Estimativas de perdas econ´micas causadas por rea§£o ... Estimativas de perdas...

Estimativas de perdas econ´micas causadas por rea§£o ... Estimativas de perdas econ´micas causadas
Estimativas de perdas econ´micas causadas por rea§£o ... Estimativas de perdas econ´micas causadas
Estimativas de perdas econ´micas causadas por rea§£o ... Estimativas de perdas econ´micas causadas
Estimativas de perdas econ´micas causadas por rea§£o ... Estimativas de perdas econ´micas causadas
Estimativas de perdas econ´micas causadas por rea§£o ... Estimativas de perdas econ´micas causadas
download Estimativas de perdas econ´micas causadas por rea§£o ... Estimativas de perdas econ´micas causadas

of 5

  • date post

    26-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Estimativas de perdas econ´micas causadas por rea§£o ... Estimativas de perdas...

  • Pesq. Vet. Bras. 34(8):738-742, agosto 2014

    738

    Estimativas de perdas econmicas causadas por reao granulomatosa local aps uso de vacina oleosa contra febre

    aftosa em bovinos de Mato Grosso do Sul1

    Paula V. Leal2, Rayane C. Pupin2, Ariany C. Santos3, Tatiane C. Faccin3, Eduardo Surdi4, Cassia R.B. Leal5, Ricardo Carneiro Brumatti5 e Ricardo A.A. Lemos5*

    ABSTRACT.- Leal P.V., Pupin R.C., Santos A.C., Faccin T.C., Surdi E., Leal C.R.B., Brumatti R.C. & Lemos R.A.A. 2014. [Estimates of economic losses caused by local granulomatous reaction after use of an oily vaccine against FMD in cattle of Mato Grosso do Sul. Es-timativas de perdas econmicas causadas por reao granulomatosa local aps uso de vacina oleosa contra febre aftosa em bovinos de Mato Grosso do Sul. Pesquisa Veterin-ria Brasileira 34(8):738-742. Faculdade de Medicina Veterinria e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Avenida Senador Filinto Mller 2443, Campo Grande, MS 79074-460, Brazil. E-mail: lap.famez@ufms.br

    Lesions caused by excessive reaction to foot and mouth vaccine were observed in 1,815 out of 5,000 cattle slaughtered in a slaughterhouse under federal meat inspec-tion. Such lesions resulted in condemnation of the affect parts of the carcasses in ac-cordance with the Brazilian Federal Meat Inspection Regulations. The affected cattle had been vaccinated on May 2012 and then slaughtered in September of the same year. They were allotted to two groups with 1,500 (Groups 1) and 315 cattle (Group 2). Post vaccination lesions were characterized as salient, firm variable sized nodules multifo-cally distributed in the musculature of the lateral neck. Pus oozed at the cut surface of these nodules. Samples of 28 cattle were submitted for histopathological examination; main findings were pyogranulomas with central variable-sized clear spaces surrounded by marked infiltrate of viable and dead neutrophils, which were surrounded by epi-thelioid macrophages with vacuolated cytoplasm and occasional multinucleated giant cell. This inflammatory reaction was walled by abundant connective tissue infiltrated by lymphocytes and plasma cells. Samples of the lesion of six cattle were submitted to bacteriological culture with negative results. When affected carcasses went through dressing, there was an average of 1.8 and 2.0 kg of muscle tissue cut off from the car-casses respectively of Group 1 and 2. Economic losses in the farm of origin of the affec-ted cattle was R$ 20,424.00, considering the price paid by kg of cattle for slaughter at the time of the occurrence. This amount at that time was enough to buy 29.17 weaned calves for fattening. If one considers theses 5,000 cattle vaccinated on the farm as the population at risk, the morbidity rate would be 0.36%. These results indicate that the losses due to vaccine reaction, even with no overt clinical signs, may cause important economic losses.INDEX TERMS: Economic losses, vaccine reaction, foot-and-mouth disease, oil adjuvant, vaccine granulomas, cattle.

    1 Recebido em 13 de abril de 2014.Aceito para publicao em 15 de julho de 2014.

    2 Residncia Profissional em Medicina Veterinria, Faculdade de Me-dicina Veterinria e Zootecnia (FAMEZ), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Av. Senador Filinto Mller 2443, Campo Grande, MS 79074-460, Brasil.

    3 Programa de Ps-Graduao em Cincia Animal, FAMEZ/UFMS, Campo Grande, MS.

    4 Mdico Veterinrio Autnomo, Av. Seis 333, Chapado do Sul, MS 79560-000, Brasil.

    5 FAMEZ/UFMS, Campo Grande, MS. *Autor para correspondncia: lap.famez@ufms.br

  • Pesq. Vet. Bras. 34(8):738-742, agosto 2014

    739Estimativas de perdas econmicas causadas por reao granulomatosa local aps uso de vacina oleosa contra febre aftosa em bovinos

    RESUMO.- Leses exacerbadas vacina contra a febre af-tosa foram observadas em 1.815 de um total de 5.000 bo-vinos abatidos em frigorfico com inspeo federal. Essas leses resultaram na condenao de parte das carcaas de acordo com o Regulamento da Inspeo Industrial e Sani-tria de Produtos de Origem Animal. Os bovinos haviam sido vacinados em maio de 2012 e abatidos em setembro do mesmo ano e divididos em Lotes 1 e 2 constitudos res-pectivamente por 1.500 e 315 bovinos. As leses de rea-o vacinal eram caracterizadas por ndulos protuberan-tes, circunscritos, bem delimitados, firmes e de tamanhos variveis, distribudos multifocalmente na musculatura do aspecto lateral do pescoo; ao corte apresentavam ex-sudato purulento. Amostras da leso de 28 bovinos foram avaliadas histologicamente e os principais achados foram piogranulomas com espaos claros circulares de tamanhos variados no centro, circundados por intenso infiltrado de neutrfilos ntegros e necrticos, circundados por macr-fagos epitelioides com citoplasma vacuolizado, ocasionais clulas gigantes multinucleadas e, mais externamente, por abundante tecido conjuntivo em meio observavam-se lin-fcitos e plasmcitos. Culturas bacterianas realizadas em amostras do exsudato da leso de seis bovinos resultaram negativas. Quando as carcaas afetadas foram submetidas ao toalete foi retirado em mdia 1,8 e 2,0 kg de msculo da rea afetada, respectivamente dos Lotes 1 e 2. O prejuzo econmico da propriedade de origem dos bovinos afeta-dos foi de R$ 20.424,00, considerando o preo pago pela arroba do boi no ms e ano da ocorrncia. Esses valores poca seriam suficientes para adquirir 29,17 bezerros des-mamados para engorda. Se considerarmos 5.000 bovinos vacinados forem considerados como populao sob risco o coeficiente de morbidade seria de 0,36%. Os resultados deste estudo demonstram que perdas por reao vacinal, mesmo quando no provocam sinais clnicos marcantes, podem ocasionar importantes prejuzos econmicos.TERMOS DE INDEXAO: Perdas econmicas, reao vacinal, fe-bre aftosa, adjuvante oleoso, granulomas ps-vacinais, bovinos.

    INTRODUOO Brasil o segundo maior produtor de carne bovina no mundo, com mais de 209 milhes de cabeas, ficando atrs apenas dos EUA. A regio Centro-oeste detm 34,6% do efetivo nacional, sendo esta a regio que mais produz car-ne no pas. No contexto nacional, Mato Grosso do Sul (MS) responsvel por 10,7% da produo de carne bovina (IBGE 2011). O aumento nas taxas de exportao de carne bovina foi devido, dentre outros fatores, aos programas de controle epidemiolgico para doenas de notificao obri-gatria. Dentre as medidas propostas nestes programas, a vacinao sistemtica preventiva, seguindo o calendrio definido pelo Ministrio da Agricultura Pecuria e Abaste-cimento (MAPA), torna o uso de vacinas um manejo rotinei-ro nas propriedades. No entanto, a utilizao destas pode acarretar reaes adversas incluindo reaes anafilticas, infeces iatrognicas, granulomas ps-vacinais, danos te-ciduais ocasionados por endotoxinas, reao inflamatria aguda e polirradiculoneuropatia desmielinizante (OToole

    et al. 1995), e em consequncia a essas reaes h significa-tivas perdas econmicas (Frana Filho et al. 2006).

    O objetivo deste trabalho foi estimar as perdas econ-micas por reao granulomatosa aps o uso de vacina ole-osa contra febre aftosa em um rebanho bovino abatido no municpio de Cassilndia, Mato Grosso do Sul (MS).

    MATERIAL E MTODOSForam avaliadas no momento do abate, 1815 carcaas, de um total de 5000, com histrico de reao granulomatosa exacerbada aps vacinao contra febre aftosa, que resultaram na condenao de parte das carcaas de acordo com o predito no RIISPOA. Segundo o mdico veterinrio responsvel, os bovinos foram vacinados no ms de Maio e seguiu-se os mesmos procedimentos realizados em anos anteriores, nos quais no ocorreram reaes vacinais exa-cerbadas, sendo a nica alterao a mudana do produto comer-cial utilizado para a imunizao contra febre aftosa.

    Considerando que todas possuam as mesmas caractersticas macroscpicas, e para no prejudicar a rotina da inspeo, foram coletadas amostras de vinte e oito carcaas para avaliao histo-lgica. Estas foram fixadas em formol a 10% e foram processadas rotineiramente para exame histolgico e coradas com hematoxili-na e eosina (H&E) pelo Laboratrio de Anatomia Patolgica(LAP), da Faculdade de Medicina Veterinria e Zootecnia (FAMEZ), Uni-versidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS). Seis amostras do exsudato das leses foram coletadas com swab (meio Stuart estril para transporte) e encaminhadas ao Laboratrio de Bacte-riologia da FAMEZ/UFMS, onde foram semeadas em meios enri-quecidos para cultivo bacteriano.

    Para a estimativa mdia de perdas por lote abatido as amos-tras condenadas foram pesadas sendo calculada a mdia de peso por lote. O prejuzo financeiro da propriedade foi calculado so-mando-se o total de quilos de carne perdida multiplicado pelo preo do quilo de boi gordo pago ao produtor rural no estado de MS, no ms e ano de realizao do estudo. O valor obtido foi transformado em cabeas de boi gordo e cabeas de bezerros que representam a renncia financeira ocorrida na comercializao. Foi realizada uma anlise de sensibilidade oscilando-se o valor do quilo de boi gordo obtendo-se com isso trs cenrios, cenrio padro, cenrio com valor do quilo no teto e cenrio com valor do quilo no piso para o mercado nacional, considerando os valores do CEPEA/ESALQ (2012).

    No ano seguinte aos casos de condenao por reao vacinal, a propriedade foi acompanhada pela equipe do LAP/FAMEZ. Sa-lienta-se que no ano de 2013 houve retorno ao produto comercial utilizado antes das reaes vacinais observadas em 2012.

    RESULTADOSA propriedade rural localizada no municpio Chapado do Sul, MS, possua 13.000 bovinos confinados, dos quais 5.000 foram vacinados, por via subcutnea, com uma va-cina comercial contra Febre Aftosa, com adjuvante oleoso, durante a campanha de maio de 2012. Esses bovinos foram abatidos em dois lotes (Lote 1 e Lote 2) em um frigorfico localizado no municpio de Cassilndia, MS.

    Os bovinos estavam sadios e ao abate foram observados ndulos na face lateral do pescoo