Falando Em Pblico - Bsica de Orat³ria

download Falando Em Pblico - Bsica de Orat³ria

If you can't read please download the document

  • date post

    16-Nov-2015
  • Category

    Documents

  • view

    26
  • download

    1

Embed Size (px)

description

apostila curso de Falando em Público - NASCE/Itatiba-SP

Transcript of Falando Em Pblico - Bsica de Orat³ria

Falando em Pblico | Manual bsico de oratria

Adriano Sanchez Lauri

Falando em PblicoManual bsico de oratria

Falando em Pblico Manual bsico de oratriapor Adriano S. Lauri

1 edio 1 impresso 20 exemplares 03/2015.

Todos os direitos reservados, no permitida a reproduo total ou parcialsem consentimento escrito do detentor dos diretos de copyright.

NASCEAv. Maria Thereza da Costa Naufal, 164Central Park IIItatiba/SP | nacasadosespiritos@gmail.com

Pedidos diretamente ou via e-mail.

Impresso no Brasil Printed in Brazil Presita em Brazilo

SumrioNota do autor7Captulo 1 | Medo de falar em pblico?9Como vencer o medo9O que voc tem a ganhar10Comunicao clara, objetiva e atraente11Captulo 2 | O corpo fala13Gestos13Como exercitar os seus gestos14Olhar14Expresses faciais14Voz: importncia e os cuidados15Dico15Lngua15Mandbula15Ritmo15Entusiasmo15Voz: dificuldades e como corrigi-las15Voz fraca15Voz montona e lenta16Voz estridente16Vcios de linguagem16Como evit-los16O Sorriso e a Comunicao18Como ler mais e melhor19Analise a sua leitura20Captulo 3 | Desenvolvendo a comunicao21Voc sabe ouvir?21Preencha este questionrio com SIM ou NO.21Coloque-se no lugar do seu interlocutor:21Vejamos algumas etapas importantes do planejamento:22Como estruturar o seu discurso ou palestra23Introduo23Preparao23Tema central23Concluso24Importante24Falar de improviso24Agora vamos improvisar:24Importante25O que criatividade?26Exerccio27Captulo 4 | Usando recursos audiovisuais29Aprendemos29Retemos29Desvantagens29Slides30Transparncias30Retroprojetor31Onde ficar31Flipchart31Vdeos32Outras ideais para uso do vdeo32Utilizao de udio32Quando distribuir o material de apoio32Microfone32Microfone de punho (com ou sem fio)33Lapela33Mesa33Pedestal33Perfil da sua plateia33O solitrio33Como lidar com o solitrio33O quieto33Como lidar com o quieto33O amvel34Como lidar com o amvel34O lamuriento34Como lidar com o lamuriento34O iluminado34Como lidar com o iluminado34O brincalho34Como lidar com o brincalho34O franco atirador34Como lidar com o franco atirador35Motivando os ouvintes35Agora vamos falar do que motiva a plateia.35Como ser persuasivo ao falar36Fatores importantes no processo de persuaso:36Atitudes36Valores36Credibilidade36Importante36O Carisma do comunicador37Exerccio Relacione quais comunicadores famosos e annimos voc acha carismtico e o que pode aprender com eles!37Exerccio para voc praticar em casa e no trabalho38Captulo 5 | Voc uma marca valorize-se!39Importante40Caso voc no faa marketing pessoal, assinale algumas das razes.40Melhorar o seu marketing pessoal.40Faa a sua prpria avaliao40Mensagem final43Bibliografia45

Nota do autor

Esse livro tem apenas a pretenso de proporcionar os primeiros contatos dos interessados na Arte da Oratria, ou seja, falar em pblico.Claro que falar em pblico necessariamente implica em anlise de posturas, gestos, tom da voz, vocabulrio adequado ao ambiente da palestra ou discurso, esse outro detalhe importante, palestra ou discurso?Palestra o expositor apresenta seus pontos referentes ao tema e, geralmente, abrem-se perguntas dos presentes ao final da exposio, requerendo maior conhecimento do expositor para no ser pego de calas curtas.A oratria arte milenar, estudada em muitos casos exausto, e no serve apenas para polticos, religiosos ou afins, serve para o dia a dia, uma apresentao a um cliente de determinado produto, uma venda, caso vendedor, ou ainda para professores, pessoas que lidam com o pblico em geral.So tantas interferncias em nossas vidas que para no delongarmos em excesso vamos direto ao livro.Esperamos que seja um despertar para alguns, familiarizando-os coma possibilidades que jamais imaginaram ter.Boa leitura,Adriano Sanchez LauriMaro/2015

Captulo 1 | Medo de falar em pblico?Pesquisas afirmam que, depois da morte, o maior medo do Ser Humano o de falar em pblico. Este medo atribudo preocupao que temos de no sermos aceitos pelos ouvintes, medo de falhar e consequentemente sofrer hostilidades e medo do ridculo. Os mais tmidos no suportam ser o centro das atenes e muitos se consideram inferiores aos ouvintes. Entretanto, muitos de nossos alunos afirmam que as causas mais fortes para os seus medos esto relacionadas com situaes desfavorveis no passado, geralmente na infncia, tendo como cenrios as suas residncias e escolas. Aqui esto alguns depoimentos: meus pais so tmidos (ou autoritrios); meu professor e alguns colegas zombavam da minha voz porque eu gaguejava; eu no me achava bonita e no gostava do meu corpo; os colegas diziam que para eu ser burro s faltava comer capim. Em funo do medo, o nosso corpo libera uma grande quantidade de adrenalina e podemos sentir a boca seca, o corao bater acelerado, tremores, d um branco e as ideias desaparecerem, um vazio no estmago, suarmos frio ou exageradamente, sensao de que o cho est afundando, entre outras. No fique triste e no se desespere que isso pode ser resolvido e acontece com milhares de pessoas.Os tempos mudaram, os pais e os professores tambm e chegou o momento de vencermos este medo. Antes de darmos algumas dicas e tcnicas, voc deve estar consciente que somente o treino e a sua persistncia sero capazes de ajud-lo na melhoria da comunicao interpessoal. Como vencer o medo1. Treine antecipadamente e conhea ao mximo o assunto que ir falar, procurando gravar (em vdeo ou gravador) as suas apresentaes e analise o contedo e a forma. Algumas palavras so pssimas serem faladas e aquilo que est claro na escrita pode deixar dvidas na comunicao verbal. O ouvido seletivo e algumas palavras se perdem. Fale de maneira clara e os aspectos mais importantes devem ser repetidos para serem fixados no crebro do ouvinte;2. Tem um ditado popular que diz - Mineiro no perde o trem. Complementamos dizendo que o orador preparado e que chega cedo, tambm. Chegue antes ao local da sua apresentao, faa a sua voz propagar no ambiente, crie imagens positivas em seu crebro, sinta o cheiro, teste antecipadamente os equipamentos que ir utilizar. Nas nossas apresentaes temos por hbito receber as pessoas que prestigiam os nossos cursos e palestras. Com isso objetivamos quebrar o gelo e ao mesmo tempo tornamos familiares ao pblico. Experimente fazer o mesmo, pois voc ir gostar e os ouvintes idem; 3. Os principais tpicos da sua apresentao devem ser escritos em uma ficha ou papel mais grosso (120 ou 180 gramas), para no tremular se voc estiver nervoso, objetivando utilizar a qualquer momento ou at mesmo para que voc sinta mais seguro. Resista tentao e ficar olhando o papel a todo instante e com isso perder a espontaneidade e transmitir insegurana; 4. Ao ser apresentado ao pblico no se precipite para iniciar a sua comunicao, indo direto ao assunto. Procure olhar para as pessoas que esto do lado esquerdo, no centro e direita. Respire suave e lentamente. Aos poucos a adrenalina vai baixando e os sintomas tendero a diminuir ou desaparecerem;5. Se estiver muito nervoso, segure uma caneta (exceto a que faz tic-tac) e contraia os dedos dos ps se os mesmos estiverem completamente cobertos, objetivando deslocar as tenses para o cho. Aps alguns minutos os sintomas desconfortveis vo diminuindo e voc se sentir melhor;6. Se voc esquecer o que vai dizer o famoso branco, procure ficar tranquilo e use a seguinte frase: .. Pois bem, como estava dizendo e complemente com palavras que estejam relacionadas ao tema da sua apresentao. Mais adiante voc encontrar a palavra que estava procurando. Uma outra tcnica que utilizamos aproveitar para beber um pouco de gua (o copo deve estar ao seu lado) e, lentamente, enquanto bebemos a gua, procuramos lembrar das palavras ou assunto.O que voc tem a ganhar Melhorando a sua comunicao interpessoal voc adquire novas habilidades profissionais: dar aulas, fazer palestras, ir televiso e ao rdio, gerenciar pessoas, entrar para a poltica, atuar como vendedor, atender clientes, entre outras. Na vida pessoal voc melhora o seu relacionamento familiar, estimula a sua criatividade, eleva a sua auto-estima, tornando-se mais atraente e admirado pelos amigos. Quem no se comunica ... Abelardo Barbosa, o nosso querido Chacrinha, um dos maiores comunicadores do rdio e da televiso brasileira, afirmou: quem no se comunica, se trumbica.Para voc no se trumbicar, preste muita ateno ao que diz o dicionrio de Aurlio: Comunicao Ato ou efeito de emitir, transmitir e receber mensagens por meio da linguagem falada, escrita ou de sinais, signos ou smbolos. Para que aja comunicao tem que existir entendimento da mensagem.David Ogilvy, um dos maiores publicitrios do mundo, escreveu o seguinte: ...comunicao no o que ns falamos, mas o que as pessoas entendem. A obrigao de se fazer entender de quem emite a mensagem e no da pessoa que a recebe. Portanto, senhores professores, palestrantes, mdicos, advogados, economistas, bancrios, tcnicos em informtica, entre outros profissionais, bom ficarem atentos. Na comunicao ns temos o emissor, o receptor e o meio que utilizamos para fazer a mensagem chegar ao ouvinte. Vamos imaginar a seguinte situao: voc foi convidado para fazer uma palestra sobre o tema como falar em pblico. O local um auditrio e voc dever utilizar microfone e recursos audiovisuais. Neste exemplo, voc ser o emissor da mensagem, o pblico que estiver no auditrio ser o receptor da mensagem e o seu corpo (voz, olhar, gestos, roupa) e todos os recursos audiovisuais que utilizar passaro a ser os meios.Comunicao clara, objetiva e atraente (aprenda com os telejornais)Um dos exerccios que recomendamos para os alunos o de gravar, integralmente, todos os telejornais das principais emissoras de televiso e em seguida analisar os aspectos:1. Expresses faciais e os gestos dos apresentadores;2. Como eles se vestem e combinam as cores das roupas com as cores do cenrio, penteado dos cabelos, maquiagem, iluminao do local, etc;3. Volume, ritmo e inflexo da voz;4. A clareza e objetividade do texto;5. Utilizao de recursos au