Bioma Pantanal

download Bioma   Pantanal

of 15

  • date post

    01-Nov-2014
  • Category

    Travel

  • view

    22.810
  • download

    5

Embed Size (px)

description

 

Transcript of Bioma Pantanal

  • 1. Centro de Tecnologia - CTEC Engenharia Ambiental Professor Roberto Caffaro Webquest BIOMAS PANTANAL Juliana Costa Cavalcante Renata Campos Tauber Thiago Brando Macei, 23 de setembro de 2009.
  • 2. Centro de Tecnologia - CTEC Engenharia Ambiental Professor Roberto Caffaro Webquest BIOMAS PANTANAL Trabalho realizado pelos alunos Juliana Costa Cavalcante, Renata Campos Tauber e Thiago Brando, da disciplina de Ecologia, ministrada pelo professor Roberto Caffaro.
  • 3. Macei, 23 de setembro de 2009. BIOMA - PANTANAL O Complexo do Pantanal, ou simplesmente Pantanal, um bioma constitudo principalmente por savana estpica alagada em sua maior parte com 250 mil km de extenso, altitude mdia de 100 m2. O nome complexo vem do fato de a regio ter mais de um Pantanal dentro de si. Em que pese o nome, h um reduzido nmero de reas pantanosas na regio pantaneira. Est localizado no interior da Amrica do Sul, situado no sul de Mato Grosso e no noroeste de Mato Grosso do Sul, ambos Estados do Brasil, entre os meridianos 550 e 580 de longitude oeste e os paralelos de 160 e 220 de latitude sul, alm de tambm englobar o norte do Paraguai e leste da Bolvia, formando nestes pases a regio do Chaco Boliviano, palavra que em linguagem indgena quechua significa "terra de caa"(Figura1). Considerado pela UNESCO Patrimnio Natural Mundial e Reserva da Biosfera. Em territrio brasileiro, o Pantanal tem uma extenso de cerca de 140 mil km 2, com 600 km no sentido Norte-Sul e em certos lugares 250 km de largura. Figura 1: Pantanal visto por satlite. O Pantanal Matogrossense uma das mais exuberantes e diversificadas reservas naturais do Planeta integrando-o ao acervo dos patrimnios da humanidade, a maior extenso mida contnua do planeta. Hidrograficamente, todo o Pantanal faz parte da bacia do rio Paraguai constituindo-se em uma imensa plancie de reas alagveis.
  • 4. Quando do perodo das cheias justifica a lenda sobre sua origem, que seria um imenso mar interior o mar de Xaras. O rio Paraguai e seus afluentes percorrem o Pantanal, formando extensas reas inundadas que servem de abrigo para muitos peixes, como o pintado, o dourado, o pacu, e tambm para outros animais, como os jacars, as capivaras e ariranhas, entre outras espcies. Muitos animais ameaados de extino em outras partes do Brasil ainda possuem populaes vigorosas na regio pantaneira, como o cervo-do-pantanal, a capivara, o tuiui e o jacar. Devido a baixa declividade desta plancie no sentido norte-sul e leste-oeste, a gua que cai nas cabeceiras do rio Paraguai, chega a gastar quatro meses ou mais para atravessar todo o Pantanal. Os ecossistemas so caracterizados por cerrados e cerrades sem alagamento peridico, campos inundveis e ambientes aquticos, como lagoas de gua doce ou salobra, rios, vazantes e corixos. O clima, predominantemente tropical, apresenta caractersticas de continentalidade, com diferenas bem marcantes entre as estaes seca e chuvosa, do tipo quente no vero, com temperatura mdia em torno de 32C e frio e seco no inverno, com mdia em torno de 21C, ocorrendo ocasionalmente, geadas nos meses de julho e agosto. A precipitao pluviomtrica anual est entre 1.000 e 1.400 mm, sendo dezembro e janeiro os meses mais chuvosos. No vero, entre outubro e maio, poca das chuvas, as terras so literalmente inundadas. Podemos dividir o clima na regio tambm em quatro estaes distintas: cheia (de janeiro a maro) (Figuras 2), vazante (abril e maio), seca (de junho a setembro) (Figura 3), e enchente (de outubro a dezembro). Figuras 2: Pantanal durante o perodo de cheias
  • 5. Figura 3: Pantanal durante o perodo de seca. A unio de fatores tais como o relevo, o clima e o regime hidrogrfico da regio favoreceram o desenvolvimento de numerosas espcies animais e vegetais que povoam abundantemente toda sua extenso. O Pantanal, entretanto, no um s. Existem 10 (dez) tipos de pantanal na regio com caractersticas diferentes de solo, vegetao e drenagem, so eles: Nabileque (9,4 %); Miranda (4,6%); Aquidauana (4,9 %); Abobral (1,6 %); Nhecolndia (17,8 %); Paiagus (18,3 %); Paraguai (5,3 %); Baro de Melgao (13,3 %); Pocon (12,9 %); Cceres (11,9 %). Como uma rea de transio, a regio formada por uma variedade de ecossistemas que so periodicamente inundados, apresentando, por isso, uma fauna densa e diversificada, muito rica, provavelmente a mais rica do planeta. Cerca de 650 espcies diferentes de aves j foram catalogadas (no Brasil esto catalogadas cerca de 1580), sendo 444 espcies de aves raras (67,7%) e 212 espcies de aves comuns (32,2%). As aves especialmente as aquticas, so as mais adaptadas s condies ambientais da regio do Pantanal. Devido a sua grande facilidade de deslocamento podem aproveitar ao mximo os ciclos de "enchentes" e "vazantes". As variaes climticas e hidrolgicas do Pantanal determinam o comportamento alimentar e reprodutivo, no apenas das aves, como de toda a fauna. Os fatores que condicionam o perodo da reproduo so principalmente a disponibilidade de recursos alimentares e de stios de nidificao. Entre as espcies registradas, destacam-se aves consideradas como ameaadas de extino, como a arara azul (Figura 4) (Anodorhynchus hyacinthinus - ameaada tanto pela caa como pelo desaparecimento do seu habitat. A ave tambm aparece no Norte e Nordeste. Existem aproximadamente cerca de 4.000 no pas e nos ltimos 20 anos,
  • 6. mais de 15 mil araras foram retiradas do Brasil. Hoje, os fazendeiros e os pees ajudam a impedir o comrcio das aves), o gavio-pato (Spizastur melanoleucus) e o gavio-de- penacho (Spizaetus ornatus), alm das endmicas como o choror-do-pantanal (Cercomacra melanaria) e as aves migratrias como maaricos, garas, cabeas-secas, jaburus, colhereiros, andorinhas e a tesourinha. H ainda tuiuis, a ave smbolo do Pantanal (Figura 5), tucanos, periquitos, garas-brancas, jaburus, beija-flores (os menores chegam a pesar dois gramas), socs (espcie de gara de colorao castanha), jaans, emas, seriemas, papagaios, colhereiros, gavies, carcars e curicacas. Figura 4: Arara-azul, em extino. Figura 5: Tuiui, ave smbolo do Pantanal.
  • 7. J foram catalogadas mais de 1.100 espcies de borboletas. Contam-se mais de 80 espcies de mamferos, sendo os principais a ona-pintada (Figura 6) (atinge a 1,2 m de comprimento, 0,85 cm de altura e pesa at 200 kg), capivara, lobinho, veado- campeiro, veado catingueiro, lobo-guar, macaco-prego, cervo do pantanal, bugio (macaco que produz um rudo assustador ao amanhecer), porco do mato, tamandu, cachorro-do-mato, anta, preguia, ariranha, suuarana, quati, tatu etc. A regio tambm extremamente piscosa, j tendo sido catalogadas 263 espcies de peixes: piranha (peixe carnvoro e extremamente voraz), pacu, pintado, dourado, cachara, curimbat, ja e piau so as principais encontradas. H uma infinidade de rpteis, sendo o principal o jacar (jacar-do-pantanal (Figura 7) e jacar-de-coroa), cobras (sucuri, jibia, cobras-dgua e outras), lagartos (camaleo, calango-verde) e quelnios (jabuti e cgado). O cervo-do-pantanal, o tuiui e a capivara, so animais que esto com risco de extino. Figura 6- Ona pintada Figura 7 Jacar do Pantanal Durante a poca de estiagem, nos meses de maio a setembro, podem ser vistas as mais fantsticas aglomeraes de pssaros. Centenas at milhares de tuiuis, cabeas- secas, garas e muitas outras espcies se encontram para pescar os abundantes peixes nas baas e alagados que agora secam. a poca tambm de reproduo para a maioria dos animais. Na paisagem pantaneira so chamadas de baas as lagoas de gua doce, de salinas as compostas de gua salgada e de barreiros as que secam na estiagem. Denomina-se de
  • 8. corixos os cursos dgua que ligam estas formaes outras baas ou rios. As faixas de terras ligeiramente mais altas, cobertas com mata no alagada, foram designadas de cordilheiras. Sua vegetao um mosaico de cinco regies distintas: Floresta Amaznica, Cerrado, Caatinga, Mata Atlntica e Chaco (paraguaio, argentino e boliviano). Durante a seca, os campos se tornam amarelados e no sendo raro a temperatura descer a nveis abaixo de 0C, e registrar geadas, influenciada pelos ventos que chegam do sul do continente. No homognea e h um padro diferente de flora de acordo com o solo e a altitude. Nas partes mais baixas, predominam as gramneas, que so reas de pastagens naturais para o gado (a pecuria a principal atividade econmica do Pantanal). A vegetao de cerrado, com rvores de porte mdio entremeadas de arbustos e plantas rasteiras, aparece nas alturas mdias. Poucos metros acima das reas inundveis ficam os capes de mato, com rvores maiores como angico, ip e aroeira. Em altitudes maiores, o clima rido e seco torna a paisagem parecida com a da caatinga, apresentando espcies tpicas como o mandacaru, plantas aquticas, pivas (da famlia dos ips com flores rseas e amarelas), palmeiras, orqudeas, figueiras e aroeiras. Vemos que esse bioma possui uma vegetao rica e variada, que inclui a fauna tpica de outros biomas brasileiros, como o cerrado, a caatinga e a regio amaznica. A camada