A mente e as Causas de Adoecimento - femh set2012

download A mente e as Causas de Adoecimento - femh set2012

of 21

  • date post

    15-Jun-2015
  • Category

    Documents

  • view

    614
  • download

    2

Embed Size (px)

Transcript of A mente e as Causas de Adoecimento - femh set2012

  • 1. Fraternidade Esprita Monsenhor HortaEstudo Mensal do Grupo de TratamentoA MENTE E AS CAUSAS DOADOECIMENTOSetembro/2012

2. EQUILBRIO CORPO ESPRITOA sade e a enfermidade so o produto daharmonizao ou desarmonizao do indivduo paracom as leis espirituais que do mundo oculto atuam sobre o plano fsico; as molstias, portanto, em sua manifestao orgnica, identificam que no mundo psquico e invisvel aos sentidos da carne, a alma est enferma! Ramatis, Fisiologia da Alma (2006) 3. SISTEMA NERVOSO CENTRAL 4. GLNDULA PINEAL (EPFISE) a glndula da vida espiritual e mental devido sua elevadaexpresso no corpo etreo onde presidem os fenmenos nervososda emotividade, devido a sua ascendncia sobre todo o sistemaendcrino. um rgo sensor que capta as informaes por ondaseletromagnticas devido as propriedades dos cristais de apatita,que as convertem em estmulos neuroqumicos. De forma anloga antena do aparelho celular para sinais eletrnicos Est ligada mente espiritual atravs de princpioseletromagnticos do campo vital. Os cristais vibram conforme as ondas eletromagnticas que captam. capaz de interagir com outras reas do crebro como o crtexcerebral.Missionrios da Luz FCX, pelo Esprito Andr Luiz FEB 5. SISTEMA NERVOSO CENTRAL 6. SISTEMA NERVOSO Crebro Inicial: Movimentos instintivos Atividades subconscientes Poro da Individualidade Onde esto arquivadas todas as experincias e osmenores fatos da vida. Impulsos instintivos Experincias da animalidade anteriorNo Mundo Maior FCX, pelo Esprito Andr Luiz FEB 7. SISTEMA NERVOSO Segundo Crebro: Domicliodas conquistas atuais Onde se erguem e se consolidam as qualidades nobresque estamos edificando Onde residem o esforo e a vontade Consciente Sede do esforo prprio Desenvolvimento da vontadeNo Mundo Maior FCX, pelo Esprito Andr Luiz FEB 8. SISTEMA NERVOSO Terceiro Crebro: Casa das noes superiores Eminncias que nos cumpre atingir Onde demoram o ideal e a meta superior a seralcanada. Superconsciente Onde situamos as concepes superioresNo Mundo Maior FCX, pelo Esprito Andr Luiz FEB 9. MENTESUBCONSCIENTE CONSCIENTESUPERCONSCIENTE(PASSADO)(PRESENTE) (FUTURO) 10. LEIS Lei Divina ou Naturala que lhe indica o que deve ou no fazer imutvel Est gravada na conscincia Jesus: exemplo da perfeio moral remota: revelada antes de Jesus Todosque meditaram sobre a sabedoria puderamcompreend-la e ensin-la.O Livro dos Espritos, Allan Kardec (Paris, 1857) questes 614 a 628 11. MENTE A mente a orientadora do universo microcsmico, em que bilhes de corpsculos (clulas) e energias multiformes se consagram a seu servio. Dela emanam as correntes da vontade, determinando vasta rede de estmulos, reagindo ante a exigncias da paisagem externa ou atendendo s exigncias das zonas interiores.Nas Brumas da Mente, Rafael de Figueiredo,pelo Esprito Franois Rabelais (2006) 12. SISTEMA LMBICO a via expressa da relao mente-corpo! 13. ADOECIMENTO PLANO FSICOPLANOESPIRITUAL 14. ADOECIMENTOKRMICO COMPORTAMENTAL 15. POR QU ADOECEMOS? 16. EXPIAES So os pungentes sofrimentos e as profundas dores que ponteiam os caminhos das criaturas, constituindo fatos inevitveis. Decorrem dos delitos praticados pelas criaturas contra o direito dos semelhantes, quando em pleno uso da razo e do livre-arbtrio. As expiaes em geral so irreversveis e inscritas na natureza intrnseca do perisprito.Revista O Reformador, FEB n 2.200, Julho/2012 17. APRENDIZADO Somos punidos, j nesta vida, pelas infraes s leisda existncia corporal, pelos males que so aconsequncia dessa infrao e de nosso prprioexcesso. Se voltarmos gradativamente origem do quechamamos de nossas infelicidades terrenas, as veremos,na maioria das vezes, como consequncia de umprimeiro desvio de caminho reto. Por esse desvio,entramos no mau caminho e, de consequncia emconsequncia, camos na infelicidade.O Livro dos Espritos, Allan Kardec (Paris, 1857) questo 921 18. MATRIA TOMO ESTADOS DA MATRIA 19. FSICA QUNTICAFsica Quntica: aquela que estuda os sistemas fsicos com dimensesprximas ou abaixo da escala atmica 20. PROPRIEDADES DA MATRIA A matria formada de um nico elemento primitivo. As propriedades da matria so modificaes que asmolculas elementares sofrem. A mesma matria elementar suscetvel de passar portodas as modificaes e adquirir todas aspropriedades. A matria tem duas propriedades essenciais: a fora eo movimento. As demais so efeitos secundrios, quevariam de acordo com a intensidade da fora e adireo do movimento.O Livro dos Espritos, Allan Kardec (Paris, 1857) questes 30 a 34 21. FSICA QUNTICA No universo tudo composto por tomos. Isso traz anoo de que tudo est interligado, em um grandecampo/teia universal, portanto, fenmenos comoclarividncia e telepatia podem ocorrer de maneiranatural, uma vez que tempo e espao so frutos danossa pura observao perceptiva, deixando o rtulode sobrenatural ou paranormal. a variao da propriedade da matriaque lhe confere determinado comportamento,sendo perceptvel ou no ao expectador!