ANO DO ENSINO MÉDIO - Seletivo Seriado Unificado... · PDF file3o ANO DO ENSINO...

Click here to load reader

  • date post

    13-Dec-2018
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of ANO DO ENSINO MÉDIO - Seletivo Seriado Unificado... · PDF file3o ANO DO ENSINO...

UFAL 2010 3 ANO 1

Nome: Inscrio:

Identidade: rgo Expedidor:

Assinatura:

COMISSO DE PROCESSOS SELETIVOS E TREINAMENTOS

LEIA COM ATENO

3o ANO DO ENSINO MDIO

01. S abra este caderno aps ler todas as instrues e quando for autorizado pelos fiscais da sala. 02. Preencha os dados pessoais. 03. O Caderno de Prova consiste de 40 questes de mltipla escolha e 4 Questes Abertas (Discursivas).

Caso no esteja completo, solicite outro ao fiscal da sala. No sero aceitas reclamaes posteriores. 04. No coloque o seu nmero, nome ou assinatura em qualquer local da FOLHA DE RESPOSTAS. Isto

o(a) identificar e, consequentemente, anular sua Prova. 05. Assinale a resposta de cada questo no corpo da prova e, s depois, transfira os resultados para a

FOLHA DE RESPOSTAS. 06. No sero consideradas as Questes Abertas (Discursivas) respondidas fora do espao destinado a

cada questo. 07. Para marcar a folha de respostas, utilize apenas caneta esferogrfica azul ou preta e faa as marcas de

acordo com o modelo . A marcao da folha de respostas definitiva, no admitindo rasuras. 08. No risque, no amasse, no dobre e no suje a folha de respostas, pois isto poder prejudic-lo. 09. No ser permitida qualquer espcie de consulta. Os fiscais no esto autorizados a emitir opinio nem

a prestar esclarecimentos sobre o contedo das provas. Cabe nica e exclusivamente ao candidato interpretar e decidir.

10. A durao desta Prova de 03 (trs) horas e 40 (quarenta) minutos, tempo para responder todas as questes e transferir os resultados para a FOLHA DE RESPOSTAS.

11. A correo da prova ser efetuada levando-se em conta EXCLUSIVAMENTE o contedo das FOLHAS DE RESPOSTAS.

12. Ao trmino da Prova, devolva mesa de fiscalizao este Caderno de Provas, juntamente com a FOLHA DE RESPOSTAS, e assine a Lista de Presena. No separe a FOLHA DE RESPOSTAS das Questes de Mltipla Escolha da FOLHA DE RESPOSTAS das Questes Abertas (Discursivas).

13. Se a Comisso verificar que a resposta de uma questo dbia ou inexistente, a questo ser posteriormente anulada, e os pontos, a ela correspondentes, atribudos a todos os candidatos.

Pr-Reitoria de Graduao PROGRAD Comisso Permanente do Vestibular - COPEVE

PROCESSO SELETIVO 2010

UFAL 2010 3 ANO 2

PORTUGUS/LITERATURA

Texto 1

Mentira e verdade Alguns estudiosos afirmam que a mercadoria mais importante do mundo moderno a informao. Pensando bem, foi sempre mais ou menos assim. Quem detinha a informao era poderoso da que a mdia foi elevada a quarto poder, tese contra a qual sempre me manifestei, achando que a mdia uma fora, mas no o poder.

Com a chegada da internet, suas imensas e inesperadas oportunidades, o monoplio da informao pulverizou-se. Os jornais, creio eu, foram os primeiros a sentir o golpe, os livros logo em seguida, havendo at a previso de que ele acabar na medida em que se limitar ao seu atual desenho grfico, que vem de Gutenberg.

Acontece que, mais cedo ou mais tarde, a mdia impressa ficar dependente no dos seus quadros profissionais, de sua estrutura de captao das informaes. Qualquer pessoa, a qualquer hora do dia ou da noite, acessando blogs e sites individualizados, ficar por dentro do que acontece ou acontecer.

Na atual crise que o pas atravessa, a imprensa em muitas ocasies foi caudatria do que os blogs informavam duas, trs vezes ao dia. Em termos de amplido, eles sempre ganharo de goleada da imprensa escrita e falada.

O gigantismo da internet tem, porm, ps de barro. Se ganha no alcance, perde no poder de concentrao e anlise. Qualquer pessoa, medianamente informada ou sem informao alguma, pode manter uma fonte de notcias ou comentrios com responsabilidade zero, credibilidade zero, coerncia zero.

O mercado da informao, que formaria o poder no mundo moderno, em breve estar to poludo que dificilmente saberemos o que ainda no sabemos: o que mentira e o que verdade.

Carlos Heitor Cony. In: http://www1.folha.uol.com.br/folha/pensata/ult505u241.shtml.

Acesso em 12/10/2009.

01. Acerca de relaes interoracionais presentes no Texto 1, analise as proposies abaixo.

1) O trecho: Alguns estudiosos afirmam que a mercadoria mais importante do mundo moderno a informao. exemplifica um caso em que o complemento de um verbo est na forma de uma orao.

2) Ao afirmar que O gigantismo da internet tem, porm, ps de barro., o autor opera uma mudana na direo argumentativa do texto.

3) No trecho: Quem detinha a informao era poderoso., temos um caso em que o sujeito est codificado na forma de uma orao.

4) No trecho: Na atual crise que o pas atravessa, o autor utiliza duas formas com funo adjetiva em relao ao substantivo crise: atual e que o pas atravessa.

Esto corretas: A) 1, 2, 3 e 4. B) 1, 2 e 3, apenas. C) 1, 2 e 4, apenas.

D) 1, 3 e 4, apenas. E) 2, 3 e 4, apenas.

Resposta: A

Justificativa:

A proposio 1 est correta, pois, no trecho dado, o complemento do verbo afirmar que a mercadoria mais importante do mundo moderno a informao, que uma orao.

A proposio 2 est correta, uma vez que, de fato, ao afirmar que O gigantismo da internet tem, porm, ps de barro., o autor opera uma mudana na direo argumentativa do texto.

A proposio 3 est correta, porque no trecho dado, o sujeito Quem detinha a informao, que est codificado na forma de uma orao.

A proposio 4 est correta, pois, realmente, no trecho dado, o autor utiliza duas formas com funo adjetiva em relao ao substantivo crise: atual e que o pas atravessa.

02. possvel reconhecer uma relao semntica de causalidade no seguinte trecho:

A) Os jornais, creio eu, foram os primeiros a sentir o golpe, os livros logo em seguida, havendo at a previso de que ele acabar.

B) Acontece que, mais cedo ou mais tarde, a mdia impressa ficar dependente no dos seus quadros profissionais, de sua estrutura de captao das informaes.

C) Na atual crise que o pas atravessa, a imprensa em muitas ocasies foi caudatria do que os blogs informavam duas, trs vezes ao dia.

D) Com a chegada da internet, suas imensas e inesperadas oportunidades, o monoplio da informao pulverizou-se.

E) Qualquer pessoa, medianamente informada ou sem informao alguma, pode manter uma fonte de notcias ou comentrios com responsabilidade zero, credibilidade zero, coerncia zero.

Resposta: D

Justificativa:

No trecho: Com a chegada da internet, suas imensas e inesperadas oportunidades, o monoplio da informao pulverizou-se., pode-se reconhecer uma relao semntica de causalidade: o monoplio da informao pulverizou-se graas /por causa da chegada da internet, suas imensas e inesperadas oportunidades.

Nas demais alternativas, a relao de causalidade no est presente.

03. Assinale a alternativa na qual a regncia nominal segue as regras da Norma Padro.

A) A tese de que a mdia um quarto poder no compatvel ao pensamento do autor.

B) Algumas informaes que so postas disposio aos usurios da Internet nem sempre so confiveis.

C) O gigantismo da internet perde no poder de concentrao e anlise, devido ao acmulo de informaes.

UFAL 2010 3 ANO 3

D) Pesquisas indicam que a mdia impressa ainda prefervel do que a Internet.

E) H sites no-confiveis, que so propensos em darem informaes apressadas.

Resposta: C

Justificativa:

A alternativa A est incorreta, porque a expresso ser compatvel regida pela preposio com.

A alternativa B est incorreta, porque a expresso estar disposio regida pela preposio de.

A alternativa C est correta, pois, de fato, o termo devido regido pela preposio a.

A alternativa D est incorreta, porque a expresso ser prefervel regida pela preposio a.

A alternativa E est incorreta, porque a expresso ser propenso regida pela preposio a.

04. Assinale a alternativa em que as regras da concordncia foram obedecidas.

A) De fato, existe, atualmente, sites e blogs pouco confiveis na Internet.

B) Atualmente, veem-se notcias que no tm nenhum fundamento, na Internet.

C) O alcance das informaes propagadas pela mdia eletrnica so incomparavelmente maiores.

D) Sem dvida, sobra, na Internet, veculos de informaes pouco confiveis.

E) Devem haver, certamente, sites de informao mais seguros do que outros.

Resposta: B

Justificativa:

A alternativa A est incorreta, pois o verbo existir deveria estar no plural, em concordncia com sites e blogs.

A alternativa B est correta, pois a forma verbal veem-se concorda com notcias.

A alternativa C est incorreta, pois o verbo ser deveria concordar com o termo alcance, que est no singular.

A alternativa D est incorreta, pois o verbo sobrar deveria estar no plural, em concordncia com veculos;

A alternativa E est incorreta, pois o verbo haver impessoal, e transfere sua impessoalidade para o verbo que, com ele, compe uma locuo verbal. Fica, pois, no singular.

05. Acerca das vanguardas europeias, analise as proposies a seguir.

1) Na literatura, as tcnicas de pintura cubista correspondem fragmentao da realidade,

superposio e simultaneidade de planos por exemplo, reunir assuntos aparentemente sem nexo, misturar assuntos, espaos e tempos diferentes.

2) As propostas futuristas para a linguagem literria defendiam, dentre outras: as palavras em liberdade, por alteraes sintticas; a abolio dos adjetivos e dos advrbios; e a abolio da pontuao.

3) O Expressionismo se revela, na literatura, pelo culto ao belo, pela organizao cannica das frases e pela prefernc