30 agosto 2011

download 30 agosto 2011

of 16

  • date post

    27-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    214
  • download

    1

Embed Size (px)

description

clipping Digital

Transcript of 30 agosto 2011

  • 30/08/2011160XIX

    * Piso j provocou 5.000 aes - p. 2

    * De cada 100 decises de juzes, s 16 foram executadas em 2010 - p. 08

    *A pauta da Justia - p. 16

  • ESTADO DE MINAS - 1 E p. 30 - 30.08.2011

    GREVE DOS pROFESSORESAnastasia anuncia que alunos do ensino mdio fora da escola h 84 dias, tero

    aulas pela Rede Minas a partir do dia 12. Procurador-geral pode intermediar negociaes

    Reforo pela TV

    REDE ESTADUAL

    Alunos tero pela TV aulas de reforo

    01

  • O TEMpO - p. 26 - 30.08.2011

    02

  • hOjE EM DIA - p. 2 - 30.08.2011

    03

  • hOjE EM DIA - p. 23 - 30.08.2011

    04

  • cONT.... hOjE EM DIA - p. 23 - 30.08.2011

    05

  • ESTADO DE MINAS - 1 p. - 30.08.2011

    06

  • ESTADO DE MINAS - p. 27- 30.08.2011

    07

  • FOLhA DE Sp - p. A10 - 30.08.2011

    08

  • cONT... FOLhA DE Sp - p. A10 - 30.08.2011

    09

  • O ESTADO DE Sp - p. A9 - 30.08.2011

    10

  • O TEMpO - p. 29 - 30.08.2011

    11

  • hOjE EM DIA - 1 p. - 30.08.2011

    O TEMpO - p. 29 - 30.08.2011

    13

  • hOjE EM DIA - p. 17 - 30.08.2011

    14

  • ESTADO DE MINAS - 1 p. E p. 28 - 30.08.2011

    15

  • Manoel Hygino dos Santos

    Parece que foi de uma hora para outra que o brasileiro des-cobriu que precisa do Judicirio. Sempre que ocorre um crime qualquer, um delito, mesmo um acidente, ouve-se o apelo: Quero Justia, como se tratasse de um produto que se apanha na pratelei-ra do armazm ou do supermerca-do.

    Em estudo de maio, o Institu-to de Pesquisas Econmicas Apli-cadas (Ipea) atribuiu nota mdia 4,5, numa escala de zero a 10, para as instituies do Judicirio. 2.722 pessoas foram ouvidas em todas as regies do pas. Segundo a pesquisa, as piores avaliaes dos entrevistados so as dos que-sitos rapidez, imparcialidade e ho-nestidade.

    Numa escala de 0 a 4, a rapi-dez teve o pior conceito, seguido pelos tpicos imparcialidade e honestidade, com avaliaes que correspondem ao conceito mau. Em nenhum item, a Justia conse-guiu o conceito regular.

    Esses dados so de merecer, como esto merecendo, especial ateno das pessoas de responsa-bilidade ou com responsabilidade do pas, e ningum a tem maior do que as autoridades, grande par-te das quais eleitas pelo cidado. Uma nao em que se duvida da Justia, no se pode esperar futuro feliz.No Brasil, matam-se juzes, como na Itlia de dcadas atrs. E se matava porque essa autoridade fazia prevalecer a lei, sendo opor-tuno lembrar que o Judicirio no produz legislao, apenas a faz aplicar.A execuo da magistrada no Estado do Rio, quando descia de seu carro em Niteri, uma grave advertncia e poder, quem sabe?, desestimular aqueles que,

    imbudos dos mais nobres prop-sitos, pretendem seguir a carreira. Em Minas Gerais, como se sabe, h comarcas sem juiz permanen-te, a maioria esperando h mais de cinco anos por magistrado.

    Para a associao que con-grega esses altos funcionrios do Judicirio, para atender con-venientemente demanda, seria necessrio duplicar o nmero de juzes, contratando mais 1 mil. Para adoo da medida, contudo, h necessidade de concurso e pre-viso oramentria, e a participa-o da Justia de somente 6% na receita lquida do Estado.

    Para fazer Justia, como exi-ge o cidado, exige-se, pois, mui-to mais do que vontade e respon-der s necessidades da sociedade no questo fcil e rpida. Es-foros se fazem, mas a evoluo favorvel na soluo do problema demandar tempo, enquanto o vo-lume de trabalho aumenta inces-santemente.

    Para o desembargador Ddi-mo Inocncio de Paula, do TJMG, o acmulo de processos no exa-gerado, no sendo o Judicirio o nico culpado. De fato, a lentido decorre do prprio advogado que requisita o processo, do Minis-trio Pblico quando chamado a manifestar-se, ou da realizao de percias. O juiz julga.

    De todo modo, o saldo de pro-cessos na dependncia da Justia brasileira aumenta gradativamen-te. O Conselho Nacional de Justi-a decidiu estabelecer uma meta: julgar em um ano o mesmo nme-ro de processos que deram entrada nos tribunais no mesmo perodo.

    deciso elogivel, para obe-decer o preceito de Ruil, lembrado pelo presidente da OAB-MG, Lus Cludio da Silva Chaves: Justia que tarda no Justia.

    A pauta da Justia hOjE EM DIA - p 12 - 30.08.2011

    16