Casamento Blindado - Renato e Cristiane Cardoso

Click here to load reader

download Casamento Blindado - Renato e Cristiane Cardoso

of 220

  • date post

    30-Jul-2015
  • Category

    Education

  • view

    216
  • download

    3

Embed Size (px)

Transcript of Casamento Blindado - Renato e Cristiane Cardoso

1. Folha de Rosto 2. Crditos Casamento Blindado Copyright Renato Cardoso e Cristiane Cardoso Publisher Omar de Souza Editor responsvel Renata Sturm Produo editorial Thalita Arago Ramalho Capa Metropolis Copidesque Fernanda Martins Reviso Vanessa Lampert Magda Carlos Daniel Borges Diagramao e projeto grfico Scintilla Lima Converso para ebook Singular Digital | Mariana Mello e Souza CIP-BRASIL. CATALOGAO-NA-FONTE SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ C266c Cardoso, Renato, 1945- Casamento blindado: o seu casamento prova de divorcio/Renato Cardoso e Cristiane Cardoso. - Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2012. ISBN 978-85-7860-339-7 1. Casamento - Aspectos religiosos - Cristianismo. 2. Vida crist. I. Cardoso, Cristiane. II. Ttulo. 12-2975. CDD: 248.4 CDU: 27-584 Thomas Nelson Brasil uma marca licenciada Vida Melhor Editora S.A. Todos os direitos reservados Vida Melhor Editora S.A. Rua Nova Jerusalm, 345 Bonsucesso Rio de Janeiro RJ CEP 21402-325 Tel.: (21) 3882-8200 Fax: (21) 3882-8212 / 3882-8313 www.thomasnelson.com.br 3. Dedicatria A todos os casais que valorizam seu casamento o suficiente para blind-lo. E aos solteiros inteligentes, que sabem que a preveno melhor que a cura. 4. Agradecimentos Antes de tudo, ao inventor do casamento, Deus. Para os menos entendidos, criar homem e mulher to diferentes um do outro e p-los para viver juntos pode parecer uma piada de mau gosto. Mas Ele sabe o que faz, sempre. Somos gratos a Ele tambm por ter-nos presenteado com a vida um do outro. Renato no seria Renato sem Cristiane, que no seria Cristiane sem Renato. difcil explicar. Aos problemas que passamos em nosso casamento, que foram duros, mas bons professores. Ao Bispo Macedo e D Ester, talvez o casal mais slido e feliz que conhecemos, e que mais nos influenciou. Obrigado pelos ensinamentos, muitos dos quais permeiam este livro. A David e Evelyn Higginbotham, que nos ajudaram a desenvolver este trabalho no Texas, sempre com timo insight. A Vanessa Lampert, que pesquisou, revisou, leu e releu este livro mais vezes que qualquer pessoa deveria ser permitida. E a toda a nossa equipe e alunos do Casamento Blindado e da The Love School. Vocs tm grande parte nesta obra. Alegrem-se conosco! Renato e Cristiane Cardoso 5. Prefcio Defense! Defense! provvel que sua expectativa, ao comear a ler este prefcio, seja a de encontrar um texto com vrias referncias ao basquete, esporte que me proporcionou muitas conquistas, lutas, alegrias, conflitos e recompensas. Bem, para ser franco, quero falar sobre outra rea de minha vida que tambm me proporcionou muitas conquistas, lutas, alegrias, conflitos e recompensas, porm muito mais profundas e marcantes: meu casamento. E, para ser mais franco ainda: se no fosse pela solidez de minha unio com Cristina, possvel que eu tivesse bem menos para falar at no que se refere minha carreira como atleta. Cristina e eu nos casamos h mais de trinta anos, e nos conhecemos h quase quatro dcadas. Sei que a frase meio lugar-comum, mas no posso evitar e tenho certeza de que voc vai concordar: uma vida inteira juntos. E imagine quanta coisa acontece no percurso de uma vida. Dias de sol, agradveis, clima gostoso, mas tambm dias de chuva e at de tempestade. S mesmo um relacionamento muito bem fundamentado para resistir quando bate aquela ventania que destelha tudo. Se fosse h quarenta anos, quando eu era muito mais ingnuo (s faltava acreditar em coelhinho da Pscoa), podia dizer que basta o amor para resolver todos os problemas em um casamento. claro que ele um elemento fundamental para qualquer unio, nenhum casal consegue ficar junto e feliz se o amor no existir, mas posso garantir a voc que h muitas outras coisas envolvidas no casamento. S isso para explicar como uma pessoa como minha esposa, Cristina, consegue abrir mo de um diploma universitrio, faltando apenas trs meses para se formar, e se mudar comigo para a Europa, onde fui jogar seis meses depois de nosso casamento. Foi ela, alis, quem segurou a barra naquelas primeiras semanas, quando o time em que eu jogava comeou mal o campeonato. No importava quanto eu tivesse de treinar ou me 6. concentrar mais, Cristina nunca deixava a bola cair l em casa. Sem ela, eu talvez desistisse. Com ela, voltei de l vitorioso, anos depois. No basquete (t bom, acabei falando do basquete), um time que se preza s consegue um bom resultado quando todos se preocupam com todos. Quem faz a cesta volta tambm para marcar, para proteger o restante da equipe. Nos Estados Unidos, as torcidas gritam: Defense! Defense! E descobri que funciona de um jeito muito parecido no casamento. Quem ama avana, progride, conquista, mas tambm se preocupa em proteger no s o cnjuge, mas a prpria unio. J deixei de dar carona para muitas fs por respeito Cristina. No era s uma questo de preserv-la de um constrangimento. Era tambm uma questo de preservar nossa unio, nosso amor, nosso relacionamento. por isso que fiquei muito feliz com o convite para prefaciar o livro de Renato e Cristiane Cardoso. J li alguns livros sobre casamento, ouvi falar de outros, mas a primeira vez que encontro um que vai ao cerne da questo: quem ama de verdade blinda o casamento. E blindar isso mesmo, colocar todas as defesas em funcionamento para evitar que qualquer coisa comprometa a relao. Isso inclui no s os ataques externos, mas tambm os internos, como as picuinhas por bobagens, as crises (e no tem jeito, elas sempre aparecem), a falta de humildade para saber a hora certa de ceder por amor (assim como bater o p por amor), a incapacidade de se adaptar s virtudes e aos defeitos do outro, as chantagens e os joguinhos emocionais... Uma lista imensa. Renato e Cristiane aprenderam isso depois de anos de aconselhamento com muitos casais, mas a melhor formao que tiveram foi a prpria escola da vida. Foi assim que descobriram o poder da blindagem, que se torna muito mais forte e slida quando se baseia em princpios e valores cristos. E agora eles compartilham essas experincias e orientaes neste livro. uma oportunidade espetacular tanto para quem acha que seu casamento est vulnervel, e precisa de um escudo, quanto para aqueles que j blindaram sua unio e sabem como importante reforar a proteo. Leia e blinde seu casamento tambm. Oscar Schmidt Maior jogador de basquete brasileiro de todos os tempos, casado com Cristina 7. e pai de Felipe e Stephanie. 8. Introduo Ningum se casa por dio. At hoje no encontrei algum que tenha pedido outra pessoa em casamento dizendo: Eu te odeio! Quer casar comigo? As pessoas se casam por amor. Porm, o ndice de divrcios continua aumentando a cada ano. Em alguns pases, como os EUA, metade dos casamentos acaba em divrcio. O Brasil est quase l. O ano de 2010 teve a mais alta taxa de divrcios j registrada: A cada trs casamentos, um foi desfeito. Vamos de mal a pior. Isso mostra que o amor que une as pessoas no tem sido suficiente para manter o casamento. Imaginar que aquele amor que vocs tm um pelo outro poder no ser suficiente na hora da crise assustador, no mesmo? O problema no tem sido a falta de amor, mas sim a falta de ferramentas para resolver os problemas inerentes ao viver a dois. As pessoas ingressam no casamento com praticamente zero de habilidade em resolver problemas de convivncia. Por alguma razo, isso no tem sido ensinado em lugar algum no com a clareza e praticidade necessrias. Antigamente, esse ensino vinha dos pais. Quando os casamentos eram mais slidos e exemplares, os filhos tinham nos pais um modelo natural de como se comportar em um relacionamento. Atualmente, os pais muitas vezes so um exemplo do que no fazer... Temos outro grande problema: a ignorncia sobre o que o amor. J ouvi muitas vezes de maridos e esposas frustrados: O amor acabou. No sinto mais o que sentia por ele(a). Outros dizem que o casamento foi um erro, que casaram com a pessoa errada, se precipitaram, ou se viram forados a casar pelas circunstncias, como no caso de gravidez indesejada. Porm, na verdade, h muito mais gente infeliz no casamento porque faz o que errado do que por ter casado com a pessoa errada. As pessoas fazem tantas coisas erradas no relacionamento e acumulam tantos problemas, sem nunca resolv-los, que o amor fica sufocado, esmagado e sem foras isso quando no morre antes de nascer. Os sentimentos bons acabam dando lugar ao rancor, indiferena e 9. mesmo ao dio. Mas possvel resgatar o amor e at mesmo aprender a amar algum que voc nunca amou. Note o que eu disse: possvel aprender a amar. O primeiro passo saber que a nica maneira de se amar uma pessoa conhecer mais a respeito dela. Muitos pensam, erroneamente, que amor um sentimento. Amor produz sentimentos bons, sim, mas no um sentimento em si. Se voc v uma pessoa pela primeira vez e sente algo bom por ela, mas depois no aprende a am-la por quem ela , aquele amor primeira vista no permanecer. Amar no sentir. Amar conhecer a outra pessoa, admirar o que voc conhece dela e olhar seus defeitos positivamente. Se nos dedicarmos, podemos aprender a amar praticamente qualquer pessoa ou coisa. Considere o caso de Dian Fossey, por exemplo. Na sepultura dela l-se o epitfio: No one loved gorillas more (Ningum amou mais aos gorilas). Dian foi uma zoologista americana, famosa e respeitada por seus estudos sobre os gorilas da frica Central. Por muitos anos, at ser morta por caadores ilegais, Dian viveu entre os gorilas nas montanhas de Ruanda. Morava em uma cabana de madeira, em condies primitivas, e dedicou mais de 18 anos de vida aos animais, a quem amava mais que tudo na vida. Como foi que Dian comeou a amar os gorilas? Aos 31 anos, quando fez um safri na frica, Dian teve o primeiro encontro com os gorilas e os estudos de conservacionistas que trabalhavam pela preservao dos primatas. Ali comeou a descobrir mais sobre a espcie, seu comportamento, como se comunicam, seus hbitos, sua dieta, a ameaa de extino e muito mais. Dian creditada por desbancar a imagem que os gorilas tinham desde que o filme