o de pontos de controle, ou seja, na checagem da qualidade do servio. Para tal, alguns setores ganharam novos profissio-nais e alguns processos hoje passam por checagem e recheca-gem. Para assegurar a qualidade do resultado de um exame, preciso repeti-lo, antes de liber-lo para o mdico. Isso mostra

    que a direo do hospital pensa em uma medicina feita para melhorar a qualidade de vida do indivduo, afirma Eduardo.

    Jos Roberto Murad, diretor mdico do hospital, revela que vem recebendo apoio da comunidade mdica e de algumas em-presas. Ele conta que tem recebido alguns depoimentos espont-neos parabenizando-o pela acreditao, principalmente pelo fato de o hospital ter uma administrao familiar, sem estar ligado a uma grande rede hospitalar. Na opinio do diretor mdico, isso valoriza ainda mais a imagem do hospital. Murad faz questo de dividir a conquista com todos os funcionrios da instituio: A acreditao deu a dimenso exata da importncia de cada fun-cionrio e, de cada setor para a capacitao da qualidade.

    Nova logomarca espelha atual fase da instituio

    No momento em que a conquista da acreditao um marco na histria do Hospital Balbino, outra mudana mostra a evoluo da instituio: a modernizao de sua logomarca.

    Mantendo a cor verde, agora em um tom mais claro, mudan-do o smbolo de lugar e alterando o tipo de letra, a nova logomar-ca do Hospital Balbino est mais moderna e simboliza a fase de maior integrao vivida pela instituio. O redesenho, feito pela agncia SB Comunicao, destacou o smbolo grfico da cruz, que remete valorizao do atendimento mdico.

    A mudana grfica teve tambm o aval da Associao Brasileira de Feng Shui, para a qual a cor verde transmite uma energia de cura e a abertura do crculo, antes fechado, representa uma predis-posio ainda maior integrao e ao autoconhecimento.

    Os fundadores Elysio e Benedicto Balbino:para Benedicto Balbino, a segunda gerao da famlia continua administrando o hospital com

    o mesmo empenho dele e do seu irmo.

  • 4hb notcias - sEt - 2012

    B. Braun Space As bombas da linha Space so as mais modernas e seguras do

    mercado. Utilizadas em drogas parenterais e dietas enterais atravs

    de equipos dedicados com interfaces para Pronturio Eletrnico,

    permitem introduo de frmacos com limites que garantem uma

    configurao confivel e segura.

    www.bbraun.com.br

    Padronizao, gesto e monitoramento: receita para a qualidade

    Maior interao e multidisciplinaridade entre as reas, treinamentos constantes, alinhamento das atividades e ava-liao permanente dos processos de trabalho: todas essas vantagens so fruto da acreditao hospitalar. Mas o que a conquista desse selo de qualidade representa para os clientes e as operadoras de planos de sade que participam do cotidia-no do Hospital Balbino? O reconhecimento de que a prestao do servio de sade est ainda mais qualificada e segura.

    Para conduzir o processo de acreditao, foi contratada a em-presa MMP Consultoria e Treinamento. Alm disso, foi criado o Co-mit da Qualidade e implementada uma nova Poltica de Qualida-de no hospital, que definiu como diretrizes a melhoria contnua, o aprimoramento profissional constante, a segurana dos pacientes

    e colaboradores e a satisfao dos clientes internos e externos. A partir dessa poltica, o hospital passou a adotar impor-

    tantes ferramentas de gesto para sistematizao dos proces-sos administrativos, gerenciais e assistenciais. Nosso papel foi definir protocolos e firmar pactos entre as reas para tra-balharmos com maior segurana e efetividade, o que auxilia a melhor escolha teraputica, diagnosticando, tratando e dando alta aos pacientes em menor tempo possvel, afirma Dbora Bazlio Filha, analista da Qualidade do hospital. Ela, que faz parte do Comit da Qualidade juntamente com outros sete profissionais, conta que o trabalho do comit foi envolver e disseminar, em cada colaborador do hospital, o papel de pro-pagar os princpios da qualidade no dia a dia do trabalho. Para

  • 5hospital balbino Voc presente no futuro

    Boas Pr

    ticas

    REP

    S

    M

    A

    E

    IFC

    I

    A

    T

    D

    R

    A

    EC

    Rua Dona Emlia, 174 - Inhama - RJ - CEP 20765.110 - Tel / Fax(21) 2592.2783 / 3296.1726 - WWW.MEDSUR.COM.BR email: cotacao@medsur.com.br

    isso, foram promovidos vrios eventos de conscientizao e mobilizao da equipe e traada, em parceria com o setor de Comunicao, uma estratgia para massificar a Poltica da Qualidade para toda a instituio. Todos, juntos, examinaram os processos e prticas dirias, detectando oportunidades de melhoria, conta Dbora. Essa mudana cultural foi um dos pontos fortes para que o projeto de acreditao tivesse su-cesso, analisa Tnia Braun, gerente de Recursos Humanos e integrante do