A construção da representação gráfica da música da...

Click here to load reader

  • date post

    19-Jul-2015
  • Category

    Documents

  • view

    726
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of A construção da representação gráfica da música da...

CENTRO DE EDUCAO, COMUNICAO E ARTES DEPARTAMENTO DE EDUCAO MESTRADO EM EDUCAO MARIA KYOKO ARAI WATANABE

A CONSTRUO DA REPRESENTAO GRFICA DA MSICA DA CRIANA: ESTUDO DE CASO

Londrina 2011

MARIA KYOKO ARAI WATANABE

A CONSTRUO DA REPRESENTAO GRFICA DA MSICA DA CRIANA: ESTUDO DE CASO

Londrina 2011

MARIA KYOKO ARAI WATANABE

A CONSTRUO DA REPRESENTAO GRFICA DA MSICA DA CRIANA: ESTUDO DE CASO

Dissertao apresentada ao Programa de Mestrado em Educao da Universidade Estadual de Londrina como requisito para a obteno do grau de Mestre em Educao. Orientadora: Professora Doutora Lucinea Aparecida de Rezende.

Londrina 2011

4

Catalogao elaborada pela Diviso de Processos Tcnicos da Biblioteca Central da Universidade Estadual de Londrina.

Dados Internacionais de Catalogao-na-Publicao (CIP)W324c Watanabe, Maria Kyoko Arai. A construo da representao grfica da msica da criana : estudo de caso / Maria Kyoko Arai Watanabe. Londrina, 2011. 120 f. : il. Orientador: Lucinea Aparecida de Rezende. Dissertao (Mestrado em Educao) Universidade Estadual de Londrina, Centro de Educao, Comunicao e Artes, Programa de Ps-Graduao em Educao, 2011. Inclui bibliografia. 1. Msica Instruo e estudo Crianas Teses. 2. Crianas Educao Msica Teses. 3. Partituras Leitura e execuo Crianas Teses. 4. Crianas Msica Estudo de casos Teses. I. Rezende, Lucinea Aparecida de. II. Universidade Estadual de Londrina. Centro de Educao, Comunicao e Artes. Programa de Ps-Graduao em Educao. III. Ttulo.

CDU 78:37

MARIA KYOKO ARAI WATANABE

A CONSTRUO DA REPRESENTAO GRFICA DA MSICA DA CRIANA: ESTUDO DE CASO

Dissertao apresentada ao Programa de Mestrado em Educao da Universidade Estadual de Londrina como requisito para a obteno do grau de Mestre em Educao.

Banca Examinadora

____________________________________ Profa. Dra. Lucinea Aparecida de Rezende Orientadora Universidade Estadual de Londrina

____________________________________ Profa. Dra. Maria Jos Dozza Subtil Universidade Estadual de Ponta Grossa

____________________________________ Profa. Dra. Francismara Neves Universidade Estadual de Londrina

Londrina, 26 de novembro de 2011

s crianas. A quem tecnicamente chamamos de sujeitos. Com quem vivemos grandes momentos de alegria, descobertas e maravilhamentos. Se tem algum que aprendeu, esse algum foi eu....

7

AGRADECIMENTOS

Minha profunda gratido orientadora, professora Dra. Lucinea Aparecida de Rezende, que, com profissionalismo e sabedoria, acompanhou o longo percurso deste estudo, dando luz e discernimento imprescindveis a esta leitora principiante, que recebeu a honra de poder cham-la de Amiga. s Professoras Dra. Maria Jos Dozza Subtil e Dra. Francismara Neves, pelas trocas e contribuies, quanto ao corpo e cientificidade do estudo. s professoras Dra. Nadia Aparecida de Souza e Dra. Cassia Virgnia Coelho de Souza, pela interlocuo, que iluminaram e enriqueceram as ideias. Aos professores Dr. Marcos Jorge, Dra. Maria Cristina Marquezine, Dra. Regina Clia Vitaliano e Dra. Neusi Navas Berbel, pelas proveitosas reflexes sobre o meu trabalho enquanto educadora, fonte do presente estudo. professora Me. Cleusa Erilene dos Santos Cacione, pelo apoio e contribuies valiosas nas reflexes. Aos colegas do Programa de Mestrado, especialmente Marcia Paganini Cavquia e Wagner Rosa, pela troca e apoio em muitos momentos durante esta caminhada. coordenao e diretoria de pais do IEIJ Instituto de Educao Infantil e Juvenil, representada pela diretora geral professora Margareth Felipe Cuba, por permitir o estudo e confiar no meu trabalho com as suas crianas. Luiza Leonor Cavazotti e Silva, fundadora e coordenadora do IEIJ, origem e razo deste estudo, pelo valor que atribui Arte na formao do Humano. alfabetizadora do IEIJ, Aithana Luz da Silva Rabelo, que me iluminou na interface Msica Alfabetizao. Eliana Abel Oda Morinaka, coordenadora do Ensino Fundamental Anos Finais do IEIJ, pelo apoio incondicional e zelo pela logstica nos trabalhos internos, para que eu pudesse me dedicar a este estudo. teacher Mrcia Simes, pelo abstract e cumplicidade nos momentos difceis. Aos colegas do IEIJ, que assumiram parcelas do meu trabalho para que eu pudesse realizar o estudo. Ao setor de referncia da Biblioteca Central da Universidade Estadual de Londrina, que, muitas vezes, esclareceu as dvidas e me deu o imprescindvel auxlio na normalizao destes escritos. Ao Marcelo Silveira, pela preciosa reviso dos escritos. A meus pais, Kazuko e Hitoshi Arai, imigrantes, que, com o profundo respeito pelas diferentes culturas, intuitivamente, me ensinaram a ler nas mltiplas linguagens. Aos irmos, Orom, Naoto e Jun, cada um sua maneira, pelo apoio e palavras encorajadoras. Ao companheiro Amrico e s garotas Lcia e Anna, pela compreenso nos muitos momentos de ausncia. E, em especial, s crianas participantes deste estudo, que compartilharam comigo seus pensamentos, e a seus pais, que autorizaram a participao e o uso das imagens de seus preciosos filhos. Muito Obrigada!

WATANABE, Maria Kyoko Arai. A construo da representao grfica da msica da criana: estudo de caso. Dissertao (Mestrado em Educao) Centro de Educao, Comunicao e Artes, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2011.

RESUMO

O presente estudo teve por objetivo verificar quais so as estratgias que crianas alfabetizadas (6 a 9 anos), desenvolvem, estando numa situao de ambincia nas mltiplas leituras, para elaborar uma representao grfica para os sons. Consiste em uma pesquisa qualitativa na modalidade estudo de caso, cujos dados foram obtidos por meio de entrevistas semiestruturadas e anlise das representaes grficas da altura e da durao dos sons nos eventos musicais vivenciados pelas crianas. Iluminados pelos estudos de John Sloboda e as concepes de representao segundo Jean Piaget, realizamos a anlise dos dados observando os aspectos grficos e construtivos na perspectiva de Emlia Ferreiro, presentes, respectivamente, nas representaes grficas e nas explicaes dadas pelas crianas. Tal anlise permitiu concluir que essas crianas, estimuladas numa ambincia nas mltiplas linguagens, transpem para a grafia as suas experincias sensoriais, ou seja, o que veem (nos livros, nas partituras musicais e nos gestos da professora) e o que sentem corporalmente (nas atividades motoras estimuladas pela msica, nas brincadeiras musicais, nas danas, e nas exploraes dos objetos sonoros) lhes permitem construir um pensamento musical e compor um sistema de sinais para o registro grfico do som. A construo da representao grfica para a msica da criana alfabetizada passa a ser, ento, uma consequncia de uma vivncia e estmulo sistemtico e consciente em um ambiente promissor ao uso da linguagem musical e sua representao grfica, juntamente com outras formas de linguagem e suas representaes. Palavras-chave: Educao. Mltiplas leituras. Alfabetizao musical. Escrita musical. .

WATANABE, Maria Kyoko Arai. Children music graphic representation: a case study. Final paper (Master of Education) Center of Education, Communication and Arts. Londrina State University. Londrina. 2011.

ABSTRACT

The study aimed to verify the strategies that literate children ( 6 to 9 years old) used, being in an environment of multiple readings, according to Lucinea Aparecida de Rezende, to develop sounds graphical representations. It consists in a qualitative research study case method, whose data were obtained through semi structured surveys and the analysis of height and duration graphic representation of these sounds in musical events experienced by children. Enlightened by the studies of John Sloboda and the conceptions of representation by Jean Piaget, we achieved the analysis observing the constructive and graphic aspects, according the researcher Emilia Ferreiro perspective, present, respectively, in graphic representation and explanation given by children. Such analysis permitted to conclude that these children migrate from writing as their sensory experience, or from what they see in books, musical writings and teachers gestures and also by what their body feels in activities motor stimulated by the song in musical plays, dances, and by the exploration of sounds objects and those which permit them to compose a system of signs to register the graphic of the sound. Music graphic representation turns to be to the literate children a consequence of living experience and a systematic stimuli in a promisor environment of the usage of musical language and its graphic representation within other forms of language.Keywords: Education. Multiple readers. Musical literacy. Musical Writings

LISTA DE FIGURAS

Figura 1 - A Marimba de Tubos, as cordas do piano e do violo e as peas de diferentes flautas doce. ..........................................................................24 Figura 2 - Onda sinusoidal......................................................................................42 Figura 3 - Formas hipotticas de ondas de timbres diferentes de mesma altura e amplitude ...................................................................................42 Figura 4 - Epitfio de Seikilos .................................................................................46 Figura 5 - Epitfio de Seikilos. Linhas e sinais acima das letras ............................46 Figura 6 - Principais neumas ..................................................................................47 Figura 7 - Hino a So Joo Batista na notao atual .............................................48 Figura 8 - Fragmento de uma partitura com notao quadrada ............................48 Figura 9 - Claves ....................................................................................................49 Figura 10 - Escrita dos sons do grave para o agudo ..................