Flauta Doce Coletivo

Click here to load reader

  • date post

    10-Apr-2016
  • Category

    Documents

  • view

    97
  • download

    11

Embed Size (px)

description

n

Transcript of Flauta Doce Coletivo

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO PROGRAMA DE PS-GRADUAO EM MSICA

    ESCOLA DE MSICA

    MILENA TIBRCIO DE OLIVEIRA ANTUNES CAETANO

    ENSINO COLETIVO DE FLAUTA DOCE NA EDUCAO BSICA: prticas pedaggicas musicais no Colgio Pedro II

    RIO DE JANEIRO 2012

  • MILENA TIBRCIO DE OLIVEIRA ANTUNES CAETANO

    ENSINO COLETIVO DE FLAUTA DOCE NA EDUCAO BSICA: prticas pedaggicas musicais no Colgio Pedro II

    Dissertao de Mestrado apresentada ao Programa de Ps-Graduao em Msica, da Escola de Msica da Universidade Federal do Rio de Janeiro, como requisito parcial obteno do ttulo de Mestre em Msica.

    Orientadora: Dra. Ermelinda Azevedo Paz Zanini

    RIO DE JANEIRO 2012

  • C128 Caetano, Milena Tibrcio de Oliveira Antunes Ensino coletivo de flauta doce na educao bsica: prticas pedaggicas musicais no Colgio Pedro II / Milena Tibrcio de Oliveira Antunes Caetano. Rio de Janeiro: UFRJ, 2012 174 f.:il.; 29 cm.

    Orientador: Ermelinda Azevedo Paz Zanini. Dissertao ( mestrado ) Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Msica, 2012.

    1. Msica Instruo e estudo. 2. Teses Msica. 3. Flauta Instruo e estudo. 4. Colgio Pedro II. I. Zanini, Ermelinda Azevedo Paz. II. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Escola de Msica. III. Ttulo.

    CDD: 780.71

  • s minhas filhas Rosa e Cora, minhas flores, minhas cores, minhas inspiraes!

    Aos meus alunos, razo de todo meu empenho e interesse em aprender sempre!

  • AGRADECIMENTOS

    A Deus, por tudo;

    Ao meu marido Rogrio, por todo seu amor, dedicao e pacincia;

    Aos meus pais Caio e Helena, pelo apoio incondicional a todos os projetos de minha vida;

    minha filha Rosinha, pela compreenso, estmulo, carinho e ensinamentos dirios;

    minha filha Cora, por ter me doado sua serenidade e, ao mesmo tempo, seu vigor;

    Aos meus irmos Casa e Lucas, pelo companheirismo de sempre;

    A toda minha famlia e amigos, em especial Tia Rosana, Bento, Csar, Carol, Seu Caetano, Tia Rose, Madrinha Edna, por vivenciarem comigo os momentos mais importantes desse percurso;

    minha orientadora Ermelinda Paz, pela dedicao e ateno, por estar sempre ao meu lado e por ter me ensinado tanto durante todo esse processo;

    Ins Rocha, Rosana Tibrcio, Regina Ribeiro, Mrcia Pinto, Roberto Sthepeson, Mnica Leme, Tnia Saione, Laura Reis, Rafael Freitas e Taffarel Brant, pelas valiosas contribuies

    dadas ao trabalho;

    Aos professores da UFRJ Vanda Freire, Sara Cohen, Srgio lvares, Thelma lvares e Alfredo Zaine, pelos ensinamentos e contribuies dadas pesquisa ao longo do curso;

    Aos meus colegas de mestrado da UFRJ, por trocarem tantas experincias comigo;

    Aos meus colegas professores do CPII, por vivenciarem comigo diariamente a aventura de lecionar;

    Aos meus queridos alunos que participaram gentilmente desta pesquisa.

  • Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina

    (Cora Coralina)

  • RESUMO

    CAETANO, Milena Tibrcio de Oliveira Antunes. Ensino coletivo de flauta doce na educao bsica: prticas pedaggicas musicais no Colgio Pedro II. Rio de Janeiro, 2012. Dissertao (Mestrado em Msica). Escola de Msica. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2012.

    Esta pesquisa investiga, a partir de um estudo de caso desenvolvido em 2011, o ensino

    coletivo de flauta doce soprano nas aulas de Educao Musical, nas turmas do 2 turno do 6

    ano do ensino fundamental, da Unidade Escolar Humait II (UEHII) do Colgio Pedro II

    (CPII). Seu objetivo mapear e propor alternativas pedaggicas para a prtica coletiva de

    flauta doce em turmas que conjugam alunos de diferentes nveis de experincia musical. Os

    dados foram coletados por meio de questionrios e anlise documental. Foi analisado o

    Projeto Poltico-Pedaggico (PPP) da Instituio, que determina, entre outras coisas, os

    contedos programticos e as competncias a serem desenvolvidos para a srie. Os

    questionrios foram aplicados junto aos: alunos do 2 turno do 6 ano da UEHII; professores

    de Educao Musical da Unidade Escolar Humait I (UEHI); e professores de Educao

    Musical do 6 ano de todas as Unidades Escolares do CPII. A pesquisa teve abordagem

    quantitativa e qualitativa e utilizou, como referencial terico, duas novas competncias para

    ensinar, de Philippe Perrenoud (2000a): Organizar e dirigir situaes de aprendizagem e

    Conceber e fazer evoluir os dispositivos de diferenciao. Os resultados apurados revelaram:

    que o PPP da Instituio permite leituras variadas, possibilitando que o ensino coletivo de

    flauta doce seja o fio condutor do processo de ensino e aprendizagem; que os alunos do 6

    ano, provenientes da UEHI, vivenciaram, em sala de aula, experincias musicais

    diversificadas; que grande parte dos alunos advindos de outros colgios no sabia tocar flauta

    doce; e que a maioria dos alunos dos dois grupos investigados gosta de tocar e realizar outras

    atividades com a flauta doce. Os alunos sugeriram, entre outras coisas, a explorao de um

  • repertrio musical variado. Em relao aos professores que atuam no 6 ano, observou-se a

    valorizao de atividades em grupo e a integrao da teoria com a prtica, por meio da

    utilizao da flauta doce no processo de alfabetizao e nos diferentes campos de atuao

    musical delimitados pela Instituio. A partir da considerao da diversidade existente em

    sala de aula e das vises de todos os sujeitos envolvidos na pesquisa pesquisadores,

    professores, alunos e Instituio propuseram-se formas de atuao que viabilizam o trabalho

    em grupo com as diferenas. As implicaes prticas sugeridas foram traadas a partir da

    reflexo sobre quatro aspectos: seleo do repertrio; material didtico e seu uso apropriado;

    assistncia individual em um contexto coletivo; e integrao da prtica de flauta doce com

    outras atividades musicais. Concluiu-se que possvel desenvolver, no 6 ano do Colgio

    Pedro II, um trabalho em Educao Musical a partir do ensino coletivo de flauta doce, que

    considere e aproveite a heterogeneidade existente no grupo e possibilite, consequentemente, o

    desenvolvimento de todos os alunos.

    Palavras-chaves: Colgio Pedro II. Educao musical. Ensino coletivo. Flauta doce. Heterogeneidade.

  • ABSTRACT

    CAETANO, Milena Tibrcio de Oliveira Antunes. Ensino coletivo de flauta doce na educao bsica: prticas pedaggicas musicais no Colgio Pedro II. Rio de Janeiro, 2012. Dissertao (Mestrado em Msica). Escola de Msica. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2012.

    This research investigates, from a case study developed in 2011, the collective teaching of

    soprano recorder in classes of Music Education, in the 2nd shift of the 6th grade of elementary

    school, at the Unidade Escolar Humait II (UEHII) of Colgio Pedro II (CPII). It aimed to

    map and propose pedagogical alternatives for the collective practice of recorder in classes that

    combine students of different musical experience levels. The data were collected through

    questionnaires and document analysis. There was analyzed the Political-Pedagogical Project

    (PPP) of the Institution, which determines, among other things, the program contents and

    competences to be developed for the grade. The questionnaires were administered along with:

    the 2nd shift students of the 6th grade of UEHII; the Music Education teachers of the Unidade

    Escolar Humait I (UEHI); and the Music Education teachers of the 6th grade at all the CPII

    scholar units. The research had a quantitative and qualitative approach and utilized as a

    theoretical reference, two new competences to teach by Philippe Perrenoud (2000a):

    Organizing and directing situations of learning and Conceiving and evolving the devices of

    differentiation. The obtained results revealed that: the Institutions PPP enables multiple

    readings, allowing the collective teaching of recorder to be the conducting wire of teaching

    and learning process; the 6th grade students, from UEHI, experienced, in class, some

    diversified music experiments; great part of students from other colleges did not know how to

    play the recorder; and most of the students in the two investigated groups like to play and

    perform other activities with the recorder. The students suggested, among other things, the

    exploration of a varied music repertoire. In relation to the teachers who work with the 6th

  • grade, it was observed a valorizing of group activities and the integration of theory with

    practice, through the use of the recorder in the literacy process and in different fields of

    musical performance defined by the Institution. From the consideration of the existent

    diversity in classroom and the visions of all subjects involved in the research researchers,

    teachers, students and the Institution there were proposed ways of action that enable the

    group to work with differences. The suggested practical implications were traced from the

    reflection on four aspects: selection of a repertoire; teaching materials and their proper use;

    individual assistance in a collective context; and integration of recorder practice with other

    musical activities. It was concluded that is possible to develop, at the 6th grade of Colgio

    Pedro II, a work in Music Education with the collective teaching of recorder, which considers

    and avails the existing heterogeneity in the group and enables, therefore, the development of

    all