Departamento de Engenharia Electrotécnica...

of 29 /29
Departamento de Engenharia Electrotécnica (DEE) Electrónica II - Cursos de Engª Electrotécnica e Engª de Electrónica e Computadores Luís Veríssimo, Fevereiro de 2002 Cátodo Ânodo O díodo Dispositivo de dois terminais Componente elementar não-linear utilizado em circuitos muito variados Aplicações: conversores de potência AC/DC – rectificadores, processamento de sinais, circuitos digitais, etc.. Tipos: díodos de “galena” ( primitivos receptores de rádio); díodos de vácuo (válvulas de vácuo); díodos de junção (materiais semicondutores: silício, germânio, etc..)

Embed Size (px)

Transcript of Departamento de Engenharia Electrotécnica...

  • Departamento de Engenharia Electrotcnica (DEE)

    Electrnica II - Cursos de Eng Electrotcnica e Eng de Electrnica e Computadores Lus Verssimo, Fevereiro de 2002

    Ctodonodo

    O dodo Dispositivo de dois terminais

    Componente elementar no-linear utilizado em circuitos muito variados

    Aplicaes: conversores de potncia AC/DC rectificadores, processamento de sinais, circuitos digitais, etc..

    Tipos: dodos de galena ( primitivos receptores de rdio); dodos de vcuo (vlvulas de vcuo); dodos de juno (materiais semicondutores: silcio, germnio, etc..)

  • Departamento de Engenharia Electrotcnica (DEE)

    Electrnica II - Cursos de Eng Electrotcnica e Eng de Electrnica e Computadores Lus Verssimo, Fevereiro de 2002

    Dodo de utilizao corrente

    Smbolo

    Juno pn

    O dodo

    iD

    vD

    Caracterstica

    nodo Ctodo

    (A) (K)

    P N(A) (K)

    iD

    vD

  • Departamento de Engenharia Electrotcnica (DEE)

    Electrnica II - Cursos de Eng Electrotcnica e Eng de Electrnica e Computadores Lus Verssimo, Fevereiro de 2002

    iR

    vR

    R

    iR

    vR

    iD

    vD

    iD

    vD

    Resistncia dispositivo linear

    Dodo dispositivo no linear

    )1e.(Ii TD

    nVv

    SD =

    Rv

    i RR =

  • Departamento de Engenharia Electrotcnica (DEE)

    Electrnica II - Cursos de Eng Electrotcnica e Eng de Electrnica e Computadores Lus Verssimo, Fevereiro de 2002

    Caracterstica do dodo relao entre a corrente e a

    tenso no dodo, iD(vD)

    se vD>0 dodo polarizado directamente

    se vD

  • Departamento de Engenharia Electrotcnica (DEE)

    Electrnica II - Cursos de Eng Electrotcnica e Eng de Electrnica e Computadores Lus Verssimo, Fevereiro de 2002

    O dodo idealiD

    vD

    vD

    iDA K

    vD iD=0

    vD

    iDA K

    iD>0 => vD=0

    Se aos terminais do dodo for aplicada uma tenso negativa no flui corrente no dodo; o dodo comporta-se como um circuito em aberto

    Se for injectada uma corrente positiva no dodo, do nodo para o ctodo, obtm-se uma queda de tenso nula aos terminais do dodo; o dodo comporta-se como um curto-circuito.

  • Departamento de Engenharia Electrotcnica (DEE)

    Electrnica II - Cursos de Eng Electrotcnica e Eng de Electrnica e Computadores Lus Verssimo, Fevereiro de 2002

    Exemplo de operao dos dois modos de funcionamento do dodo ideal

    Dodo polarizado directamente, equivalente a um curto-circuito

    iD

    vD

    +10V

    1k

    iD

    vD

    +10V

    1k

    iD

    vD

    +10V

    1k

    iD

    vD

    +10V

    1k

    Dodo polarizado inversamente, equivalente a um circuito em aberto.

    k1V10

    iD+

    =

  • Departamento de Engenharia Electrotcnica (DEE)

    Electrnica II - Cursos de Eng Electrotcnica e Eng de Electrnica e Computadores Lus Verssimo, Fevereiro de 2002

    iD

    vD v0vi

    D

    R

    Rv

    i

    vv

    0v0i

    'ON'D,0v

    iD

    io

    DD

    i

    =

    ====>>

    >

    0i.Rv

    0i0v

    'OFF'D,0v

    Do

    DD

    i

    =====>