Edi§£o 126

download Edi§£o 126

of 16

  • date post

    20-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    244
  • download

    11

Embed Size (px)

description

Leia na íntegra!

Transcript of Edi§£o 126

  • Canoas: teleagendamento completa dois meses

    GAMES: DE VILES A MOCINHOS

    MORTALIDADE INFANTIL DIMINUI

    Pg. Central

    Pg. 13

    Pg. 02

    TEM NADADORA GACHA NAS OLIMPADAS DE LONDRES

    Amanh dia D da Campanha de Vacinao contra a gripeMinistrio da Sade pretende imunizar 24,1 milhes de brasileiros durante a Campanha Nacional de Vacinao, que vai at o dia 25 de maio. O estado recebeu mais de 2 milhes de doses de vacina. Veja alguns locais de vacinao na pgina 03.

    50 ANOS DE ZOO

    Alm de servir para a preservao de espcies, o zoolgico tambm tem a finalidade de educao ambiental. Quem visita o parque tem disposio uma verdadeira aula sobre o mundo animal. Pg 12

    Cerca de cem aes culturais esto programadas para o evento que acontece at 27 de maio.

    integrao

    NH discute demandas para oramento de 2013 Pg. 06

    Concluda a reforma do CS Feitoria de So Leopoldo Pg. 06

    Sapucaia distribui uniformes Pg. 05

    Pg. 05

    www.jornaldaestacao.com.br - 04 a 10/05/2012- Ano 4 - n 126 - Distribuio gratuita em Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul e So Leopoldo

    Comea na capital a 7 edio do Palco Giratrio

    Pg. 15

    Foto: Luciana Birck/Jornal da Estao

  • A presidenta Dilma Rousseff sancionou na l-tima segunda-feira, dia 30, a lei que cria a Fundao de Previdncia Comple-mentar do Servidor Pbli-co Federal (Funpresp). Os servidores que ingressarem no funcionalismo pblico federal a partir da criao da primeira das trs entida-des fechadas de previdncia privada (uma para cada Po-der: Executivo, Legislativo e Judicirio) no tero mais a garantia de aposentadoria integral. Ficam garantidos os valores das aposentado-rias at o teto da Previdn-cia, atualmente R$ 3.916,20. O que muda

    Segundo a norma san-cionada, os novos servido-res pblicos federais que

    tiverem salrios at o teto da Previdncia vo contribuir com 11%, e o governo com 22%. Para receber mais que o limite da Previdncia So-cial, o funcionrio ter que aderir a um fundo de pen-so privado ou optar pela Funpresp, para o qual pa-gar mensalmente at 8,5% da diferena entre o teto da Previdncia Social e o sal-rio total. O Governo Federal contribuir com um per-centual igual ao do servidor.

    No sistema anterior de previdncia para o funcio-nalismo pblico, o traba-lhador recebe aposentado-ria equivalente ao ltimo salrio na ativa, benefcio que no se estende a traba-lhadores da iniciativa priva-da nem de estatais. O novo modelo uma tentativa do

    governo para diminuir o d-ficit da Previdncia Social. A Unio j garantiu aporte financeiro de R$ 100 mi-lhes no oramento de 2012 para o funcionamento da Funpresp.Benefcio ser percebido a longo prazoOs impactos dessa mudan-a nas contas pblicas s se-ro sentidos a longo prazo, quando os novos servidores comearem a se aposentar. O Ministrio da Fazenda estima que, a partir de 2040, o Brasil passe a economizar 0,4% do Produto Interno Bruto (PIB) por ano com a previdncia complementar, o que representa cerca de R$ 20 bilhes em valores atuais.

    u Bolvia tambm nacionaliza empresa do setor energtico

    Causou muita polmica a deciso da Argentina de na-cionalizar uma companhia petrolfera espanhola, levando o caso para tribunais internacionais. Agora, a Bolvia se-guiu o exemplo argentino e nacionalizou uma empresa do setor energtico, tambm pertencente a um grupo espa-nhol. A Transportadora de Eletricidade S.A. responsvel por quase 75% das linhas de transmisso de energia el-trica no pas. O presidente boliviano, Evo Morales, tomou a medida aps a presso dos sindicatos que queriam au-mento salarial; o anncio da estatizao da companhia foi realizado na ltima tera-feira, no Dia dos Trabalhadores.

    02 l jornaldaestao l 04 a 10 de maio de 2012

    radar A Receita Federal recebeu esse ano 25.244.122 declaraes. O prazo para entrega se encerrou na ltima segunda-feira, dia 30. No RS, foram entregues 1.823.909 declaraespas pelo mundo

    u Lderes europeus ameaam boicote Ucrnia

    A Eurocopa, principal competio de futebol entre se-lees do continente europeu, ser sediada na Ucrnia e na Polnia, mas o evento esportivo est ganhando contornos cada vez mais polticos. Primeiro foi o presidente da UEFA, Michel Platini, que chamou de bandidos os ucranianos que estavam aumentando abusivamente o preo dos hotis. Ago-ra, diversos lderes europeus disseram que no vo participar de reunies na Ucrnia e nem da cerimnia de abertura do evento. O motivo a denncia de agresses que a ex-premi ucraniana estaria sofrendo na cadeia. Yulia Tymoshenko era a primeira-ministra da Ucrnia e foi condenada cadeia no ano passado por corrupo. Os presidentes da ustria, Repblica Tcheca, Itlia, Eslovnia e Alemanha cancelaram suas parti-cipaes nos eventos no pas e outros lderes condicionaram suas presenas uma resoluo para o caso de Yulia.

    u Dia dos Trabalhadores foi conturbado ao redor do mundo

    Muitos dos tra-dicionais protestos do Dia dos Traba-lhores acabaram em confrontos violentos contra a polcia, na ltima tera-feira. Foi o que aconteceu, por exemplo, no Chile, Alemanha e Estados Unidos. Na Grcia, as manifestaes populares tm sido co-muns nos ltimos tempos, devido crise, e o protesto de 1 de maio coincidiu com mais uma srie de paralisaes de servios. Nos Estados Unidos, o principal manifesto foi or-ganizado pelo movimento Ocupem Wall Street, que nova-mente acabou em conflito com a polcia. Na Frana, a maior ateno mesmo foi para as campanhas eleitorais de Sarkozy e Hollande, o que desviou o foco dos tradicionais protestos.

    Servidores federais tero aposentadoria complementar

    Mortalidade infantil no Brasil diminui

    Novo ministro do Trabalho empossado

    NOVA LEI ENTRA EM VIgOR EM AT 180 DIAS, PRAZO PARA CRIAO DAS fUNDAES

    Os dados do Censo 2010, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE) no final de abril, apontam uma re-duo de 47% na mortali-dade infantil no pas nos l-timos dez anos. Em 2000, de cada mil crianas nascidas vivas, 29,7 no completa-vam o primeiro ano de vida. Em 2010, o ndice reduziu e a mortalidade ficou em 15,6 crianas.

    Esse nmero indica que o Brasil j alcanou os n-dices de reduo definidos pelas metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Mi-lnio, um acordo interna-cional que prev uma taxa de mortalidade infantil de 15,7 a cada mil nascimentos

    no pas at 2015.A reduo da mortalida-

    de infantil no pas se deve a investimentos em polticas pblicas voltadas para a fa-mlia, a gestante e a crian-a. Um exemplo a Rede Cegonha, conjunto de me-didas que garantem assis-tncia integral s grvidas e ao beb. A rede Amamenta Brasil e a Estratgia Nacio-nal de Promoo da Ali-mentao Complementar Saudvel tambm auxiliam na reduo da mortalidade de crianas. Eles qualificam profissionais da Ateno Bsica para acompanhar e fortalecer aes de promo-o, proteo e apoio do aleitamento materno e da alimentao complementar.

    Foi empossado ontem, dia 03, o novo ministro do Trabalho, o deputado Brizola Neto (PDT-RJ). O anncio foi feito na l-tima segunda-feira, aps cinco meses de indefini-o sobre quem coman-daria a pasta.

    A deciso da presiden-ta privilegia a relao com as centrais sindicais, que apoiavam o nome de Bri-zola Neto. Com a escolha, Dilma deixou desconten-tes algumas alas do parti-do, que no concordaram com a indicao. Outro

    nome cotado para assu-mir a pasta era o do de-putado gacho Vieira da Cunha (PDT-RS), que ti-nha a preferncia do PDT.

    Brizola Neto, de 33 anos, o ministro mais jovem da Esplanada. neto do ex-governador do Rio e do Rio Grande do Sul Leonel Brizola, morto em 2004. Deputado desde 2006, o novo minis-tro nasceu em Porto Alegre. Seu nome Carlos Daut Brizola, mas assumiu o nome poltico de Brizola Neto. O deputado no venceu as ltimas eleies parlamentares, em 2010, mas voltou Cmara dos Deputados como suplente do depu-tado Sergio Zveiter (PSD).

    Em at 180 dias aps a publicao no Dirio Oficial, ocorrida na lti-ma quarta-feira, dia 02, devem ser criadas as novas fundaes de previdncia pri-vada. So elas a Funpresp-Exe, do Poder Executivo; a Funpresp-Leg, do Poder Legislativo; e a Funpresp-Jud, do Poder Judici-rio.

    Aos 33 anos, o deputado Brizola Neto o mais jovem do governo

    TRAjETRIA

    Prazo de seis meses

    Reduo da mortalidade infantil se deve a investimentos em polticas pblicas voltadas para famlia, a gestante, e a criana

  • 03 l jornaldaestao l 04 a 10 de maio de 2012

    radarestado

    De acordo com o Censo 2010, 55% dos gachos utilizam apenas telefone celular no domiclio. No Brasil, 52,4% dos entrevistados abriram mo do fixo

    Amanh, dia 05, o dia D da Campanha Nacional de Vacinao contra a gri-pe, que vai proteger tam-bm contra a influenza A (H1N1). A meta imuni-zar 24,1 milhes de pes-soas em todo o pas at 25 de maio.

    Devem tomar a vacina idosos com mais de 60 anos, crianas de 6 meses a menores de 2 anos, gr-

    vidas em qualquer pero-do da gestao, indgenas e profissionais de sade. Ao todo, 65 mil postos e 240 mil profissionais de sade em todo o pas vo distribuir as doses. Ama-nh os postos de sade funcionaro das 8h s 17h. Confira alguns luga-res onde se vacinar na sua cidade:

    Na tera-feira, 1 de maio, o governo do Esta-do do Rio Grande do Sul recebeu a notcia de que o Conselho Diretor do Banco Mundial aprovou o emprstimo de US$ 480

    para investimentos no es-tado.

    O governo espera que a tramitao no Brasil, que envolve a aprovao no Senado e na Procurado-ria Geral da Fazenda Na-

    cional, seja cumprida em cerca de um ms. Caso o contrato seja assinado at junho, a previso de que a primeira parcela, no va-lor de R$71 milhes, seja recebida em julho.

    O governador Tarso Genro e comitiva inicia-ram n