Apresenta§£o

download Apresenta§£o

of 34

  • date post

    19-Jun-2015
  • Category

    Sales

  • view

    130
  • download

    2

Embed Size (px)

Transcript of Apresenta§£o

  • 1. C O N M A R F E L - B R A S I L , L T D A I n v e s t im e n t o e m H o r iz o n t e , C e a r

2. Conselho Estadual de Desenvolvimento Econmico CEDE M.D. Presidente do Conselho Fortaleza - CE Senhor presidente, CONMARFEL, BRASIL LTDA, sociedade em constituio, empresa industrial dedicada a desenvolver e fabricar o seguinte: Fabricao de insumos, termo acsticos para edifcios, a saber: 1. Janelas e portas em alumnio com vidro duplo e corte termo acstico. 2. Painis termo acsticos em chapa de ao para a construo de moradias e revestimento de fachadas. 3. Painis termo acsticos em beto leve para paredes exteriores e divises interiores dos edifcios de grande e pequeno porte. 4. Outras tecnologias e insumos destinados simplificao, melhoria de conforto, reduo de consumo de energia, reduo de peso e aumento de velocidade de construo, logo rentabilidade do trabalho na construo de edifcios interessada em implantar uma unidade industrial, no Estado do Cear, no Municpio de Horizonte, vem pleitear, junto a esse Conselho na forma da legislao atual os incentivos abaixo relacionados: ITEM Descriminao dos incentivos Assegurado pela: 01 Incentivo Fiscal no mbito do FDI/PROVIN de 75% do ICMS, devido, a ser concedido pelo Estado pelo prazo de 10 anos, com 03 anos de carncia. Estado 02 Diferimento de 100% do ICMS incidente nas operaes de importao de insumos, mquinas e equipamentos para compor o ativo fixo da empresa. Estado 03 Qualquer outro incentivo, legalmente contemplado que seja aplicvel a este investimento. Estado e autarquias Anexo, fornecemos os dados relativos implantao do empreendimento para a formalizao do competente protocolo de Intenes. Sem outro assunto, colocamo-nos disposio de V. Sr, para quaisquer esclarecimento esclarecimentos adicionais que se Faam necessrios. Atenciosamente, CONMARFEL, BRASIL LTDA. 3. Demonstrao da pontuao Critrio Discriminao Pontuao P1. Gerao de empregos 100 a 199 15 P2. Custo transao 51 a 60 20 P3. Localizao 50 a 100 5 P4. Responsabilidade Social, Cultural e Ambiental A negociar 5 P5. Pesquisa e Desenvolvimento A negociar 5 PE. Setor estratgico para a base de desenvolvimento estadual Descrito abaixo 10 Pontuao total 75 Porcentagem de incentivo do financiamento ICMS 75% Valor do retorno do financiamento ? P4. Responsabilidade Social, Cultural e Ambiental 1. - As matrias-primas e insumos a consumir so: vidro, alumnio, PVC, ao, cimento, poliestireno expandido (isopor). - Todas as matrias-primas, so reciclveis a 100%, mesmo as pequenas limalhas, produzidas pelos cortes, so reenviadas s fundies para novas produes. - A energia , exclusivamente, eltrica. No existem combustes. - No h consumo de gua no processo de transformao industrial no que respeita s janelas em alumnio, e sandwiches trmicas em ao. - Na fabricao dos painis em beto leve, existe a mistura de cimento com granulado de poliestireno expandido, conhecido como isopor, e na Europa pelo nome de esferovite. 4. Nome Empresarial: Conmarfel, Brasil, Ltda Nome de Fantasia: CONMARFEL. Technology, Productivity & Confort Endereo: Distrito industrial de Horizonte, Horizonte CE, Bairro: Distrito Industrial de Horizonte CEP: 62880-000 Municpio: Horizonte CE Estado: Cear Tel. 9855-9800 e 9634-4432 Data da Fundao: Em constituio. Objeto Social: Fabricao de insumos termo acsticos para edifcios. Tipo de sociedade: Empresarial Limitada. Origem: Europa. Portugal Atividade: Em atividade em Portugal, Frana e Cabo Verde. Em constituio no Brasil 1. Empresa Informao bsica da Empresa V e r n a n e t a tr a v s d o G o o g le : w w w .c o n m a r f e l. c o m w w w .v id r e ir a id e a ld o f u n d a o .p t w w w . m o d u - la r .c o m . M u ito e m b o r a e m P o r tu g a l e F r a n a a e m p r e s a p a r a a l m d a p r o d u o in d u s tr ia l, d e s e n v o lv a ta m b m a a tiv id a d e d e c o n s tr u to r a , n o B r a s il, n o q u e a e s te p r o je to , c o n c e r n e , a e m p r e s a v a i in s ta la r a p e n a s a s u a v e r te n te in d u s tr ia l. 5. Capital Social Capital a registrar e a integralizar: R$ 3.675.000,00 Linha de Produo 1. Janelas e portas em alumnio, com vidro duplo e corte termo acstico 2. Painis Termo acsticos em chapa de ao, para a construo de moradias e revestimento de fachadas. 3. Painis termo acsticos, em beto leve, para paredes exteriores e divises interiores dos edifcios de grande e pequeno porte. 4. Outras tecnologias e insumos destinados simplificao, melhoria de conforto, reduo de consumo de energia, reduo de peso e aumento da velocidade de construo, logo rentabilidade do trabalho, na construo de edifcios Diretoria Nome CPF Cargo Mandato Ana Rgia Campos Oliveira. 31614914320 brasileira Administradora. Indeterminado. Mrio Fernando Caetano Reis 705.911.821-73 Portugus Scio.administrador. Indeterminado Aires Martins dos Santos 705.911.891-86 portugus Scio administrador indeterminado Sr(a indicar) XX ( a indicar) Scio administrador indeterminado 6. 1. Com as recentes homologaes e regulamentaes da Legislao Brasileira, sobre Eficincia e certificao energtica dos edifcios e Reduo da poluio sonora 40 decibis, a tecnologia construtiva tradicional usada at agora no Brasil, dificilmente, ou, impossivelmente, conseguir atingir tais objetivos legais. Mas, no menos importante que o aspeto legal, o ruido exterior, entra quase livremente dentro dos edifcios, provocando uma sonoridade, muito incomodativa e com efeitos malficos no equilbrio psico/nervoso, social e profissional dos seus usurios. 2.0. Projeto Descrio e objetivos. Experincia tecnolgica na Europa. 7. 2. A Conmarfel industria, vem, ao longo dos ltimos 25 anos, desenvolvendo e aplicando tecnologias, na Europa, sobretudo em Portugal e Frana, que objetivam a reduo do ruido exterior at 100% e a reduo no consumo de energia at 80%, principalmente em edifcios equipados com climatizaes mecnicas, vulgo, ar condicionado. 3. A Conmarfel produz ainda os insumos trmicos modulares que, aplicados aos edifcios, reduzem o seu peso de carga, em cerca de 30% e aumentam a produtividade, em mais de 300%, pela velocidade de aplicao. 2.0. Projeto Descrio e objetivos. Experincia tecnolgica na Europa. 8. 4. Quando a tecnologia das esquadrias em vidro duplo, com vcuo, desenvolvida pela universidade alem de Frankfurt, comeou a ser aplicada na Europa, 25 anos atrs, muitos edifcios em fase de concluso tiveram que substituir as suas esquadrias, porque, o cliente exigia o vidro duplo com caixa de vcuo. Este imps-se rapidamente no mercado, no por imposio legal, mas por exigncia dos clientes. Hoje, praticamente todos os edifcios na Europa, j substituram as esquadrias tradicionais, pelas, em vidro duplo, mesmo nos edifcios antigos. Hoje, sobretudo nos pases do Norte, j estamos aplicando vidro triplo e mesmo vidro triplo com caixa de gs, que atinge redues energticas superiores a 80% e sonoras a 100%. Muito embora na primeira fase, no cheguemos a esta performance, porque as condies climatricas do Brasil em geral e do Nordeste em especial, o no justificam, estaremos todavia equipados para satisfazer esta demanda, em casos especiais ou em regies do Mercosul que o justifiquem. 2.0. Projeto Descrio e objetivos. Experincia tecnolgica na Europa. 9. 5. A Conmarfel vai instalar na sua fbrica de Horizonte a tecnologia de ponta, consubstanciada nos melhores e mais produtivos equipamentos, na aplicao macia do seu Know-how e na formao profissional dos seus colaboradores e dos colaboradores dos seus clientes. 2.0. Projeto Descrio e objetivos. Experincia tecnolgica na Europa. 10. 6. Muito embora o possa fazer, em casos especiais, os objetivos da Conmarfel, no so o de aplicar os materiais em obra, mas sim, atuar como indstria de base, ou seja, produzir a tecnologia, disponibilizar o Know-how e abastecer os atuais agentes do mercado, com novas tecnologias. Deste modo, a Conmarfel no vem para o mercado para concorrnciar com as empresas j existentes, mas sim, aportar tecnologia que permita s mesmas continuarem o seu trabalho em moldes mais eficientes e velozes. Uma vez que, com esta estratgia, as empresas atuais vo receber no somente produtos, como tambm suporte tcnico, ir haver uma revoluo generalizada da tenologia e um aumento de produtividade que ser visvel a mdio prazo no Cear e em todo o Nordeste, mercado alvo da fbrica do Cear. De igual modo, com base nesta unidade, iremos extravasando para outras regies econmicas do Brasil e para o Mercosul. Como exemplo, neste momento, a Conmarfel Europa, est a concluir um tratado com o Governo do Suriname para instalao de 2.000 casas naquele pas. Uma das possibilidades a estudar, que as mesmas venham a ser j fabricadas na fbrica de Horizonte. 2.0. Projeto Descrio e objetivos. Experincia tecnolgica na Europa. 11. 7. As casas fabricadas pela Conmarfel, que vo desde o popular ao luxo, so fornecidas em Kits s construtoras que, por sua vez, procedem sua montagem em obra. Uma casa montada e completamente concluda, por uma equipa de 3 ou 4 pessoas em menos de uma semana. A Conmarfel aportar a cada empresa a expertise para a implantao. Ou seja, o mercado continua a funcionar, sem turbulncias, ao mesmo tempo que se moderniza e, aumenta a produtividade. No menos importante so os insumos para as grandes obras em altura, que como j dissemos, aumentam a velocidade de execuo em mais de 300% e aportam, reduo do ruido externo e interno, economia energtica e, tornam os edifcios mais leves e mais funcionais. 2.0. Projeto Descrio e objetivos. Experincia tecnolgica na Europa. 12. CONCLUSO: A Conmarfel vem aportar ao mercado, tecnologia, economia, conforto, modernidade, envolvendo nestes objetivos os parceiros j instados no mercado, o que permitir uma divulgao rpida e generalizada destes propsitos. A Conmarfel no se assume como um concorrente de ningum. Outrossim, como um parceiro de desenvolvimento generalizado. TRATA-SE POR ISSO DE UM INDUSTRIA TECNOLGICA DE BASE, com 25 anos de experincia na Europa. Vimos para partici