DOM - 06/02/2010

download DOM - 06/02/2010

of 6

  • date post

    14-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    254
  • download

    24

Embed Size (px)

description

Diário Oficial do Município

Transcript of DOM - 06/02/2010

  • BELO HORIZONTEDirio Oficial do Municpio - DOMAno XVI N. 3.521 R$ 0,80 Tiragem: 2.500 6/2/2010

    Aos poucos, a Pedreira Prado Lopes, uma das favelas mais antigas da cidade, comea a ganhar novafisionomia com as obras de urbanizao do programa Vila Viva, gerenciado pela Companhia Urbanizadora deBelo Horizonte (Urbel). Em vrios locais, onde antes existia um emaranhado de becos e barracos, agora seavistam canteiros de obras e espaos abertos pela demolio de moradias para abertura de ruas, implantao depraa e rea de lazer, alm da construo de unidades habitacionais.

    Obras do Vila Viva mudam a cara da

    Pedreira Prado Lopes

    394 famlias j foram removidas para aPrefeitura realizar melhorias no local

    Urbanizao evida dignaA reestruturao do

    sistema virio um aspec-to importante das inter-venes. Na parte baixa daPedreira, dezenas de fam-lias foram removidas dosbecos Jos Bonifcio eRodrigues Alves. Eles serotransformados em ruaspermitindo a interligaode vias importantes comoas ruas Carmo do Rio Cla-ro e Pedro Lessa e a aveni-da Jos Bonifcio. Isso vaimelhorar tanto o acesso dapopulao quanto o deservios essenciais, comoambulncia, caminho delixo, viatura policial e txi.

    A melhoria do siste-ma de saneamento acom-panha estas obras. Deacordo com AlexandreVieira j foram implanta-dos 286 metros de redede gua, 235 metros derede de esgoto e 156metros de drenagem plu-vial. Alm da erradicaoquase completa das situ-aes de risco de desli-zamento de encosta.

    Para o diretor presi-

    dente da Urbel, ClaudiusVinicius Leite Pereira, asobras de urbanizao daPedreira Prado Lopes soum sonho antigo da co-munidade, para melhoraras condies de moradia,de sade e de seguranados moradores. De acor-do com ele, isso est sen-do possvel graas aos re-cursos do Programa deAcelerao Econmica(PAC), em uma parceriaentre municpio e Unio.A meta da administraomunicipal ampliar oatendimento do Vila Vivapara 35% da populaodas vilas, finalizou.

    73% dosoperrios moram

    na comunidade

    As obras do Vila Vivana Pedreira Prado Lopesempregam 157 operrios.Destes, 114 deles so mo-radores da comunidade.

    Um exemplo o do ser-vente Elias Pereira da Sil-va, de 24 anos, que almde trabalhar na constru-o dos 64 apartamentosdo Residencial Serra Ne-gra, vai mudar para umdeles quando ficaremprontos.

    Elias nasceu e foicriado na Pedreira. Mora-va com a mulher e o filhoem um dos trs pavimen-tos da casa dos pais, noBeco Carolina. Teve quemudar em agosto do anopassado. A casa foi demo-lida e, at ser reassentadono apartamento, vai mo-rar de aluguel pago peloprograma Bolsa Moradia.O morro melhorou, temmais emprego e rendapara as pessoas, disseele, que h um ano emeio trabalha nas obras.

    Uma das diretrizesdo Vila Viva aproveitar,o mximo possvel, mode obra da prpria comu-nidade nas intervenesde urbanizao. Em ou-tros locais onde o progra-ma atua aglomerados daSerra e Morro das Pedrase na Vila So Jos, por

    Saiba mais sobre as obras na PedreiraLocalizao: Regional Noroeste, entre os bair-ros Santo Andr, So Cristovo, Lagoinha e VilaSenhor dos Passos

    Incio da ocupao: Dcada de 1910

    rea: 14.180 metros quadrados

    Populao: 8.900 habitantes

    Domiclios beneficiados: 1.915

    Remoes previstas: 646

    Apartamentos a serem construdos: 354

    Recursos: R$ 49 milhes financiados pelo PACcom contrapartida municipal

    At sua concluso, prevista para o final de 2011,o programa deve edificar 354 apartamentos para oreassentamento de parte das famlias removidas. Em de-zembro de 2008, foram entregues 32 apartamentos doResidencial Pedro Lessa, construdo com recursos doOramento Geral da Unio. Em maro, outros dois pr-dios com 16 apartamentos cada, no bairro Santo Andr,tambm devero ser entregues. Alm disso, 80 aparta-mentos se encontram em fase de construo.

    Segundo o engenheiro da Urbel, Alexandre LopesVieira, coordenador urbanstico e ambiental do VilaViva/Pedreira Prado Lopes, at agora foram removi-

    das 394 famlias do total de 646 previstas. Ele acres-centou ainda que nos prximos meses ser iniciada aurbanizao de mais 15 novos becos.

    Na parte alta da Pedreira, nas proximidades darua Serra Negra, as mudanas so ntidas. Mais de 260famlias, que ali viviam em situao precria e insalu-bre, foram removidas e as moradias demolidas. Nolocal sero edificados 232 apartamentos, dos quais 64j esto em obras, e construda a Praa Santa Cruz euma rea de lazer. Mquinas tambm trabalham naabertura dos antigos becos Roseiral e Jos Laerte, quevo virar rua.

    exemplo - foram organi-zados cursos de qualifica-o profissional, alm deiniciativas para gerao derenda e trabalho.

    Mudana decasa e de vida

    sistia em um quarto semcama, onde todos dor-miam juntos, uma pe-quena sala e um peque-no corredor usado comocozinha. Minhas crian-as no tm mais alergiae doenas respiratrias eat o meu relacionamen-to com o marido melho-rou, confessou Andreza.

    Andreza CristinaQuirino (foto acima) tem28, casada, tem dois fi-lhos, e mudou de casa ede vida. Desde dezem-bro de 2008 a famliadela ocupa um dos 54apartamentos do Resi-dencial Pedro Lessa, er-guido na primeira etapado Vila Viva. O poroonde antes vivia, no BecoSo Loureno, era abafa-do e escuro e tinha mofo.O banheiro servia vriasfamlias. A moradia con-

    No apartamento, ascrianas tm um quarto spara elas, sem mofo eumidade. A luminosidade tima, alm de contarcom uma bela vista da ci-dade. A famlia tem priva-cidade. Meu banheirotem box e colocamos pisode cermica nos cmo-dos, disse.

    Foto

    s: R

    enat

    o C

    arva

    lho

  • BELO HORIZONTESbado, 6 de fevereiro de 2010Dirio Oficial do Municpio2

    Poder Executivo

    O Centro Cultural Vila Marola (ruaMangabeira da Serra, 320, na Serra) promo-ve neste ms de fevereiro uma diversificadaprogramao, com atividades em vrias reas.Confira as atraes:

    Biblioteca: Oferece revistas e livros das di-versas reas do conhecimento. Para obter em-prstimos, basta se inscrever, levando docu-mento de identidade e um comprovante deresidncia.Para menores de 12 anos, necessria a pre-sena de um responsvel no ato da inscrio.De tera a sexta-feira, das 9h s 17h

    Luzes do Papel: Exposio de Leon Passosem comemorao ao Carnaval. O artista pls-tico utiliza uma tcnica chamada papietagempara criar esculturas e pinturas em papelreciclado. A mostra realizada com diferen-tes meterias e apresenta mscaras, mandalase quadros. At o dia 26, de tera a sexta-feira, das 9h s 17h

    T Pintando a Poesia - Sarau Infanto-Juve-nil - Atividade integrada que prope o con-tato com a literatura infanto juvenil a partirda leitura de um texto e sua releitura por meiode uma atividade ldica. Dia 24, quarta-fei-ra, s 14h30

    O Centro Cultural Pa-dre Eustquio (rua Jacutinga,821, Padre Eustquio) apre-senta uma programao es-pecial em fevereiro. O Msda Reciclagem ter exposi-es, oficinas, debates, espe-tculos, exibio de vdeos eapresentao de msicas.Confira as atraes:

    Literatura A biblioteca funciona detera a sexta, de 8 s 17h, eaos sbados, de 9 s 12h.Para cadastro e emprsti-mos, necessrio apresen-tar documento de identida-de e comprovante de resi-dncia recente. O Espao da Leitura,que acontece dia 27, s 10h, destinado aos amantes daleitura. Cada participante ltrechos de obras literrias in-terpretando-os e comentan-do a seu gosto. A Poesia no Barbante uma mostra de poesias nosboxes da Feira Coberta dobairro Padre Eustquio. Paraparticipar, basta enviar umapoesia para o e-mail ccpe.fmc@pbh.gov.br, entre osdias 23 a 28. O projeto Contao deHistrias relata contos vividosnos bairros Padre Eustquio eCarlos Prates pelo escritor JosAlberto Barreto em seu livroABC de BH.

    Cursos e oficinas A oficina Aero Reciclagemtrabalha na confeco de r-plicas de avies com mate-riais reciclveis. A oficinaacontece nos dias 24, 25 e26, de 13h s 17h. A Oficina de mscaras deCarnaval cria mscaras carna-valescas com materiais reci-clveis, com a arte educado-ra Ins Avendanho. Dias 10,11 e 12, de 14h s 16h.

    Msica A cantora Carla MeirelesTrio apresenta o melhor dabossa nova e clssicos daMPB. Dia 26, s 20h.

    O Projeto Escadaria apre-senta no domingo, dia 7, o Cir-cuito Turstico Caminhos do Sulde Minas, que rene 12 muni-cpios: Conceio das Pedras,Cristina, Delfim Moreira, Ita-jub, Maria da F, Marme-lpolis, Pedralva, Piranguu,Piranguinho, Santa Rita doSapuca, So Jos do Alegre eWenceslau Braz.

    Localizado na Serra daMantiqueira (nome originriode amantikyr, que na lnguatupi significa serra que chora,devido grande quantidade denascentes e belas cachoeiras aolongo de seu macio), os Cami-nhos do Sul de Minas contem-plam desde o Pico do Marins

    Centro Cultural Vila Marola temprogramao diversificada em fevereiro

    Atividades diversasno Padre Eustquio

    Oficina de confeco de mscaras e matinde Carnaval - As mscaras sero confeccio-nadas com diversos materiais (foto) e os parti-cipantes sero convidados a entrarem no cli-ma de folia, participando da matin de Car-naval. Dia 9, tera-feira, s 14h

    Exibio de Filme no CCVM As Roupasdo Imperador - O imperador Louis resolvecomemorar seu aniversrio promovendo umconcurso para escolher o alfaiate que ir cos-turar a roupa que ele usar neste dia to es-pecial. Chega o grande dia e todas as pessoasdo reino vo para as ruas ver o to esperadodesfile! Dia 25, quinta-feira s 10h e 14h

    Projeto Escadaria apresentaatraes do Sul de Minas

    (2.420,7 metros de altitude),onde se pratica o ecoturismoem Marmelpolis, at o Picodos Dias (1.864 metros de alti-tude), em Piranguu, passandopela Vila Maria e Usina de SoBernardo.

    O projetoLanado em dezembro de

    2009, o Projeto Escadaria umainiciativa da Belotur, em parce-ria com a Federao das Asso-ciaes dos Circuitos Tursticosdo Estado de Minas Gerais(Fecitur) e apoio da Coposa. Oprojeto, que se estende ao lon-go de 2010, faz parte do con-junto de aes que envolvem oincremento do fluxo turstico

    interno do Estado, juntamentecom