APRESENTAÇÃO GERAL NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS.

Click here to load reader

  • date post

    22-Apr-2015
  • Category

    Documents

  • view

    110
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of APRESENTAÇÃO GERAL NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS.

  • Slide 1
  • APRESENTAO GERAL NORMAS PARA APRESENTAO DE TRABALHOS ACADMICOS
  • Slide 2
  • APRESENTAO GERAL As monografias a serem apresentadas ao Curso de Ps-Graduao devem ser submetidas Comisso de Ps-Graduao, obedecida a regulamentao vigente. Devem ser entregues Comisso de Ps- Graduao, 5 exemplares do trabalho encadernados com capas espiraladas. A monografia, aps a defesa, se for aprovada pela banca examinadora, com a correo dos erros apontados, deve ser re-encadernada.
  • Slide 3
  • APRESENTAO GERAL O texto deve ser digitado em espao 1,5 exceto as referncias que devem ter espao 1 e ocupar apenas o anverso da pgina. Recomenda-se a utilizao da fonte arial ou times new roman, tamanho 12 para o texto e, tamanho 10 para a citao direta de mais de trs linhas. Tipos itlicos so usados para nomes cientficos e expresses latinas. As citaes longas, as notas, as referncias e os resumos em vernculo e em lngua estrangeira devem ser digitados em espao simples. Os ttulos das sees devem ser separados do texto que os precede ou que os sucede por uma entrelinha dupla (um espao duplo ou dois espaos simples).
  • Slide 4
  • APRESENTAO GERAL Para efeito de alinhamento, no texto, deve ser utilizado o justificado. A impresso deve ser feita exclusivamente em papel branco formato A4 (21,0 x 29,7cm), de boa opacidade e de qualidade que permita a impresso e leitura. Os exemplares devem ser reproduzidos pelos processos modernos de reprografia existentes. A imagem impressa deve ser de boa qualidade, com caracteres ntidos.
  • Slide 5
  • APRESENTAO GERAL As margens devem permitir encadernao e reproduo corretas: Margem esquerda: 3,0 cm Margem direita: 2,0 cm Margem superior: 3,0 cm Margem inferior: 2,0 cm
  • Slide 6
  • APRESENTAO GERAL Todas as folhas a partir da folha de rosto devem ser contadas, porm no numeradas. A numerao deve ser indicada a partir da INTRODUO, que poder ser, por exemplo 5, se foram utilizadas quatro folhas anteriormente. Quando forem utilizadas folhas em branco para abrir os captulos, estas no devem ser contadas para efeito de paginao.
  • Slide 7
  • APRESENTAO GERAL Para evidenciar a sistematizao do contedo do trabalho, deve-se adotar a numerao progressiva para as sees do texto. Os ttulos das sees primrias, devem iniciar em folha distinta. Destacam-se gradativamente os ttulos das sees, utilizando-se os recursos de negrito, itlico, caixa alta ou versal, conforme a NBR- 6024.
  • Slide 8
  • APRESENTAO GERAL As abreviaturas e siglas quando aparecem pela primeira vez no texto, devem ter os nomes colocados por extenso, acrescentando-se a abreviatura ou a sigla entre parnteses. O indicativo numrico de uma seo precede seu ttulo alinhado esquerda, separado por um espao de caracteres. Nos ttulos sem indicativo numrico como lista de ilustraes, resumo, referncias e outros, devem ser centralizados conforme a NBR- 6024.
  • Slide 9
  • ESTRUTURA A estrutura de tese, dissertao ou monografia de acordo com a NBR-14724, compreende trs elementos: pr-textuais; textuais ; ps-textuais.
  • Slide 10
  • ELEMENTOS PR-TEXTUAIS Capa (obrigatrio) Lombada (opcional) Folha de rosto (obrigatrio) Errata (opcional) Folha de aprovao (obrigatrio) Dedicatria (opcional) Agradecimentos (opcional) Epgrafe (opcional) Resumo na lngua verncula (obrigatrio) Resumo em lngua estrangeira (obrigatrio) Lista de ilustraes (opcional) Lista de abreviaturas e siglas (opcional) Lista de smbolos (opcional) Sumrio (obrigatrio)
  • Slide 11
  • ELEMENTOS TEXTUAIS Introduo; Desenvolvimento; Concluso.
  • Slide 12
  • ELEMENTOS PS-TEXTUAIS Referncias (obrigatrio) Glossrio (opcional) Apndice (opcional) Anexo (opcional) ndice (opcional)
  • Slide 13
  • Resumo na lngua verncula (NBR-6028) Consiste na apresentao concisa dos pontos principais de um texto. Devem ser apresentados, de forma clara, os objetivos, o desenvolvimento e as concluses. Constitui-se em uma seqncia de frases objetivas e no uma simples enumerao de tpicos. Deve ser seguido das palavras representativas do contedo do trabalho, isto , palavras-chave e/ou descritores. Na redao do resumo: evitar termos redundantes: O autor trata neste trabalho...; evitar adjetivos, preferindo a substantivao; usar frases precisas e informativas; no utilizar pargrafos. No final do resumo devem constar os unitermos ou palavras-chave j determinados pelos aluno e orientador e que tambm constaro dos Dados Internacionais de Catalogao-na-Publicao.
  • Slide 14
  • SUMRIO
  • Slide 15
  • REFERNCIAS o conjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um documento, que permite a sua identificao individual. Denomina-se ainda de Referncias a lista composta de documentos padronizados e utilizados na elaborao de um trabalho acadmico.
  • Slide 16
  • APNDICE Consiste em um texto ou um documento elaborado pelo autor, a fim de complementar sua argumentao, sem prejuzo da unidade nuclear do trabalho. Os apndices so identificados por letras maisculas consecutivas, travesso e pelos respectivos ttulos. Exemplo: APNDICE A - Tabela de nmeros aleatrios APNDICE B - Erro estimado de amostragem para uma Bionomial
  • Slide 17
  • ANEXO Consiste em um texto ou documento no elaborado pelo autor, que serve de fundamentao, comprovao e ilustrao. Os anexos so identificados por letras maisculas consecutivas, travesso e pelos respectivos ttulos. Exemplo: ANEXO A - Representao grfica dos cursos de ps- graduao, elaborada pela CAPES. ANEXO B - Representao grfica dos docentes dos cursos de ps-graduao, elaborada pela CAPES
  • Slide 18
  • CITAES EM DOCUMENTOS: DEFINIES E REGRAS GERAIS (ABNT/NBR-10520) Citao a meno, no texto, de uma informao colhida de outra fonte. Pode ser direta, indireta e citao de citao. CITAO DIRETA a transcrio textual dos conceitos de um autor consultado. Exemplos: De acordo com as concluses de Marshall (1980, p. 249) da mesma forma que no se pode afirmar se a lmina inferior ou superior de uma tesoura que corta uma folha de papel, tambm no se pode discutir se o valor e os preos so governados pela utilidade ou pelo custo de produo.
  • Slide 19
  • CITAES EM DOCUMENTOS: DEFINIES E REGRAS GERAIS (ABNT/NBR-10520) Citao mais longa deve figurar abaixo do texto, em bloco recuado de 4 cm da margem esquerda com letras tamanho 10, sem aspas. Exemplo:
  • Slide 20
  • CITAES EM DOCUMENTOS: DEFINIES E REGRAS GERAIS (ABNT/NBR-10520) CITAO INDIRETA a transcrio livre do texto do autor consultado. As citaes indiretas ou parafraseadas dispensam o uso de aspas duplas e do nmero de pginas. Exemplo: A produo acadmica sobre varejo no Brasil fica muito aquem da importncia do segmento na economia (ANGELO; SILVA, 1993).
  • Slide 21
  • CITAES EM DOCUMENTOS: DEFINIES E REGRAS GERAIS (ABNT/NBR-10520) CITAO DE CITAO citao direta ou indireta de um documento ao qual no se teve acesso ao original. Deve ser citado em nota de rodap, sendo obrigatria a indicao da referncia de onde foi extrada a informao. Esse tipo de citao s deve ser utilizado nos casos em que realmente o documento original no pode ser recuperado (documentos muito antigos). No texto deve ser indicado o(s) sobrenome(s) do(s) autor(es) citado(s), seguido(s) da expresso apud e sobrenome do(s) autor(es) da referncia fonte, constando o nmero da pgina. Exemplo: Enguita (apud SILVA, 1991, p. 21) chegou s mesmas concluses... As entidades coletivas podem ser citadas pelas respectivas siglas, desde que na primeira vez em que forem mencionadas apaream por extenso. Exemplo: ASSOCIAO BRASILEIRA DO TRABALHADOR - ABT (1985)
  • Slide 22
  • CITAES EM DOCUMENTOS: DEFINIES E REGRAS GERAIS (ABNT/NBR-10520) Citao em Notas de Rodap As notas de rodap tm por finalidade prestar esclarecimentos ou tecer consideraes que no devam ser includas no texto para que no haja interrupo da seqncia lgica da leitura. Devem ser reduzidas ao mnimo necessrio e situar-se em local prximo ao texto. Bibliogrficas: So utilizadas para indicar fontes bibliogrficas. Indicam textos relacionados com as afirmaes contidas no trabalho, remetendo o leitor a outras partes do trabalho ou outros trabalhos para a comparao de resultados. Incluem tambm a traduo de citaes feitas em lngua estrangeira ou indicao de lngua original de citaes traduzidas.
  • Slide 23
  • CITAES EM DOCUMENTOS: DEFINIES E REGRAS GERAIS (ABNT/NBR-10520) muito comum, em notas de rodap, o uso de termos, expresses e abreviaturas latinas. Entretanto, essas expresses devem ser evitadas porque dificultam a leitura. Elas s podem ser utilizadas quando fizerem referncia s notas de uma mesma pgina ou em pginas confrontantes. A primeira citao de uma obra em nota de rodap deve ter a sua referncia completa. So elas:
  • Slide 24
  • CITAES EM DOCUMENTOS: DEFINIES E REGRAS GERAIS (ABNT/NBR-10520) Ibidem ou Ibid. = na mesma obra Idem ou Id. = do mesmo autor Op. cit. = na obra citada Loc. cit. = no lugar citado Et seq. = seguinte ou que se segue Passim = aqui e ali; em vrios trechos ou passagens Cf. = confira Sic = assim mesmo, desta maneira
  • Slide 25
  • CITAES EM DOCUMENTOS: DEFINIES E REGRAS GERAIS (ABNT/NBR-10520)
  • Slide 26
  • Explicativas: Referem-se a comentrios e/ou observaes pessoais do autor: concesso de bolsas, nomes de instituies e endereos. So tambm usadas para indicar dados relativos a comunicaes pessoais, a trabalhos apresentados e no publicados.
  • Slide 27
  • CITAES EM DOCUMENTOS: DEFINIES E REGRAS GERAIS (ABNT/NBR-10520) Deve-se obedecer aos seguintes critrios: Um autor Indicao do sobrenome do autor, seguido da data. Exemplo: Gibb (1985), empreendeu um estudo com 16 pequenas companhias, com o intuito de decifrar os caminhos percorridos pelas empresas para a concepo de estratgias de desenvolvimento de produto e mercado. Dois autores Deve-se indicar os dois autores unidos pela conjuno aditiva e acrescidos da data. As entradas pelo sobrenome do autor, pela instituio responsvel ou pelo ttulo includo na sentena devem ser em letras maisculas e minsculas; quando estiverem entre parnteses devem ser em letras maisculas.
  • Slide 28
  • CITAES EM DOCUMENTOS: DEFINIES E REGRAS GERAIS (ABNT/NBR-10520) Exemplos: Miller e Toulouse (1986) verificaram que o trao de personalidade dos proprietrios- administradores pode ser fortemente correlacionado com certos tipos de estratgias adotadas por pequenas empresas. ou O trao de personalidade dos proprietrios-administradores pode ser fortemente correlacionado com certos tipos de estratgias adotadas por pequenas empresas (MILLER; TOULOUSE, 1986). Trs ou mais de trs autores Indicao do primeiro autor, seguido da expresso et al. acrescidos da data e nmero da pgina. Exemplos: White et al. (1998) (WHITE et al., 1998, p. 176)
  • Slide 29
  • CITAES EM DOCUMENTOS: DEFINIES E REGRAS GERAIS (ABNT/NBR-10520) Vrios trabalhos A citao de vrios autores numa frase poder obedecer a ordem alfabtica ou cronolgica, quando citados em bloco no texto. A opo por qualquer dos critrios dever ser seguida uniformemente, em toda a matria. Exemplo: ordem alfabtica: Coopers (1996); Dwyer (1987); Mckinsey (1997); Morehouse (1995) Exemplo: ordem cronolgica Dwyer (1987); Morehouse (1995); Coopers (1996); Mckinsey (1997)